Spravato

JANSSEN-CILAG FARMACÊUTICA LTDA

Atualizado em 08/03/2022

IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO

Spravato®
cloridrato de escetamina

APRESENTAÇÃO

Solução spray nasal em frasco de uso único com 28 mg de escetamina em embalagens com 1 dispositivo de 0,2 mL.

USO INTRANASAL
USO ADULTO

COMPOSIÇÃO

Cada dispositivo de frasco spray nasal individual de uso único contém 32,3 mg de cloridrato de escetamina, equivalente a 28 mg de escetamina, e libera dois jatos, um jato para cada narina.
Excipientes: ácido cítrico monoidratado, edetato dissódico (EDTA), hidróxido de sódio e água para injeção.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?

Spravato® é indicado para Transtorno Depressivo Maior (amplo conjunto de sintomas, tais como: sentir-se triste, ansioso ou sem valor, dificuldade para dormir, mudança no apetite, dificuldade de concentração, perda de interesse nas atividades favoritas, sensação de letargia) em adultos que não tenham respondido adequadamente a pelo menos dois antidepressivos diferentes com dose e duração adequadas para tratar o atual episódio depressivo moderado a grave (depressão resistente ao tratamento) em combinação com antidepressivos orais (tais como ISRS – Inibidores seletivos da recaptação de serotonina e ISRSN -Inibidores da recaptação de serotonina e norepinefrina).

Spravato® é indicado, em conjunto com terapia antidepressiva oral, para a rápida redução dos sintomas depressivos em pacientes adultos com Transtorno Depressivo Maior com comportamento ou ideação suicida aguda.
Não foi demonstrada efetividade de Spravato® na prevenção do suicídio ou na redução da ideação ou comportamento suicida.
Mesmo que o paciente apresente melhoras com as doses iniciais de Spravato®, o uso de Spravato® não dispensa a necessidade de hospitalização, caso clinicamente justificada.

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

A escetamina é um antidepressivo com um novo mecanismo de ação, que atua como um modulador do receptor de glutamato.
Estudos demonstraram que esta via está implicada na depressão. Por meio da atuação neste receptor, a escetamina produz aumento na sinalização entre as células do cérebro, restaurando a função normal nessas regiões cerebrais.

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Não use Spravato® se:

  • você for alérgico à escetamina, a um medicamento similar chamado cetamina, que é utilizado para anestesia, ou a qualquer excipiente que compõe a fórmula deste medicamento;
  • você tiver tido qualquer uma dessas condições:
    • um aneurisma (uma área enfraquecida na parede de um vaso sanguíneo que se dilata anormalmente);
    • sangramento no cérebro.

Como Spravato® pode causar um aumento temporário na pressão sanguínea, em ambas as condições acima, esse aumento pode causar uma séria condição médica.
Não use Spravato® se qualquer uma das situações acima se aplica a você. Se você não tem certeza, converse com seu médico antes de usar Spravato®. Seu médico irá decidir se você pode ou não usar este medicamento.

O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Efeito sobre a pressão arterial
O Spravato® pode causar o aumento da sua pressão arterial durante um curto período de tempo (cerca de 1 a 2 horas) e por isso sua pressão arterial será medida várias vezes. A sua pressão arterial será medida antes de começar a utilizar o Spravato® e depois de o tomar.
Se a sua pressão arterial for elevada antes de utilizar este medicamento, o seu médico decidirá se deve iniciar o medicamento ou se você aguardará até que a sua pressão arterial esteja mais baixa. Se a sua pressão arterial aumentar significativamente após a utilização deste medicamento e permanecer elevada por mais de algumas horas após a administração, o seu médico poderá enviá-lo a outro médico para avaliação.
Este medicamento pode causar um aumento temporário na sua pressão sanguínea após tomar uma dose. A sua pressão arterial será verificada antes e depois de tomar este medicamento. Informe imediatamente a equipe médica se sentir dor no peito, falta de ar, dor de cabeça súbita e severa, alteração na visão ou convulsões após tomar este medicamento.

