BulasMed - Referências completas de medicamentos

bulas.med.br
Buscar bulas Índice de tópicos
BulasMed
Resultados: 537

Em estudos clínicos tioconazol mostrou ser eficaz no tratamento de todas as infecções comumente causadas por dermatófitos antropofílicos e zoofílicos, especialmente Tricophyton rubrum e T.mentagrophytes, candidíase, pitiríase versicolor e eritrasma, uma infecção bacteriana causada pelo Corynebacterium minutissimum. Em infecções das unhas uma melhora clínica considerável pode ser esperada dentro de 6 meses.
 - 07/03/2007
Excipientes: sacarose, manitol, ácido acético e hidróxido de sódio (para ajustar o pH). INFORMAÇÕES AO PACIENTE PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO? Cancidas é indicado para tratar um dos vários tipos de infecções fúngicas descritos a seguir: Uma infecção fúngica grave chamada candidíase invasiva: essa infecção é causada por células fúngicas (leveduras) chamadas Candida .
 - 07/03/2007
Excipientes: cloreto de benzalcônio, metilparabeno, propilparabeno, cera emulsificante não iônica, borato de sódio, metabissulfito de sódio, edetato dissódico e água. INFORMAÇÕES AO PACIENTE PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO? A nistatina creme é indicada para o tratamento de candidíase vaginal (monilíase infecção na mucosa da vagina com lesões esbranquiçadas). COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA? A nistatina age no combate a fungos sensíveis a este medicamento, como Candida albicans (monília ou sapinho) e outros.
 - 07/03/2007
Foi demonstrada atividade contra micoses oportunistas, tais como infecções por Candida sp, incluindo candidíase sistêmica em animais imunocomprometidos; com Cryptococcus neoformans, incluindo infecções intracranianas; com Microsporum sp; e com Trichophyton sp.
 - 27/03/2007
Efeitos secundários: até o momento não foi constatado qualquer efeito grave (para-efeito), pela utilização do produto de acordo com as doses aconselhadas. Podem ocorrer, às vezes, infecções localizadas do tipo micótico (candidíase), na cavidade orofaríngea; em geral, essas infecções regridem rapidamente com tratamento. Pode-se reduzir ou prevenir o aparecimento dessas micoses orais, realizando-se uma lavagem bucal com água após cada inalação.
 - 07/03/2007
USO TÓPICO USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 2 ANOS. COMPOSIÇÃO Cada 1 g de pó contém: benzocaína 0,006 g bicarbonato de sódio 0,884 g clorato de potássio 0,11 g INFORMAÇÕES AO PACIENTE: PARA QUÊ ESTE MEDICAMENTO É INDICADO? Albicon é indicado para o tratamento de aftas, gengivites, estomatites, candidíase oral (sapinho oral) e para a prevenção do tártaro dentário. COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA? Albicon funciona diminuindo a acidez da cavidade oral (ação alcalinizante), eliminando microrganismos chamados fungos e bactérias (ação antisséptica), e também diminuindo a dor (ação anestésica).
 - 12/08/2019
Informar ao médico qualquer reação alérgica ocorrida com o uso anterior de medicamentos. As reações adversas mais comuns incluem: náusea, dor abdominal, diarréia, flatulência e dor de cabeça. Informar o médico se erupção cutânea ocorrer. O uso de Zoltec * (fluconazol) em crianças para o tratamento de candidíase vaginal e dermatomicoses não foi estabelecido. Zoltec *(fluconazol) cápsulas deve ser administrado via oral, podendo ser tomado juntamente com as refeições. TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.
 - 07/03/2007
Gerais - a oxacilina deve ser administrada com precaução em pacientes com: história de alergia em geral (asma, eczema, febre do feno e urticária), insuficiência renal, em enfermidades gastrointestinais, especialmente colite ulcerosa, enterocolite localizada ou colite associada a antibióticos (as penicilinas podem produzir colite pseudomembranosa), mononucleose infecciosa, fibrose cística e insuficiência cardíaca congestiva ou hipertensão. O uso prolongado pode levar ao desenvolvimento de candidíase oral (monilíase). Superinfecções: o uso de antibióticos (especialmente em terapias prolongadas ou repetitivas) pode resultar num maior crescimento bacteriano ou fúngico de microrganismos não suscetíveis.
 - 07/03/2007
infecções da boca e do trato gastrintestinal; infecções micóticas da pele, unhas e couro cabeludo causadas por dermatófitos ou leveduras; candidiase vaginal (forma clínica e crônica); evitar recidivas das micoses sistêmicas ou até obter remissão sorológica; infecções micóticas sistêmicas.
 - 07/03/2007
Reações Adversas de Clenil até o momento não foi constatado qualquer efeito grave (para-efeito), pela utilização do produto de acordo com as doses aconselhadas. Podem ocorrer, às vezes, infecções localizadas do tipo micótico (candidíase), na cavidade orofaríngea, em geral, essas infecções regridem rapidamente com tratamento local à base de antimicóticos na cavidade orofaríngea.
 - 07/03/2007
O bulas.med.br faz parte da plataforma HiDoctor
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).
Mostrar: 10
< - 1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - > - >>
31 a 40 (Total: 537)

