Preço de CEPACAINA em Houston/SP: R$ 10,25

CEPACAINA

Sanofi Aventis Farmacêutica Ltda

Atualizado em 08/12/2014

Cepacaína®    

Cloreto de cetilpiridínio

Benzocaína

Anestésico e anti-séptico orofaríngeo1

Uso adulto e pediátrico

Formas Farmacêuticas e Apresentações da Cepacaina

Pastilhas: Caixa com 12. Solução: Frasco com100 ml. Spray: Frasco com 50 ml.

Composição da Cepacaina

Pastilhas: Cada pastilha contém: Cloreto de cetilpiridínio, 1,466 mg; Benzocaína, 10 mg. Contém também o corante amarelo tartrazina e açúcar2. Solução e Spray: Cada 15 ml contém: Cloreto de cetilpiridínio 7,5 mg; Benzocaína 60 mg.

Indicações da Cepacaina

Para o alivio rápido e temporário das dores e irritações da boca3 e da garganta4 provocadas por faringites, amigdalites, estomatites, resfriados e por procedimentos odontológicos e pequenas cirurgias da boca3 a da garganta4.

Propriedades da Cepacaina

A benzocaína é um anestésico tópico5 útil no alivio das dores da boca3 e da garganta4 provenientes de faringites e amigdalites e outras afecções6. O cloreto de cetilpiridínio possui propriedade anti-séptica.

Contra-Indicações da Cepacaina

Pacientes com história de hipersensibilidade aos anestésicos locais ou ao cloreto de cetilpiridínio.

Precauções e Advertências da Cepacaina

A não ser por orientação médica, o produto não deve ser administrado a crianças com menos da 6 anos de idade. Se a dor na boca3 ou na garganta4 for grave, persistir por mais de 2 dias, acompanhada de febre7, dor de cabeça8, náuseas9 ou vômitos10, procure orientação médica. Este produto deve ser usado com cuidado se a mucosa11 estiver muito traumatizada.

Reações Advertências da Cepacaina

Este produto é  geralmente bem-tolerado nas doses recomendadas. Têm sido relatados raros casos de reações alérgicas e inflamação12 das mucosas13. O corante amarelo tartrazina pode causar reações alérgicas em pessoas sensíveis.

Interações Medicamentosas da Cepacaina

As gorduras presentes no leite e nos ovos antagonizam os efeitos do cloreto de cetilpiridínio.

Posologia e Modo de Usar da Cepacaina

Para adultos e crianças acima de 6 anos de idade: Pastilhas: Deixar dissolver na boca3 uma pastilha, de acordo com es necessidades, não excedendo a 6 pastilhas por dia, ou segundo critério médico. Solução: Dependendo da localização da dor, a solução pode ser usada em bochechos ou gargarejos, pura ou diluída em um pouco de água, 3 a 4 vezes ao dia, ou de acordo com critério médico. Spray: Fazer 3 a 6 nebulizações na área afetada. Repetir o procedimento a cada 2 a 3 horas, como necessário, até o máximo de 6 vezes ao dia. CEPACAÍNA Spray ou Solução deve ser usada de acordo com a posologia acima e não deve ser ingerida. Para uma aplicação eficaz, pressione repetidamente a válvula, mantendo o frasco em posição vertical (em pé). Siga corretamente o modo de usar; não desaparecendo os sintomas14, procure orientação médica. Conservar em lugar fresco e ao abrigo da luz. Prazo de validade: 3 anos.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Não tome remédio sem conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde15.

HOECHST MARION ROUSSEL S/A.

CEPACAINA - Laboratório

Sanofi Aventis Farmacêutica Ltda
Rua Conde Domingos Papais, 413
Suzano/SP - CEP: 08613-010
Site: http://www.sanofi-aventis.com.br
C.N.P.J. 02.685.377/0008-23 - Indústria Brasileira

Ou

Sanofi Aventis Farmacêutica Ltda
Av Brasil, 22.155- Rio de Janeiro - RJ
CNPJ 02.685.377/0019-86 - Indústria Brasileira
Atendimento ao Consumidor 0800-703-0014
www.sanofi-aventis.com.br

Ver outros medicamentos do laboratório "Sanofi Aventis Farmacêutica Ltda"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Orofaríngeo: Relativo à orofaringe.
2 Açúcar: 1. Classe de carboidratos com sabor adocicado, incluindo glicose, frutose e sacarose. 2. Termo usado para se referir à glicemia sangüínea.
3 Boca: Cavidade oral ovalada (localizada no ápice do trato digestivo) composta de duas partes
4 Garganta: Tubo fibromuscular em forma de funil, que leva os alimentos ao ESÔFAGO e o ar à LARINGE e PULMÕES. Situa-se posteriormente à CAVIDADE NASAL, à CAVIDADE ORAL e à LARINGE, extendendo-se da BASE DO CRÂNIO à borda inferior da CARTILAGEM CRICÓIDE (anteriormente) e à borda inferior da vértebra C6 (posteriormente). É dividida em NASOFARINGE, OROFARINGE e HIPOFARINGE (laringofaringe).
5 Tópico: Referente a uma área delimitada. De ação limitada à mesma. Diz-se dos medicamentos de uso local, como pomadas, loções, pós, soluções, etc.
6 Afecções: Quaisquer alterações patológicas do corpo. Em psicologia, estado de morbidez, de anormalidade psíquica.
7 Febre: É a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitos como valores de referência indicativos de febre: temperatura axilar ou oral acima de 37,5°C e temperatura retal acima de 38°C. A febre é uma reação do corpo contra patógenos.
8 Cabeça:
9 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
10 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
11 Mucosa: Tipo de membrana, umidificada por secreções glandulares, que recobre cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
12 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
13 Mucosas: Tipo de membranas, umidificadas por secreções glandulares, que recobrem cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
14 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
15 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
Artigos relacionados

Tem alguma dúvida sobre CEPACAINA?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.