Preço de COLPISTAR em Ann Arbor/SP: R$ 52,45

COLPISTAR

FARMOQUIMICA

Atualizado em 08/12/2014

colpistar

Creme vaginal

Metronidazol  Nistatina  Cloreto de benzalcônio  Lisozima

Uso adulto

Forma Farmacêutica e Apresentação do Colpistar

Creme vaginal. Embalagem com bisnaga de 40 g + 10 aplicadores descartáveis.

Composição do Colpistar

Cada 4 g contém: Metronidazol 250 mg; Nistatina 100.000 UI; Cloreto de benzalcônio 5 mg; Lisozima 10 mg; Excipiente q.s.p. 4 g.

Informações ao Paciente do Colpistar

 

O produto, quando conservado em locais frescos e bem ventilados, sob temperatura não-superior a 25ºC, ao abrigo da luz, calor e umidade, apresenta uma validade de 18 meses, a contar da data de sua fabricação. Não devem ser utilizados produtos fora do prazo de validade, pois podem trazer prejuízo à saúde1. É conveniente que o médico seja avisado caso ocorra gravidez2 durante ou imediatamente após o tratamento, bem como do aparecimento de reações desagradáveis, tais como ardor3 e prurido4, que possam ser atribuídas ao medicamento. Para um tratamento eficaz, é indispensável que a aplicação de COLPISTAR seja feita durante o número de dias consecutivos determinados pelo médico. Uso durante a gravidez2 e amamentação5: COLPISTAR é contra-indicado em pacientes com conhecida alergia6 aos principais ativos do produto. Também não está recomendada sua utilização no primeiro trimestre de gravidez2 e por mulheres em fase de amamentação5, uma vez que o metronidazol atravessa a barreira placentária e está presente no leite materno. É aconselhável que, antes da utilização do medicamento no último trimestre de gravidez2, seja feita uma avaliação dos benefícios do tratamento contra os possíveis riscos para a mãe e o feto7.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Não tome remédio sem conhecimento de seu médico. Pode ser perigoso para sua saúde1.

Informações Técnicas do Colpistar

Farmacodinâmica do Colpistar

COLPISTAR Creme vaginal apresenta em sua formulação uma associação de agentes de ampla e comprovada eficácia contra infecções8 causadas por  Trichomonas vaginalis, Candida albicans e bactérias inespecíficas. Esta polivalência é resultante do metronidazol, um potente tricomonicida de ação direta, da nistatina, um antibiótico fungistático e fungicida ativo contra todas as espécies de  Candidas que infectam a espécie humana, e cloreto de benzalcônio, um germicida de amplo espectro, ativo contra microrganismos Gram-positivos e Gram-nagativos.

Indicações do Colpistar

 

Corrimentos genitais por  Trichomonas, Candida albicans ou bactérias inespecíficas, vulvites, colpites e carvicites.

Contra-Indicações do Colpistar

Hipersensibilidade prévia a qualquer um dos princípios ativos da fórmula.

Precauções do Colpistar

No uso tópico9, deve ser evitado o contato com os olhos10, pois pode ocorrer irritação local. Neste caso descontinuar o uso temporariamente e aguardar novas instruções do médico. Não deverá ser utilizado durante o primeiro trimestre de gravidez2 e em mulheres em fase de amamentação5, uma vez que o metronidazol atravessa a barreira placentária e está presente no leite materno. Embora não existam evidências de que o metronidazol seja prejudicial durante o último estágio da gravidez2, é aconselhável que antes da utilização do produto, no último trimestre, seja feita uma avaliação dos benefícios do tratamento contra os possíveis riscos para a mãe e o feto7. O metronidazol demonstrou atividade carcinogênica em estudos crônicos, por via oral, com animais de laboratório.

Advertências do Colpistar

 

Deve ser evitado o uso de bebidas alcoólicas durante o tratamento, pois o álcool produz acúmulo de acetaldeído por interferência com a oxidação do mesmo, dando lugar a efeitos semelhantes ao diasulfiram (cãibras abdominais, náuseas11, vômitos12, dores de cabeça13 e  flushing).

Interações Medicamentosas do Colpistar

Não existe evidência suficiente que confirme a ocorrência de interações clinicamente relevantes, mas deve haver cuidado em pacientes que recebem tratamento com anticoagulantes14.

Reações Adversas do Colpistar

Podem ocorrer Urticária15,  rash16 eritematoso17,  flushing, congestão nasal, secura da vagina18 ou vulva19 e febre20.

