Tetraciclina + Anfotericina B

MEDLEY FARMACÊUTICA LTDA

Atualizado em 08/10/2019

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

tetraciclina + anfotericina B
Creme vaginal

Medicamento Genérico, Lei nº 9.787, de 1999

APRESENTAÇÃO

Creme vaginal
Bisnaga com 45 g e 10 aplicadores descartáveis com capacidade para 4 g

USO VAGINAL
USO ADULTO

COMPOSIÇÃO

Cada grama1 de tetraciclina + anfotericina B contém:

tetraciclina 25,0 mg
anfotericina B 12,5 mg
excipiente q.s.p. 1 g

Excipientes: ácido sórbico, cera emulsificante não-iônica, edetato dissódico di-hidratado, butil- hidroxianisol, metabissulfito de sódio, metilparabeno, propilenoglicol, propilparabeno, petrolato branco, água purificada.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?

Este medicamento é indicado para o tratamento de infecções2 vaginais causadas por fungos e bactérias e após a cauterização3 do colo do útero4, para prevenir infecções2 e acelerar a cicatrização.

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

A tetraciclina + anfotericina B creme vaginal é um medicamento que possui em sua formulação anfotericina B e tetraciclina. A anfotericina B atua nas infecções2 causadas por fungos, como Candida albicans - candidíase5 vaginal - e a tetraciclina elimina as bactérias que favorecem o aumento de fungos, como as Trichomonas.

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

A tetraciclina + anfotericina B é contraindicada em pacientes alérgicos aos componentes da fórmula, especialmente o propilenoglicol, conservantes e metabissulfito de sódio. Não utilize este medicamento se você estiver grávida ou amamentando, pois podem ocorrer problemas no desenvolvimento dos dentes e ossos do feto6 e crianças.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Você deve usar este medicamento apenas pela via vaginal, não devendo entrar em contato com olhos7, nariz8 e boca9. Se isto ocorrer, lave abundantemente as regiões afetadas, pois pode ocorrer ardência ou coceira, em especial em pacientes com histórico de asma10 ou alergias. Você deve interromper o tratamento e procurar um médico se estes sintomas11 persistirem ou se agravarem. Você deve usar medidas para evitar a gravidez12 durante o tratamento, se estiver em idade fértil. Você deve manter o tratamento e evitar relações sexuais durante o período menstrual.

Gravidez12 e lactação13

A segurança para uso durante a gravidez12 e a amamentação14 não foi estabelecida.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas, ou que estejam amamentando, sem orientação médica. Informe ao seu médico se ocorrer gravidez12 ou iniciar amamentação14 durante o uso deste medicamento.

Uso em crianças

A segurança para o uso em crianças com menos de 11 anos de idade não foi estabelecida.

Uso em idosos

Não são conhecidos os efeitos de tetraciclina + anfotericina B creme vaginal em idosos.

Precauções higiênicas

Você deve seguir as recomendações abaixo para evitar reinfecção:

  • lave as mãos15 antes de aplicar o creme vaginal;
  • enxugue a genitália16 sem esfregar o papel higiênico, após urinar;
  • após defecar, não deixe o papel higiênico entrar em contato com a genitália16;
  • trocar diariamente as toalhas, lençóis e roupas íntimas e lavá-los com detergente, uma vez que, enquanto persistir a infecção17, existe a possibilidade de contaminação a outras pessoas.

Interações medicamentosas: as interações de tetraciclina + anfotericina B com outros medicamentos ou alimentos são pouco prováveis.

Interações medicamentosas

As interações de tetraciclina + anfotericina B com outros medicamentos ou alimentos são pouco prováveis.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde18.

ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?

Cuidados de conservação

Este medicamento deve ser mantido em temperatura ambiente (entre 15 e 30 ºC). Você deve armazenar o tubo dentro do cartucho para melhor conservação do produto.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

A tetraciclina + anfotericina B é um creme homogêneo de cor amarela.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Como usar

Siga as instruções de uso conforme ilustração abaixo.

  1. Remova a tampa e perfure completamente o lacre da bisnaga utilizando o lado externo da tampa.
  2. Adapte o aplicador ao bico do tubo.
  3. Puxe o êmbolo19 até o final do curso e em seguida aperte delicadamente a base do tubo de maneira a forçar a entrada do creme no aplicador, preenchendo todo o espaço vazio do mesmo.
  4. Desencaixe o aplicador e tampe o tubo imediatamente.
  5. Para aplicar o produto, a paciente deve deitar-se de costas20 e o aplicador deve ser introduzido na vagina21 suavemente sem causar desconforto. Em seguida, empurrar lentamente o êmbolo19 com o dedo indicador até o final de seu curso, depositando assim todo o creme na vagina21.
  6. Após a aplicação, o aplicador deve ser imediatamente descartado.

