AMPICILINA Capsulas

ARISTON

Atualizado em 03/06/2015

Composição da Ampicilina Capsulas

CAPSULAS COM 250 MG OU 500 MG DE AMPICILINA.

Posologia e Administração da Ampicilina Capsulas

ADULTOS E CRIANCAS ACIMA DE 6 ANOS: 1 A 4 CAPSULAS DE 250 MG OU 1 A 2 CAPSULAS DE 500 MG A CADA 6 OU 8 HORAS.

Precauções da Ampicilina Capsulas

COMO TODOS OS DERIVADOS PENICILINICOS, O PRODUTO PODE PROVOCAR REACOES DE HIPERSENSIBILIDADE QUE DEVEM SER TRATADAS COM ANTI-HISTAMINICOS E CORTICOSTEROIDES E QUE REGRIDEM APOS A RETIRADA DO ANTIBIOTICO. QUANDO O PRODUTO FOR ADMINISTRADO A PACIENTES COM DIATESE ALERGICA COMO, POR EXEMPLO, ASMA1 BRONQUICA, URTICARIA2 OU FEBRE DO FENO3, E UTIL DEIXAR UM ACESSO VENOSO PREPARADO PARA TRATAR POSSIVEL REACAO DE HIPERSENSIBILIDADE. DURANTE O TRATAMENTO COM O PRODUTO O PACIENTE DEVE SE ABSTER DA INGESTAO DE BEBIDAS ALCOOLICAS.

Reações Adversas da Ampicilina Capsulas

AS REACOES ADVERSAS MAIS COMUNS COM O USO DO PRODUTO SE CARACTERIZAM POR REACOES ALERGICAS, ESPECIALMENTE EM PESSOAS QUE TIVERAM ANTECEDENTES DE ASMA1, URTICARIA2 E FEBRE DO FENO3; EM TAIS CASOS A MEDICACAO DEVERA SER SUSPENSA. È PASSIVEL TAMBEM DE OCORRER IRRITACAO DO TUBO GASTRINTESTINAL COM O USO DO PRODUTO OCASIONANDO NAUSEAS4 E VOMITOS5, FLATULENCIA, DIARREIAS, RASH6 CUTANEO7, ESCURECIMENTO OU DESCOLORAMENTO DA LINGUA8, REACOES ALERGICAS PRINCIPALEMTE CIRCUNDANDO AS AREAS GENITAL E ANAL.

Contra-Indicações da Ampicilina Capsulas

O PRODUTO E CONTRA-INDICADO EM PACIENTES ALERGICOS AS PENICILINAS OU AS CEFALOSPORINAS.

Indicações da Ampicilina Capsulas

NO TRATAMENTO DE INFECCOES9 CAUSADAS POR BACTERIAS SENSIVEIS A AMPICILINA.

Apresentação da Ampicilina Capsulas

EMBALAGENS COM 12 OU 100 CAPSULAS.

AMPICILINA Capsulas - Laboratório

ARISTON
Rua Adherbal Stresser, 84
São Paulo/SP - CEP: 05566-000
Tel: (011 )810-1079
Fax: (011 )810-2894
Site: http://www.ariston.com.br/

Ver outros medicamentos do laboratório "ARISTON"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Asma: Doença das vias aéreas inferiores (brônquios), caracterizada por uma diminuição aguda do calibre bronquial em resposta a um estímulo ambiental. Isto produz obstrução e dificuldade respiratória que pode ser revertida de forma espontânea ou com tratamento médico.
2 Urticária: Reação alérgica manifestada na pele como elevações pruriginosas, acompanhadas de vermelhidão da mesma. Pode afetar uma parte ou a totalidade da pele. Em geral é autolimitada e cede em pouco tempo, podendo apresentar períodos de melhora e piora ao longo de vários dias.
3 Febre do Feno: Doença polínica, polinose, rinite alérgica estacional ou febre do feno. Deve-se à sensibilização aos componentes de polens, sendo que os alérgenos de pólen provocam sintomas clínicos quando em contato com a mucosa do aparelho respiratório e a conjuntiva de indivíduos previamente sensibilizados.
4 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
5 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
6 Rash: Coloração avermelhada da pele como conseqüência de uma reação alérgica ou infecção.
7 Cutâneo: Que diz respeito à pele, à cútis.
8 Língua:
9 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.

Tem alguma dúvida sobre AMPICILINA Capsulas?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.