VITAMINA E

QIF Quím. Intercontinental Farm.

Atualizado em 09/12/2014

Composição da Vitamina1 e

cada cápsula de 100 mg contém: acetato deDL-tocoferol 100 mg. Excipiente (óleo de soja) q.s.p. 1 cápsula. Cada cápsula de 400 mg contém: acetato de DL-tocoferol 400 mg. Excipiente (óleo de soja) q.s.p. 1 cápsula.

Posologia e Administração da Vitamina1 e

adultos: tomar 1 cápsula de 100 mg (100 UI), 3 vezes ao dia; tomar 1 cápsula de 400 mg (400 UI), 2 vezes ao dia. Terapêutica2: abetalipoproteinemia, coadjuvante3 nas afecções4 musculares e do tecido conjuntivo5: 1 a 2 cápsulas gelatinosas de 400 mg/dia. Afecções4 hematológicas hereditárias, dislipoproteinemias: 2 cápsulas gelatinosas de 400 mg/dia. As cápsulas devem ser ingeridas com um pouco de líquido, sem mastigá-las, de preferência junto com alimentos gordurosos.

Precauções da Vitamina1 e

as cápsulas devem ser ingeridas sem mastigar, com um pouco de líquido, às refeições. Na hipotrombinemia por deficiência de Vitamina1 K e anemia6 por deficiência de ferro. - Interações medicamentosas: doses muito elevadas de Vitamina1 E reduziram a absorção das vitaminas A e K. O uso concomitante com antiácidos7 contendo hidróxido de alumínio diminui a absorção das vitaminas lipossolúveis. O uso simultâneo com anticoagulantes8 derivados da cumarina pode levar à hipoprotrombinemia. O uso simultâneo com suplementos de ferro altera a resposta hematológica em pacientes com anemia6 por deficiência de ferro.

Reações Adversas da Vitamina1 e

o produto é bem tolerado mesmo em altas doses. Entretanto doses excessivamente elevadas (da ordem de 1000 mg) podem provocar distúrbios gastrintestinais passageiros (diarréia9, enjôo, excesso de gases intestinais).

Indicações da Vitamina1 e

suplementação10 e profilaxia: necessidades aumentadas de vitamina1 E. Risco de carência de Vitamina1 E devido a distúrbios da absorção (insuficiência11 pancreática exócrina, afecções4 hepatobiliares12 com colestase13, atresia14 das vias biliares15, redução da superfície de absorção do intestino). Terapêutica2: abetalipoproteinemia, doenças hematológicas hereditárias (carência de glicose16-6-fosfato-desidrogenase e glutation sintetase), dislipoproteinemia com índices baixos de HDL17 e altos de LDL18, coadjuvante3 no tratamento das afecções4 musculares e do tecido conjuntivo5.

Apresentação da Vitamina1 e

frasco com 20 cápsulas gelatinosas.


VITAMINA E - Laboratório

QIF Quím. Intercontinental Farm.
Av. Itaboraí, 1425
São Paulo/SP - CEP: 04135001
Tel: (11 )276-6733
Fax: (11 5)589-0236

Ver outros medicamentos do laboratório "QIF Quím. Intercontinental Farm."

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
2 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
3 Coadjuvante: Que ou o que coadjuva, auxilia ou concorre para um objetivo comum.
4 Afecções: Quaisquer alterações patológicas do corpo. Em psicologia, estado de morbidez, de anormalidade psíquica.
5 Tecido conjuntivo: Tecido que sustenta e conecta outros tecidos. Consiste de CÉLULAS DO TECIDO CONJUNTIVO inseridas em uma grande quantidade de MATRIZ EXTRACELULAR.
6 Anemia: Condição na qual o número de células vermelhas do sangue está abaixo do considerado normal para a idade, resultando em menor oxigenação para as células do organismo.
7 Antiácidos: É uma substância que neutraliza o excesso de ácido, contrariando o seu efeito. É uma base que aumenta os valores de pH de uma solução ácida.
8 Anticoagulantes: Substâncias ou medicamentos que evitam a coagulação, especialmente do sangue.
9 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
10 Suplementação: Que serve de suplemento para suprir o que falta, que completa ou amplia.
11 Insuficiência: Incapacidade de um órgão ou sistema para realizar adequadamente suas funções.Manifesta-se de diferentes formas segundo o órgão comprometido. Exemplos: insuficiência renal, hepática, cardíaca, respiratória.
12 Hepatobiliares: Diz-se do que se refere ao fígado e às vias biliares.
13 Colestase: Retardamento ou interrupção do fluxo nos canais biliares.
14 Atresia: 1. Estreitamento de qualquer canal do corpo. 2. Imperfuração ou oclusão de uma abertura ou canal normal do organismo, como das vias biliares, do meato urinário, da pupila, etc.
15 Vias biliares: Conjunto de condutos orgânicos que conectam o fígado e a vesícula biliar ao duodeno. Sua função é conduzir a bile produzida no fígado, para ser armazenada na vesícula biliar e posteriormente ser liberada no duodeno.
16 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
17 HDL: Abreviatura utilizada para denominar um tipo de proteína encarregada de transportar o colesterol sanguíneo, que se relaciona com menor risco cardiovascular. Também é conhecido como “Bom Colesterol”. Seus valores normais são de 35-50mg/dl.
18 LDL: Lipoproteína de baixa densidade, encarregada de transportar colesterol através do sangue. Devido à sua tendência em depositar o colesterol nas paredes arteriais e a produzir aterosclerose, tem sido denominada “mau colesterol“.

Tem alguma dúvida sobre VITAMINA E?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.