Posologia

Você deve usar um aplicador cheio (4 g) de tetraciclina + anfotericina B creme vaginal, durante 7 a 10 dias, por via vaginal. Seu médico poderá indicar quantidades maiores (2 aplicadores cheios) e definir o tempo de utilização.

Você deve manter o tratamento e evitar relações sexuais durante o período menstrual. Você pode utilizar um protetor de roupas íntimas para evitar manchas. O contato deste medicamento com roupas pode manchá-las. Dependendo do tipo de material, estas manchas podem não ser removidas somente em uma lavagem.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento de seu médico.

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Caso você esqueça de aplicar o medicamento no horário estabelecido pelo seu médico, aplique-o assim que lembrar. Entretanto, se já estiver perto do horário de aplicar a próxima dose, pule a dose esquecida e aplique a próxima, continuando normalmente o esquema de doses recomendado pelo seu médico. Neste caso, não aplique o medicamento duas vezes para compensar doses esquecidas. O esquecimento da aplicação pode comprometer o resultado do tratamento.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?

A tetraciclina + anfotericina B pode causar ardência ou coceira, em especial em pacientes com histórico de asma10 ou alergias. Você deve interromper o tratamento e procurar um médico se estes sintomas11 persistirem ou se agravarem.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?

Não são conhecidos casos e sintomas11 relativos ao uso em grandes quantidades não recomendadas de tetraciclina + anfotericina B creme vaginal.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

DIZERES LEGAIS


VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
SÓ PODE SER VENDIDO COM RETENÇÃO DA RECEITA
 

MS - 1.8326.0139
Farm. Resp.: Dra. Tatiana de Campos CRF-SP nº 29.482

Medley Farmacêutica Ltda.
Rua Macedo Costa, 55 - Campinas - SP
CNPJ 10.588.595/0007-97
Indústria Brasileira


SAC 0800 729800

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Grama: 1. Designação comum a diversas ervas da família das gramíneas que formam forrações espontâneas ou que são cultivadas para criar gramados em jardins e parques ou como forrageiras, em pastagens; relva. 2. Unidade de medida de massa no sistema c.g.s., equivalente a 0,001 kg . Símbolo: g.
2 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
3 Cauterização: Queima ou coagulação de tecidos de diferentes órgãos para deter uma hemorragia ou eliminar um tecido de crescimento anormal.
4 Colo do útero: Porção compreendendo o pescoço do ÚTERO (entre o ístmo inferior e a VAGINA), que forma o canal cervical.
5 Candidíase: É o nome da infecção produzida pela Candida albicans, um fungo que produz doença em mucosas, na pele ou em órgãos profundos (candidíase sistêmica).As infecções profundas podem ser mais freqüentes em pessoas com deficiência no sistema imunológico (pacientes com câncer, SIDA, etc.).
6 Feto: Filhote por nascer de um mamífero vivíparo no período pós-embrionário, depois que as principais estruturas foram delineadas. Em humanos, do filhote por nascer vai do final da oitava semana após a CONCEPÇÃO até o NASCIMENTO, diferente do EMBRIÃO DE MAMÍFERO prematuro.
7 Olhos:
8 Nariz: Estrutura especializada que funciona como um órgão do sentido do olfato e que também pertence ao sistema respiratório; o termo inclui tanto o nariz externo como a cavidade nasal.
9 Boca: Cavidade oral ovalada (localizada no ápice do trato digestivo) composta de duas partes
10 Asma: Doença das vias aéreas inferiores (brônquios), caracterizada por uma diminuição aguda do calibre bronquial em resposta a um estímulo ambiental. Isto produz obstrução e dificuldade respiratória que pode ser revertida de forma espontânea ou com tratamento médico.
11 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
12 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
13 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
14 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
15 Mãos: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
16 Genitália: Órgãos externos e internos relacionados com a reprodução. Sinônimos: Órgãos Sexuais Acessórios; Órgãos Genitais; Órgãos Acessórios Sexuais
17 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
18 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
19 Êmbolo: 1. Cilindro ou disco que se move em vaivém no interior de seringas, bombas, etc. 2. Na engenharia mecânica, é um cilindro metálico deslizante que recebe um movimento de vaivém no interior de um cilindro de motor de combustão interna. 3. Em artes gráficas, é uma haste de ferro com um cilindro, articulada para comprimir e lançar o chumbo ao molde. 4. Em patologia, é um coágulo ou outro tampão trazido pela corrente sanguínea a partir de um vaso distante, que obstrui a circulação ao ser forçado contra um vaso menor. 5. Na anatomia zoológica, nas aranhas, é um prolongamento delgado no ápice do aparelho copulador masculino.
20 Costas:
21 Vagina: Canal genital, na mulher, que se estende do ÚTERO à VULVA. (Tradução livre do original
Artigos relacionados

Tem alguma dúvida sobre Tetraciclina + Anfotericina B?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.