Dramin

NYCOMED PHARMA

Atualizado em 08/12/2014

Dramin®  

dimenidrinato


USO ORAL

USO ADULTO - COMPRIMIDOS.
USO ADULTO E PEDIÁTRICO -  SOLUÇÃO ORAL.

Apresentações e Composições de Dramin

Embalagem com 20 e 400 comprimidos, cada comprimido contém 100 mg de  dimenidrinato. Embalagem com 1 frasco de 120 ml de Solução Oral, cada 5 ml contém 12,5 mg de dimenidrinato.

Indicações de Dramin

:

Nas náuseas1 e vômitos2 da gravidez3. Na profilaxia e tratamento das cinetoses4 e suas manifestações: enjôos devidos a viagens marítimas, terrestres e aéreas. No controle profilático e na terapêutica5 das perturbações vestibulares6. Nas perturbações observadas pós os tratamentos radioterápicos intensivos. Na prevenção e tratamento das náuseas1 e vômitos2 no pré e pós-operatórios. No tratamento das labirintites7 e nos estados vertiginosos de origem central.

Contra-Indicações de Dramin

Pela dosagem, os comprimidos não devem ser administrados a crianças menores de 12 anos. A solução não deve ser administrada a crianças menores de 2 anos. Hipersensibilidade conhecida aos componentes da fórmula.

Precauções e Advertências de Dramin

Como o produto pode causar sonolência, recomenda-se cuidado no manejo de automóveis e máquinas pesadas. Recomenda-se não utilizar o produto quando da ingestão de álcool, sedativos e tranqüilizantes. Cuidados devem ser observados em pacientes asmáticos, com glaucoma8, enfisema9, doença pulmonar crônica, dificuldades em respirar e dificuldades em urinar. Antenção diabéticos: Dramin®  Solução contém açúcar10.

- Interações medicamentosas:

Potencialização dos depressores do Sistema Nervoso Central11. Evitar o uso concomitante com inibidores da monoaminoxidase12. Evitar o uso com medicamentos ototóxicos, pois pode mascarar os sintomas13 de ototoxicidade14.

Reações Adversas e Alterações de Exames Laboratoriais de Dramin

:

Os efeitos secundários são em geral leves, e incluem sonolência, sedação15 e até mesmo sono, variando sua incidência16 e intensidade de paciente a paciente, raramente requerendo a suspensão da medicação. Pode ocorrer também tontura17, turvação visual, insônia, nervosismo, secura da boca18, da garganta19, das vias respiratórias e retenção urinária20. Pode tornar-se necessário, às vezes, a redução da posologia.

Posologia de Dramin

Comprimidos:
Adultos e adolescentes acima de 12 anos: meio a 1 comprimido (50 a 100 mg) a cada 4 a 6 horas, não excedendo 4 comprimidos (400 mg) em 24 horas.
Solução:
Acima de 2 anos de idade: 1,25 mg de dimenidrinato/ kg de peso corporal, o que corresponde a 0,5 ml da Solução/ kg de peso corporal, não excedendo a dose máxima diária, conforme as informações a seguir: Crianças de 2 a 6 anos - 5 a 10 ml (12,5 a 25 mg) a cada 6 a 8 horas, não excedendo 30 ml (75 mg) em 24 horas; Crianças de 6 a 12 anos - 10 a 20 ml (25 a 50 mg) a cada 6 a 8 horas, não excedendo 60 ml (150 mg) em 24 horas; Crianças acima de 12 anos e adultos - 20 a 40 ml (50 a 100 mg) a cada 4 a 6 horas, não excedendo 160 ml (400 mg) em 24 horas.
Em caso de viagem, usar a medicação de maneira preventiva, com pelo menos 1/2 hora de antecedência.

DRAMIN®  É UM MEDICAMENTO. DURANTE SEU USO, NÃO DIRIJA VEÍCULOS OU OPERE MÁQUINAS, POIS SUA AGILIDADE E ATENÇÃO PODEM ESTAR PREJUDICADAS.

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.

