EFORTIL

Boehringer Ingelheim

Atualizado em 08/12/2014

Composição de Efortil

cada comprimido contém: cloridrato de etilefrina 5 mg. Cada ml (aproximadamente 15 gotas) contém: cloridrato de etilefrina 7,5 mg.
Cada ampola de 1 ml contém: cloridrato de etilefrina 10 mg.

Posologia e Administração de Efortil

Comprimidos: adultos e crianças em idade escolar: 1 a 2 comprimidos, 3 vezes ao dia. Crianças de 2 a 6 anos: 1/2 a 1 comprimido 3 vezes ao dia. Gotas: adultos e crianças em idade escolar: 10 a 20 gotas (5 - 10 mg), 3 vezes ao dia. Crianças de 2 a 6 anos: 5 a 10 gotas (2,5 5,0 mg), 3 vezes ao dia. Crianças com menos de 2 anos de idade: 2 a 5 gotas (1,25 - 2,5 mg), 3 vezes ao dia. Ampolas: adultos e crianças em idade escolar: 0,7 a 1 ml (7-10 mg). Crianças de 2 a 6 anos: 0,4 a 0,7 ml (4-7 mg). Crianças menores de 2 anos: 0,2 a 0,4 ml (2-4 mg.). Efetuar a aplicação por via IM ou SC, várias vezes ao dia, a intervalos de 1 a 3 horas. Em casos de insuficiência1 circulatória grave pode-se aplicar aos adultos uma dose de 0,5 ml (5 mg) por via IV lenta; para crianças, a dose endovenosa deve ser correspondentemente menor. Na necessidade do uso endovenoso recomenda-se aplicar o produto por infusão gota2 a gota2, devendo-se adaptar a dose à evolução da pressão arterial3 e do pulso. Neste caso, as doses médias recomendáveis de Efortil são estas: adultos e crianças em idade escolar: 0,4 mg/min (0,2-0,6 mg/min). Crianças de 2 a 6 anos: 0,2 mg/min (0,1-0,4 mg/min). Crianças menores de 2 anos: 0,1 mg/min (0,05-0,2 mg/min). - Superdosagem: sintomas4: taquicardia5, arritmia6 e elevação da pressão arterial3. Tratamento: sedativos ou tranqüilizantes; nos casos graves recomenda-se o uso de um antídoto7: bloqueador alfa ou beta.

Precauções de Efortil

recomenda-se precaução especial em pacientes com alterações cardíacas e vasculares8 orgânicas graves e naqueles com taquicardia5 e/ou transtornos do ritmo cardíaco. Em pacientes com graves doenças renais sujeitos ao tratamento com diálise9, assim como nas moléstias hepáticas10 graves, a dose do medicamento deve ser a mais baixa possível. Desaconselha-se o uso de Efortil durante o primeiro trimestre da gravidez11. Interações medicamentosas: é possível uma potenciação do efeito na administração simultânea de simpaticomiméticos, guanetidina, antidepressivos tricíclicos, cálcio ou desoxicorticosterona-acetato. O uso concomitante de quinidina e de betabloqueadores pode reduzir os efeitos de Efortil.

Reações Adversas de Efortil

de um modo geral, Efortil é bem tolerado. No caso de sensibilidade especial e/ou com doses elevadas podem ocorrer palpitações12, inquietação, sensação de pressão craniana e sudorese13; ao se manifestarem estes sintomas4, a dose deve ser reduzida.

Contra-Indicações de Efortil

tireotoxicose, feocromocitoma14, glaucoma15 de ângulo fechado, hipertrofia16 prostática com formação de urina17 residual.

Indicações de Efortil

como medicação hipertensiva. Em uso parenteral na falência cardiocirculatória, em quadros de pré-choque18 e choque18 com redução do débito cardíaco19 e do refluxo venoso.

Apresentação de Efortil

embalagem com 20 comprimidos. Frascos com 20 ml. Embalagem com 6 ampolas de 1 ml.


