Calminex H

COSMED INDUSTRIA DE COSMETICOS E MEDICAMENTOS S.A.

Atualizado em 14/08/2019

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

CALMINEX® H
salicilato de metila + óxido de zinco+ bálsamo do peru + extrato de Atropa belladonna L. + cânfora
Pomada

APRESENTAÇÃO

Pomada
Embalagem contendo bisnaga com 20g.

VIA DE ADMINISTRAÇÃO: DERMATOLÓGICA
USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 2 ANOS

COMPOSIÇÃO

Cada grama1 da pomada contém:

salicilato de metila 50 mg
óxido de zinco 90 mg
bálsamo do Peru 20 mg
extrato de Atropa belladonna L. 16 mg
cânfora 10 mg
excipiente q.s.p. 1 g

Excipientes: petrolato branco.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?

CALMINEX® H é indicado no tratamento sintomático2 de dores localizadas em articulações3 e músculos4 decorrentes de contusões, torções, estiramentos, torcicolos, câimbras5 e traumatismos. Indicado no tratamento sintomático2 da nevralgia (dor ao longo do curso de um nervo).

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

O salicilato de metila presente na formulação de CALMINEX® H é um agente irritante que determina o alívio da dor estimulando receptores na pele6 que induzem sensações térmicas. Essas sensações na pele6 diminuem a sensação de dor profunda em músculos4, articulações3 e tendões7. Desta forma, a dor profunda é indiretamente aliviada.

A cânfora, na concentração presente na formulação de CALMINEX® H, é utilizada como agente analgésico8 local e promove um aquecimento no local afetado (ação rubefaciente).

O óxido de zinco tem uma leve ação de proteção sobre a pele6. O início de ação é praticamente imediato.

CALMINEX® H alivia a dor por um período de seis a doze horas.

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Não utilize CALMINEX® H se você já teve qualquer alergia9 ou alguma reação incomum a qualquer um dos componentes da fórmula do produto. Não deve ser utilizado em feridas ou lesões10 da pele6.

Este medicamento não deve ser utilizado em crianças menores de 2 anos de idade.

O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

CALMINEX® H destina-se exclusivamente para uso externo e não deve ser utilizado sobre feridas ou lesões10 abertas. Caso ocorra desenvolvimento de irritação ou alergia9 com o uso de CALMINEX® H, o tratamento deverá ser interrompido e deve ser instituída terapia apropriada.

Em crianças, a ingestão acidental de CALMINEX® H pode provocar sintomas11 de toxicidade12 por cânfora, que incluem náuseas13, vômitos14, sensação de queimação oral e intestinal e cefaleia15 de cinco a 15 minutos após a ingestão. Sintomas11 mais graves, tais como confusão, tontura16, palpitações17, tremores e alucinações18 são improváveis, pois todo o conteúdo da bisnaga contém um total de apenas 200mg de cânfora.

Gravidez19 e Lactação20

A segurança do uso de CALMINEX® H durante a gestação ainda não foi determinada.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Interações medicamentosas

Até o momento, não foram avaliadas sistematicamente as potenciais interações medicamentosas entre CALMINEX® H e outras drogas.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?

Conservar em temperatura entre 2 e 30°C.
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem. Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características físicas 

CALMINEX® H é uma pomada macia, de consistência arenosa, uniforme com pontos escuros, de coloração bege, odor característico e livre de partículas estranhas.
Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Antes do uso, bata levemente a bisnaga em superfície plana e macia com a tampa virada para cima, para que o conteúdo do produto esteja na parte inferior da bisnaga e não ocorra desperdício ao se retirar a tampa.

Massageie levemente o local afetado com o produto, durante 1 ou 2 minutos, até provocar uma leve vermelhidão, uma a duas vezes ao dia (de 12 em 12 horas) aguarde total absorção do produto.

CALMINEX® H não se destina ao uso oftálmico, oral ou intravaginal.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas11, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Utilize o medicamento assim que se lembrar de que esqueceu uma dose.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?

Junto com os efeitos necessários para seu tratamento, os medicamentos podem causar reações não desejadas.

Apesar de nem todas estas reações adversas ocorrerem, você deve procurar atendimento médico caso alguma delas ocorra.

Os eventos adversos de CALMINEX® H são apresentados em frequência decrescente a seguir:

  • Comuns (ocorrem entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): sensação de queimação na pele6.
  • Incomuns (ocorrem entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): irritação na pele6.
  • Raros (ocorrem entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento): úlcera21 de pele6.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?

Até o momento não são conhecidos casos de superdose com o produto.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

DIZERES LEGAIS


Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas11 procure orientação médica.
 

Registro M.S. nº 1.7817.0784
Farm. Responsável: Fernando Costa Oliveira - CRF-GO nº 5.220

Registrado por:
Cosmed Indústria de Cosméticos e Medicamentos S.A.
Avenida Ceci, nº 282, Módulo I - Tamboré - Barueri - SP - CEP 06460-120
C.N.P.J: 61.082.426/0002-07- Indústria Brasileira

Fabricado por:
Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A.
VPR 1 - Quadra 2-A - Módulo 4 - DAIA - Anápolis - GO - CEP 75132-020


SAC 0800 97 99 900

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Grama: 1. Designação comum a diversas ervas da família das gramíneas que formam forrações espontâneas ou que são cultivadas para criar gramados em jardins e parques ou como forrageiras, em pastagens; relva. 2. Unidade de medida de massa no sistema c.g.s., equivalente a 0,001 kg . Símbolo: g.
2 Sintomático: 1. Relativo a ou que constitui sintoma. 2. Que é efeito de alguma doença. 3. Por extensão de sentido, é o que indica um particular estado de coisas, de espírito; revelador, significativo.
3 Articulações:
4 Músculos: Tecidos contráteis que produzem movimentos nos animais.
5 Câimbras: Contrações involuntárias, espasmódicas e dolorosas de um ou mais músculos.
6 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
7 Tendões: Tecidos fibrosos pelos quais um músculo se prende a um osso.
8 Analgésico: Medicamento usado para aliviar a dor. As drogas analgésicas incluem os antiinflamatórios não-esteróides (AINE), tais como os salicilatos, drogas narcóticas como a morfina e drogas sintéticas com propriedades narcóticas, como o tramadol.
9 Alergia: Reação inflamatória anormal, perante substâncias (alérgenos) que habitualmente não deveriam produzi-la. Entre estas substâncias encontram-se poeiras ambientais, medicamentos, alimentos etc.
10 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
11 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
12 Toxicidade: Capacidade de uma substância produzir efeitos prejudiciais ao organismo vivo.
13 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
14 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
15 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
16 Tontura: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
17 Palpitações: Designa a sensação de consciência do batimento do coração, que habitualmente não se sente. As palpitações são detectadas usualmente após um exercício violento, em situações de tensão ou depois de um grande susto, quando o coração bate com mais força e/ou mais rapidez que o normal.
18 Alucinações: Perturbações mentais que se caracterizam pelo aparecimento de sensações (visuais, auditivas, etc.) atribuídas a causas objetivas que, na realidade, inexistem; sensações sem objeto. Impressões ou noções falsas, sem fundamento na realidade; devaneios, delírios, enganos, ilusões.
19 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
20 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
21 Úlcera: Ferida superficial em tecido cutâneo ou mucoso que pode ocorrer em diversas partes do organismo. Uma afta é, por exemplo, uma úlcera na boca. A úlcera péptica ocorre no estômago ou no duodeno (mais freqüente). Pessoas que sofrem de estresse são mais susceptíveis a úlcera.

Tem alguma dúvida sobre Calminex H?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.