BulasMed - Referências completas de medicamentos

bulas.med.br
Buscar bulas Índice de tópicos
BulasMed
Selecione a bula

Composição de Dexafenicol Oculum COLIRIO: POR CADA ML, DEXAMETASONA 1 MG; CLORANFENICOL 5 MG; POMADA: POR CADA G, DEXAMETASONA 0,5 MG; CLORANFENICOL 5 MG. Indicações de Dexafenicol Oculum PROCESSOS INFLAMATORIOS, ALERGICOS E INFECCIOSOS (SENSIVEIS AO CLORANFENICOL) DO POLO ANTERIOR DO OLHO.
 - 07/03/2007
Composição de Decadronal dexametasona (acetato) 8 mg/ml. Posologia e Administração de Decadronal a posologia varia de 1 a 2 ml. Ajuste da posologia e repetição das aplicações conforme gravidade da moléstia e resposta do paciente.
 - 07/03/2007
Composição de Fenidex Oculum CADA ML CONTEM: DEXAMETASONA 0,05 MG, CLORANFENICOL 5 MG; CLORIDRATO DE TETRIZOLINA 0,25 MG; VEICULO COLOIDAL Q.S.P. 1 ML.
 - 07/03/2007
Composição de Dexagil INJETAVEL: CADA AMPOLA A (2 ML) CONTEM CIANOCOBALAMINA (VITAMINA B12) 5.000 MCG, CLORIDRATO DE TIAMINA (VITAMINA B1) 100 MG, CLORIDRATO DE PIRIDOXINA (VITAMINA B6) 100 MG, CLORIDRATO DE PROCAINA 50 MG, AGUA DESTILADA Q.S.P. 2 ML. CADA AMPOLA B (1 ML) CONTEM 21 FOSFATO DE DEXAMETASONA 4 MG, AGUA DESTILADA Q.S.P. 1 ML. COMPRIMIDOS: CADA COMPRIMIDO CONTEM CIANOCOBALAMINA (VITAMINA B12) 1.000 MCG, CLORIDRATO DE TIAMINA (VITAMINA B1) 100 MG, CLORIDRATO DE PIRIDOXINA (VITAMINA B6) 100 MG, 21 FOSFATO DE DEXAMETASONA 0,5 MG.
 - 07/03/2007
Composição de Fenidex dexametasona 0,05 mg, cloranfenicol 5 mg,cloridrato de tetrizolina 0,25 mg, veículo coloidal q.s.p. 1 ml. Veículo basicamente constituído de hipromelose, ácido bórico, borato de sódio, edetato dissódico e tiomersal.
 - 07/03/2007
Minidex® Dexametasona Solução Oftálmica Estéril USO ADULTO E PEDIÁTRICO Forma Farmacêutica e Apresentação de Minidex Frascos plásticos conta-gotas contendo 5ml de solução oftálmica.
 - 07/03/2007
Dexacobal Cloridrato de tiamina - Cloridrato de piridoxina Cianocovalamina - 21 - acetato de dexametasona - FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO Solução injetável - Embalagem com 3 ampolas de 2 ml contendo vitaminas e 3 ampolas de 1 ml contendo a dexametasona.
 - 08/03/2007
Composição de Dexafenicol colírio: dexametasona 1 mg, cloranfenicol 5 mg;veículo q.s.p. 1 ml. Veículo basicamente constituído de ácido bórico, borato de sódio, polissorbato 80, tiomersal e edetato dissódico. Pomada oftálmica: dexametasona 0,5 mg, cloranfenicol 5 mg; excipiente q.s.p. 1 g.
 - 07/03/2007
Composição de Dexaminor COLIRIO: DEXAMETAZONA 0,05 MG; VEICULO Q.S.P. 1 ML. POMADA: DEXAMETAZONA 0,05 MG, EXCIPIENTE Q.S.P. 1 G. Posologia e Administração de Dexaminor COLIRIO: INSTILAR UMA GOTA A CADA HORA, NOS PROCESSOS AGUDOS. COM A MELHORA, REDUZIR A FREQUENCIA PARA CADA 2 A 4 HORAS. NA MANUTENCAO, UMA GOTA A CADA 6 HORAS. POMADA: APLICAR PEQUENA QUANTIDADE, 3 A 4 VEZES AO DIA. Indicações de Dexaminor NOS PROCESSOS ALERGICOS E INFLAMATORIOS DO GLOBO OCULAR. Apresentação de Dexaminor ...
 - 07/03/2007
Composição de Decadron Solução Nasal cada 1 ml contém: fosfato dissódico dedexametasona 0,5 mg, neomicina (sulfato) 3,5 mg, cloridrato de fenilefrina 5,0 mg. Posologia e Administração de Decadron Solução Nasal adulto: 3 pulverizações de 3 em 3 horas; após obtida melhora reduzir - posologia. Indicações de Decadron Solução Nasal tratamento auxiliar da rinite. Apresentação de Decadron Solução Nasal frasco-plástico spray com 10 ml.
 - 07/03/2007
O bulas.med.br faz parte da plataforma HiDoctor
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).
Mostrar: 10
1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - Próximos » - >>
1 a 10 (Total: 364)

Outros resultados:

Resultados: 17

Significativamente menos doentes tiveram vômitos com qualquer medicação em relação ao placebo, exceto pelo palonosetron mais dexametasona em uma NMA incluindo 238 RCTs e 12.781 pacientes. Todos os agentes resultaram em um número significativamente menor de pacientes com náuseas e vômitos no pós-operatório versus placebo em uma NMA incluindo 125 RCTs e 16.667 pacientes.
A injeção de corticoides, incluindo metilprednisolona, hidrocortisona, triamcinolona, betametasona e dexametasona, no espaço epidural para o tratamento da dor pode levar a problemas neurológicos raros, mas graves, segundo alerta da Food and Drug Administration (FDA) dos EUA.
Em algumas pessoas, o mieloma múltiplo é de desenvolvimento lento, demorando anos para manifestar sintomas. Os medicamentos usados para o tratamento do mieloma múltiplo incluem dexametasona, melfalan, ciclofosfamida, doxil, talidomida, lenalidomida e bortezomibe, que podem ser empregados em conjunto ou separadamente, e os bisfosfonatos, para reduzir a dor nos ossos e prevenir fraturas.
Os pacientes foram aleatoriamente designados para receber somente Pomalyst ou Pomalyst com baixa dose de dexametasona, um corticosteroide. Os resultados mostraram que 7,4% dos pacientes tratados apenas com o Pomalyst alcançaram a TOR. A duração mediana da resposta ainda não foi alcançada nestes pacientes.
Além disso, a suprarrenal inibida pelos corticoides pode demorar a voltar a produzir os hormônios necessários ao organismo. Como são usados os corticoides? Hoje em dia, há um grande número de corticoides sintéticos (cortisona, hidrocortisona, betametasona, dexametasona, prednisona, prednisolona, metilpredinisolona, triancinolona, por exemplo) sob a forma dos mais variados preparados farmacológicos (cremes, pomadas, drágeas, comprimidos, colírios, preparados injetáveis e para inalação, etc) para serem usados pelas mais diferentes vias (tópica, oral, inalatória, intramuscular, endovenosa).
Mostrar: 5
11 a 15 (Total: 17)
  • Entrar
  • Cadastrar