Biotoss Xarope

MARIOL INDUSTRIAL LTDA

Atualizado em 14/04/2020

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

BIOTOSS XAROPE
Mikania glomerata Sprengel
Xarope

MEDICAMENTO FITOTERÁPICO
Nomenclatura botânica oficial: Mikania glomerata Sprengel
Nome popular: Guaco
Família: Compositae
Parte da folha utilizada: Folhas

FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO:

Xarope
Frasco com 120 mL

USO ORAL
USO ADULTO E PEDIÁTRICO (em crianças maiores de 2 anos)

COMPOSIÇÃO:

Cada mL de xarope contém:

Extrato  fluido  de  Mikania  glomerata (padronizado em 0,036 mg (0,06%) de cumarina) 60 mg
Veículo q.s.p. 1 mL

Veiculo: sacarose, água purificada, ciclamato de sódio, sacarina1 sodica, propilenoglicol, hietelose, metilparabeno e propilparabeno.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

POR QUÊ ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?

Este medicamento é indicado como auxiliar no tratamento de distúrbios do trato respiratório,  facilitando a eliminação das secreções presentes. Este medicamento dilata os brônquios2, fluidifica  e facilita a eliminação de secreções.

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

Possui ação expectorante e broncodilatadora, ou seja, facilita a expectoração3 de secreções  respiratórias causadas por afecções4 do trato respiratório.

Seu médico é a pessoa mais adequada para lhe dar maiores informações sobre o tratamento, siga sempre suas orientações.

Não devem ser utilizadas doses superiores às recomendadas.

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Quando apresentar distúrbios da coagulação5 sanguínea como hemofilia6, trombocitopenia7 (diminuição  das plaquetas8) e dengue9, devido a um possível aumento do risco de sangramento.

Quando estiver utilizando medicamentos que interferem na coagulação5, como exemplo ácido  acetilsalicílico e anti-inflamatórios em geral. Pacientes com histórico de hipersensibilidade e  alergia10 a qualquer um dos componentes da fórmula não devem fazer uso do produto.

O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Advertências

Pacientes com problemas hepáticos podem apresentar sinais11 e sintomas12 de intoxicação com o uso  prolongado. O guaco não deve ser empregados simultaneamente com anticoagulantes13 e produtos contendo ipê-roxo (Tabebuia avellanedae), ginco (Ginkgo biloba),  camomila (Matricaria spp.). Recomenda-se maior critério na administração de guaco em pacientes com  quadros respiratórios crônicos não diagnosticados, devendo-se afastar a hipótese de tuberculose14câncer15. O uso deste medicamento deverá ser interrompido 10 dias antes de cirurgias.

Atenção diabético: este produto contem SACAROSE.

Interações Medicamentosas

Este medicamento não deve ser utilizado junto com medicamentos anticoagulantes13 (as cumarinas podem  potencializar seus efeitos e antagonizar a vitamina16 K) e com produtos que contenham Tabebuia  avellanedae (Ipê-roxo), pois as saponinas presentes na M. glomerata podem aumentar a absorção de lapachol.

Informe seu médico ou cirurgião- dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use esse medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser prejudicial a sua saúde17.

ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?

Cuidados de conservação

Conservar o medicamento em temperatura ambiente (15-30ºC), em sua embalagem original, ao abrigo da  umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de  validade indicado na embalagem.

Número de lote e datas de fabricação: Vide Embalagem.

Não use medicamento com prazo de validade vencido.

Para sua segurança, mantenha o medicamento na embalagem original.

Características físicas e organolépticas do produto

O BIOTOSS xarope é constituído de um líquido viscoso de coloração marrom escura. Odor característico do guaco e sabor adocicado.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.

Caso você observe alguma mudança no aspecto do medicamento que ainda esteja no prazo de validade, consulte o médico ou farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Adultos: Ingerir 10 mL (1 copo dosador), três vezes ao dia.

Crianças acima de 5 anos: Ingerir 5mL (1/2 copo dosador), três vezes ao dia.

Crianças acima de 2 a 5 anos: Ingerir 5mL (1/2 copo dosador), duas vezes ao dia.

Caso haja esquecimento da ingestão de uma dose deste medicamento, retomar a posologia prescritas sem a necessidade de suplementação18.

Siga a orientação do seu médico respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR MEDICAMENTO?

Caso haja esquecimento da ingestão de uma dose deste medicamento, retomar a posologia prescritas sem necessidade suplementação18.

Em caso de dúvidas procure orientação do farmacêutico, de seu médico ou cirurgião-dentista.

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE CAUSAR?

Os extratos de guaco nas doses recomendadas são bem tolerados. O uso prolongado e a ingestão de altas doses de extrato de guaco podem gerar taquicardia19, vômitos20 e quadros diarréicos.

