Preço de Colpistar em Woodbridge/SP: R$ 50,49

Colpistar

FARMOQUÍMICA S/A

Atualizado em 14/10/2019

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

COLPISTAR®
metronidazol + nistatina + cloreto de benzalcônio + lisozima

APRESENTAÇÃO:

Creme vaginal – metronidazol 250 mg/4 g + nistatina 100.000 UI/4 g + cloreto de benzalcônio 5 mg/4 g + lisozima 10 mg/4 g
Embalagem contendo bisnaga com 40 g do creme + 10 aplicadores descartáveis.

VIA VAGINAL
USO ADULTO

COMPOSIÇÃO:

Cada quatro gramas do creme vaginal contém:

metronidazol 250 mg
nistatina 100.000 UI
cloreto de benzalcônio 5 mg
lisozima 10 mg

Excipientes: álcool estearílico, álcool cetílico, álcool cetoestearílico, óleo de amendoim, 2-octildodecanol, glicerol, metilparabeno, propilparabeno e água.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE:

PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?

Colpistar® é indicado no tratamento de corrimentos genitais por Trichomonas vaginalis, Candida albicans ou bactérias inespecíficas, vulvovaginites, colpites e cervicites.

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

Colpistar® funciona como um antimicrobiano, possuindo em sua formulação uma associação de agentes eficazes contra infecções1 causadas por Trichomonas vaginalis, Candida albicans e bactérias inespecíficas. Estes agentes são:

  • o metronidazol, um potente tricomonicida;
  • a nistatina, ativa contra todas as espécies de Candida que infectam a espécie humana;
  • o cloreto de benzalcônio, um germicida ativo contra microorganismos Gram-positivos e Gram- negativos.

A ação antimicrobiana do Colpistar® inicia-se imediatamente após a sua administração, controlando o corrimento, o prurido2 (coceira) e o desconforto, porém, para que a cura da infecção3 ocorra, é necessário o uso diário do medicamento por aproximadamente 10 dias consecutivos ou pelo tempo prescrito pelo médico.

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Você não deve usar Colpistar® nas seguintes condições:

  • primeiro trimestre de gravidez4
  • lactação5 (amamentação6);
  • hipersensibilidade (alergia7) a qualquer um dos componentes da fórmula.

Este medicamento é contraindicado para uso por mulheres que estejam amamentando. Informe ao seu médico se estiver amamentando.

O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES

  • Lavar bem as mãos8 antes e após a aplicação do Colpistar®.
  • Evitar o contato do medicamento com os olhos9, pois pode ocorrer irritação local.
  • Procurar seu médico ou descontinuar o uso do Colpistar® na presença de reações cutâneas10 locais.
  • A nistatina pode danificar preservativos de látex (camisinha) e, por isso, precauções contraceptivas adicionais são necessárias durante o tratamento com Colpistar®.

Gravidez4
Embora não existam evidências de que o metronidazol seja prejudicial durante o último estágio da gravidez4, antes da utilização do Colpistar® no último trimestre, deverá ser feita uma avaliação dos benefícios do tratamento contra os possíveis riscos para a mãe e o feto11.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS

Interação medicamento-medicamento

  • dissulfiram: foram relatadas reações psicóticas em pacientes utilizando concomitantemente metronidazol e dissulfiram.
  • Anticoagulantes12 orais (por ex., varfarina): aumento do efeito anticoagulante13 e do risco hemorrágico14. Em caso de administração concomitante, deve-se monitorar o tempo de protrombina15 com maior frequência e realizar o ajuste posológico da terapia anticoagulante13 durante o tratamento com metronidazol.
  • lítio: os níveis plasmáticos de lítio podem ser aumentados pelo metronidazol. Deve-se, portanto, monitorar as concentrações plasmáticas de lítio, creatinina16 e eletrólitos17 em pacientes recebendo tratamento com lítio, enquanto durar o tratamento com metronidazol.
  • ciclosporina: risco de aumento dos níveis plasmáticos de ciclosporina. Os níveis plasmáticos de ciclosporina e creatinina16 devem ser rigorosamente monitorizados quando a administração concomitante for necessária.
  • fenitoína ou fenobarbital: aumento da eliminação de metronidazol, resultando em níveis plasmáticos reduzidos (sem significado clínico, no caso de uso intravaginal do metronidazol).
  • 5-fluorouracil: diminuição da depuração (eliminação do corpo) do 5-fluorouracil e consequente aumento de sua toxicidade18.
  • bussulfano: os níveis plasmáticos de bussulfano podem ser aumentados pelo metronidazol, o que pode levar a um aumento da toxicidade18 do bussulfano.

Interação medicamento-substância

  • Álcool: bebidas alcoólicas e medicamentos contendo álcool não devem ser ingeridos durante o tratamento com metronidazol e, no mínimo, um dia após o seu término, devido à possibilidade de reação do tipo dissulfiram (efeito antabuse19), com o aparecimento de desconforto abdominal, rubor, vômito20, dor de cabeça21, tontura22, aceleração do ritmo cardíaco e queda da pressão.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde23.

ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?

Cuidados de conservação
Evitar calor excessivo (temperatura superior a 40ºC). Proteger da luz e umidade.
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características físicas e organolépticas
Creme de cor amarelo claro. Livre de partículas estranhas. Odor característico.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Modo de usar

1. Retire a tampa da bisnaga.

2. Com o fundo da tampa perfure o lacre da bisnaga. Não utilize outro material para romper o lacre.

3. Encaixe o aplicador na bisnaga previamente aberta.

4. Para encher o aplicador, puxe o êmbolo24 até a trava e aperte suavemente a bisnaga até o enchimento total.

5. O aplicador já contendo o creme deve ser introduzido cuidadosamente na vagina25, de preferência na posição deitada, com as pernas elevadas. Para uma maior eficácia do medicamento, a aplicação deve ser a mais profunda possível.

