Floralyte 45

MERCK S/A

Atualizado em 20/01/2020

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

Floralyte® 45
cloreto de sódio + citrato de potássio monoidratado + citrato de sódio di-hidratado + glicose1 anidra
Solução

FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO:

Solução hidroeletrolítica pronta para uso
Frascos com 500 mL nos sabores guaraná, laranja, tutti-frutti, maçã e coco

USO ORAL
USO ADULTO E PEDIÁTRICO

COMPOSIÇÃO:

Cada mL de Floralyte® 45 sabor guaraná contém:

cloreto de sódio 2,05 mg
citrato de potássio monoidratado 2,16 mg
citrato de sódio di-hidratado 0,98 mg
glicose1 22,75 mg
veículo q.s.p. 1 mL

Veículo: ácido benzóico, aroma de guaraná, corante caramelo, sucralose, água purificada.


Cada mL de Floralyte® 45 sabor laranja contém:

cloreto de sódio 2,05 mg
citrato de potássio monoidratado 2,16 mg
citrato de sódio di-hidratado 0,98 mg
glicose1 22,75 mg
veículo q.s.p. 1 mL

Veículo: ácido benzóico, aroma de laranja, corante amarelo crepúsculo, sucralose, água purificada.


Cada mL de Floralyte® 45 sabor tutti-frutti contém:

cloreto de sódio 2,05 mg
citrato de potássio monoidratado 2,16 mg
citrato de sódio di-hidratado 0,98 mg
glicose1 22,75 mg
veículo q.s.p. 1 mL

Veículo: ácido benzóico, aroma de tutti-frutti, corante vermelho bordeaux, sucralose, água purificada.


Cada mL de Floralyte® 45 sabor maçã contém:

cloreto de sódio 2,05 mg
citrato de potássio monoidratado 2,16 mg
citrato de sódio di-hidratado 0,98 mg
glicose1 22,75 mg
veículo q.s.p. 1 mL

Veículo: ácido benzóico, aroma de maçã, sucralose, água purificada. NÃO CONTÉM CORANTE.


Cada mL de Floralyte® 45 sabor coco contém:

cloreto de sódio 2,05 mg
citrato de potássio monoidratado 2,16 mg
citrato de sódio di-hidratado 0,98 mg
glicose1 22,75 mg
veículo q.s.p. 1 mL

Veículo: ácido benzóico, aroma de coco, sucralose, água purificada. NÃO CONTÉM CORANTE.

 

Composição eletrolítica:

Sódio 45 mEq/l
potássio 20 mEq/l
cloreto 35 mEq/l
citrato 30 mEq/l
glicose1 126 mMol/l2.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?

Floralyte® 45 é indicado para prevenir a desidratação3 ou manter a hidratação (após a fase de reidratação), em quadros de diarreia4 aguda, de qualquer causa, tanto em crianças quanto em adultos.

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

A correção da desidratação3 é um elemento importante no tratamento da diarreia4 aguda. A combinação de eletrólitos5 de Floralyte® estimula a absorção de água e eletrólitos5 a partir do trato gastrointestinal e previne ou reverte a desidratação3 na diarreia4.

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Floralyte® é contraindicado em casos de: hipersensibilidade ou outras condições alérgicas a qualquer um dos ativos ou excipientes, presença de íleo paralítico6 (condição em que os movimentos normais do intestino cessam temporariamente), obstrução ou perfuração do intestino e nos vômitos7 repetidos e incontroláveis.

O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Advertências e precauções

Se você tem a função renal8 deficiente, o uso de Floralyte® requer cautela.

Atenção diabéticos: contém AÇÚCAR9.

Gravidez10 e amamentação11

Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez10 desde que sob prescrição médica ou do cirurgião-dentista.

Se estiver amamentando, continue oferecendo o seio12 nos intervalos da administração de Floralyte®.

Interações com alimentos, bebidas e outros medicamentos

Floralyte® pode ser tomado com alimentos. Durante o tratamento de desidratação3 em crianças não é necessário interromper a alimentação. Não estão descritas interações com outros medicamentos.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Direção de veículos e operação de máquinas

Você pode dirigir e lidar com máquinas normalmente durante tratamento com Floralyte®.

ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?

Cuidados de conservação

Você deve conservar Floralyte® em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C). Após aberto, válido por 15 dias. O frasco deve ser mantido fechado, podendo ser guardado em geladeira.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características físicas e organolépticas do produto

  • Floralyte® 45 guaraná se apresenta como uma solução límpida, de cor castanha clara a marrom, com odor e sabor característicos de guaraná.
  • Floralyte® 45 laranja se apresenta como uma solução límpida, de cor amarela intensa a laranja, com odor e sabor característicos de laranja.
  • Floralyte® 45 tutti-frutti se apresenta como uma solução límpida, de cor rosa intensa a vermelha, com odor e sabor característicos de tutti-frutti.
  • Floralyte® 45 maçã se apresenta como uma solução límpida, incolor, com odor e sabor característicos de maçã.
  • Floralyte® 45 coco se apresenta como uma solução límpida, incolor, com odor e sabor característicos de coco.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Floralyte® somente deve ser utilizado quando se apresentar transparente e livre de quaisquer resíduos. Floralyte® deve ser administrado exclusivamente por via oral, de preferência por colher ou copo, dependendo da idade do paciente. Floralyte® pode ser tomado com frequência, alternando com outros líquidos (água, leite, sucos, chás, sopas) e também após cada evacuação líquida. Em caso de vômitos7, deve-se continuar administrando Floralyte® por colher, em pequenas quantidades, pois normalmente os vômitos7 cessam logo que o organismo começa a se hidratar.

Uso em idosos, crianças e outros grupos de risco

Não existem advertências nem recomendações especiais sobre o uso do produto em crianças. Nos idosos, o uso de Floralyte® deve ser cuidadoso em presença de alterações renais ou hepáticas13 graves ou em outras situações em que o balanço eletrolítico se encontre alterado.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas14, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Floralyte® pode ser tomado várias vezes ao dia, o que diminui o risco associado ao esquecimento de dose.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião- dentista.

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?

O produto pode causar reações de hipersensibilidade ou dermatite15 de contato.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

DIZERES LEGAIS


Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas14 procure orientação médica.
 

M.S. 1.0089.0336
Farmacêutico Responsável: Alexandre Canellas de Souza - CRF RJ nº 23277

MERCK S.A.
CNPJ 33.069.212/0001-84
Estrada dos Bandeirantes, 1099
Rio de Janeiro - RJ - CEP 22710-571
Indústria Brasileira


SAC 0800 727 7293

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
2 Mmol/L: Milimols por litro, unidade de medida que mostra a concentração de uma substância em uma quantidade específica de fluido.
3 Desidratação: Perda de líquidos do organismo pelo aumento importante da freqüência urinária, sudorese excessiva, diarréia ou vômito.
4 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
5 Eletrólitos: Em eletricidade, é um condutor elétrico de natureza líquida ou sólida, no qual cargas são transportadas por meio de íons. Em química, é uma substância que dissolvida em água se torna condutora de corrente elétrica.
6 Íleo paralítico: O íleo adinâmico, também denominado íleo paralítico, reflexo, por inibição ou pós-operatório, é definido como uma atonia reflexa gastrintestinal, onde o conteúdo não é propelido através do lúmen, devido à parada da atividade peristáltica, sem uma causa mecânica. É distúrbio comum do pós-operatório podendo-se afirmar que ocorre após toda cirurgia abdominal, como resposta “fisiológica“ à intervenção, variando somente sua intensidade, afetando todo o aparelho digestivo ou parte dele.
7 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
8 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
9 Açúcar: 1. Classe de carboidratos com sabor adocicado, incluindo glicose, frutose e sacarose. 2. Termo usado para se referir à glicemia sangüínea.
10 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
11 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
12 Seio: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
13 Hepáticas: Relativas a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
14 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
15 Dermatite: Inflamação das camadas superficiais da pele, que pode apresentar-se de formas variadas (dermatite seborreica, dermatite de contato...) e é produzida pela agressão direta de microorganismos, substância tóxica ou por uma resposta imunológica inadequada (alergias, doenças auto-imunes).

Tem alguma dúvida sobre Floralyte 45?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.