Informe ao seu médico, cirurgiãodentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento.

Informe a empresa sobre o aparecimento de reações indesejáveis e problemas com este medicamento, entrando em contato através do Sistema de Atendimento ao Consumidor (SAC).

O QUE FAZER SE ALGUÉM UTILIZAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO DE UMA SÓ VEZ?

Uso prolongado ou ingestão de altas doses pode gerar taquicardia19, vômitos20 e quadros diarréicos, que desaparecem com a descontinuação da terapia. Em animais foram observados quadros hemorrágicos21 após 100 dias de uso contínuo de extratos de guaco. –  Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento se possível.

DIZERES LEGAIS:


Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas12 procure orientação médica.
 

Nº Registro M.S.: 1.6241.0011
Farmacêutica Responsável: Gisela Pedroso Silva C.R.F – SP: 21.785

Registrado, Fabricado e embalado por:
MARIOL INDUSTRIAL LTDA
Avenida Mario de Oliveira, 605 – Distrito
Industrial II.
Barretos / SP
CNPJ 04.656.253/0001-79

www.mariol.com.br
Indústria Brasileira
Comercializado por:
BIONATUS LABORATÓRIO BOTÃNICO LTDA.
Av. Domingos falavina, 1041 – Jd. Mugnaini
São José do Rio Preto-SP
CNPJ 68.032.192/0001-51
Indústria Brasileira


SAC 0800 7748582

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Sacarina: Adoçante sem calorias e sem valor nutricional.
2 Brônquios: A maior passagem que leva ar aos pulmões originando-se na bifurcação terminal da traquéia. Sinônimos: Bronquíolos
3 Expectoração: Ato ou efeito de expectorar. Em patologia, é a expulsão, por meio da tosse, de secreções provenientes da traqueia, brônquios e pulmões; escarro.
4 Afecções: Quaisquer alterações patológicas do corpo. Em psicologia, estado de morbidez, de anormalidade psíquica.
5 Coagulação: Ato ou efeito de coagular(-se), passando do estado líquido ao sólido.
6 Hemofilia: Doença transmitida de forma hereditária na qual existe uma menor produção de fatores de coagulação. Como conseqüência são produzidos sangramentos por traumatismos mínimos, sobretudo em articulações (hemartrose). Sua gravidade depende da concentração de fatores de coagulação no sangue.
7 Trombocitopenia: É a redução do número de plaquetas no sangue. Contrário de trombocitose. Quando a quantidade de plaquetas no sangue é inferior a 150.000/mm³, diz-se que o indivíduo apresenta trombocitopenia (ou plaquetopenia). As pessoas com trombocitopenia apresentam tendência de sofrer hemorragias.
8 Plaquetas: Elemento do sangue (não é uma célula porque não apresenta núcleo) produzido na medula óssea, cuja principal função é participar da coagulação do sangue através da formação de conglomerados que tamponam o escape do sangue por uma lesão em um vaso sangüíneo.
9 Dengue: Infecção viral aguda transmitida para o ser humano através da picada do mosquito Aedes aegypti, freqüente em regiões de clima quente. Caracteriza-se por apresentar febre, cefaléia, dores musculares e articulares e uma erupção cutânea característica. Existe uma variedade de dengue que é potencialmente fatal, chamada dengue hemorrágica.
10 Alergia: Reação inflamatória anormal, perante substâncias (alérgenos) que habitualmente não deveriam produzi-la. Entre estas substâncias encontram-se poeiras ambientais, medicamentos, alimentos etc.
11 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
12 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
13 Anticoagulantes: Substâncias ou medicamentos que evitam a coagulação, especialmente do sangue.
14 Tuberculose: Doença infecciosa crônica produzida pelo bacilo de Koch (Mycobacterium tuberculosis). Produz doença pulmonar, podendo disseminar-se para qualquer outro órgão. Os sintomas de tuberculose pulmonar consistem em febre, tosse, expectoração, hemoptise, acompanhada de perda de peso e queda do estado geral. Em países em desenvolvimento (como o Brasil) aconselha-se a vacinação com uma cepa atenuada desta bactéria (vacina BCG).
15 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
16 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
17 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
18 Suplementação: Que serve de suplemento para suprir o que falta, que completa ou amplia.
19 Taquicardia: Aumento da frequência cardíaca. Pode ser devido a causas fisiológicas (durante o exercício físico ou gravidez) ou por diversas doenças como sepse, hipertireoidismo e anemia. Pode ser assintomática ou provocar palpitações.
20 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
21 Hemorrágicos: Relativo à hemorragia, ou seja, ao escoamento de sangue para fora dos vasos sanguíneos.

Tem alguma dúvida sobre Biotoss Xarope?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.