Daktarin Loção

JANSSEN- CILAG FARMACÊUTICA LTDA.

Atualizado em 08/12/2014

Daktarin® Loção


Informações ao Paciente

Forma Farmacêutica e apresentação
Loção cremosa 20 mg/g (2%) em frascos com 30 g.

Uso adulto e pediátrico
Uso tópico1

Informações Gerais

Marca Comercial: Daktarin® Loção Cremosa
Princípio Ativo: nitrato de miconazol
Classe Terapêutica2: Antimicíticos

Composição

Cada grama3 de loção cremosa contém 0,02 g de nitrato de miconazol.
Excipientes: ácido benzóico, água, butilhidroxianisol, glicéridos polioxietilênicos glicolisados, óleo mineral, palmitato-estearato de etilenoglicol e polioxietilenoglicol e perfume prímula.

Como este medicamento funciona?

DAKTARIN® Loção cremosa tem como princípio ativo o nitrato de miconazol que age contra fungos causadores de infecções4 na pele5, inibindo uma atividade essencial das células6 desses fungos e provocando a sua morte. Alivia rapidamente a coceira que é um sintoma7 comum dessas infecções4.

Por que este medicamento foi indicado?

DAKTARIN® Loção cremosa  é indicado para tratamento tópico1 de infecções4 de pele5 (dermatomicoses8 superficiais) e unhas9 (onicomicoses) causadas por fungos suscetíveis, incluindo cândidas (monília). Micoses de pele5, tais como: tíneas do corpo, tíneas do pé (pé de atleta e frieira), tínea da mão10 (micose11 da mão10), tínea da virilha (micose11 da virilha), dermatite12 perianal (dermatite12 de fraldas), pitiriase versicolor (pano branco ou micose11 de praia).

Quando não devo usar este medicamento?

Contra-indicações
Não utilize DAKTARIN® Loção cremosa se você for tiver hipersensibilidade (alergia13) ao nitrato de miconazol ou aos outros componentes da fórmula.

Advertências
Se ocorrer alguma reação sugerindo alergia13 ou irritação, o tratamento deve ser interrompido.
Gravidez14 e Amamentação15
DAKTARIN® Loção cremosa é pouco absorvido pelo corpo quando aplicado na pele5. A excreção no leite humano de miconazol é desconhecida. Se você está grávida ou amamentando, consulte seu médico se você pode usar DAKTARIN® Loção cremosa.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Precauções
Não utilize DAKTARIN® Loção cremosa na região dos olhos16.
Lave bem as mãos17 após usar DAKTARIN® Loção cremosa, exceto se o tratamento for nas mãos17.
Mantenha uma toalha e uma esponja para banho para uso próprio, pois isso evita a infecção18 de outras pessoas. Troque regularmente a roupa que fica em contato com a pele5 infectada para evitar a reinfecção.

Interações Medicamentosas
Se você utiliza anticoagulantes19 orais (medicamentos que "afinam" o sangue20), como varfarina, consulte seu médico antes de usar DAKTARIN® Loção cremosa.
Os efeitos terapêuticos e adversos de outros medicamentos podem aumentar com o uso concomitante de miconazol. Consulte seu médico antes de usar DAKTARIN® , se você utiliza qualquer outro medicamento.

Não há contra-indicação relativa a faixas etárias.
Informe ao médico ou cirurgião dentista o aparecimento de reações indesejáveis.

Como devo usar este medicamento?

Aspecto Físico
A loção cremosa de DAKTARIN® possui cor branca e homogênea.

Características Organolépticas
Loção com aroma artificial de prímula.