Fale com seu médico antes de usar Spravato® se:

  • você tem problemas cardíacos que não estão bem controlados, tais como: fluxo sanguíneo insuficiente nos vasos sanguíneos do coração, frequentemente com dor no peito (como “angina”), pressão arterial alta, um ataque cardíaco recente, doença das válvulas cardíacas ou insuficiência cardíaca;
  • você já teve problemas com o fornecimento de sangue ao cérebro (como “derrame”).

Efeitos sobre a Bexiga
Em pesquisas clínicas com a escetamina em spray nasal, os pacientes foram avaliados quanto a sintomas de cistite, dor na bexiga e cistite intersticial. Não foi observado nenhum caso de cistite intersticial relacionada à escetamina em qualquer um dos estudos, que envolveram tratamento por até um ano.
Fale para o seu médico caso você sinta dor ao urinar ou ver sangue na sua urina, podem ser sinais de problemas na sua bexiga. Estes episódios foram observados quando se utilizaram doses elevadas de um medicamento similar (denominado cetamina), durante um longo período de tempo.

Abuso e dependência do medicamento
Pessoas com um histórico de abuso ou dependência de medicamentos/drogas podem apresentar maior risco para abuso e uso errôneo de Spravato®.
Dependência e tolerância foram relatadas com o uso prolongado de cetamina. Pessoas com dependência a cetamina relataram sintomas de abstinência de fissuras, ansiedade, tremores, sudorese e palpitações. Seu médico irá monitorá- lo quanto a sinais de dependência.
Fale para o seu médico antes de usar Spravato® se você já teve algum problema com abuso de drogas, prescritas ou ilegais, ou problemas com álcool.
Fale com seu médico antes de usar o Spravato® se:

  • você já teve problemas com abuso de drogas - drogas prescritas ou ilegais - ou um problema com álcool.

Outras Populações em Risco

Fale para o seu médico antes de usar Spravato® se você tiver alguma das condições abaixo. Ele irá avaliar se o benefício do medicamento supera o risco para você e se o tratamento pode ser iniciado.

  • você já teve uma condição chamada “psicose” - onde você acredita em coisas que não são verdadeiras (ilusões) ou vê, sente ou ouve coisas que não estão lá (alucinações);
  • você já teve uma condição chamada “transtorno bipolar” ou sintomas de mania – na qual você é muito hiperreativo ou excitado;
  • você já teve uma tireoide hiperativa que não é tratada adequadamente (hipertireoidismo);
  • você já teve problemas pulmonares causando dificuldade respiratória (insuficiência pulmonar);
  • alguma vez teve batimentos cardíacos lentos ou rápidos causando falta de ar, palpitações ou desconforto no peito, sensação de tontura ou desmaio;
  • teve uma lesão grave na cabeça ou problemas sérios que afetam o cérebro, particularmente onde há aumento da pressão no cérebro;
  • tem problemas graves de fígado.

Se alguma das situações acima se aplicar a você (ou você não tiver certeza), converse com seu médico antes de usar o Spravato®. O seu médico decidirá se você deve usar este medicamento.

Piora da Depressão
A depressão está associada a um risco aumentado de pensamentos suicidas, dano a si próprio e suicídio (eventos relacionados a suicídio). Esse risco persiste até que ocorra remissão significativa; portanto, seu médico irá monitorá- lo rigorosamente. É de experiência clínica geral que o risco de suicídio pode aumentar nos estágios iniciais da recuperação.

Informe o seu médico ou dirija-se imediatamente ao hospital mais próximo se sentir o seguinte enquanto estiver administrando Spravato®:

  • se você pensa em se machucar ou se matar a qualquer momento. Pode ser útil conversar com um parente ou amigo próximo se estiver deprimido e perguntar se ele acha que sua depressão está piorando ou se está preocupado com o seu comportamento. Você pode pedir que eles leiam esta bula.

Gravidez, aleitamento materno e fertilidade
Gravidez

Não use Spravato® se você estiver grávida. Se você estiver grávida, acha que pode estar grávida ou está planejando engravidar, fale com seu médico antes de tomar este medicamento. O uso de Spravato® durante a gravidez não foi estudado e não há informações se Spravato® irá prejudicar seu feto.
Se você ficar grávida enquanto estiver sendo tratada com Spravato®, fale com seu médico imediatamente para decidir se você deverá parar o medicamento e procurar por outras opções de tratamento para a depressão.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.

