Preço de Ad-til em Ann Arbor/SP: R$ 16,20

Bula do paciente Bula do profissional

Ad-til

TAKEDA PHARMA LTDA.

Atualizado em 13/08/2019

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

AD-TIL®
vitamina1 A + vitamina1 D
Gotas 20 ml

APRESENTAÇÃO

Solução oral de 50.000 U.I/ml (vitamina1 A) + 10.000 U.I/ml (vitamina1 D)
Frasco gotejador de 20 ml

USO ORAL
USO ADULTO E PEDIÁTRICO

COMPOSIÇÃO

Cada ml (40 gotas) da solução oral contém:

acetato de retinol (vitamina1 A) 50.000 U.I
colecalciferol (vitamina1 D) 10.000 U.I

Excipientes: metilparabeno, propilparabeno, butil-hidroxianisol e óleo de milho.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?

Ad-til® é indicado para tratamento e prevenção dos estados carenciais de vitaminas A e D principalmente nas fases de crescimento, em casos de raquitismo2, osteomalácia3, e auxiliar do sistema imunológico4.

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

Ad-til® fornece dois dos principais micronutrientes5 de importância para todas as fases do desenvolvimento orgânico – as vitaminas A e D – em quantidades adequadas para uma suplementação6 à dieta habitual destinada à prevenção de condições patológicas. Esta associação permite prevenir e tratar as deficiências das vitaminas A e D, assim como as consequências que ocorrem principalmente nas fases de desenvolvimento das crianças.

A vitamina1 A é indispensável ao perfeito desenvolvimento dos processos metabólicos: atua no organismo aumentando a resistência às infecções7 e concorrendo para a integridade dos epitélios8. É fator importante no crescimento e desenvolvimento de crianças e lactentes9. Atua na prevenção de alterações oculares que levam à redução da visão10 ou à cegueira, além de ser indispensável para a adaptação da visão10 à escuridão. É essencial para o crescimento dos ossos e para a reprodução11.

A vitamina1 D atua no metabolismo12 principalmente do cálcio, permitindo a absorção eficiente do cálcio da dieta e fixando o cálcio e o fósforo no organismo, além de favorecer a regulação do sistema imunológico4. É por excelência um antirraquítico, sendo, portanto, uma vitamina1 indispensável em qualquer época da vida humana. Influi na dentição13, no crescimento e no desenvolvimento.

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Ad-til® não deve ser usado por pacientes com alergia14 conhecida à vitamina1 A, a colecalciferol, ergocalciferol ou metabólitos15 da vitamina1 D (como calcitriol, calcifediol, alfacalcidol, calciprotriol) ou aos demais componentes da fórmula.

Ad-til® também não deve ser usado por pacientes com taxas elevadas de cálcio (hipercalcemia) e de vitaminas A e D (hipervitaminoses A e D) ou ainda por portadores de osteodistrofia16 renal17 com hiperfosfatemia.

O QUE DEVO SABER ANTES DE UTILIZAR ESTE MEDICAMENTO?

Os preparados orais de vitaminas A e D não são indicados para tratar a deficiência destas vitaminas em pessoas cuja doença tenha como causa a síndrome de má absorção18.

A administração de Ad-til® deve ser cuidadosamente avaliada em pacientes com aterosclerose19, disfunção cardíaca, aumento de fósforo no sangue20 ou insuficiência renal21 que estão usando o produto, em pacientes que fazem uso prolongado de vitaminas A e D ou quando há uso concomitante de preparados contendo cálcio ou de outras preparações vitamínicas contendo vitamina1 D ou análogos.

A ingestão de doses excessivas de vitamina1 D (20.000 U.I./dia para adulto e 2.000 U.I./dia para crianças por diversos meses) pode resultar em intoxicação grave.

Gravidez22 e amamentação23

A ingestão diária de vitaminas A e D durante a gestação e a amamentação23 está bem estabelecida na tabela de Ingetsão Diária Recomendada (IDR) e, de um modo geral, é suprida pelo uso de alimentos ricos nestas viataminas (frutas amarelas, vegetais amarelos e verde-escuros, leite e derivados, peixe e derivados).

