INFLAMENE CREME

FARMALAB

Atualizado em 08/12/2014

Composição de Inflamene Creme

CADA 50 GRAMAS DE CREME CONTEM: PIROXICAM 0,50 G; EXCIPIENTE Q.S.P. 50,00 G.

Posologia e Administração de Inflamene Creme

RECOMENDA-SE 1 A 3 APLICACOES TOPICAS DURANTE AS 24 HORAS. A FREQUENCIA DAS APLICACOES DEVERA SER ESTIPULADA DE ACORDO COM A GRAVIDADE DO CASO E PELO MEDICO ASSISTENTE. - ADMINISTRACAO: INFLAMENE CREME DEVE SER APLICADO SOBRE A AREA AFETADA UMA A TRES VEZES AO DIA ACONSELHANDO-SE MASSAGEM SUAVE PARA UMA ABSORCAO ADEQUADA DO PRODUTO. NAO APLICAR O PRODUTO EM FERIMENTOS ABERTOS, SOBRE AS MUCOSAS1 OU SOBRE OS OLHOS2. USO ADULTO: AINDA NAO FORAM ESTABELECIDAS AS DOSES E INDICACOES PARA USO INFANTIL. A PRESCRICAO DO PRODUTO E DE RESPONSABILIDADE UNICA DO MEDICO ASSISTENTE.

Contra-Indicações de Inflamene Creme

NAO UTILIZAR O PRODUTO NAS SEGUINTES SITUACOES: EM PACIENTES QUE TENHAM PREVIAMENTE DEMONSTRADO HIPERSENSIBILIDADE AO PIROXICAM: EXISTE POTENCIAL DE SENSIBILIDADE CRUZADA COM O ACIDO ACETILSALICILICO E OUTRAS SUBSTANCIAS ANTIINFLAMATORIAS NAO ESTEROIDES. EM PACIENTES QUE DESENVOLVAM ASMA3, RINITE4, ANGIOEDEMA5 OU URTICARIA6 APOS O USO DE ACIDO ACETILSALICILICO OU OUTROS ANTIINFLAMATORIOS NAO ESTEROIDES. EM PACIENTES COM ULCERA PEPTICA7 ATIVA E/OU HEMORRAGIA DIGESTIVA ALTA8.

Indicações de Inflamene Creme

INFLAMENE CREME E INDICADO PARA TODOS OS PROCESSOS INFLAMATORIOS E DOLOROSOS DE NATUREZA TRAUMATICA E/OU REUMATICA, DOS MUSCULOS9, TENDOES10, LIGAMENTOS11 E ARTICULACOES12, NO CAMPO DA ORTOPEDIA13 E TRAUMATOLOGIA. PIROXICAM NA FORMA CREME E INDICADO COMO MEDICACAO ADJUVANTE NO ALIVIO DOS SINTOMAS14 AGUDOS OU CRONICOS DA ARTRITE REUMATOIDE15, OSTEOARTRITE16, ESPONDILITE ANQUILOSANTE. MOSTROU-SE TAMBEM EFICAZ NO TRATAMENTO DE DISTURBIOS MUSCULO-ESQUELETICOS AGUDOS E GOTA17 AGUDA, DOR POS-TRAUMATICA E POS-OPERATORIA. E ADJUVANTE NO CAMPO DA REUMATOLOGIA. O USO DO PIROXICAM NAO AFETA O CURSO PROGRESSIVO DA DOENCA ARTRITICA E PODE SER NECESSARIO O TRATAMENTO COM OUTRAS MEDICACOES ANTI-REUMATICAS ESPECIFICAS, DEPENDENDO DA CONDICAO CLINICA EM QUESTAO E DA RESPOSTA DO PACIENTE. - DESCRICAO: PIROXICAM PERTENCE A CLASSE QUIMICA DOS ANTIINFLAMATORIOS NAO ESTEROIDES. PIROXICAM TEM MOSTRADO PROPRIEDADES ANTIINFLAMATORIA, ANALGESICA E ANTIPIRETICA EM ANIMAIS. EDEMA18, ERITEMA19, PROLIFERACAO TISSULAR20, FEBRE21 E DOR PODEM SER INIBIDOS EM ANIMAIS DE LABORATORIO PELA ADMINISTRACAO DE PIROXICAM. O MECANISMO DE ACAO AINDA NAO E TOTALMENTE CONHECIDO, POREM ESTUDOS IN VIVO E IN VITRO TEM MOSTRADO QUE O PIROXICAM AGE INIBINDO A SINTESE DE PROSTAGLANDINAS22 E DE OUTROS MEDIADORES DA INFLAMACAO23. FOI ESTABELECIDO QUE O PIROXICAM NAO ATUA PELA ESTIMULACAO DO EIXO PITUITARIO ADRENAL. O PIROXICAM E BEM ABSORVIDO POR ADMINISTRACAO ORAL E POR VIA TOPICA A ABSORCAO E DUAS VEZES MENOR. A MEIA VIDA PLASMATICA VIA ORAL E DE APROXIMADAMENTE 50 HORAS NO HOMEM E CONCENTRACOES PLASMATICAS ESTAVEIS SAO MANTIDAS DURANTE O DIA ATRAVES DA POSOLOGIA EM DOSE UNICA DIARIA. A MAIORIA DOS PACIENTES SE APROXIMA DOS NIVEIS PLASMATICOS ESTAVEIS DENTRO DE 7-12 DIAS (VIA ORAL). PIROXICAM E METABOLIZADO NO FIGADO24 POR HIDROXILACAO E CONJUGACAO COM O ACIDO GLICURONICO, SENDO EXCRETADO NA URINA25 E FEZES. MENOS DE 5% DA DOSE DIARIA E EXCRETADA INALTERADA.

