Preço de Vitergyl C (Comprimido efervescente 2 g) em Woodbridge/SP: R$ 20,88

Vitergyl C (Comprimido efervescente 2 g)

CIFARMA CIENTÍFICA FARMACÊUTICA LTDA

Atualizado em 27/04/2020

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

Vitergyl C®
ácido ascórbico
Comprimido efervescente 2 g

FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO:

Comprimido efervescente
Embalagem contendo 1 tubo com 10 comprimidos

USO ORAL
USO ADULTO

COMPOSIÇÃO:

Cada comprimido efervescente de Vitergyl C® 2 g contém:

ácido ascórbico (Vitamina1 C) 2 g
excipientes q.s.p. 1 comprimido

Excipientes: ácido cítrico, aroma de laranja, benzoato de sódio, bicarbonato de sódio, carbonato de sódio, ciclamato de sódio, corante amarelo crepúsculo, macrogol, sacarina2 sódica e sorbitol3.

Porcentagem da Ingestão Diária Recomendada para Adultos (IDR): 

Composição IDR (%)
Vitamina1 C 2222%

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

PARA QUE ESTE MEDICAMENTE É INDICADO?

Suplemento vitamínico: como auxiliar no sistema imunológico4, em dietas restritivas e inadequadas, antioxidante, pós-cirúrgico/cicatrizante, em doenças crônicas/convalescências e como auxiliar nas anemias carenciais. Também é indicado como suplemento vitamínico em idosos.

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

Vitergyl C® contém vitamina1 C. Como as demais vitaminas, a vitamina1 C não é produzida pelo organismo, sendo encontrada em alguns alimentos. A vitamina1 C combate os radicais livres e auxilia no sistema de defesa estimulando o sistema imunológico4 contra infecções5. Vitergyl C® é usado como suplemento vitamínico nas deficiências de vitamina1 C.

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

O uso de ácido ascórbico é contraindicado em pacientes com litíase6 urinária (cálculos renais) acompanhada por oxalúria (presença de ácido oxálico na urina7), na insuficiência renal8, nos casos de hipersensibilidade ao ácido ascórbico ou quaisquer outros componentes da formulação.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. Informe ao seu médico a ocorrência de gravidez9 na vigência do tratamento ou após o seu término. Informe também se estiver amamentando.

O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

A vitamina1 C atravessa a barreira placentária e é excretada no leite materno. O ácido ascórbico é usualmente bem tolerado. Altas doses podem causar diarreia10 e outros distúrbios gastrintestinais. Há relatos de que doses elevadas de ácido ascórbico podem resultar em hiperoxalúria (doença muito rara, caracterizada pela superprodução e acúmulo de oxalato no organismo, que está descrito na grande maioria dos casos de cálculos renais) e na formação de cálculos renais de oxalato de cálcio. O ácido ascórbico deve, portanto, ser usado com cautela em pacientes com hiperoxalúria. Os contraceptivos orais e os corticosteroides podem diminuir os níveis de vitamina1 C no corpo. O ácido acetilsalicílico, os barbitúricos e a tetraciclina aumentam a eliminação de vitamina1 C na urina7. Os salicilatos inibem o transporte ativo do ácido ascórbico através da parede intestinal. A vitamina1 C promove a diminuição das concentrações séricas da flufenazina e a redução de sua ação. Nas dietas com restrições de sódio levar em consideração que cada comprimido efervescente de Vitergyl C® 2g contém 238,8 mg de sódio.

Deve-se ter a preocupação em casos onde há terapia anticoagulante11 concomitante e em pacientes com diabetes12. Pode interferir em exame de sangue13 oculto nas fezes e nos testes de glicose14 na urina7. Doses elevadas durante a gravidez9 podem causar escorbuto15 em recém-nascidos.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. Informe seu médico a ocorrência de gravidez9 na vigência do tratamento ou após o seu término. Informe também se estiver amamentando.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde16.

ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?

Cuidados de conservação

Vitergyl C® deve ser mantido em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C), protegido da luz. Os comprimidos devem ser mantidos dentro das embalagens e guardados em locais secos.

Vitergyl C® possui prazo de validade de 24 meses a partir da data da sua fabricação, desde que observados os cuidados de conservação.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original. Após aberto válido por 30 dias.