No caso de ingestão inadequada, indica-se o uso de duas a quatro gotas de Ad-til®ao dia a fim de manter o aporte diário recomendado de vitaminas. Durante a gestação, o uso de Ad-til® não deve exceder oito gotas ao dia (10.000 UI).

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica. Informe imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez22. Também não deve ser utilizado durante a amamentação23, exceto sob orientação médica.

Pacientes idosos

Não existem restrições ou cuidados especiais quanto ao uso do produto por pacientes idosos. Entretanto, o uso prolongado de vitamina1 A por idosos pode aumentar o risco de sobrecarga da vitamina1 A. Estudos têm revelado que idosos podem ter níveis mais baixos de vitamina1 D do que os adultos jovens, especialmente aqueles com pouca exposição solar.

Pacientes com insuficiência hepática24 e renal17

O uso de vitamina1 A e vitamina1 D por pacientes com insuficiência renal21 e/ou hepática25 leve a moderada deve ser acompanhado de precauções e os pacientes devem ser avaliados regularmente.

Uso com outras substâncias

Ad-til® não deve ser utilizado com os seguintes medicamentos: antiácidos26 que contenham magnésio ou hidróxido de alumínio, etidronato, isotretinoína, análogos da vitamina1 D, calcifediol, preparados que contenham cálcio ou fósforo em altas doses, diuréticos27 tiazídicos, fosfenitoína, fenobarbital, fenitoína, colestiramina, colestipol, bexaroteno, minociclina, vacina28 com vírus29 vivo (sarampo30), glicosídeos cardíacos (digitálicos) e anticoagulantes31 orais, contraceptives orais.

Não há restrições específicas quanto à ingestão concomitante de alimentos e bebidas.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde32.

ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?

Conserve o produto à temperatura ambiente (15°C a 30°C). Proteger da luz.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem. Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características físicas e organolépticas do produto

Ad-til® é uma solução límpida, oleosa, amarela, com odor e sabor de óleo de milho. É acondicionado em frasco de plástico âmbar com um tipo especial de gotejador acoplado ao frasco.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Ad-til® destina-se a uso exclusivo pela via oral.

Cada duas gotas da solução oral contêm 2.500 U.I. de vitamina1 A e 500 U.I. de vitamina1 D.

Para a prevenção das deficiências de vitaminas A e D

  • Recém-nascidos, lactentes9 e crianças até os 12 anos de idade: duas gotas ao dia.
  • Adolescentes e adultos: duas gotas ao dia.

Para o tratamento das deficiências de vitaminas A e D:

Tratamento do raquitismo2 / osteomalácia3 secundária à deficiência dietética (carencial)

  • Crianças: duas gotas ao dia.
  • Adultos: duas a quatro gotas ao dia, até a cura clínica. Posteriormente, duas gotas ao dia como manutenção.

Tratamento de raquitismo2 / osteomalácia3 secundária ao uso de anticonvulsivante

  • Crianças: duas gotas ao dia.
  • Adultos: duas a quatro gotas ao dia.

Não administre medicamentos diretamente na boca33 das crianças: utilize uma colher para pingar as gotinhas.

 

Gestantes e lactantes34 com ingestão inadequada de alimentos ricos em vitaminas A e D

Duas a quatro gotas diárias a fim de manter o aporte diário recomendado de vitaminas.

O uso de Ad-til® não deve exceder quatro gotas ao dia (5.000 U.I. de vitamina1 A) durante a gestação.

Ingestão diária recomendada de vitamina1 A e vitamina1 D

 

Dose (U.I.)