EFORTIL - Laboratório

Boehringer Ingelheim
Av. Maria Coelho Aguiar,215-Bl. F - 3ºand
São Paulo/SP - CEP: 05804-970
Tel: 55 (011) 3741-2181
Fax: 55 (011) 3741-1648
Site: http://www.boehringer-ingelheim.com/

Ver outros medicamentos do laboratório "Boehringer Ingelheim"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Insuficiência: Incapacidade de um órgão ou sistema para realizar adequadamente suas funções.Manifesta-se de diferentes formas segundo o órgão comprometido. Exemplos: insuficiência renal, hepática, cardíaca, respiratória.
2 Gota: 1. Distúrbio metabólico produzido pelo aumento na concentração de ácido úrico no sangue. Manifesta-se pela formação de cálculos renais, inflamação articular e depósito de cristais de ácido úrico no tecido celular subcutâneo. A inflamação articular é muito dolorosa e ataca em crises. 2. Pingo de qualquer líquido.
3 Pressão arterial: A relação que define a pressão arterial é o produto do fluxo sanguíneo pela resistência. Considerando-se a circulação como um todo, o fluxo total é denominado débito cardíaco, enquanto a resistência é denominada de resistência vascular periférica total.
4 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
5 Taquicardia: Aumento da frequência cardíaca. Pode ser devido a causas fisiológicas (durante o exercício físico ou gravidez) ou por diversas doenças como sepse, hipertireoidismo e anemia. Pode ser assintomática ou provocar palpitações.
6 Arritmia: Arritmia cardíaca é o nome dado a diversas perturbações que alteram a frequência ou o ritmo dos batimentos cardíacos.
7 Antídoto: Substância ou mistura que neutraliza os efeitos de um veneno. Esta ação pode reagir diretamente com o veneno ou amenizar/reverter a ação biológica causada por ele.
8 Vasculares: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
9 Diálise: Quando os rins estão muito doentes, eles deixam de realizar suas funções, o que pode levar a risco de vida. Nesta situação, é preciso substituir as funções dos rins de alguma maneira, o que pode ser feito realizando-se um transplante renal, ou através da diálise. A diálise é um tipo de tratamento que visa repor as funções dos rins, retirando as substâncias tóxicas e o excesso de água e sais minerais do organismo, estabelecendo assim uma nova situação de equilíbrio. Existem dois tipos de diálise: a hemodiálise e a diálise peritoneal.
10 Hepáticas: Relativas a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
11 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
12 Palpitações: Designa a sensação de consciência do batimento do coração, que habitualmente não se sente. As palpitações são detectadas usualmente após um exercício violento, em situações de tensão ou depois de um grande susto, quando o coração bate com mais força e/ou mais rapidez que o normal.
13 Sudorese: Suor excessivo
14 Feocromocitoma: São tumores originários das células cromafins do eixo simpático-adrenomedular, caracterizados pela autonomia na produção de catecolaminas, mais freqüentemente adrenalina e/ou noradrenalina. A hipertensão arterial é a manifestação clínica mais comum, acometendo mais de 90% dos pacientes, geralmente resistente ao tratamento anti-hipertensivo convencional, mas podendo responder a bloqueadores alfa-adrenérgicos, bloqueadores dos canais de cálcio e nitroprussiato de sódio. A tríade clássica do feocromocitoma, associado à hipertensão arterial, é composta por cefaléia, sudorese intensa e palpitações.
15 Glaucoma: É quando há aumento da pressão intra-ocular e danos ao nervo óptico decorrentes desse aumento de pressão. Esses danos se expressam no exame de fundo de olho e por alterações no campo de visão.
16 Hipertrofia: 1. Desenvolvimento ou crescimento excessivo de um órgão ou de parte dele devido a um aumento do tamanho de suas células constituintes. 2. Desenvolvimento ou crescimento excessivo, em tamanho ou em complexidade (de alguma coisa). 3. Em medicina, é aumento do tamanho (mas não da quantidade) de células que compõem um tecido. Pode ser acompanhada pelo aumento do tamanho do órgão do qual faz parte.
17 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
18 Choque: 1. Estado de insuficiência circulatória a nível celular, produzido por hemorragias graves, sepse, reações alérgicas graves, etc. Pode ocasionar lesão celular irreversível se a hipóxia persistir por tempo suficiente. 2. Encontro violento, com impacto ou abalo brusco, entre dois corpos. Colisão ou concussão. 3. Perturbação brusca no equilíbrio mental ou emocional. Abalo psíquico devido a uma causa externa.
19 Débito cardíaco: Quantidade de sangue bombeada pelo coração para a aorta a cada minuto.

Tem alguma dúvida sobre EFORTIL?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.