ADEROGIL D3 Gotas

Sanofi Aventis Farmacêutica Ltda

Atualizado em 03/06/2015

Composição de Aderogil D3 Gotas

                           Cada 10 ml contém:

Acetato de retinol (Vitamina1 A)....................55.000 UI
Colecalciferol (Vitamina1 D3)....................22.000 UI
Óleo de Amendoim q.s.p....................10,00 ml
(Labrafil M 1944C e essência de laranja doce)
                                                                                                               

Apresentação de Aderogil D3 Gotas

Frasco conta - gotas contendo 10 ml
                                                                                                             

Informações ao Paciente de Aderogil D3 Gotas

                                                             Ação esperada do medicamento: ADEROGIL D3 é um medicamento à base de Vitamina1 A e D utilizado no tratamento e prevenção dos estados de carência destas vitaminas.

Cuidados de armazenamento: ADEROGIL D3 deve ser armazenado ao abrigo da luz.

Prazo de validade: vide cartucho. Ao adquirir o medicamento confira sempre o prazo de validade impresso na embalagem externa do produto. Nunca use o medicamento com prazo de validade vencido, pois poder ser prejudicial à saúde2.

Cuidados de administração: siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento..

Interrupção do tratamento: não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Reações adversas: informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis tais como: náuseas3, vômitos4, fadiga5, sensação de fraqueza, diarréia6, dor muscular, coceira, descamação7 cutânea8, perda de peso, agitação, tonturas9, visão10 dupla, irritação, bem como quaisquer outros sinais11 ou sintomas12.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

Ingestão concomitante com outras substâncias: informe seu médico caso você utilize antiácidos13 que contenham magnésio, pois o uso concomitante com Vitamina1 D podem resultar em hipermagnesemia. Não se recomenda o uso simultâneo de Vitamina1 D e calcifediol, devido ao efeito aditivo e aumento do potencial tóxico.

Não se recomenda o uso simultâneo de retinol e isotretinoína, podendo resultar em efeitos tóxicos aditivos.

O uso concomitante de Vitamina1 A e etretinato deve ser evitado, devido ao risco de surgimento de hipervitaminose A.

Preparações que contenham cálcio em doses elevadas ou diuréticos14 tiazídicos quando usados concomitantemente com Vitamina1 D, aumentam o risco de hipercalcemia e as que contêm fósforo, também em doses elevadas, aumentam o potencial de risco de hiperfosfatemia.

Contra-indicações e precauções: ADEROGIL D3 não deve ser utilizado em pacientes que apresentam hipersensibilidade aos componetes da fórmula. É contra-indicado também em pacientes que apresentam hipervitaminose A e D, elevadas taxas de cálcio ou fostato na corrente sangüínea e também em casos de má-formação nos ossos.

Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento.

Pacientes que apresentam problemas renais ou cardíacos e portadores de arteriosclerose15 devem procurar orientação médica para avaliar o risco/benefício da administração das Vitaminas A e D.

NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO, PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE2.
                                                                                                           

Informações Técnicas de Aderogil D3 Gotas

ADEROGIL D3 possui em sua formulação duas vitaminas (Vitamina1 A e Vitamina1 D) em solução lipossolúvel, permitindo a sua utilização nos casos de carência e hipovitaminoses.

A Vitamina1 A desempenha um papel essencial na função retiniana, pois na forma de retinol se combina com a opsina (pigmento vermelho da retina16) formando a rodopsina, necessária para a adaptação visual na escuridão, atua no crescimento ósseo, na função testicular e ovariana, e no desenvolvimento embrionário. Atua também como cofator em reações bioquímicas. A Vitamina1 A é  absorvida no trato gastrintestinal. A excreção ocorre essencialmente através das fezes e urina17. Sua biotransformação é hepática18.

A Vitamina1 D3 atua regulando positivamente a homeostasia19 do cálcio. É essencial para promover a absorção e utilização de cálcio e fosfato e para calcificação20 normal dos ossos.