MS - Registro 1.0639.0155


DR00_NSPC_1109




Ver informações do laboratório

Dramin - Laboratório

NYCOMED PHARMA
Rua do Estilo Barroco, 721
Santo Amaro/SP - CEP: 04709-011
Tel: 11 5188 4400
Site: http://www.nycomed.com.br/

Ver outros medicamentos do laboratório "NYCOMED PHARMA"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
2 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
3 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
4 Cinetoses: Doença do movimento. Acomete pessoas que em determinadas condições de movimento apresentam manifestações neurovegetativas caracterizadas por tonturas, náuseas e vômitos.Está relacionada com a enxaqueca. Crianças e jovens com esse tipo de problema, geralmente, na idade adulta ou na puberdade, têm crises de enxaqueca. É causada por uma perturbação no reconhecimento do movimento feito pelo sistema vestibular, pois o corpo está parado, mas o ambiente está em movimento, gerando conflito de informações e perturbação do equilíbrio corporal.
5 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
6 Vestibulares: O sistema vestibular é um dos sistemas que participam do equilíbrio do corpo. Ele contribui para três funções principais: controle do equilíbrio, orientação espacial e estabilização da imagem. Sintomas vestibulares são aqueles que mostram alterações neste sistema.
7 Labirintites: Doença que pode acometer tanto o equilíbrio, quanto a parte auditiva. Os órgãos responsáveis pelo equilíbrio e pela audição estão situados no ouvido interno e se comunicam com o sistema nervoso central através dos nervos da audição e do nervo vestibular. Doenças infecciosas, inflamatórias, tumorais e alterações genéticas podem ocasionar alterações nessas estruturas anatômicas. Além da vertigem, a labirintite pode apresentar manifestações neurovegetativas - náuseas, vômitos, sudorese e alterações gastrintestinais como também estar associada a manifestações auditivas - perda de audição, sensação de ouvido cheio ou tapado e zumbido.
8 Glaucoma: É quando há aumento da pressão intra-ocular e danos ao nervo óptico decorrentes desse aumento de pressão. Esses danos se expressam no exame de fundo de olho e por alterações no campo de visão.
9 Enfisema: Doença respiratória caracterizada por destruição das paredes que separam um alvéolo de outro, com conseqüente perda da retração pulmonar normal. É produzida pelo hábito de fumar e, em algumas pessoas, pela deficiência de uma proteína chamada Antitripsina.
10 Açúcar: 1. Classe de carboidratos com sabor adocicado, incluindo glicose, frutose e sacarose. 2. Termo usado para se referir à glicemia sangüínea.
11 Sistema Nervoso Central: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.
12 Inibidores da monoaminoxidase: Tipo de antidepressivo que inibe a enzima monoaminoxidase (ou MAO), hoje usado geralmente como droga de terceira linha para a depressão devido às restrições dietéticas e ao uso de certos medicamentos que seu uso impõe. Deve ser considerada droga de primeira escolha no tratamento da depressão atípica (com sensibilidade à rejeição) ou agente útil no distúrbio do pânico e na depressão refratária. Pode causar hipotensão ortostática e efeitos simpaticomiméticos tais como taquicardia, suores e tremores. Náusea, insônia (associada à intensa sonolência à tarde) e disfunção sexual são comuns. Os efeitos sobre o sistema nervoso central incluem agitação e psicoses tóxicas. O término da terapia com inibidores da MAO pode estar associado à ansiedade, agitação, desaceleração cognitiva e dor de cabeça, por isso sua retirada deve ser muito gradual e orientada por um médico psiquiatra.
13 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
14 Ototoxicidade: Dano causado aos sistemas coclear e/ou vestibular resultante de exposição a substâncias químicas.
15 Sedação: 1. Ato ou efeito de sedar. 2. Aplicação de sedativo visando aliviar sensação física, por exemplo, de dor. 3. Diminuição de irritabilidade, de nervosismo, como efeito de sedativo. 4. Moderação de hiperatividade orgânica.
16 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
17 Tontura: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
18 Boca: Cavidade oral ovalada (localizada no ápice do trato digestivo) composta de duas partes
19 Garganta: Tubo fibromuscular em forma de funil, que leva os alimentos ao ESÔFAGO e o ar à LARINGE e PULMÕES. Situa-se posteriormente à CAVIDADE NASAL, à CAVIDADE ORAL e à LARINGE, extendendo-se da BASE DO CRÂNIO à borda inferior da CARTILAGEM CRICÓIDE (anteriormente) e à borda inferior da vértebra C6 (posteriormente). É dividida em NASOFARINGE, OROFARINGE e HIPOFARINGE (laringofaringe).
20 Retenção urinária: É um problema de esvaziamento da bexiga causado por diferentes condições. Normalmente, o ato miccional pode ser iniciado voluntariamente e a bexiga se esvazia por completo. Retenção urinária é a retenção anormal de urina na bexiga.
Artigos relacionados

Tem alguma dúvida sobre Dramin?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.