Contracepção
Você deve utilizar contracepção altamente eficaz durante o tratamento e até 6 meses após o final do tratamento, se você for mulher e estiver em idade fértil. Converse com seu médico sobre métodos de contracepção a serem usados.

Amamentação
Não use Spravato® se estiver amamentando. Fale com o seu médico antes de usar Spravato® se estiver amamentando. O seu médico decidirá se você deverá parar de amamentar ou deixar de tomar este medicamento. O seu médico levará em consideração o benefício da amamentação para o seu filho e o benefício do tratamento para você.

Fertilidade
Spravato® não afeta adversamente a fertilidade com qualquer dose.

Crianças e adolescentes
O uso de Spravato® não foi estudado em crianças e adolescentes com menos de 18 anos de idade com depressão resistente ao tratamento. Portanto, Spravato® não deve ser usado nessa faixa etária.

Potencial para Comprometimento Cognitivo (Intelectual) e Motor
Foi relatado que Spravato® causou sonolência, sedação, sintomas dissociativos, distúrbios de percepção, tontura, vertigem e ansiedade durante as pesquisas clínicas (vide “Quais os males que este medicamento pode me causar?”). Esses efeitos podem comprometer sua atenção, raciocínio, pensamento, velocidade de reação e habilidades motoras. Pode-se desenvolver tolerância aos efeitos acima após algumas sessões de tratamento. Em cada sessão de tratamento, você será acompanhado pelo seu médico, que decidirá por quanto tempo você deverá ser monitorado.

Informe o seu médico se tiver algum dos seguintes sintomas enquanto estiver tomando Spravato®:

  • sonolência (sedação), desmaio, tontura, sensação de estar girando, ansiedade ou sensação de estar desconectado de si mesmo, de seus pensamentos, sentimentos, espaço e tempo (dissociação). Informe imediatamente a equipe médica se sentir que não consegue ficar acordado ou se sentir que vai desmaiar.

Efeitos na capacidade de dirigir e operar máquinas
O Spravato® pode fazer com que você se sinta sonolento, tenha tontura ou apresente outras reações adversas que podem afetar temporariamente sua capacidade de dirigir veículos, de operar máquinas e de fazer qualquer coisa que precise estar completamente alerta.
Informe o seu médico se tiver algum dos seguintes sintomas enquanto estiver tomando Spravato®:

  • dificuldade de atenção, discernimento e raciocínio (vide “8. QUAIS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?”). Durante e após cada uso deste medicamento, você será verificado pelo seu médico, que decidirá quanto tempo deve monitorá-lo. Após o tratamento com este medicamento, não conduza ou use outras máquinas que exijam que você esteja completamente alerta até o dia seguinte após um sono repousante (de boa qualidade). Informe o seu médico se tiver algum dos sintomas acima enquanto estiver a tomar Spravato®.

Idosos (acima de 65 anos)
Spravato®
não é recomendado em pacientes de 65 anos e mais velhos. Em um ensaio clínico nesta população, a evidência de eficácia não foi estabelecida. Maior sensibilidade a reações adversas a medicamentos em indivíduos mais velhos não pode ser descartada.

Interações medicamentosas
Informe seu médico se estiver tomando ou planeja tomar outros medicamentos junto com Spravato®.
Tomar Spravato® com certos medicamentos pode causar efeitos colaterais. Informe especialmente o seu médico se você tomar:

  • Depressores do sistema nervoso central (SNC) (por exemplo, benzodiazepínicos, opióides, medicamentos ou bebidas que contenham álcool);
  • Psicoestimulantes (por exemplo, anfetaminas, metilfenidato, modafanil, armodafinil);
  • Medicamentos inibidores da monoamina oxidase (IMAO) (por exemplo, tranilcipromina, selegilina, fenelzina).

Outros sprays nasais: Se você precisar de medicamentos esteroides ou descongestionantes que são administrados como spray nasal, evite usar esses medicamentos dentro de 1 hora antes do tratamento com Spravato®.

Efeito de outros medicamentos sobre a escetamina
Medicamentos que inibem a função das enzimas do fígado

Estudos mostraram que a escetamina administrada na forma de spray nasal não causa nenhum efeito sobre medicamentos inibidores das enzimas do fígado e estes medicamentos causam interferência mínima na escetamina nasal.