A Vitamina1 D3, o paratohormônio e a calcitonina21 são os principais reguladores da concentração de cálcio no plasma22. O mecanismo
pelo qual a Vitamina1 D3 atua para manter as concentrações de cálcio e fosfato normais é facilitando sua absorção no intestino delgado23, potencializando sua mobilização nos ossos e diminuindo sua excreção renal24. Estes processos servem para manter as concentrações de cálcio e potássio no plasma22 em níveis ideais, essenciais para a atividade neuromuscular normal, mineralização dos ossos e outras funções dependentes do cálcio. A Vitamina1 D3 é rapidamente absorvida pelo intestino delgado23, ligando-se a alfa-globulinas25 específicas para o seu transporte. Sua eliminação é essencialmente biliar e renal24.

Indicações de Aderogil D3 Gotas

. Prevenção e tratamento dos estados de carência de Vitaminas A e D.                                                                                                                

Contra-Indicações de Aderogil D3 Gotas

                                             
. Hipersensibilidade aos componentes da fórmula.
. Hipervitaminoses A e D, hipercalcemia ou osteodistrofia26 renal24 com hiperfostatemia.
                                                                                                         

Precauções de Aderogil D3 Gotas

Em pacientes com insuficiência renal27 crônica, as concentrações séricas de Vitamina1 A ficam aumentadas. Pacientes com arteriosclerose15, insuficiência cardíaca28, hiperfosfatemia e insuficiência renal27 devem procurar orientação médica para avaliar risco/benefício da administração das Vitaminas A e D.

Em caso de hipervitaminose D, recomenda-se administrar dieta com baixa quantidade de cálcio, grandes quantidades de líquido e se necessário glicocorticóides.                                                                                                              

Interações Medicamentosas de Aderogil D3 Gotas

Antiácidos13 que contenham magnésio quando usados concomitantemente com Vitamina1 D podem resultar em hipermagnesemia, especialmente na presença de insuficiência renal27 crônica.

O uso concomitante de Vitamina1 A e etretinato deve ser evitado, devido ao risco de surgimento de hipervitaminose A.

Não se recomenda o uso simultâneo de retinol e isotretinoína, podendo resultar em efeitos tóxicos aditivos.

O uso concomitante de Vitamina1 D com análogos, especialmente calcifediol, não é recomendado devido ao efeito aditivo e aumento do potencial tóxico. Preparações que contenham cálcio em doses elevadas ou diuréticos14 tiazídicos quando usados concomitantemente com Vitamina1 D, aumentam o risco de hipercalcemia e as que contêm fósforo, também em doses elevadas, aumentam o risco potencial de hiperfosfatemia.
                                                                                                               

Reações Adversas de Aderogil D3 Gotas

Na ocorrência de hipervitaminose A, têm sido relatados casos de sangramento gengival, agitação, diarréia6, tonturas9, visão10 dupla, vômitos4, irritação severa, descamação7 cutânea8 e, em casos severos, podem ocorrer hipertensão29 intracraniana, convulsões e fechamento epofisário precoce.

Na hipervitaminose D têm sido relatados casos de secura da boca30, dor de cabeça31, polidipsia32, poliúria33, perda de apetite, náuseas3, vômitos4, fadiga5, sensação de fraqueza, aumento da pressão arterial34, dor muscular, prurido35 e perda de peso.

Posologia e Modo de Usar de Aderogil D3 Gotas

Profilaxia do raquitismo36:

Prematuros e recém natos de peso baixo:

5 gotas (400 U.I. de vitamina1 D3 + 1000 U.I. de vitamina1 A) por via oral por dia, a partir do 5° - 10° dia de vida.

Lactentes37 normais:

5 gotas (400 U.I. de vitamina1 D3 + 1000 U.I. de vitamina1 A) por via oral por dia, a partir do 30° dia de vida.

Tratamento do raquitismo36 instalado:

24 - 60 gotas (2000 - 5000 U.I.de vitamina1 D3) por via oral por dia até a cura clínico-radiológica; após o que retorna-se a dose  profilática de 5 gotas diárias (400 U.I. de vitamina1 D3).

