MUCOLITIC

NYCOMED PHARMA

Atualizado em 09/12/2014

Composição de Mucolitic

cada 5 ml do xarope adulto contém 250 mg decarbocisteína; cada 5 ml do xarope pediátrico contém 100 mg de carbocisteína; cada 1 ml da solução oral (gotas pediátricas) contém 50 mg de carbocisteína.

Posologia e Administração de Mucolitic

crianças com menos de 5 anos de idade: 5 mg por quilograma de peso, 3 vezes ao dia: Mucolitic solução oral (gotas pediátricas): 2 gotas por quilograma de peso, 3 vezes ao dia. Crianças entre 5 e 12 anos de idade: 5 mg por quilograma de peso, 3 vezes ao dia: Mucolitic solução oral (gotas pediátricas): 2 gotas por quilograma de peso, 3 vezes ao dia. Mucolitic xarope pediátrico: 1 a 2 colheres das de chá (5 ml a 10 ml), 3 vezes ao dia. Crianças maiores e adultos: 250 a 500 mg, 3 vezes ao dia: Mucolitic xarope adulto: 1 a 2 colheres das de chá (5 ml a 10 ml), 3 vezes ao dia. Superdosagem: distúrbio gastrintestinal (gastralgia1, náusea2, vômito3 e diarréia4) é o sintoma5 de maior probabilidade de ocorrência nos casos de superdosagem. Deve-se proceder à lavagem gástrica6 e observação criteriosa do paciente.

Precauções de Mucolitic

deve-se ter cautela em pacientes com história de úlcera gástrica7 ou duodenal. Devido à presença de sacarose em Mucolitic xarope adulto e xarope pediátrico e Mucolitic solução oral (gotas pediátricas), pacientes diabéticos devem ser cuidadosamente monitorizados. Cada 1 ml de xarope adulto contém 349 mg de sacarose; cada 1 ml de xarope pediátrico contém 490 mg de sacarose; cada 1 ml de solução oral contém 450 mg de sacarose. Precauções de uso em pacientes com asma8 brônquica e insuficiência respiratória9. Uso durante a gravidez10 e lactação11: o efeito de Mucolitic na fertilidade humana não é conhecido e não há estudos adequados e bem controlados em gestantes. Não se sabe se a carbocisteína é excretada no leite humano. Mucolitic não deve ser utilizado durante a gravidez10 e lactação11 a menos que, a critério médico, os benefícios esperados ultrapassem substancialmente o risco potencial para a criança. Uso pediátrico: a segurança e efetividade de Mucolitic em crianças menores de 1 ano ainda não foram estabelecidas. - Interações medicamentosas: mucomodificadores brônquicos não devem ser associados com antitussígenos e/ou substâncias atropínicas.

Reações Adversas de Mucolitic

náuseas12, diarréia4, desconforto gástrico, sangramento gastrintestinal e erupções dermatológicas têm ocorrido ocasionalmente. Outros relatos incluem tonturas13, insônia, cefaléia14, palpitações15 e hipoglicemia16 leve.

Contra-Indicações de Mucolitic

pacientes com úlcera péptica17 ativa ou hipersensibilidade à carbocisteína.

Indicações de Mucolitic

terapia adjuvante, como mucolítico e fluidificante das secreções, nas afecções18 agudas ou crônicas do trato respiratório, onde a secreção viscosa e/ou abundante de muco seja fator agravante.

Apresentação de Mucolitic

xarope: caixa com frasco com 100 ml. Mucolitic solução oral (gotas pediátricas): caixa com frasco com 20 ml.


MUCOLITIC - Laboratório

NYCOMED PHARMA
Rua do Estilo Barroco, 721
Santo Amaro/SP - CEP: 04709-011
Tel: 11 5188 4400
Site: http://www.nycomed.com.br/

Ver outros medicamentos do laboratório "NYCOMED PHARMA"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Gastralgia: Dor no estômago; cólica gástrica, gastrodinia.
2 Náusea: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
3 Vômito: É a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Pode ser classificado como: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
4 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
5 Sintoma: Qualquer alteração da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. O sintoma é a queixa relatada pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
6 Lavagem gástrica: É a introdução, através de sonda nasogástrica, de líquido na cavidade gástrica, seguida de sua remoção.
7 Úlcera gástrica: Lesão na mucosa do estômago. Pode ser provocada por excesso de ácido clorídrico produzido pelo próprio estômago ou por medicamentos como antiinflamatórios ou aspirina. É uma doença infecciosa, causada pela bactéria Helicobacter pylori em quase 100 % dos casos.
8 Asma: Doença das vias aéreas inferiores (brônquios), caracterizada por uma diminuição aguda do calibre bronquial em resposta a um estímulo ambiental. Isto produz obstrução e dificuldade respiratória que pode ser revertida de forma espontânea ou com tratamento médico.
9 Insuficiência respiratória: Condição clínica na qual o sistema respiratório não consegue manter os valores da pressão arterial de oxigênio (PaO2) e/ou da pressão arterial de gás carbônico (PaCO2) dentro dos limites da normalidade, para determinada demanda metabólica. Como a definição está relacionada à incapacidade do sistema respiratório em manter níveis adequados de oxigenação e gás carbônico, foram estabelecidos, para sua caracterização, pontos de corte na gasometria arterial: PaO2 50 mmHg.
10 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
11 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
12 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
13 Tonturas: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
14 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
15 Palpitações: Designa a sensação de consciência do batimento do coração, que habitualmente não se sente. As palpitações são detectadas usualmente após um exercício violento, em situações de tensão ou depois de um grande susto, quando o coração bate com mais força e/ou mais rapidez que o normal.
16 Hipoglicemia: Condição que ocorre quando há uma queda excessiva nos níveis de glicose, freqüentemente abaixo de 70 mg/dL, com aparecimento rápido de sintomas. Os sinais de hipoglicemia são: fome, fadiga, tremores, tontura, taquicardia, sudorese, palidez, pele fria e úmida, visão turva e confusão mental. Se não for tratada, pode levar ao coma. É tratada com o consumo de alimentos ricos em carboidratos como pastilhas ou sucos com glicose. Pode também ser tratada com uma injeção de glucagon caso a pessoa esteja inconsciente ou incapaz de engolir. Também chamada de reação à insulina.
17 Úlcera péptica: Lesão na mucosa do esôfago, estômago ou duodeno. Também chamada de úlcera gástrica ou duodenal. Pode ser provocada por excesso de ácido clorídrico produzido pelo próprio estômago ou por medicamentos como antiinflamatórios ou aspirina. É uma doença infecciosa, causada pela bactéria Helicobacter pylori em quase 100% dos casos. Os principais sintomas são: dor, má digestão, enjôo, queimação (azia), sensação de estômago vazio.
18 Afecções: Quaisquer alterações patológicas do corpo. Em psicologia, estado de morbidez, de anormalidade psíquica.

Tem alguma dúvida sobre MUCOLITIC?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.