TEOREMIN

ACHÈ

Atualizado em 09/12/2014

Composição de Teoremin

cada cápsula contém: glucametacina 140 mg.Excipiente q.s.p. 1 cápsula.

Posologia e Administração de Teoremin

1 cápsula, 3 vezes ao dia, a intervalos regulares. Às pessoas com excessiva sensibilidade gástrica recomenda-se ingerir as cápsulas após as refeições ou com um pouco de leite.

Contra-Indicações de Teoremin

devido à falta de experiências clínicas, é contra-indicado seu uso em crianças e gestantes.

Indicações de Teoremin

tratamento de afecções1 inflamatórias, agudas ou crônicas, de etiologia2 variada. Reumatologia: artrite reumatóide3, bursite4, sinovite5, tendinite6, tenossinovite, miosite, espondilite, osteoartrite7, espondiloartrose8, artrite9 gotosa. Traumato-ortopedia10: contusão11, entorse12, luxação13, distensão, fratura14. Lombalgia15, ciática, torcicolo16. Reação inflamatória após cirurgias traumato-ortopédicas.

Apresentação de Teoremin

caixa com 18 cápsulas.


TEOREMIN - Laboratório

ACHÈ
RODOVIA PRES DUTRA KM 222, 2
GUARULHOS/SP - CEP: 07034-904
Tel: 11 6440-8418
Email: ache@ache.com.br
Site: http://www.ache.com.br

Ver outros medicamentos do laboratório "ACHÈ"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Afecções: Quaisquer alterações patológicas do corpo. Em psicologia, estado de morbidez, de anormalidade psíquica.
2 Etiologia: 1. Ramo do conhecimento cujo objeto é a pesquisa e a determinação das causas e origens de um determinado fenômeno. 2. Estudo das causas das doenças.
3 Artrite reumatóide: Doença auto-imune de etiologia desconhecida, caracterizada por poliartrite periférica, simétrica, que leva à deformidade e à destruição das articulações por erosão do osso e cartilagem. Afeta mulheres duas vezes mais do que os homens e sua incidência aumenta com a idade. Em geral, acomete grandes e pequenas articulações em associação com manifestações sistêmicas como rigidez matinal, fadiga e perda de peso. Quando envolve outros órgãos, a morbidade e a gravidade da doença são maiores, podendo diminuir a expectativa de vida em cinco a dez anos.
4 Bursite: Doença ortopédica caracterizada pela inflamação da bursa, uma bolsa cheia de líquido, existente no interior das articulações, cuja finalidade é amortecer o atrito entre ossos, tendões e músculos. A bursite pode acontecer em qualquer articulação (joelhos, cotovelos, quadris, etc.), mas é mais comum no ombro.
5 Sinovite: Inflamação da membrana sinovial, uma fina camada de tecido conjuntivo que reveste estruturas como tendões musculares, cápsulas articulares e bolsas sinoviais.
6 Tendinite: Inflamação de um tendão. Produz-se em geral como conseqüência de um traumatismo. Existem doenças imunológicas capazes de produzir tendinite entre outras alterações.
7 Osteoartrite: Termo geral que se emprega para referir-se ao processo degenerativo da cartilagem articular, manifestado por dor ao movimento, derrame articular, etc. Também denominado artrose.
8 Espondiloartrose: Tipo de artrose que causa uma série de alterações na coluna lombar, cervical ou dorsal, afetando ossos, ligamentos, discos intervertebrais e nervos. Ela pode provocar dores incapacitantes.
9 Artrite: Inflamação de uma articulação, caracterizada por dor, aumento da temperatura, dificuldade de movimentação, inchaço e vermelhidão da área afetada.
10 Ortopedia: Especialidade médica que se dedica ao estudo e tratamento do sistema locomotor e da coluna vertebral (ossos, articulações, ligamentos, tendões e músculos).
11 Contusão: Lesão associada a um traumatismo que pode produzir desvitalização de tecidos profundos.
12 Entorse: Distensão traumática de um ligamento que produz ruptura do mesmo, acompanhada de dor, hematoma e dificuldade para movimentar a articulação comprometida.
13 Luxação: É o deslocamento de um ou mais ossos para fora da sua posição normal na articulação.
14 Fratura: Solução de continuidade de um osso. Em geral é produzida por um traumatismo, mesmo que possa ser produzida na ausência do mesmo (fratura patológica). Produz como sintomas dor, mobilidade anormal e ruídos (crepitação) na região afetada.
15 Lombalgia: Dor produzida na região posterior inferior do tórax. As pessoas com lombalgia podem apresentar contraturas musculares, distensões dos ligamentos da coluna, hérnias de disco, etc. É um distúrbio benigno que pode desaparecer com uso de antiinflamatórios e repouso.
16 Torcicolo: Distúrbio freqüente produzido por uma luxação nas vértebras da coluna cervical, ou a espasmos dos músculos do pescoço que produzem rigidez e rotação lateral do mesmo.

Tem alguma dúvida sobre TEOREMIN?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.