Características físicas e organolépticas do produto

Vitergyl C® comprimido 2 g é um comprimido circular plano, de coloração rosa claro com pontos rosa escuro.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

A dose recomendada é de 1 comprimido ao dia ou segundo critério médico. O comprimido efervescente deverá ser dissolvido em um copo com água e bebido imediatamente após a dissolução.

Este medicamento não deve ser partido ou mastigado.

Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Tome a dose esquecida assim que possível. Caso esteja próximo ao horário da dose seguinte, pule a dose perdida e siga o horário das outras doses normalmente. Não tome dose dobrada para compensar a esquecida.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?

Perturbações digestivas, principalmente diarreia10, pirose17 (ou azia18, que é caracterizada por um desconforto ou sensação de queimação na região estomacal), aumento de diurese19, náuseas20 e vômitos21. O uso por tempo prolongado pode ocasionar dependência/tolerância e a interrupção do tratamento pode causar escorbuto15 rebote.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?

Ainda não foram relatados sintomas22 de intoxicação causada por uso de uma quantidade maior do que a indicada. Altas doses de vitamina1 C (acima de 3g) podem causar náuseas20, vômitos21 e ter efeito diarreico e/ou diurético23. Se você ingerir uma grande quantidade desse medicamento de uma só vez, procure seu médico ou um hospital mais próximo.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

DIZERES LEGAIS


VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
 

Reg. MS.: 1.1560.0192
Farm. Resp.: Dra. Michele Caldeira Landim - CRF/GO: 5122

Fabricado por:
CIFARMA – Científica Farmacêutica Ltda.
Av. das Indústrias, 3651 - Bicas
CEP: 33040-130 – Santa Luiza / MG
CNPJ: 17.562.075/0003-20 – Indústria Brasileira

Registrado por:
CIFARMA – Científica Farmacêutica Ltda.
Rod. BR 153 Km 5,5 – Jardim Guanabara
CEP: 74675-090 – Goiânia – GO
CNPJ: 17.562.075/0001-69 – Indústria Brasileira


SAC 0800 7071212

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
2 Sacarina: Adoçante sem calorias e sem valor nutricional.
3 Sorbitol: Adoçante com quatro calorias por grama. Substância produzida pelo organismo em pessoas com diabetes e que pode causar danos aos olhos e nervos.
4 Sistema imunológico: Sistema de defesa do organismo contra infecções e outros ataques de micro-organismos que enfraquecem o nosso corpo.
5 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
6 Litíase: Estado caracterizado pela formação de cálculos em diferentes regiões do organismo. A composição destes cálculos e os sintomas que provocam variam de acordo com sua localização no organismo (vesícula biliar, ureter, etc.).
7 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
8 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
9 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
10 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
11 Anticoagulante: Substância ou medicamento que evita a coagulação, especialmente do sangue.
12 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
13 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
14 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
15 Escorbuto: Doença aguda ou crônica causada pela carência de vitamina C, caracterizada por hemorragias, alteração das gengivas e queda da resistência às infecções.
16 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
17 Pirose: Sensação de dor epigástrica semelhante a uma queimadura, ela pode ser acompanhada de regurgitação de suco gástrico para dentro do esôfago; azia.
18 Azia: Pirose. Sensação de dor epigástrica semelhante a uma queimadura, geralmente acompanhada de regurgitação de suco gástrico para dentro do esôfago.
19 Diurese: Diurese é excreção de urina, fenômeno que se dá nos rins. É impróprio usar esse termo na acepção de urina, micção, freqüência miccional ou volume urinário. Um paciente com retenção urinária aguda pode, inicialmente, ter diurese normal.
20 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
21 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
22 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
23 Diurético: Grupo de fármacos que atuam no rim, aumentando o volume e o grau de diluição da urina. Eles depletam os níveis de água e cloreto de sódio sangüíneos. São usados no tratamento da hipertensão arterial, insuficiência renal, insuficiência cardiaca ou cirrose do fígado. Há dois tipos de diuréticos, os que atuam diretamente nos túbulos renais, modificando a sua atividade secretora e absorvente; e aqueles que modificam o conteúdo do filtrado glomerular, dificultando indiretamente a reabsorção da água e sal.

Tem alguma dúvida sobre Vitergyl C (Comprimido efervescente 2 g)?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.