Outros resultados:

Resultados: 39

Não use infusões, laxativos ou supositórios. Não é necessário também mudar qualquer hábito de vida. Veja também sobre " Sangue nas fezes do bebê ", " Baixo peso ao nascer ", " Candidíase oral do bebê " e " Cuidados com o recém-nascido ". .
Essas manchas não podem ser raspadas. A leucoplasia pilosa causa manchas brancas difusas que se assemelham a dobras ou sulcos, na maioria dos casos nas laterais da língua. Ela é frequentemente confundida com candidíase oral, uma infecção marcada por manchas brancas cremosas que podem ser eliminadas, o que também é comum em pessoas com um sistema imunológico enfraquecido.
Se ela estiver presente por um longo período de tempo (cervicite crônica) normalmente é causada por outro motivo que não uma infecção, tal como procedimentos ginecológicos, objetos que são deixados na vagina por muito tempo, como diafragmas, por exemplo, produtos químicos em duchas ou cremes contraceptivos e alergia a preservativos de látex, se a mulher for alérgica ao látex. Leia mais sobre " Doenças sexualmente transmissíveis ", " Sífilis ", " Gonorreia ", " Herpes genital " e " Candidíase ". Quais são as principais características clínicas da cervicite? Na maioria das vezes a cervicite não apresenta sinais ou sintomas e é encontrada ocasionalmente durante um exame ginecológico de rotina ou por outro motivo qualquer.
Quando grave, a Doença Inflamatória Pélvica pode causar febre, calafrios, dor abdominal ou pélvica grave, especialmente durante o exame pélvico, e desconforto intestinal. Aproximadamente um terço das mulheres que tiveram Doença Inflamatória Pélvica desenvolve a infecção novamente. Leia sobre " Corrimento vaginal ", " Vaginose bacteriana ", " Cistite ", " Sífilis " e " Candidíase ". Como o médico diagnostica a doença inflamatória pélvica? O diagnóstico da Doença Inflamatória Pélvica depende do histórico médico da paciente e é feito com base nos sintomas, análise de corrimento do colo do útero e da vagina e, às vezes, exames de imagens pela ultrassonografia .
Vários tratamentos psicológicos e físicos são possíveis para ajudar a aliviá-lo. Leia sobre " Vulvovaginite ", " Candidíase ", " Vaginismo " e " Exame Papanicolau ". 4 - Obstrução vaginal Uma obstrução vaginal é frequentemente causada por um hímen imperfurado ou, menos comumente, por um septo vaginal transverso.
Mostrar: 5
< - 1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - > - >>
6 a 10 (Total: 39)
  • Entrar
  • Cadastrar