BulasMed - Referências completas de medicamentos

bulas.med.br
Buscar bulas Índice de tópicos
BulasMed
Selecione a bula

Os comprimidos de Zolben podem ser tomados durante ou após as refeições ou de estômago vazio. De modo geral, você pode continuar a tomar outros medicamentos durante o tratamento com Zolben, exceto se estiver fazendo uso de cimetidina, praziquantel e dexametasona, pois estes medicamentos podem provocar o aumento da concentração dos metabólitos do medicamento no sangue. Já o ritonavir, a fenitoína, a carbamazepina e o fenobarbital podem reduzir as concentrações do metabólito do medicamento no sangue.
 - 07/03/2007
De modo geral, você pode continuar a tomar outros medicamentos durante o tratamento com albendazol, exceto se estiver fazendo uso de cimetidina, praziquantel e dexametasona, pois estes medicamentos podem provocar o aumento da concentração dos metabólitos do medicamento no sangue. Já o ritonavir, a fenitoína, a carbamazepina e o fenobarbital podem reduzir as concentrações do metabólito do medicamento no sangue.
 - 09/10/2019
Os comprimidos de albendazol podem ser tomados durante ou após as refeições ou de estômago vazio. De modo geral, você pode continuar a tomar outros medicamentos durante o tratamento com albendazol, exceto se estiver fazendo uso de cimetidina, praziquantel e dexametasona, pois estes medicamentos podem provocar o aumento da concentração dos metabólitos do medicamento no sangue. Já o ritonavir, a fenitoína, a carbamazepina e o fenobarbital podem reduzir as concentrações do metabólito do medicamento no sangue.
 - 09/10/2019
O albendazol suspensão oral pode ser tomado durante ou após as refeições, ou de estômago vazio. De modo geral, você pode continuar a tomar outros medicamentos durante o tratamento com albendazol suspensão oral, exceto se estiver fazendo uso de cimetidina, praziquantel e dexametasona, pois estes medicamentos podem provocar o aumento da concentração dos metabólitos do medicamento no sangue. Já o ritonavir, a fenitoína, a carbamazepina e o fenobarbital podem reduzir as concentrações do metabólito do medicamento no sangue.
 - 09/10/2019
De modo geral, você pode continuar a tomar outros medicamentos durante o tratamento com albendazol, exceto se estiver fazendo uso de cimetidina, praziquantel e dexametasona, pois estes medicamentos podem provocar o aumento da concentração dos metabólitos do medicamento no sangue. Já o ritonavir, a fenitoína, a carbamazepina e o fenobarbital podem reduzir as concentrações do metabólito do medicamento no sangue.
 - 07/03/2007
Também foi avaliado o quando a administração concomitante de paclitaxel com vários outros agentes afetava essa taxa de ligação. Nenhum dos agentes testados, incluindo dexametasona, difenidramina, ranitidina, doxorubicina, fluorouracila e cisplatina alteraram a taxa de ligação plasmática do paclitaxel. Metabolismo: Paclitaxel sofre biotransformação hepática.
 - 07/03/2007
Portanto, homens sob tratamento com TEMODAL * devem ser conscientizados a não fecundarem durante e até 6 meses após a interrupção do tratamento, assim como obter maiores informações a respeito da crioconservação de esperma antes do início do tratamento devido à possibilidade de ocorrer infertilidade irreversível devido ao tratamento a base de temozolomida. Interações Medicamentosas de Temodal A administração de TEMODAL * com ranitidina ou junto com as refeições não causa alterações clinicamente significativas no grau de absorção da temozolomida. A administração concomitante de dexametasona, proclorperazina, fenitoína, carbamazepina, ondansetron, antagonistas de receptores H 2 ou fenobarbital não altera a depuração de TEMODAL *.
 - 07/03/2007
Caso apresente espasmo abdominal, deve evitar tarefas potencialmente perigosas como dirigir ou operar máquinas. Interações Medicamentosas O uso concomitante de diuréticos (aumentam a produção de urina, como a furosemida) ou adrenocorticóides (como a dexametasona) podem aumentar o risco de perda de sais minerais caso doses excessivas de Dulcolax sejam ingeridas. A perda de sais minerais pode aumentar a sensibilidade aos glicosídeos cardíacos (como os digitálicos).
 - 21/08/2019
Substitutos de sal ou inibidores da ECA (ex.: Captopril, Enalapril e Lisinopril), podem causar hiperpotassemia; O uso simultâneo com quinidina potencializa os efeitos antiarrítmicos da mesma; Adrenocorticóides (ex.: Dexametasona, Betametasona e Hidrocortisona), podem diminuir seus efeitos; Ciclosporina pode causar hiperpotassemia devido ao hipoaldosteronismo (deficiência de aldosterona); Sangue de bancos de sangue, diuréticos poupadores de potássio (ex.
 - 07/03/2007
Substitutos de sal ou inibidores da ECA (ex.: Captopril, Enalapril e Lisinopril), podem causar hiperpotassemia; O uso simultâneo com quinidina potencializa os efeitos antiarrítmicos da mesma; Adrenocorticóides (ex.: Dexametasona, Betametasona e Hidrocortisona), podem diminuir seus efeitos; Ciclosporina pode causar hiperpotassemia devido ao hipoaldosteronismo (deficiência de aldosterona); Sangue de bancos de sangue, diuréticos poupadores de potássio (ex.
 - 07/03/2007
O bulas.med.br faz parte da plataforma HiDoctor
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).
Mostrar: 10
<< - « Anteriores - 4 - 5 - 6 - 7 - 8 - 9 - Próximos » - >>
61 a 70 (Total: 364)