Medicamentos que aumentam a função das enzimas do fígado
Estudos mostraram que a escetamina administrada na forma de spray nasal não causa nenhum efeito sobre medicamentos que aumentam a função das enzimas do fígado e estes medicamentos causam interferência mínima na escetamina nasal.

Outros Produtos em Spray Nasal
O uso concomitante de Spravato® com outros medicamentos de administração por via nasal foi avaliado. O uso de oximetazolina ou furoato de mometasona por indivíduos com histórico de rinite alérgica antes da administração nasal de escetamina apresentou efeitos menores sobre a farmacocinética da escetamina.

Efeito da escetamina sobre outros medicamentos
A administração nasal de 84 mg de escetamina duas vezes por semana por 2 semanas reduziu a concentração no sangue de midazolam e não afetou a concentração de bupropiona oral.

Informe ao seu médico se você está fazendo uso de algum outro medicamento.
Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?

O Spravato® deve ser armazenado em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C) na embalagem original.
O Spravato® solução spray nasal é fornecido em um dispositivo.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com prazo de validade vencido. Guarde-o na embalagem original.

Aspecto físico
Spravato®
solução spray nasal é uma solução aquosa límpida e incolor.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma alteração no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se você poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Spravato® é administrado em conjunto com outro antidepressivo oral.
Você mesmo irá aplicar Spravato® spray nasal, sob a supervisão do seu médico em um hospital ou em uma clínica. Spravato® deve ser administrado em um estabelecimento de saúde sob observação de um profissional de saúde e você será monitorado até ser considerado clinicamente estável e pronto para deixar o estabelecimento.
Seu médico irá demonstrar como usar o dispositivo de spray nasal (veja também “Instruções de Uso” abaixo). Um dispositivo de spray nasal libera dois jatos (um jato para cada narina).

Como administrar o medicamento

Depressão Resistente ao tratamento
Seu médico irá decidir quantos dispositivos de spray nasal e em qual frequência você deve tomar o medicamento.
As recomendações de dosagem para o Spravato® para depressão resistente ao tratamento são mostradas na Tabela 1. Ajustes da dose devem ser feitos com base na eficácia e tolerabilidade à dose anterior.

Tabela 1: Administração Recomendada para o Spravato® para Depressão Resistente ao Tratamento

Fase de Indução

Fase de Manutenção

Semanas 1-4 (duas sessões de tratamento/semana):
Dose inicial do Dia 1: 56 mg
Doses subsequentes: 56 mg ou 84 mg

Semanas 5-8:
56 mg ou 84 mg uma vez por semana
A partir da Semana 9:
56 mg ou 84 mg a cada 2 semanas ou uma vez por semana *

As evidências de benefício terapêutico devem ser avaliadas no final da fase de indução para determinar a necessidade do tratamento ser continuado.

Reexamine periodicamente a necessidade de o tratamento ser continuado.

* A frequência de administração da dose deve ser individualizada até a menor frequência para manter a remissão/resposta.

Após a melhora dos sintomas depressivos, recomenda-se tratamento por pelo menos 6 meses.

Rápida Redução dos Sintomas Depressivos em Adultos com Transtorno Depressivo Maior Com Comportamento ou Ideação Suicida Aguda
A dosagem recomendada para o Spravato® para pacientes com transtorno depressivo maior com comportamento ou ideação suicida aguda é de 84 mg duas vezes por semana, durante 4 semanas. A redução da dose para 56 mg deve ser feita com base na tolerabilidade. Após 4 semanas de tratamento com Spravato®, a terapia antidepressiva oral (AD) deve ser continuada, de acordo com o julgamento clínico.
Os pacientes que também apresentam depressão resistente ao tratamento devem ser avaliados para determinar a necessidade de tratamento continuado com Spravato® por mais de 4 semanas. Spravato® não foi estudado em pacientes com mais de 64 anos de idade com Transtorno Depressivo Maior com comportamento ou ideação suicida aguda.

Observação pós-administração
Durante e após cada utilização deste medicamento, você será avaliado e seu médico decidirá por quanto tempo você será monitorado.
Este medicamento pode causar um aumento temporário na sua pressão sanguínea após tomar uma dose. A sua pressão arterial será verificada antes e depois de tomar este medicamento. Informe imediatamente a equipe médica se sentir dor no peito, falta de ar, dor de cabeça súbita e severa, alteração na visão ou convulsões após tomar este medicamento.

