Preço de Starfor C em São Paulo/SP: R$ 0,00

Bula do paciente Bula do profissional

Starfor C
(Bula do profissional de saúde)

NATULAB LABORATÓRIO S.A

Atualizado em 11/04/2022

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

Starfor C
aspartato de arginina + ácido ascórbico
Efervescente 1 g + 1 g

FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO:

Comprimido efervescente
Tubo plástico com 10 e com 16 comprimidos efervescentes

USO ORAL
USO ADULTO

COMPOSIÇÃO:

Cada comprimido de Starfor C contém:

aspartato de arginina (equivalente a 567 mg de arginina base) 1 g
ácido ascórbico (vitamina1 C) 1 g
excipiente q.s.p. 1 comprimido efervescente

Excipientes: ácido cítrico, bicarbonato de sódio, aspartame2 pó, corante amarelo tartrazina, aroma laranja, benzoato de sódio.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS AOS PROFISSIONAIS DA SAÚDE3

INDICAÇÕES

O STARFOR C atua com antioxidante, auxiliar do sistema imunológico4. Auxiliar na recuperação durante o período pós-cirúrgico.

Indicado na suplementação5 em casos de carência de vitamina1 C.

RESULTADOS DE EFICÁCIA

Estudos publicados indicam que, em pacientes diabéticos, os danos causados pelo stress oxidativo podem ser fatores que aceleram o envelhecimento e interferem no aparecimento da microangiopatia. Por este motivo, foi conduzido um estudo que envolveu, durante três meses, a administração oral de duas doses diárias de 1 g de arginina a pacientes diabéticos. O nível de malondialdeído, frequentemente utilizado como marcador da oxidação lipídica, mostrou-se reduzidos nos pacientes que receberam L-arginina o que, novamente, demonstra a ação antioxidante da administração oral deste aminoácido.

Em 2006, um estudo clínico avaliou o efeito do ácido ascórbico na eliminação de radicais livres em pacientes que tiveram infarto do miocárdio6. Nestes casos, observou-se que os radicais livres aumentam a taxa de mortalidade7, além de comprometerem nervos cardíacos. Após a administração de 2 g de ácido ascórbico aos participantes do estudo, observou-se que após a realização de atividades físicas, a taxa de batimento cardíaco mostrou-se aumentada e houve uma melhor resposta à norepinefrina, resultando em um incremento na capacidade de realização de exercícios físicos. Este resultado indica que o ácido ascórbico atua na recuperação da disfunção simpática causada por lesões8 provenientes do stress oxidativo, melhorando a resposta dos nervos cardíacos, outrora comprometidos pela alta concentração de substâncias oxidantes.

CARACTERÍSTICAS FARMACOLÓGICAS

O medicamento STARFOR C possui, como ingredientes ativos, o aspartato de arginina e o ácido ascórbico (também conhecido como vitamina1 C). Em relação à farmacocinética destas duas moléculas, sabe-se que o ácido ascórbico possui alta biodisponibilidade e é bem absorvido no intestino, enquanto que, devido à alta atividade da enzima9 arginase presente na mucosa intestinal10, 40% da arginina é degradada durante a absorção; o restante segue para a circulação11 porta hepática12.

O ácido ascórbico é dotado de propriedades antioxidantes, atuando na manutenção geral da saúde3 através do combate a radicais superóxidos e espécies oxigenadas reativas em geral. Em relação ao sistema imunológico4, ácido ascórbico melhora a resposta imunológica através do estímulo à proliferação de células13 T, regulação da atividade dos leucócitos14, incremento da resposta quimiotática de monócitos15 e neutrófilos16, além da atividade bactericida.