Dosagem
Infecções4 de pele5: Aplique um pouco de loção sobre as lesões21, uma ou duas vezes ao dia. Friccione a loção na pele5 com os dedos até que tenha penetrado completamente. A duração da terapia varia de 2 a 6 semanas dependendo da localização e gravidade da lesão22. O tratamento deve continuar ao menos uma semana após o desaparecimento de todos os sinais23 e sintomas24.
Infecções4 de unha: As unhas9 infectadas devem ser cortadas tão curtas quanto possível. Uma porção da loção deve ser aplicada e friccionada sobre e abaixo da unha infectada e também na área próxima, uma a duas vezes ao dia. A unha tratada deve ser coberta com um curativo oclusivo. O tratamento não deve ser descontinuado até que uma nova unha cresça e a cura definida possa ser observada (raramente ocorre em menos de 3 meses).

Como Usar
Lave e seque bem o local infectado. Aplique DAKTARIN® gentilmente na pele5 com a ponta dos dedos. Não trate apenas a pele5 infectada, aplique o produto também na área ao redor.
Se a área infectada não for as mãos17, lave-as cuidadosamente após a aplicação da loção. Isto é muito importante para evitar a transferência dos germes da pele5 infectada para outras partes do corpo ou para outras pessoas.
Para um tratamento bem sucedido, aplique DAKTARIN® Loção cremosa todo dia. Não pare de usar o medicamento até uma semana após o desaparecimento dos sintomas24. Dependendo do tipo e extensão da infecção18, o tratamento pode durar de 2 a 6 semanas.

Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas24, procure orientação médica ou de seu cirurgião-dentista.
Não use o medicamento com prazo de validade vencido. Antes de usar observe o aspecto do medicamento.

Quais males que este medicamento pode causar?

DAKTARIN® Loção cremosa é geralmente bem tolerado. Em casos raros, vermelhidão, irritação, leve sensação de queimação ou coceira podem acontecer no local de aplicação do DAKTARIN® Loção cremosa. Em tais casos, geralmente é suficiente evitar uma ou algumas aplicações.
Hipersensibilidade (alergia13) ao DAKTARIN® é muito rara e pode ser reconhecida por coceira, vermelhidão, respiração curta e/ou inchaço25 do rosto após aplicação. Nesses casos pare o tratamento e consulte seu médico.
Não hesite em relatar qualquer outro efeito indesejável ao seu médico.

O que fazer se alguém usar uma grande quantidade desde medicamento de uma sí vez?

Quando o uso de DAKTARIN® é mais freqüente do que o prescrito, pode ocorrer vermelhidão, inchaço25 ou sensação de queimação.
Neste caso, é suficiente evitar a utilização por uma ou duas aplicações e após, voltar a utilizar DAKTARIN® , de acordo com o esquema prescrito.
A ingestão acidental de pequena quantidade de DAKTARIN® normalmente não faz mal. Contudo, para ter certeza que não há problemas, consulte seu médico.

Onde e como devo guardar este medicamento?

DAKTARIN® Loção cremosa deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C), mantendo o frasco devidamente fechado.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

Informações Técnicas aos Profissionais de Saúde26

Forma Farmacêutica e apresentação
Loção cremosa 20 mg/g (2%) em frascos com 30 g.

Uso adulto e pediátrico
Uso tópico1

Informações Gerais

Marca Comercial: Daktarin® Loção Cremosa
Princípio Ativo: nitrato de miconazol
Classe Terapêutica2: Antimicíticos

Composição

Cada grama3 de loção cremosa contém 0,02 g de nitrato de miconazol.
Excipientes: ácido benzóico, água, butilhidroxianisol, glicéridos polioxietilênicos glicolisados, óleo mineral, palmitato-estearato de etilenoglicol e polioxietilenoglicol e perfume prímula.

Caracterêsticas Farmacolígicas

Farmacodinâmica
O miconazol é um derivado de imidazol, com ação antifúngica para uso dermatológico/tópico1.
O miconazol combina a atividade antifúngica contra dermatófitos27 e leveduras comuns e outros fungos com a atividade antibacteriana contra certos bacilos e cocos gram-positivos.
O miconazol inibe a biossíntese do ergosterol no fungo28 e altera a composição de outros componentes lipídicos da membrana, ocasionando necrose29 da célula30 fúngica31.
O miconazol também tem demonstrado eficácia em micoses infectadas secundariamente.
Geralmente, o miconazol age rapidamente no prurido32, sintoma7 que freqüentemente acompanha as infecções4 por dermatófitos27 e leveduras. Esta melhora sintomática33 pode ser observada antes que os primeiros sinais23 de cicatrização sejam observados.