Spravato® com comida e bebida
Alguns pacientes em uso de Spravato® podem sentir náusea ou vomitar. Você deve evitar comer 2 horas antes e beber líquidos até 30 minutos antes da administração deste medicamento.

INSTRUÇÕES PARA USO

Dispositivo de Spray Nasal

28 mg por dispositivo

Importante
Este dispositivo é destinado para administração pelo paciente, sob a supervisão de um profissional de saúde.

Precisa de ajuda?
Faça ao seu médico quaisquer perguntas que você possa ter. Para assistência adicional ou para compartilhar os seus comentários, consulte a Bula para as informações de contato do laboratório.

Dispositivo de Spray Nasal

Somente antes do primeiro dispositivo:

 

Profissional da saúde: Instrua o paciente a assoar o nariz somente antes do primeiro dispositivo.
Confirme o número necessário de dispositivos.


Profissional de saúde:

Verifique a data de validade (‘VAL’). Se vencido, pegue um novo dispositivo. Abra a embalagem e remova o dispositivo.

Profissional de saúde:

NÃO ATIVE O DISPOSITIVO. Isso resultará em uma perda de medicamento. Verifique que o indicador mostra 2 pontos verdes. Em caso negativo, descarte o dispositivo e pegue um novo.
Entregue o dispositivo ao paciente.

O paciente deve:
Segurar o dispositivo conforme mostrado, com o dedão delicadamente sustentando o êmbolo.

Não aperte o êmbolo.

O paciente deve:

Reclinar a cabeça em cerca de 45 graus durante a administração para manter o medicamento dentro do nariz.

O paciente deve:

Inserir a ponta diretamente dentro da primeira narina.
O suporte para o nariz deve encostar na pele entre as narinas.

O paciente deve:

Fechar a narina oposta.

Inspirar pelo nariz, ao mesmo tempo empurrando o êmbolo completamente para cima até que ele pare.

O paciente deve:

Inspirar ar pelo nariz delicadamente após o jato para manter o medicamento dentro do nariz.

O paciente deve:

Trocar de mão para inserir a ponta na segunda narina.
Repetir a Etapa 4 para administrar o segundo jato.

Profissional de saúde:

Pegue o dispositivo do paciente.

Verifique que o indicador não mostra nenhum ponto verde. Se você vir um ponto verde, faça com que o paciente borrife novamente na segunda narina.

Verifique o indicador novamente para confirmar que o dispositivo está vazio.

O paciente deve:

Repousar em uma posição confortável (preferivelmente semirreclinado) por 5 minutos após cada dispositivo.

 Não assoe o nariz. Se gotejar líquido, limpe delicadamente o nariz com um lenço.


Profissional de saúde: Repita as Etapas 2-5 se mais de um dispositivo for necessário.

Populações especiais
Pacientes Pediátricos
A segurança e eficácia de Spravato® não foram estabelecidas em pacientes com idade de 17 anos e mais jovens.

Idosos (65 anos de idade ou mais)
Spravato® não é recomendado em pacientes com 65 anos de idade e mais velhos. Maior sensibilidade a reações adversas ao medicamento em alguns idosos não pode ser descartada.

Insuficiência hepática
Não é necessário nenhum ajuste da dosagem em pacientes com comprometimento hepático leve (classe A de Child-Pugh) ou moderado (classe B de Child-Pugh).
O Spravato® não foi estudado em pacientes com comprometimento hepático severo (classe C de Child-Pugh). O uso nessa população não é recomendado.

Pacientes com ancestralidade Japonesa
A eficácia de Spravato® em pacientes japoneses não foi estabelecida até o momento.

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Caso você perca sua(s) sessão(ões) durante as primeiras 4 semanas de tratamento, o seu médico irá programar a próxima sessão para quando a sessão de dosagem seguinte estivesse programada. Se você tiver depressão resistente ao tratamento e perder a(s) sessão(ões) de tratamento durante a fase de manutenção e apresentar piora dos sintomas da depressão, seu médico irá avaliar se você deve retornar ao esquema posológico anterior de Spravato®.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou do seu médico.