Apresentação de Inflamene Creme

CREME: BISNAGA CONTENDO 50 G.

INFLAMENE CREME - Laboratório

FARMALAB
Av. Brig. Faria Lima, 1734 - 2º e 3º and
São Paulo/SP - CEP: 01452-001
Tel: 55 (011) 867- 0012
Fax: 55 (011) 813-0500
Email: chiesi.brasil@ibm.net
Site: http://www.farmalabchiesi.com.br/

Ver outros medicamentos do laboratório "FARMALAB"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Mucosas: Tipo de membranas, umidificadas por secreções glandulares, que recobrem cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
2 Olhos:
3 Asma: Doença das vias aéreas inferiores (brônquios), caracterizada por uma diminuição aguda do calibre bronquial em resposta a um estímulo ambiental. Isto produz obstrução e dificuldade respiratória que pode ser revertida de forma espontânea ou com tratamento médico.
4 Rinite: Inflamação da mucosa nasal, produzida por uma infecção viral ou reação alérgica. Manifesta-se por secreção aquosa e obstrução das fossas nasais.
5 Angioedema: Caracteriza-se por áreas circunscritas de edema indolor e não-pruriginoso decorrente de aumento da permeabilidade vascular. Os locais mais acometidos são a cabeça e o pescoço, incluindo os lábios, assoalho da boca, língua e laringe, mas o edema pode acometer qualquer parte do corpo. Nos casos mais avançados, o angioedema pode causar obstrução das vias aéreas. A complicação mais grave é o inchaço na garganta (edema de glote).
6 Urticária: Reação alérgica manifestada na pele como elevações pruriginosas, acompanhadas de vermelhidão da mesma. Pode afetar uma parte ou a totalidade da pele. Em geral é autolimitada e cede em pouco tempo, podendo apresentar períodos de melhora e piora ao longo de vários dias.
7 Úlcera péptica: Lesão na mucosa do esôfago, estômago ou duodeno. Também chamada de úlcera gástrica ou duodenal. Pode ser provocada por excesso de ácido clorídrico produzido pelo próprio estômago ou por medicamentos como antiinflamatórios ou aspirina. É uma doença infecciosa, causada pela bactéria Helicobacter pylori em quase 100% dos casos. Os principais sintomas são: dor, má digestão, enjôo, queimação (azia), sensação de estômago vazio.
8 Hemorragia digestiva alta: É um termo que se refere a qualquer sangramento proveniente do gastrointestinal superior. O limite anatômico para o sangramento gastrointestinal superior é o ligamento de Treitz, que liga a quarta porção do duodeno ao diafragma, perto da flexura esplênica do cólon.
9 Músculos: Tecidos contráteis que produzem movimentos nos animais.
10 Tendões: Tecidos fibrosos pelos quais um músculo se prende a um osso.
11 Ligamentos: 1. Ato ou efeito de ligar(-se). Tudo o que serve para ligar ou unir. 2. Junção ou relação entre coisas ou pessoas; ligação, conexão, união, vínculo. 3. Na anatomia geral, é um feixe fibroso que liga entre si os ossos articulados ou mantém os órgãos nas respectivas posições. É uma expansão fibrosa ou aponeurótica de aparência ligamentosa. Ou também uma prega de peritônio que serve de apoio a qualquer das vísceras abdominais. 4. Vestígio de artéria fetal ou outra estrutura que perdeu sua luz original.