Farmacodinâmica
Absorção

O miconazol permanece na pele5 depois da aplicação tópica por até 4 dias. A absorção sistêmica de miconazol é limitada e sua biodisponibilidade é menor que 1% após a aplicação tópica. A concentração plasmática de miconazol e/ou seus metabólitos34 são mensuráveis após 24 e 48 horas da aplicação.
Absorção sistêmica também foi demonstrada em crianças com dermatite12 de fralda após repetidas aplicações de miconazol. A concentração plasmática de miconazol é indetectável ou pequena em todas as crianças.
Distribuição
O miconazol absorvido liga-se às proteínas35 plasmáticas (88,2%) e às células6 vermelhas (10,6%).
Metabolismo36 e excreção
A pequena quantidade de miconazol absorvida é eliminada predominantemente nas fezes, tanto a droga inalterada como seus metabólitos34, até quatro dias após o período de administração. Pequenas quantidades de droga inalterada e metabólitos34 também aparecem na urina37.

Resultados de Eficácia

Um estudo duplo-cego38 utilizando um creme de miconazol 2% em comparação com placebo39, foi realizado em um grupo de 45 voluntários praticantes de esportes infectados por Tinea pedis. Após 4 semanas de tratamento observou-se uma cura micológica de 60% utilizando o miconazol comparados com 24% utilizando placebo39 (p < 0,05).1
A eficácia do miconazol administrado topicamente foi avaliada em 50 pacientes portadores de micoses superficiais na pele5 e nas unhas9. O miconazol foi administrado topicamente em solução de 1% ou 2% e as infecções4 ungueais40 foram cobertas com bandagem. As lesões21 foram curadas em todos os 23 pacientes com infecções4 na pele5, em um tempo médio de 3 semanas. As infecções4 ungueais40 responderam pela queda da unha infectada em 2 semanas, crescimento de uma nova unha, não infectada, em 13 semanas e completa cura em 32 semanas. As infecções4 por Candida (7 pacientes) responderam ao tratamento tão rapidamente quanto as infecções4 dermatofíticas.2
Referências
1. Gentles J.C. et al. Effecacy of Miconazole in the Topical Treatment of Tinea Pedis in Sportsmen. British Journal of Dermatology, 1975; 93, 79-84.
2. Botter, A.A. Topical Treatment of Nail and Skin Infections With Miconazole: A New Broad Spectrum Antimycotic. Mykosen, 1971; 14 (4): 187-191.

Indicações

DAKTARIN® loção cremosa DAKTARIN® loção cremosa é indicado para tratamento tópico1 de infecções4 de pele5 (dermatomicoses8 superficiais) e unhas9 (onicomicoses) causadas por fungos suscetíveis, incluindo cândidas (monília). Micoses de pele5, tais como: tíneas do corpo, tíneas do pé (pé de atleta e frieira), tínea da mão10 (micose11 da mão10), tínea da virilha (micose11 da virilha), dermatite12 perianal (dermatite12 de fraldas), pitiriase versicolor (pano branco ou micose11 de praia).

Contra Indicações

DAKTARIN® é contra-indicado para pessoas com hipersensibilidade ao miconazol ou aos excipientes da formulação.

Modo de usar e cuidados de conservação depois de aberto

Lave e seque bem o local infectado. Aplique DAKTARIN® gentilmente na pele5 com a ponta dos dedos. Não trate apenas a pele5 infectada, aplique o produto também na área ao redor.
Se a área infectada não for as mãos17, lave-as cuidadosamente após a aplicação da loção. Isto é muito importante para evitar a transferência dos germes da pele5 infectada para outras partes do corpo ou para outras pessoas.
Para um tratamento bem sucedido, aplique DAKTARIN® loção cremosa todo dia. Não pare de usar o medicamento até uma semana após o desaparecimento dos sintomas24. Dependendo do tipo e extensão da infecção18, o tratamento pode durar de 2 a 6 semanas.