Superdosagem de Aderogil D3 Gotas

Os sintomas12 observados no item Reações Adversas são decorrentes de uma superdosagem de vitaminas; no entanto, estes sintomas12 são reversíveis com a suspensão do tratamento.

Na ocorrência de superdosagem a administração do produto deve ser imediatamente interrompida, instituindo-se tratamento sintomático38 e de suporte.

SIGA CORRETAMENTE O MODO DE USAR: NÃO DESAPARECENDO OS SINTOMAS12, PROCURE ORIENTAÇÃO MÉDICA.


ADEROGIL D3 Gotas - Laboratório

Sanofi Aventis Farmacêutica Ltda
Rua Conde Domingos Papais, 413
Suzano/SP - CEP: 08613-010
Site: http://www.sanofi-aventis.com.br
C.N.P.J. 02.685.377/0008-23 - Indústria Brasileira

Ou

Sanofi Aventis Farmacêutica Ltda
Av Brasil, 22.155- Rio de Janeiro - RJ
CNPJ 02.685.377/0019-86 - Indústria Brasileira
Atendimento ao Consumidor 0800-703-0014
www.sanofi-aventis.com.br

Ver outros medicamentos do laboratório "Sanofi Aventis Farmacêutica Ltda"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
2 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
3 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
4 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
5 Fadiga: 1. Sensação de enfraquecimento resultante de esforço físico. 2. Trabalho cansativo. 3. Redução gradual da resistência de um material ou da sensibilidade de um equipamento devido ao uso continuado.
6 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
7 Descamação: 1. Ato ou efeito de descamar(-se); escamação. 2. Na dermatologia, fala-se da eliminação normal ou patológica da camada córnea da pele ou das mucosas. 3. Formação de cascas ou escamas, devido ao intemperismo, sobre uma rocha; esfoliação térmica.
8 Cutânea: Que diz respeito à pele, à cútis.
9 Tonturas: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
10 Visão: 1. Ato ou efeito de ver. 2. Percepção do mundo exterior pelos órgãos da vista; sentido da vista. 3. Algo visto, percebido. 4. Imagem ou representação que aparece aos olhos ou ao espírito, causada por delírio, ilusão, sonho; fantasma, visagem. 5. No sentido figurado, concepção ou representação, em espírito, de situações, questões etc.; interpretação, ponto de vista. 6. Percepção de fatos futuros ou distantes, como profecia ou advertência divina.
11 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
12 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
13 Antiácidos: É uma substância que neutraliza o excesso de ácido, contrariando o seu efeito. É uma base que aumenta os valores de pH de uma solução ácida.
14 Diuréticos: Grupo de fármacos que atuam no rim, aumentando o volume e o grau de diluição da urina. Eles depletam os níveis de água e cloreto de sódio sangüíneos. São usados no tratamento da hipertensão arterial, insuficiência renal, insuficiência cardiaca ou cirrose do fígado. Há dois tipos de diuréticos, os que atuam diretamente nos túbulos renais, modificando a sua atividade secretora e absorvente; e aqueles que modificam o conteúdo do filtrado glomerular, dificultando indiretamente a reabsorção da água e sal.
15 Arteriosclerose: Doença degenerativa da artéria devido à destruição das fibras musculares lisas e das fibras elásticas que a constituem, levando a um endurecimento da parede arterial, geralmente produzido por hipertensão arterial de longa duração ou pelo envelhecimento.
16 Retina: Parte do olho responsável pela formação de imagens. É como uma tela onde se projetam as imagens: retém as imagens e as traduz para o cérebro através de impulsos elétricos enviados pelo nervo óptico. Possui duas partes: a retina periférica e a mácula.
17 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
18 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
19 Homeostasia: Processo de regulação pelo qual um organismo mantém constante o seu equilíbrio. Em fisiologia, é o estado de equilíbrio das diversas funções e composições químicas do corpo (por exemplo, temperatura, pulso, pressão arterial, taxa de açúcar no sangue, etc.).
