NITRATO DE ISOCONAZOL

ATIVUS

Atualizado em 09/12/2014

Apresentação do Nitrato de Isoconazol

Creme Vaginal: Bisnaga de 40g acompanhada de 7 aplicadores descartáveis de 5g.

Composição do Nitrato de Isoconazol

Creme Vaginal: Cada grama1 de creme contém: Nitrato de Isoconazol 10 mg Excipientes: Base Neutra Hidrossolúvel, Óleo mineral, Álcool Cetílico, Metilparabeno, Propilparabeno, Trietanolamina, Água de Osmose2.

Cuidados na Conservação do Nitrato de Isoconazol

O medicamento deve ser conservado ao abrigo da luz, calor e umidade, em temperatura entre 15 e 30°C. Prazo de validade: 24 meses após a data de fabricação. Verifique a data de fabricação no cartucho. Não use medicamentos com o prazo de validade vencido.

Cuidados na Administração do Nitrato de Isoconazol

•  Não utilizar o medicamento próximo ou durante o período menstrual. •  Nitrato de Isoconazol creme deve ser introduzido na vagina3 com os aplicadores descartáveis. •  O uso de duchas vaginais durante o tratamento pode impedir uma ação mais eficiente do medicamento. •  O tratamento concomitante do parceiro sexual reduz a chance de novo quadro. Como administrar: Retire a tampa da bisnaga, fure o lacre com a ponta e adapte o aplicador. Aperte a base da bisnaga com os dedos de maneira a forçar a entrada do creme no aplicador, até que o êmbolo4 tenha atingido a trava. Retire o aplicador e feche novamente a bisnaga. A paciente deve deitar-se de costas5 durante a aplicação do creme e o aplicador deve ser introduzido na vagina3 suavemente sem causar desconforto. A paciente deve então empurrar o êmbolo4 com o dedo indicador até o final de seu curso, depositando, assim, todo o creme na vagina3. Os aplicadores descartáveis devem ser desprezados após cada aplicação. No homem, nos casos de balanites ou na profilaxia de reinfecção, aplicar o creme sobre a glande e a face6 interna do prepúcio7 duas vezes ao dia, durante uma semana. Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Gravidez8 e Lactação9 do Nitrato de Isoconazol

A absorção tópica do Nitrato de Isoconazol e derivados Azólicos é muito reduzida (entre 1 e 10%), podendo, por isso, assegurar o seu uso tanto em gestantes como em lactantes10, embora seja prudente evitar o seu uso nos três primeiros meses de gravidez8. Informe o seu médico da ocorrência de gravidez8 na vigência do tratamento ou após seu término. Informar ao médico se estiver amamentando.

Interrupção No Tratamento do Nitrato de Isoconazol

Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico. A interrupção do tratamento pode selecionar microrganismos mais resistentes, e dificultar futuros tratamentos.

Reações Adversas do Nitrato de Isoconazol

Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis. Apesar de bem tolerado, pode ocorrer quadros de irritação vaginal no início do tratamento. TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

Contra-Indicações e Precauções do Nitrato de Isoconazol

Nitrato de Isoconazol está contra-indicado em todos os pacientes com antecedentes de hipersensibilidade ao Isoconazol, derivados triazólicos ou a qualquer componente da fórmula. Informar o seu médico sobre qualquer medicamento que esteja tomando ou usando, antes do início ou durante o tratamento. NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO, PODE SER PERIGOSO PARA A SAÚDE11.

Informações do Nitrato de Isoconazol

Nitrato de Isoconazol é um potente antifúngico indicado nas afecções12 vaginais e penianas de origem fúngicas13.

Informações Técnicas do Nitrato de Isoconazol

O Isoconazol é uma substância antimicrobiana, primariamente de atividade antifúngica, mas que atua também como bactericida contra bactérias Gram-positivas. Inibe a desmetilase, enzima14 pertencente ao sistema microssomal, Citocromo-P450 dependente, prejudicando a síntese do ergosterol da membrana citoplasmática do microrganismo. Esta ação sobre o sistema enzimático, leva ao acúmulo de metil-esteróis que interrompem o fechamento das cadeias fosfolipídicas, alterando as funções de ATPases e de enzimas do sistema de transporte de elétrons, inibindo o crescimento e multiplicação dos fungos, particularmente das diversas espécies de Cândida como: Candida albicans, Candida tropicalis e Candida glabrata. Concentrações tópicas elevadas alteram a permeabilidade15 da membrana citoplasmática de diversos microrganismos, podendo, nestas condições, produzir um efeito fungicida e bactericida. Farmacocinética: A absorção tópica dos derivados triazólicos, como o Isoconazol, está entre 1 e 10%. Esta absorção origina níveis sangüíneos insignificantes, sendo rapidamente biotransformados e excretados.