Posologia

Infecções4 de pele5: Aplicar um pouco de loção sobre as lesões21, uma ou duas vezes ao dia. Friccionar a loção na pele5 com os dedos até que tenha penetrado completamente. A duração da terapia varia de 2 a 6 semanas dependendo da localização e gravidade da lesão22. O tratamento deve continuar ao menos uma semana após o desaparecimento de todos os sinais23 e sintomas24.
Infecções4 de unha: As unhas9 infectadas devem ser cortadas tão curtas quanto possíveis. Uma porção da loção deve ser aplicada e friccionada sobre e abaixo da unha infectada e também na área próxima, uma a duas vezes ao dia. A unha tratada deve ser coberta com um curativo oclusivo. O tratamento não deve ser descontinuado até que uma nova unha cresça e a cura definida possa ser observada (raramente ocorre em menos de 3 meses).

Advertências

Se ocorrer alguma reação sugerindo hipersensibilidade ou irritação, o tratamento deve ser interrompido.
DAKTARIN® loção cremosa não deve entrar em contato com os olhos16.
Medidas de higiene devem ser adotadas para controlar fontes de infecção18 ou reinfecção.

Gravidez14 (Categoria C) e Lactação41
DAKTARIN® loção cremosa, aplicado na forma tópica, é pouco absorvido para a circulação42 sistêmica (biodisponibilidade < 1%). Embora não haja evidência que miconazol seja embriotóxico ou teratogênico43 em animais, deve-se pesar o risco potencial do uso de DAKTARIN® durante a gravidez14 em relação aos benefícios terapêuticos esperados.
O miconazol aplicado topicamente é pouco absorvido para a circulação42 sistêmica, e sua excreção no leite humano é desconhecida. Deve ser tomado cuidado ao aplicar topicamente miconazol durante a lactação41. (Veja o item "Interações Medicamentosas")

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Uso em idosos, crianças e outros grupos de pessoas

Não se aplica.

Interações Medicamentosas

O miconazol administrado sistemicamente inibe CYP3A4/2C9. Devido à disponibilidade sistêmica limitada após aplicação tópica (Veja o item "Farmacocinética"), interações clínicas relevantes ocorrem raramente. Em pacientes utilizando anticoagulantes19 orais, como varfarina, deve-se tomar cuidado e monitorar o efeito anticoagulante44. Os efeitos terapêuticos e adversos de outras drogas (como hipoglicemiantes45 e fenitoína), quando co-administradas com miconazol, podem ser aumentados e por isso também se deve tomar cuidado.

Reações Adversas a Medicamentos

Estudos Clínicos
Reações adversas reportadas entre 834 pacientes que receberam creme de miconazol 2% e/ou creme placebo39 em 21 estudos clínicos duplo-cego estão apresentados na Tabela 1 abaixo. Estão incluídos na tabela todos os eventos adversos considerados relativos ao medicamento estudado. O tracejado indica que a reação adversa não foi relatada por pacientes do grupo de tratamento específico.

Tabela 1: Reações adversas relatadas por pacientes dos grupos de tratamento dos 21 estudos clínicos duplo-cego de creme de miconazol 2% versus creme placebo39.

Classificação de Órgãos e Sistemas

Creme de miconazol 2%
(n = 426)

Creme placebo39
(n = 408)

Reação Adversa da Droga

%

%

Reações adversas globais

1,9

1,2

Desordens da pele e tecido subcutâneo46

Sensação de queimação da pele5

0,2

0,7

Inflamação47 da pele5

0,2

- - -

Hipopigmentação da pele5

0,2

- - -

Desordens gerais e condições do local de administração

Irritação

0,7

0,5

Ardência

0,2

0,2

Coceira

0,2

- - -

Reação local não especificada

0,2

- - -

Calor

0,2

- - -

Nota: Cada paciente pode ter relatado mais de um evento.