12 Articulações:
13 Ortopedia: Especialidade médica que se dedica ao estudo e tratamento do sistema locomotor e da coluna vertebral (ossos, articulações, ligamentos, tendões e músculos).
14 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
15 Artrite reumatóide: Doença auto-imune de etiologia desconhecida, caracterizada por poliartrite periférica, simétrica, que leva à deformidade e à destruição das articulações por erosão do osso e cartilagem. Afeta mulheres duas vezes mais do que os homens e sua incidência aumenta com a idade. Em geral, acomete grandes e pequenas articulações em associação com manifestações sistêmicas como rigidez matinal, fadiga e perda de peso. Quando envolve outros órgãos, a morbidade e a gravidade da doença são maiores, podendo diminuir a expectativa de vida em cinco a dez anos.
16 Osteoartrite: Termo geral que se emprega para referir-se ao processo degenerativo da cartilagem articular, manifestado por dor ao movimento, derrame articular, etc. Também denominado artrose.
17 Gota: 1. Distúrbio metabólico produzido pelo aumento na concentração de ácido úrico no sangue. Manifesta-se pela formação de cálculos renais, inflamação articular e depósito de cristais de ácido úrico no tecido celular subcutâneo. A inflamação articular é muito dolorosa e ataca em crises. 2. Pingo de qualquer líquido.
18 Edema: 1. Inchaço causado pelo excesso de fluidos no organismo. 2. Acúmulo anormal de líquido nos tecidos do organismo, especialmente no tecido conjuntivo.
19 Eritema: Vermelhidão da pele, difusa ou salpicada, que desaparece à pressão.
20 Tissular: Relativo a tecido orgânico.
21 Febre: É a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitos como valores de referência indicativos de febre: temperatura axilar ou oral acima de 37,5°C e temperatura retal acima de 38°C. A febre é uma reação do corpo contra patógenos.
22 Prostaglandinas: É qualquer uma das várias moléculas estruturalmente relacionadas, lipossolúveis, derivadas do ácido araquidônico. Ela tem função reguladora de diversas vias metabólicas.
23 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
24 Fígado: Órgão que transforma alimento em energia, remove álcool e toxinas do sangue e fabrica bile. A bile, produzida pelo fígado, é importante na digestão, especialmente das gorduras. Após secretada pelas células hepáticas ela é recolhida por canalículos progressivamente maiores que a levam para dois canais que se juntam na saída do fígado e a conduzem intermitentemente até o duodeno, que é a primeira porção do intestino delgado. Com esse canal biliar comum, chamado ducto hepático, comunica-se a vesícula biliar através de um canal sinuoso, chamado ducto cístico. Quando recebe esse canal de drenagem da vesícula biliar, o canal hepático comum muda de nome para colédoco. Este, ao entrar na parede do duodeno, tem um músculo circular, designado esfíncter de Oddi, que controla o seu esvaziamento para o intestino.
25 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
Artigos relacionados

Tem alguma dúvida sobre INFLAMENE CREME?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.