O aspartato de arginina é obtido através da hibridização molecular dos aminoácidos arginina e ácido aspártico. Foram atribuídas diversas propriedades à arginina, muito em função da atuação óxido nítrico, da qual é precursora. Muito se estuda sobre as atividades antioxidante, através da inibição a peroxidação de lipoproteínas; cicatrizante, por servir de substrato para a síntese de proteínas17 e deposição de colágeno18 e imunoestimulante, por induzir a proliferação de linfócitos T e, por conseqüência, melhorar a resposta do sistema imunológico4 a infecções19. O conjunto das ações da arginina e do acido ascórbico torna ainda mais interessante a suplementação5 destas moléculas no período de recuperação pós-cirúrgica.

CONTRAINDICAÇÕES

STARFOR C é contraindicado para pacientes20 que apresentam hipersensibilidade aos componentes da formulação.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Este medicamento é contraindicado para crianças.

Este produto contém o corante amarelo de tartrazina que pode causar reações de natureza alérgica, entre as quais asma21 brônquica, especialmente em pessoas alérgicas ao ácido acetilsalicílico.

ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES

Em casos de hipersensibilidade aos componentes da formulação, recomenda-se suspender o uso do produto e buscar orientação médica.

STARFOR C deve ser usado com cautela por pessoas com litíase22 oxálica e úrica e, de preferência, sob orientação médica.

A arginina não é recomendada para pacientes20 que sofreram ataque cardíaco.

Pacientes em tratamentos com medicamentos citados no item INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS devem ter cuidado na administração de medicamentos que contenham ácido ascórbico em sua composição.

Gravidez23 e Lactação24

O medicamento STARFOR C é classificado como um medicamento de categoria B, de acordo com a tabela que trata das categorias de risco de fármacos destinados às mulheres grávidas.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Informações importantes sobre um dos componentes do medicamento

Este produto contém o corante amarelo de TARTRAZINA que pode causar reações de natureza alérgica, entre as quais asma21 brônquica, especialmente em pessoas alérgicas ao ácido acetilsalicílico.

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS

O uso concomitante do ácido ascórbico com barbitúricos tetraciclina e salicilatos pode aumentar sua excreção pela urina25. Foi observado, ainda, que o ácido ascórbico aumenta os níveis sanguíneos de etinilestradiol. A administração de contraceptivos orais reduziu os níveis leucocitários e plasmáticos de ácido ascórbico em mulheres saudáveis.

Quanto ao aspartato de arginina, até o momento não são conhecidas as possíveis interações com outros medicamentos.

CUIDADOS DE ARMAZENAMENTO DO MEDICAMENTO

Cuidados de conservação

Conservar o produto em sua embalagem original, à temperatura ambiente (15–30°C). Proteger da luz e da umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem. Não use medicamento com o prazo de validade vencido.

Para sua segurança, mantenha o medicamento na embalagem original.

Informações importantes sobre um dos componentes do medicamento

O medicamento STARFOR C é apresentado na forma comprimido efervescente de cor laranja.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

POSOLOGIA E MODO DE USAR

Posologia

Ingerir 1 comprimido uma vez ao dia. (dose diária de 1 g de aspartato de arginina e 1 g de ácido ascórbico).

Não ultrapassar a dose recomendada (1 comprimido efervescente ao dia).

Como usar

Dissolver o comprimido efervescente em um copo com água e beber imediatamente após o término da diluição, de preferência durante as refeições.

Caso haja esquecimento da ingestão de uma dose deste medicamento, retome a posologia prescrita sem a necessidade de suplementação5.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

REAÇÕES ADVERSAS

Raramente, ocorrem reações adversas. Nestes casos, acabam sendo de pequena intensidade. Como reações adversas, foi observada a ocorrência de diarréia26, náusea27 e vômito28.

Há relatos de que a administração de ácido ascórbico aumenta os níveis de oxalato e ácido úrico. No entanto, este aumento não foi associado com a ocorrência de litíase22 renal29.

SUPERDOSE

Ocasionalmente, doses maiores do que 3 g de ácido ascórbico (equivalente ao conteúdo de 03 comprimidos efervescentes de STARFOR C) podem causar leves efeitos gastrintestinais. Neste caso, deve-se suspender o uso e procurar orientação médica.

Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações sobre como proceder.