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?

Como todos os medicamentos, Spravato® pode causar efeitos indesejáveis, entretanto não serão todos os pacientes que os manifestarão.
Dentro de cada agrupamento de frequência, os efeitos indesejáveis são apresentados abaixo por ordem decrescente de seriedade:

Classe de sistema de órgãos

Reação adversa ao medicamento

Frequência

 

Muito comum

Comum

Incomum

Distúrbios psiquiátricos

dissociação (desorganização mental)

humor eufórico, distúrbio emocional, agitação, ansiedade, ilusão, irritabilidade, ataque de pânico, percepção do tempo alterada, alucinação incluindo alucinação visual, desrealização

-

Distúrbios do sistema nervoso

tontura, cefaleia, disgeusia, sonolência, hipoestesia

comprometimento cognitivo, tremor, letargia (perda temporária ou completa

da sensibilidade e do movimento), disartria (dificuldade na fala), parestesia, sedação

Nistagmo (oscilações repetidas e involuntárias rítmicas de um ou ambos os olhos)

Distúrbios do ouvido e do labirinto

vertigem

Hiperacusia, zumbido

-

Distúrbios visuais

 

visão embaçada

 

Distúrbios cardíacos

-

taquicardia

-

Distúrbios respiratório, torácicos e mediastianais

-

desconforto nasal, nariz seco incluindo crosta nasal, prurido nasal, irritação na garganta

-

Distúrbios gastrointestinais

náusea, vômito

boca seca, hipoestesia oral

hipersecreção salivar

Distúrbios da pele e do tecido subcutâneo

-

hiperidrose

-

Distúrbio renal e urinário

-

polaciúria (urinar pouca quantidade muitas vezes ao dia), disúria (dificuldade para urinar)

-

Distúrbios gerais e condições do local de administração

-

sensação de anormalidade, sensação de embriaguez, sensação de sentir alteração na temperatura corporal

perturbação da marcha

Distúrbios vasculares

 

Hipertensão

 

Investigações

 

pressão arterial aumentada

-

Contate seu médico se você tiver qualquer uma dessas reações.

Atenção: este produto é um medicamento novo e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e segurança aceitáveis, mesmo que indicado e utilizado corretamente, podem ocorrer eventos adversos imprevisíveis ou desconhecidos. Nesse caso, informe seu médico.

O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?

Não foi relatado nenhum caso de superdose em estudos clínicos com o Spravato®. Este medicamento será administrado sob a supervisão de um profissional de saúde no hospital ou na clínica. Dessa forma, é improvável que uma superdose seja fornecida para você.
Se você receber uma superdose de Spravato®, você pode ter uma maior probabilidade de apresentar reações adversas (vide “Quais os males que este medicamento pode me causar?”).

Tratamento
Não há nenhum antídoto específico para superdose de escetamina. Em caso de superdose, a possibilidade de envolvimento de múltiplos medicamentos deve ser considerada. É aconselhável entrar em contato com um centro de controle de tóxicos para obter as recomendações mais recentes para o controle de uma superdose. O controle de superdose de Spravato® deve consistir em tratamento clínico dos sintomas e monitoramento relevante. Supervisão e monitoramento rigorosos devem continuar até que você se recupere.

Contate o seu médico ou farmacêutico imediatamente.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

DIZERES LEGAIS

 

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA. SÓ PODE SER VENDIDO COM RETENÇÃO DA RECEITA.
USO RESTRITO A HOSPITAIS

 

MS - 1.1236.3435
Farm. Resp.: Erika Diago Rufino – CRF/SP nº 57.310

Registrado por:
JANSSEN-CILAG FARMACÊUTICA LTDA.
Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, 2.041 – São Paulo – SP CNPJ 51.780.468/0001-87

Fabricado por:
Renaissance Lakewood LLC Lakewood, Nova Jersey – EUA.

Embalado por (embalagem secundária):
Janssen Ortho, LLC
Gurabo, Porto Rico – EUA

Importado por:
Janssen-Cilag Farmacêutica Ltda.
Rodovia Presidente Dutra, km 154 - São José dos Campos – SP
CNPJ 51.780.468/0002-68

 

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

Tem alguma dúvida sobre Spravato?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.