Posologia e Modo de Usar do Colpistar

Introduzir o conteúdo de um aplicador cheio (4 g), por noite, profundamente na vagina18 durante 10 dias consecutivos.

Cuidados de Administração do Colpistar

Como usar COLPISTAR Creme vaginal: Lavar bem as mãos21 antes da aplicação; remover a tampa da bisnaga e encaixar o bocal do aplicador na boca22 da bisnaga; pressionar a bisnaga para encher o aplicador até a trava; deitar-se e introduzir profundamente o aplicador na vagina18 e empurrar o êmbolo23 vagarosamente até o fim.

Superdosagem do Colpistar

Não há relatos de superdosagem com COLPISTAR.

Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas24, procure orientação médica.

Venda Sob Prescrição Médica. FARMOQUIMICA S/A.

COLPISTAR - Laboratório

FARMOQUIMICA
Rua General Polidoro, 105
Rio de Janeiro/RJ - CEP: 22280-001
Tel: 55 (021 )275-3548
Fax: 55 (021) 542-6747
Site: http://www.farmoquimica.com.br/

Ver outros medicamentos do laboratório "FARMOQUIMICA"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
3 Ardor: 1. Calor forte, intenso. 2. Mesmo que ardência. 3. Qualidade daquilo que fulge, que brilha. 4. Amor intenso, desejo concupiscente, paixão.
4 Prurido: 1.    Na dermatologia, o prurido significa uma sensação incômoda na pele ou nas mucosas que leva a coçar, devido à liberação pelo organismo de substâncias químicas, como a histamina, que irritam algum nervo periférico. 2.    Comichão, coceira. 3.    No sentido figurado, prurido é um estado de hesitação ou dor na consciência; escrúpulo, preocupação, pudor. Também pode significar um forte desejo, impaciência, inquietação.
5 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
6 Alergia: Reação inflamatória anormal, perante substâncias (alérgenos) que habitualmente não deveriam produzi-la. Entre estas substâncias encontram-se poeiras ambientais, medicamentos, alimentos etc.
7 Feto: Filhote por nascer de um mamífero vivíparo no período pós-embrionário, depois que as principais estruturas foram delineadas. Em humanos, do filhote por nascer vai do final da oitava semana após a CONCEPÇÃO até o NASCIMENTO, diferente do EMBRIÃO DE MAMÍFERO prematuro.
8 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
9 Tópico: Referente a uma área delimitada. De ação limitada à mesma. Diz-se dos medicamentos de uso local, como pomadas, loções, pós, soluções, etc.
10 Olhos:
11 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
12 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
13 Cabeça:
14 Anticoagulantes: Substâncias ou medicamentos que evitam a coagulação, especialmente do sangue.
15 Urticária: Reação alérgica manifestada na pele como elevações pruriginosas, acompanhadas de vermelhidão da mesma. Pode afetar uma parte ou a totalidade da pele. Em geral é autolimitada e cede em pouco tempo, podendo apresentar períodos de melhora e piora ao longo de vários dias.
16 Rash: Coloração avermelhada da pele como conseqüência de uma reação alérgica ou infecção.
17 Eritematoso: Relativo a ou próprio de eritema. Que apresenta eritema. Eritema é uma vermelhidão da pele, devido à vasodilatação dos capilares cutâneos.
18 Vagina: Canal genital, na mulher, que se estende do ÚTERO à VULVA. (Tradução livre do original
19 Vulva: Genitália externa da mulher, compreendendo o CLITÓRIS, os lábios, o vestíbulo e suas glândulas.
20 Febre: É a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitos como valores de referência indicativos de febre: temperatura axilar ou oral acima de 37,5°C e temperatura retal acima de 38°C. A febre é uma reação do corpo contra patógenos.
21 Mãos: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
22 Boca: Cavidade oral ovalada (localizada no ápice do trato digestivo) composta de duas partes
23 Êmbolo: 1. Cilindro ou disco que se move em vaivém no interior de seringas, bombas, etc. 2. Na engenharia mecânica, é um cilindro metálico deslizante que recebe um movimento de vaivém no interior de um cilindro de motor de combustão interna. 3. Em artes gráficas, é uma haste de ferro com um cilindro, articulada para comprimir e lançar o chumbo ao molde. 4. Em patologia, é um coágulo ou outro tampão trazido pela corrente sanguínea a partir de um vaso distante, que obstrui a circulação ao ser forçado contra um vaso menor. 5. Na anatomia zoológica, nas aranhas, é um prolongamento delgado no ápice do aparelho copulador masculino.
24 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.

Tem alguma dúvida sobre COLPISTAR?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.