AMPICILINA

Instituto Vital Brazil

Atualizado em 03/06/2015

Ampicilina

Apresentações da Ampicilina

Cápsula 250 mg: Caixas com 12. Cápsula 500 mg: Caixa com 8. Suspensão 125 mg/5ml: Frascos com 60 ml após reconstituição. Suspensão 250  mg/5ml: Frascos com 60 ml e 100 ml após reconstituição. Frasco ampolas 250 mg:  Caixas com 10 frascos-ampolas + 10 ampolas  de água bidestilada. Frascos-ampolas 0,5g: Caixas com 10 frascos-ampolas + ampolas de água bidestilada

Composição da Ampicilina

Cápsulas: Cada cápsula contém: Ampicilina 250 mg; Excipiente q.s.p. 1 cápsula; Ampicilina 500 mg; Excipiente q.s.p. 1 cápsula. Suspensão: Cada 5 ml contém: Ampicilina 125 mg; Veículo q.s.p. 5ml Ampicilina 250mg; Veícu1o q.s.p.5 ml. Cada frasco-ampola contém: Ampicilina 250 mg. Diluente: água bidestilada 5 ml; Ampicilina 0,5 g. Diluente: água bidestilada 5,0 ml.

Indicações da Ampicilina

Infecções1 por germes sensíveis.

Posologia da Ampicilina

Cápsulas: Adultos e crianças com mais de 12 anos: de 250 mg: 2 a 3 cápsulas de 8 em 8 horas. De 500 mg: 1 a 2 cápsulas de 8 em 8 horas. Suspensão: Crianças: 25 a 50 mg/kg/dia em doses iguais a cada 6 a 8 horas. Formas injetáveis: Adultos: 250 mg a 500 mg a cada 6 horas, por via intravenosa ou intramuscular, podendo-se chegar a 6 g por dia quadros graves.

Meningite2 bacteriana e septicemia3: 1 a 2 g cada 3 a 4 horas por via intramuscular ou intravenosa. Gonorréia4: 500 mg cada 8 a 12 horas, em duas doses por via intramuscular ou intravenosa. Crianças até 20 kg: A dose, por via intramuscular ou intravenosa, é de 6,25 a 25 mg/kg a cada 6 horas. Com 20 kg ou mais: de 250 a 500 a cada 6 horas. Meningite2 bacteriana e septicemia3: 18,75 a 25 mg/kg cada 3 horas, ou 25 a 33,3 mg/kg a cada 4 horas por via intramuscular ou intravenosa. Dependendo do tipo e gravidade da infecção5, algumas crianças podem necessitar até 400 mg/kg em doses divididas.

NEOVITA

AMPICILINA - Laboratório

Instituto Vital Brazil
R. VITAL BRAZIL FILHO, 64
NITEROI/RJ - CEP: 24230340
Tel: (021 )711-0012
Fax: (021 )711-3131

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
2 Meningite: Inflamação das meninges, aguda ou crônica, quase sempre de origem infecciosa, com ou sem reação purulenta do líquido cefalorraquidiano. As meninges são três membranas superpostas (dura-máter, aracnoide e pia-máter) que envolvem o encéfalo e a medula espinhal.
3 Septicemia: Septicemia ou sepse é uma infecção generalizada grave que ocorre devido à presença de micro-organismos patogênicos e suas toxinas na corrente sanguínea. Geralmente ela ocorre a partir de outra infecção já existente.
4 Gonorreia: Infecção bacteriana que compromete o trato genital, produzida por uma bactéria chamada Neisseria gonorrhoeae. Produz uma secreção branca amarelada que sai pela uretra juntamente com ardor ao urinar. É uma causa de infertilidade masculina.Em mulheres, a infecção pode não ser aparente. Se passar despercebida, pode se tornar crônica e ascender, atingindo os anexos uterinos (trompas, útero, ovários) e causar Doença Inflamatória Pélvica e mesmo infertilidade feminina.
5 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.

Tem alguma dúvida sobre AMPICILINA?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.