Certifique-se que todo o conteúdo do aplicador foi transferido para a vagina25. Após a aplicação, o aplicador deve ser descartado.

Posologia
Introduzir profundamente na vagina25 o conteúdo de um aplicador cheio (4g), à noite, durante 10 dias consecutivos.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Caso se esqueça de usar este medicamento, use-o assim que for possível. No entanto, se já estiver próximo do horário da aplicação seguinte, espere por este horário para fazê-la. Nunca faça duas aplicações ao mesmo tempo para compensar a dose esquecida.
Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?

Ocasionalmente poderão ocorrer: erupções na pele26, ressecamento da mucosa27 vaginal, desconforto uretral28 e leve escurecimento da urina29.
Embora tenha sido observado um aumento de alterações cromossômicas em pacientes com tratamento prolongado com doses relativamente altas de metronidazol, não foi encontrada nenhuma evidência de efeito citogênico em estudos controlados em pacientes por 15 anos.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?

Em caso de superdosagem, procure orientação médica.
Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

DIREZES LEGAIS

 

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
Só pode ser vendido com retenção da receita.

 

MS: 1.0390.0059
Farm. Resp:
Dra. Marcia Weiss I. Campos CRF-RJ nº 4499

Registrado por:
FARMOQUÍMICA S/A
Av. José Silva de Azevedo Neto, 200, Bloco 1, 1º andar, salas 101 a 104 e 106 a 108.
Rio de Janeiro – RJ
CNPJ: 33.349.473/0001-58

Fabricado por:
FARMOQUÍMICA S/A
Rua Viúva Cláudio, 300
Rio de Janeiro - RJ
CNPJ: 33.349.473/0003-10
Indústria brasileira

 

SAC 0800 25 01 10

 

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
2 Prurido: 1.    Na dermatologia, o prurido significa uma sensação incômoda na pele ou nas mucosas que leva a coçar, devido à liberação pelo organismo de substâncias químicas, como a histamina, que irritam algum nervo periférico. 2.    Comichão, coceira. 3.    No sentido figurado, prurido é um estado de hesitação ou dor na consciência; escrúpulo, preocupação, pudor. Também pode significar um forte desejo, impaciência, inquietação.
3 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
4 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
5 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
6 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
7 Alergia: Reação inflamatória anormal, perante substâncias (alérgenos) que habitualmente não deveriam produzi-la. Entre estas substâncias encontram-se poeiras ambientais, medicamentos, alimentos etc.
8 Mãos: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
9 Olhos:
10 Cutâneas: Que dizem respeito à pele, à cútis.
11 Feto: Filhote por nascer de um mamífero vivíparo no período pós-embrionário, depois que as principais estruturas foram delineadas. Em humanos, do filhote por nascer vai do final da oitava semana após a CONCEPÇÃO até o NASCIMENTO, diferente do EMBRIÃO DE MAMÍFERO prematuro.
12 Anticoagulantes: Substâncias ou medicamentos que evitam a coagulação, especialmente do sangue.
13 Anticoagulante: Substância ou medicamento que evita a coagulação, especialmente do sangue.
14 Hemorrágico: Relativo à hemorragia, ou seja, ao escoamento de sangue para fora dos vasos sanguíneos.
15 Protrombina: Proteína plasmática inativa, é a precursora da trombina e essencial para a coagulação sanguínea.
16 Creatinina: Produto residual das proteínas da dieta e dos músculos do corpo. É excretada do organismo pelos rins. Uma vez que as doenças renais progridem, o nível de creatinina aumenta no sangue.
17 Eletrólitos: Em eletricidade, é um condutor elétrico de natureza líquida ou sólida, no qual cargas são transportadas por meio de íons. Em química, é uma substância que dissolvida em água se torna condutora de corrente elétrica.
18 Toxicidade: Capacidade de uma substância produzir efeitos prejudiciais ao organismo vivo.
19 Efeito Antabuse: É um quadro conseqüente à interação de derivados imidazólicos (cetoconazol, itraconazol, miconazol, etc.) com álcool. Caracteriza-se por mal-estar, náuseas, tonturas e “gosto metálico na boca”.
20 Vômito: É a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Pode ser classificado como: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
21 Cabeça:
22 Tontura: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
23 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
24 Êmbolo: 1. Cilindro ou disco que se move em vaivém no interior de seringas, bombas, etc. 2. Na engenharia mecânica, é um cilindro metálico deslizante que recebe um movimento de vaivém no interior de um cilindro de motor de combustão interna. 3. Em artes gráficas, é uma haste de ferro com um cilindro, articulada para comprimir e lançar o chumbo ao molde. 4. Em patologia, é um coágulo ou outro tampão trazido pela corrente sanguínea a partir de um vaso distante, que obstrui a circulação ao ser forçado contra um vaso menor. 5. Na anatomia zoológica, nas aranhas, é um prolongamento delgado no ápice do aparelho copulador masculino.
25 Vagina: Canal genital, na mulher, que se estende do ÚTERO à VULVA. (Tradução livre do original
26 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
27 Mucosa: Tipo de membrana, umidificada por secreções glandulares, que recobre cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
28 Uretral: Relativo ou pertencente à uretra.
29 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.

Tem alguma dúvida sobre Colpistar?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.