% IDR*

 

Vit A

Vit D

Vit A

Vit D

Recém-nascidos e lactentes9 2.500 500 187%1 - 200%2 250%
Crianças de até 12 anos3 2.500 500 150% 250%
Adolescentes e adultos 5.000 1.000 250% 500%
Lactantes34 5.000 1.000 176% 500%
Gestantes 5.000 1.000 188% 500%

* IDR: Ingestão Diária Recomendada.
Cálculos com base na dose diária máxima recomendada em bula.
1 Relativo à IDR para crianças de 7 a 11 meses.
2 Relativo à IDR para crianças de 0 a 6 meses.
3 Relativo à IDR para crianças com idade superior a 7 anos.

Atenção: o frasco de Ad-til® vem acompanhado de um novo tipo de gotejador, mais moderno e de fácil manuseio.

1. Romper o lacre da tampa.

2. Virar o frasco e mantê-lo na posição vertical. Para começar o gotejamento, bater levemente com o dedo no fundo do frasco.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Caso você tenha esquecido de tomar uma dose, tome o medicamento assim que possível. Se estiver muito perto do horário da próxima dose, aguarde e tome somente uma única dose. Não tome duas doses ao mesmo tempo ou uma dose extra para compensar a dose perdida.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico ou cirurgião-dentista.

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE CAUSAR?

Ainda não se conhecem a intensidade e a frequência das reações adversas com o uso do medicamento Ad-til® nas doses preconizadas.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também a empresa através de seu serviço de atendimento.

O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?

O uso de doses acima das preconizadas pode proporcionar um quadro clínico denominado de hipervitaminose A e D, cujo tratamento consiste basicamente na suspensão imediata da medicação e adoção de outras medidas de suporte cabíveis.

No caso de ingestão de doses muito acima das recomendadas, procure imediatamente assistência médica. Informe ao médico o medicamento que utilizou, sua quantidade e os sintomas35 que está apresentando.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001 se você precisar de mais orientações.

DIZERES LEGAIS

 

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

 

MS – 1.0639.0243
Farm. Resp.: Carla A. Inpossinato
CRF-SP nº 38.535

Takeda Pharma Ltda.
Rodovia SP 340 S/N km 133,5 - Jaguariúna - SP
CNPJ 60.397.775/0008-40
Indústria Brasileira

 