Indicações do Nitrato de Isoconazol

Afecções12 ginecológicas baixas de origem micótica e bacteriana: Vaginites e vulvovaginites. Afecções12 penianas de origem micótica e bacteriana: Balanopostites e balanites.

Precauções e Advertências do Nitrato de Isoconazol

O parceiro sexual da paciente pode eventualmente apresentar sinais16 de irritação peniana ao manter relações durante o período de tratamento, muito embora seja recomendado o tratamento simultâneo do mesmo com o próprio Nitrato de Isoconazol, através de sua aplicação tópica na glande e no prepúcio7, para erradicar um eventual foco de recontaminação. Pessoas mais sensíveis, devido à própria patologia17 e/ou agente infeccioso, podem apresentar irritação local ou piora da ardência, e irritação pré-existente em decorrência da terapêutica18. Seu médico deve ser alertado a respeito destes sintomas19.

Contra-Indicações do Nitrato de Isoconazol

Nitrato de Isoconazol está contra-indicado em todos os pacientes com antecedentes de hipersensibilidade ao Isoconazol, derivados triazólicos ou a qualquer componente da fórmula.

Posologia do Nitrato de Isoconazol

Um aplicador ao dia (5 g), de preferência à noite, antes de dormir, por um período de 7 dias.

Superdosagem do Nitrato de Isoconazol

Não há relatos de superdosagem com Nitrato de Isoconazol. Em casos de reações alérgicas ou irritação local, deve-se informar imediatamente o seu médico.

Pacientes Idosos do Nitrato de Isoconazol

Não existem evidências de qualquer tipo de alteração quanto a utilização de Nitrato de Isoconazol em pacientes idosos.

NITRATO DE ISOCONAZOL - Laboratório

ATIVUS
Rua Fonte Mécia, 2050 - São Pedro
Valinhos/SP - CEP: 13270-000
Tel: (19) 3849 8600
Site: http://www.ativus.com.br/

Ver outros medicamentos do laboratório "ATIVUS"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Grama: 1. Designação comum a diversas ervas da família das gramíneas que formam forrações espontâneas ou que são cultivadas para criar gramados em jardins e parques ou como forrageiras, em pastagens; relva. 2. Unidade de medida de massa no sistema c.g.s., equivalente a 0,001 kg . Símbolo: g.
2 Osmose: Fluxo do solvente de uma solução pouco concentrada, em direção a outra mais concentrada, que se dá através de uma membrana semipermeável.
3 Vagina: Canal genital, na mulher, que se estende do ÚTERO à VULVA. (Tradução livre do original
4 Êmbolo: 1. Cilindro ou disco que se move em vaivém no interior de seringas, bombas, etc. 2. Na engenharia mecânica, é um cilindro metálico deslizante que recebe um movimento de vaivém no interior de um cilindro de motor de combustão interna. 3. Em artes gráficas, é uma haste de ferro com um cilindro, articulada para comprimir e lançar o chumbo ao molde. 4. Em patologia, é um coágulo ou outro tampão trazido pela corrente sanguínea a partir de um vaso distante, que obstrui a circulação ao ser forçado contra um vaso menor. 5. Na anatomia zoológica, nas aranhas, é um prolongamento delgado no ápice do aparelho copulador masculino.
5 Costas:
6 Face: Parte anterior da cabeça que inclui a pele, os músculos e as estruturas da fronte, olhos, nariz, boca, bochechas e mandíbula.
7 Prepúcio: Prega cutânea que recobre a glande do pênis.
8 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
9 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
10 Lactantes: Que produzem leite; que aleitam.
11 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
12 Afecções: Quaisquer alterações patológicas do corpo. Em psicologia, estado de morbidez, de anormalidade psíquica.
13 Fúngicas: Relativas à ou produzidas por fungo.
14 Enzima: Proteína produzida pelo organismo que gera uma reação química. Por exemplo, as enzimas produzidas pelo intestino que ajudam no processo digestivo.
15 Permeabilidade: Qualidade dos corpos que deixam passar através de seus poros outros corpos (fluidos, líquidos, gases, etc.).
16 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
17 Patologia: 1. Especialidade médica que estuda as doenças e as alterações que estas provocam no organismo. 2. Qualquer desvio anatômico e/ou fisiológico, em relação à normalidade, que constitua uma doença ou caracterize determinada doença. 3. Por extensão de sentido, é o desvio em relação ao que é próprio ou adequado ou em relação ao que é considerado como o estado normal de uma coisa inanimada ou imaterial.
18 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
19 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.

Tem alguma dúvida sobre NITRATO DE ISOCONAZOL?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.