20 Calcificação: 1. Ato, processo ou efeito de calcificar(-se). 2. Aplicação de materiais calcíferos básicos para diminuir o grau de acidez dos solos e favorecer seu aproveitamento na agricultura. 3. Depósito de cálcio nos tecidos, que pode ser normal ou patológico. 4. Acúmulo ou depósito de carbonato de cálcio ou de carbonato de magnésio em uma camada de profundidade próxima a do limite de percolação da água no solo, que resulta em certa mobilidade deste e alteração de suas propriedades químicas.
21 Calcitonina: Hormônio secretado pela glândula tireoide que inibe a perda de cálcio dos ossos.
22 Plasma: Parte que resta do SANGUE, depois que as CÉLULAS SANGÜÍNEAS são removidas por CENTRIFUGAÇÃO (sem COAGULAÇÃO SANGÜÍNEA prévia).
23 Intestino delgado: O intestino delgado é constituído por três partes: duodeno, jejuno e íleo. A partir do intestino delgado, o bolo alimentar é transformado em um líquido pastoso chamado quimo. Com os movimentos desta porção do intestino e com a ação dos sucos pancreático e intestinal, o quimo é transformado em quilo, que é o produto final da digestão. Depois do alimento estar transformado em quilo, os produtos úteis para o nosso organismo são absorvidos pelas vilosidades intestinais, passando para os vasos sanguíneos.
24 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
25 Globulinas: Qualquer uma das várias proteínas globulares pouco hidrossolúveis de uma mesma família que inclui os anticorpos e as proteínas envolvidas no transporte de lipídios pelo plasma.
26 Osteodistrofia: Deformação, distrofia dos ossos.
27 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
28 Insuficiência Cardíaca: É uma condição na qual a quantidade de sangue bombeada pelo coração a cada minuto (débito cardíaco) é insuficiente para suprir as demandas normais de oxigênio e de nutrientes do organismo. Refere-se à diminuição da capacidade do coração suportar a carga de trabalho.
29 Hipertensão: Condição presente quando o sangue flui através dos vasos com força maior que a normal. Também chamada de pressão alta. Hipertensão pode causar esforço cardíaco, dano aos vasos sangüíneos e aumento do risco de um ataque cardíaco, derrame ou acidente vascular cerebral, além de problemas renais e morte.
30 Boca: Cavidade oral ovalada (localizada no ápice do trato digestivo) composta de duas partes
31 Cabeça:
32 Polidipsia: Sede intensa, pode ser um sinal de diabetes.
33 Poliúria: Diurese excessiva, pode ser um sinal de diabetes.
34 Pressão arterial: A relação que define a pressão arterial é o produto do fluxo sanguíneo pela resistência. Considerando-se a circulação como um todo, o fluxo total é denominado débito cardíaco, enquanto a resistência é denominada de resistência vascular periférica total.
35 Prurido: 1.    Na dermatologia, o prurido significa uma sensação incômoda na pele ou nas mucosas que leva a coçar, devido à liberação pelo organismo de substâncias químicas, como a histamina, que irritam algum nervo periférico. 2.    Comichão, coceira. 3.    No sentido figurado, prurido é um estado de hesitação ou dor na consciência; escrúpulo, preocupação, pudor. Também pode significar um forte desejo, impaciência, inquietação.
36 Raquitismo: Doença decorrente da mineralização inadequada do osso em crescimento, ou seja, da placa epifisária. Está entre as doenças mais comuns da infância em países em desenvolvimento. A causa predominante é a deficiência de vitamina D, seja por exposição insuficiente à luz solar ou baixa ingestão através da dieta; mas a deficiência de cálcio na dieta também pode gerar um quadro de raquitismo. A osteomalácia é o termo usado para descrever uma condição semelhante que ocorre em adultos, geralmente devido à falta de vitamina D.
37 Lactentes: Que ou aqueles que mamam, bebês. Inclui o período neonatal e se estende até 1 ano de idade (12 meses).
38 Sintomático: 1. Relativo a ou que constitui sintoma. 2. Que é efeito de alguma doença. 3. Por extensão de sentido, é o que indica um particular estado de coisas, de espírito; revelador, significativo.

Tem alguma dúvida sobre ADEROGIL D3 Gotas?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.