Outros resultados:

Resultados: 17

Em março de 2020, o estudo RECOVERY ( Randomized Evaluation of COVid-19 thERapY ) foi estabelecido como um ensaio clínico randomizado para testar uma variedade de tratamentos potenciais para a COVID-19 , incluindo baixas doses de dexametasona (um tratamento com esteroides ). Mais de 11.500 pacientes foram matriculados em mais de 175 hospitais do NHS no Reino Unido.
Estudo publicado pelo The Lancet revela que, em pacientes não-imunocomprometidos diagnosticados com pneumonia comunitária, a dexametasona pode reduzir o tempo de hospitalização quando adicionada ao tratamento com antibióticos.
A dexametasona tem sido proposta como uma terapia equivalente à prednisona/prednisolona para crises da asma aguda em pacientes pediátricos. Apesar de existirem vários pequenos ensaios clínicos sobre o tema, os dados de consenso ainda não são claros.
Os pesquisadores também replicaram as descobertas em camundongos, comprimindo os nervos ciáticos dos animais para produzir dor nas costas e nas pernas ou injetando um irritante nos nervos ciáticos. Quando eles bloquearam a resposta imune dos animais com dexametasona, um esteroide comumente usado para tratar dores nas costas, a dor se tornou crônica. Em seguida, o grupo questionou se a dor crônica resultava da supressão da dor ou da supressão da inflamação .
Descobriu-se que o tempo médio de recuperação autorrelatado para pessoas que usaram budesonida inalada foi 3,011 dias mais curto em comparação com o tratamento usual (intervalo de credibilidade bayesiano [ICB] de 95% 1,134 a 5,410 dias), com alta probabilidade (0,999) de ser superior ao padrão usual de tratamento. Leia sobre " Coquetel de anticorpos REGEN-COV para prevenção da infecção pelo SARS-CoV-2 " e " Dexametasona para COVID-19 ". Cerca de um terço (32%) das pessoas que usaram budesonida inalada se recuperaram nos primeiros 14 dias após a randomização e permaneceram bem até 28 dias, em comparação com pouco mais de um quinto (22%) no grupo de tratamento usual.
Mostrar: 5
1 - 2 - 3 - 4 - Próximos »
1 a 5 (Total: 17)
  • Entrar
  • Cadastrar