CONCENTRADO DE FATOR VIII BEHRING

Hoechst Marion Roussel

Atualizado em 08/12/2014

Composição do Concentrado de Fator Viii Behring

CADA FRASCO-AMPOLA DE LIOFILO CONTEM: FATOR VIII 250 UI. CADA AMPOLA DE DILUENTE CONTEM: AGUA PARA INJECOES 10 ML.

Posologia e Administração do Concentrado de Fator Viii Behring

A DOSE DEPENDE DO GRAU DE DEFICIENCIA DE FATOR VIII, ASSIM COMO DA NATUREZA E LOCALIZACAO DA HEMORRAGIA1. A QUANTIDADE DE FATOR VIII NECESSARIA PODE SER CALCULADA DA SEGUINTE MANEIRA: NA ADMINISTRACAO DE 1 UI/KG DE PESO CORPORAL ESPERA-SE UM AUMENTO DE CERCA DE 1% NA ATIVIDADE DO FATOR VIII EM RELACAO AO VALOR NORMAL. NOS EVENTOS HEMORRAGICOS2 MOSTRADOS A SEGUIR, NAO SE DEVE PERMITIR QUE O NIVEL SANGUINEO DE FATOR VIII CAIA ABAIXO DO NIVEL MENCIONADO (EXPRESSO EM PORCENTAGEM DO VALOR NORMAL) DURANTE O PERIODO CORRESPONDENTE: A QUANTIDADE A SER ADMINISTRADA DEVE TER COMO ORIENTACAO BASICA A EFICACIA CLINICA INDIVIDUAL. EM DETERMINADAS CIRCUNSTANCIAS, PODEM SER NECESSARIAS QUANTIDADES SUPERIORES AQUELAS CALCULADAS, PRINCIPALMENTE NA DOSE INICIAL. UMA MONITORACAO RIGOROSA DA TERAPIA SUBSTITUTIVA ATRAVES DA ANALISE DOS PARAMETROS DE COAGULACAO3 E INDISPENSAVEL, PRINCIPALMENTE NOS CASOS DE CIRURGIAS DE GRANDE PORTE. O EFEITO TERAPEUTICO PODE NAO SER OBTIDO NO CASO DO SANGUE4 DO PACIENTE CONTER UM TITULO ELEVADO DE INIBIDORES DE FATOR VIII (HEMOFILIA5 DE INIBICAO). NESTE CASO, HA QUE PROCURAR SUPERAR A INFLUENCIA INIBITORIA MEDIANTE ADMINISTRACAO DE ALTAS DOSES DE FATOR VIII. NOS CASOS EM QUE O PRODUTO FOR UTILIZADO PARA TRATAMENTO NO DOMICILIO DO PACIENTE, E IMPRESCINDIVEL ATER-SE ESTRITAMENTE AS INSTRUCOES DO MEDICO. APOS O PREPARO, A SOLUCAO DEVE SER APLICADA DENTRO DE 3 HORAS, NO MAXIMO. PREPARO DA SOLUCAO: A) AQUECER O SOLVENTE A UMA TEMPERATURA ENTRE 20 OC E 37 OC. B) APOS REMOVER A TAMPA DO SELO DE ALUMINIO DO FRASCO E DESINFETAR A SUPERFICIE DA TAMPA DE BORRACHA, TRANSFERIR O SOLVENTE COM O AUXILIO DE UMA SERINGA6 COM AGULHA. C) GIRAR O FRASCO SUAVEMENTE ATE A DISSOLUCAO TOTAL DO LIOFILO, SEM AGITAR PARA EVITAR A FORMACAO DE ESPUMA. O LIOFILO DEVE ESTAR COMPLETAMENTE DISSOLVIDO EM 10 MINUTOS COM A OBTENCAO DE UMA SOLUCAO CLARA OU LEVEMENTE OPALESCENTE. INJECAO7: A) INSERIR UMA AGULHA-FILTRO NO FRASCO CONTENDO A SOLUCAO. B) CONECTAR UMA SERINGA6 DESCARTAVEL ESTERIL ADEQUADA NA AGULHA FILTRO. C) ASPIRAR A SOLUCAO LENTAMENTE. QUANDO DO USO DE VARIAS SERINGAS, A AGULHA-FILTRO PERMANECE NO FRASCO. NAO USAR A AGULHA-FILTRO PARA INJECAO7. D) CONECTAR UMA AGULHA DE INJECAO7 ADEQUADA NA SERINGA6 CHEIA E INJETAR A SOLUCAO LENTAMENTE POR VIA INTRAVENOSA (NO MAXIMO 4 ML POR MINUTO). A APLICACAO TAMBEM PODE SER EFETUADA COM UM DISPOSITIVO DE PERFUSAO. INFUSAO: DISSOLVER O PRODUTO COMO DESCRITO ANTERIORMENTE E INFUNDIR LENTAMENTE POR VIA INTRAVENOSA ATRAVES DE DISPOSITIVO DE TRANSFUSAO8 DESCARTAVEL (COM FILTRO ADAPTADO).