SAC 0800 7710345

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
2 Raquitismo: Doença decorrente da mineralização inadequada do osso em crescimento, ou seja, da placa epifisária. Está entre as doenças mais comuns da infância em países em desenvolvimento. A causa predominante é a deficiência de vitamina D, seja por exposição insuficiente à luz solar ou baixa ingestão através da dieta; mas a deficiência de cálcio na dieta também pode gerar um quadro de raquitismo. A osteomalácia é o termo usado para descrever uma condição semelhante que ocorre em adultos, geralmente devido à falta de vitamina D.
3 Osteomalácia: Enfraquecimento e desmineralização dos ossos nos adultos devido a uma deficiência em vitamina D (na criança esta situação denomina-se raquitismo). O crescimento do osso normal requer um aporte adequado de cálcio e fósforo através da alimentação, mas o organismo não consegue absorver estes minerais sem que haja uma quantidade suficiente de vitamina D. O organismo obtém esta vitamina de certos alimentos e da ação da luz solar sobre a pele; a sua carência resulta em amolecimento e enfraquecimento dos ossos, que se tornam vulneráveis a fraturas.
4 Sistema imunológico: Sistema de defesa do organismo contra infecções e outros ataques de micro-organismos que enfraquecem o nosso corpo.
5 Micronutrientes: No grupo dos micronutrientes estão as vitaminas e os minerais. Esses nutrientes estão presentes nos alimentos em pequenas quantidades e são indispensáveis para o funcionamento adequado do nosso organismo. Exemplos: cálcio, ferro, sódio, etc.
6 Suplementação: Que serve de suplemento para suprir o que falta, que completa ou amplia.
7 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
8 Epitélios: Uma ou mais camadas de CÉLULAS EPITELIAIS, sustentadas pela lâmina basal, que recobrem as superfícies internas e externas do corpo.
9 Lactentes: Que ou aqueles que mamam, bebês. Inclui o período neonatal e se estende até 1 ano de idade (12 meses).
10 Visão: 1. Ato ou efeito de ver. 2. Percepção do mundo exterior pelos órgãos da vista; sentido da vista. 3. Algo visto, percebido. 4. Imagem ou representação que aparece aos olhos ou ao espírito, causada por delírio, ilusão, sonho; fantasma, visagem. 5. No sentido figurado, concepção ou representação, em espírito, de situações, questões etc.; interpretação, ponto de vista. 6. Percepção de fatos futuros ou distantes, como profecia ou advertência divina.
11 Reprodução: 1. Função pela qual se perpetua a espécie dos seres vivos. 2. Ato ou efeito de reproduzir (-se). 3. Imitação de quadro, fotografia, gravura, etc.
12 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
13 Dentição: Os dentes conjuntamente na arcada dentária. Normalmente, a dentição se refere aos dentes naturais posicionados em seus alvéolos. A dentição referente aos dentes decíduos é a DENTIÇÃO PRIMÁRIA; e a referente aos dentes permanentes é a DENTIÇÃO PERMANENTE.
14 Alergia: Reação inflamatória anormal, perante substâncias (alérgenos) que habitualmente não deveriam produzi-la. Entre estas substâncias encontram-se poeiras ambientais, medicamentos, alimentos etc.
15 Metabólitos: Qualquer composto intermediário das reações enzimáticas do metabolismo.
16 Osteodistrofia: Deformação, distrofia dos ossos.
17 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
18 Síndrome de má absorção: Doença do tubo digestivo caracterizada por absorção insuficiente de nutrientes através da mucosa intestinal. Os sintomas principais são perda de peso, diarréia, desnutrição, eliminação de matéria fecal abundante em gorduras, etc.
19 Aterosclerose: Tipo de arteriosclerose caracterizado pela formação de placas de ateroma sobre a parede das artérias.
20 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
21 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
22 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
23 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
24 Insuficiência hepática: Deterioração grave da função hepática. Pode ser decorrente de hepatite viral, cirrose e hepatopatia alcoólica (lesão hepática devido ao consumo de álcool) ou medicamentosa (causada por medicamentos como, por exemplo, o acetaminofeno). Para que uma insuficiência hepática ocorra, deve haver uma lesão de grande porção do fígado.
25 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
26 Antiácidos: É uma substância que neutraliza o excesso de ácido, contrariando o seu efeito. É uma base que aumenta os valores de pH de uma solução ácida.
27 Diuréticos: Grupo de fármacos que atuam no rim, aumentando o volume e o grau de diluição da urina. Eles depletam os níveis de água e cloreto de sódio sangüíneos. São usados no tratamento da hipertensão arterial, insuficiência renal, insuficiência cardiaca ou cirrose do fígado. Há dois tipos de diuréticos, os que atuam diretamente nos túbulos renais, modificando a sua atividade secretora e absorvente; e aqueles que modificam o conteúdo do filtrado glomerular, dificultando indiretamente a reabsorção da água e sal.
28 Vacina: Tratamento à base de bactérias, vírus vivos atenuados ou seus produtos celulares, que têm o objetivo de produzir uma imunização ativa no organismo para uma determinada infecção.
29 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
30 Sarampo: Doença infecciosa imunoprevenível, altamente transmissível por via respiratória, causada pelo vírus do sarampo e de imunidade permanente. Geralmente ocorre na infância, mas pode afetar adultos susceptíveis (não imunes). As manifestações clínicas são febre alta, tosse seca persistente, coriza, conjuntivite, aumento dos linfonodos do pescoço e manchas avermelhadas na pele. Em cerca de 30% das pessoas com sarampo podem ocorrer complicações como diarréia, otite, pneumonia e encefalite.
31 Anticoagulantes: Substâncias ou medicamentos que evitam a coagulação, especialmente do sangue.
32 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
33 Boca: Cavidade oral ovalada (localizada no ápice do trato digestivo) composta de duas partes
34 Lactantes: Que produzem leite; que aleitam.
35 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.

Tem alguma dúvida sobre Ad-til?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.