DIZERES LEGAIS


Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas30 procure orientação médica.
 

MS: 1.3841. 0041
Farm. Responsável: Tales de Vasconcelos Cortes - CRF/BA nº 3745

NATULAB LABORATÓRIO SA
Rua H, nº2, Galpão 03 - Urbis II
Santo Antonio de Jesus - Bahia – CEP 44.574-150
CNPJ 02.456.955/0001-83
Indústria brasileira


SAC 0800 730 7370

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
2 Aspartame: Adoçante com quase nenhuma caloria e sem valor nutricional.
3 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
4 Sistema imunológico: Sistema de defesa do organismo contra infecções e outros ataques de micro-organismos que enfraquecem o nosso corpo.
5 Suplementação: Que serve de suplemento para suprir o que falta, que completa ou amplia.
6 Infarto do miocárdio: Interrupção do suprimento sangüíneo para o coração por estreitamento dos vasos ou bloqueio do fluxo. Também conhecido por ataque cardíaco.
7 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
8 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
9 Enzima: Proteína produzida pelo organismo que gera uma reação química. Por exemplo, as enzimas produzidas pelo intestino que ajudam no processo digestivo.
10 Mucosa Intestinal: Revestimento dos INTESTINOS, consistindo em um EPITÉLIO interior, uma LÂMINA PRÓPRIA média, e uma MUSCULARIS MUCOSAE exterior. No INTESTINO DELGADO, a mucosa é caracterizada por várias dobras e muitas células absortivas (ENTERÓCITOS) com MICROVILOSIDADES.
11 Circulação: 1. Ato ou efeito de circular. 2. Facilidade de se mover usando as vias de comunicação; giro, curso, trânsito. 3. Movimento do sangue, fluxo de sangue através dos vasos sanguíneos do corpo e do coração.
12 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
13 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
14 Leucócitos: Células sangüíneas brancas. Compreendem tanto os leucócitos granulócitos (BASÓFILOS, EOSINÓFILOS e NEUTRÓFILOS) como os não granulócitos (LINFÓCITOS e MONÓCITOS). Sinônimos: Células Brancas do Sangue; Corpúsculos Sanguíneos Brancos; Corpúsculos Brancos Sanguíneos; Corpúsculos Brancos do Sangue; Células Sanguíneas Brancas
15 Monócitos: É um tipo de leucócito mononuclear fagocitário, que se forma na medula óssea e é posteriormente transportado para os tecidos, onde se desenvolve em macrófagos.
16 Neutrófilos: Leucócitos granulares que apresentam um núcleo composto de três a cinco lóbulos conectados por filamenos delgados de cromatina. O citoplasma contém grânulos finos e inconspícuos que coram-se com corantes neutros.
17 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
18 Colágeno: Principal proteína fibrilar, de função estrutural, presente no tecido conjuntivo de animais.
19 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
20 Para pacientes: Você pode utilizar este texto livremente com seus pacientes, inclusive alterando-o, de acordo com a sua prática e experiência. Conheça todos os materiais Para Pacientes disponíveis para auxiliar, educar e esclarecer seus pacientes, colaborando para a melhoria da relação médico-paciente, reunidos no canal Para Pacientes . As informações contidas neste texto são baseadas em uma compilação feita pela equipe médica da Centralx. Você deve checar e confirmar as informações e divulgá-las para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos médicos.
21 Asma: Doença das vias aéreas inferiores (brônquios), caracterizada por uma diminuição aguda do calibre bronquial em resposta a um estímulo ambiental. Isto produz obstrução e dificuldade respiratória que pode ser revertida de forma espontânea ou com tratamento médico.
22 Litíase: Estado caracterizado pela formação de cálculos em diferentes regiões do organismo. A composição destes cálculos e os sintomas que provocam variam de acordo com sua localização no organismo (vesícula biliar, ureter, etc.).
23 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
24 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
25 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
26 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
27 Náusea: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
28 Vômito: É a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Pode ser classificado como: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
29 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
30 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.