Precauções do Concentrado de Fator Viii Behring

EM PACIENTES COM ANTECEDENTES ALERGICOS CONHECIDOS, PODE-SE EMPREGAR PROFILATICAMENTE CORTICOIDES E ANTI-HISTAMINICOS. CASO SE UTILIZE DOSES MACICAS DE CONCENTRADO DE FATOR VIII BEHRING DEVEM SER MONITORADOS OS SINTOMAS9 DE HIPERVOLEMIA. DEVIDO A BAIXA INCIDENCIA10 DE HEMOFILIA5 EM MULHERES, NAO HA EXPERIMENTOS SUFICIENTES DURANTE A GRAVIDEZ11 E O PERIODO DE LACTACAO12. - INTERACOES MEDICAMENTOSAS: NAO SAO CONHECIDAS.

Reações Adversas do Concentrado de Fator Viii Behring

REACOES ALERGICAS E HIPERTERMIA PODEM OCORRER EM CASOS RAROS. O PROCEDIMENTO TERAPEUTICO A SER ADOTADO DEPENDE DA NATUREZA E DA INTENSIDADE DO EFEITO OBSERVADO. CASO OCORRAM REACOES LEVES, DEVE-SE ADMINISTRAR CORTICOSTEROIDES E ANTI-HISTAMINICOS. EM REACOES GRAVES (CHOQUE ANAFILATICO13) SUSPENDER IMEDIATAMENTE A ADMINISTRACAO DO PRODUTO. EM SEGUIDA APLICAR EPINEFRINA 1:1000 , LENTAMENTE POR VIA VENOSA E, TAMBEM POR VIA INTRAVENOSA LENTA, ALTAS DOSES DE CORTICOSTEROIDES, DEPENDENDO DA GRAVIDADE DA REACAO ADVERSA. SE NECESSARIO, RESTAURAR O VOLUME SANGUINEO E FORNECER OXIGENIO. NO CASO DE TERAPIA MACICA, PARA EVITAR-SE UMA HEMOLISE14 QUE OCORRE EM RAROS CASOS, RECOMENDA-SE A UTILIZACAO DE PREPARADOS ESPECIFICOS QUANTO AO GRUPO SANGUINEO OU ISENTO DE ISOAGLUTININAS. EM RAROS CASOS, PODE OCORRER INIBICAO DO FATOR VIII (VER POSOLOGIA).

Contra-Indicações do Concentrado de Fator Viii Behring

NAO SE CONHECEM CONTRA-INDICACOES AO USO DE CONCENTRADO DE FATOR VIII.

Indicações do Concentrado de Fator Viii Behring

HEMOFILIA5 A, DOENCA DE VON WILLEBRAND, DEFICIENCIA DE FATOR VIII ADQUIRIDA E PROFILATICAMENTE EM CIRURGIAS QUANDO COEXISTE DEFICIENCIA DE FATOR VIII OU DOENCA DE VON WILLEBRAND.

Apresentação do Concentrado de Fator Viii Behring

FRASCO-AMPOLA COM 250 UI DE FATOR VIII + DILUENTE DE 10 ML.

CONCENTRADO DE FATOR VIII BEHRING - Laboratório

Hoechst Marion Roussel
Av. das Nações Unidas, 18001
São Paulo/SP - CEP: 04795-900
Tel: 55 (011) 5683-7847
Fax: 55 (011) 5683-7233
Email: mol@msbhmr.hmr.com.br
Site: http://www.hmr.com.br/

Ver outros medicamentos do laboratório "Hoechst Marion Roussel"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Hemorragia: Saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
2 Hemorrágicos: Relativo à hemorragia, ou seja, ao escoamento de sangue para fora dos vasos sanguíneos.
3 Coagulação: Ato ou efeito de coagular(-se), passando do estado líquido ao sólido.
4 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
5 Hemofilia: Doença transmitida de forma hereditária na qual existe uma menor produção de fatores de coagulação. Como conseqüência são produzidos sangramentos por traumatismos mínimos, sobretudo em articulações (hemartrose). Sua gravidade depende da concentração de fatores de coagulação no sangue.
6 Seringa: Dispositivo usado para injetar medicações ou outros líquidos nos tecidos do corpo. A seringa de insulina é formada por um tubo plástico com um êmbolo e uma agulha pequena na ponta.
7 Injeção: Infiltração de medicação ou nutrientes líquidos no corpo através de uma agulha e seringa.
8 Transfusão: Introdução na corrente sangüínea de sangue ou algum de seus componentes. Podem ser transfundidos separadamente glóbulos vermelhos, plaquetas, plasma, fatores de coagulação, etc.
9 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
10 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
11 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
12 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
13 Choque anafilático: Reação alérgica grave, caracterizada pela diminuição da pressão arterial, taquicardia e distúrbios gerais da circulação, acompanhado ou não de edema de glote. Necessita de tratamento urgente. Pode surgir por exposição aos mais diversos alérgenos.
14 Hemólise: Alteração fisiológica ou patológica, com dissolução ou destruição dos glóbulos vermelhos do sangue causando liberação de hemoglobina. É também conhecida por hematólise, eritrocitólise ou eritrólise. Pode ser produzida por algumas anemias congênitas ou adquiridas, como consequência de doenças imunológicas, etc.

Tem alguma dúvida sobre CONCENTRADO DE FATOR VIII BEHRING?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.