Experiência pós-comercialização
Reações adversas de relatos espontâneos durante a experiência pós-comercialização mundial de DAKTARIN® , que satisfazem os critérios, estão relacionados abaixo. As reações adversas estão classificadas pela freqüência, de acordo com a seguinte convenção:

Muito comum

≥ 1/10

Comum

≥ 1/100, < 1/10

Incomum

≥ 1/1000, < 1/100

Raro

≥ 1/10000, < /10000

Muito raro

< 1/10000, incluindo relatos isolados.

A freqüência observada abaixo reflete a taxa reportada de reações adversas a partir dos relatos espontâneos, e não representam estimativa de incidência48 mais precisa do que as obtidas em estudos clínicos ou epidemiológicos.
Desordens do Sistema Imunológico49
Muito raro: Reações anafiláticas50, hipersensibilidade, edema angioneurótico51
Desordens da Pele e Tecido Subcutâneo46
Muito raro: Urticária52, dermatite12 de contato, "rash", eritema53, prurido32, sensação de queimação
Desordens Gerais e Condições do Local de Administração
Muito raro: Reações pela aplicação, incluindo irritação do local de aplicação

Superdose

Sintomas24
O uso excessivo pode ocasionar irritação da pele5, que desaparece com a descontinuação do tratamento.

Tratamento
DAKTARIN® loção cremosa é para uso tópico1, mas em caso de ingestão acidental de grande quantidade do produto, pode ser utilizado um método apropriado de esvaziamento gástrico, a critério médico.

Armazenagem

DAKTARIN® deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C), mantendo o frasco devidamente fechado.


Daktarin Loção - Laboratório

JANSSEN- CILAG FARMACÊUTICA LTDA.
Rod. Presidente Dutra, km 154
São José dos Campos/SP
Tel: 08007011851

Ver outros medicamentos do laboratório "JANSSEN- CILAG FARMACÊUTICA LTDA."

Saiba mais em: Daktarin Loção
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Tópico: Referente a uma área delimitada. De ação limitada à mesma. Diz-se dos medicamentos de uso local, como pomadas, loções, pós, soluções, etc.
2 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
3 Grama: 1. Designação comum a diversas ervas da família das gramíneas que formam forrações espontâneas ou que são cultivadas para criar gramados em jardins e parques ou como forrageiras, em pastagens; relva. 2. Unidade de medida de massa no sistema c.g.s., equivalente a 0,001 kg . Símbolo: g.
4 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
5 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
6 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
7 Sintoma: Qualquer alteração da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. O sintoma é a queixa relatada pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
8 Dermatomicoses: Doença de pele com dermatite localizada, infectocontagiosa, de caráter crônico, causada pela invasão da pele e pelos por fungos, conhecidos como dermatófitos. Ela é caracterizada por descamação e perda de pelos. Também conhecida por “tinha“, dermatofitose ou tricofitose.
9 Unhas: São anexos cutâneos formados por células corneificadas (queratina) que formam lâminas de consistência endurecida. Esta consistência dura, confere proteção à extremidade dos dedos das mãos e dos pés. As unhas têm também função estética. Apresentam crescimento contínuo e recebem estímulos hormonais e nutricionais diversos.
10 Mão: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
11 Micose: Infecção produzida por fungos. Pode ser superficial, quando afeta apenas pele, mucosas e seus anexos, ou profunda, quando acomete órgãos profundos como pulmões, intestinos, etc.
12 Dermatite: Inflamação das camadas superficiais da pele, que pode apresentar-se de formas variadas (dermatite seborreica, dermatite de contato...) e é produzida pela agressão direta de microorganismos, substância tóxica ou por uma resposta imunológica inadequada (alergias, doenças auto-imunes).
13 Alergia: Reação inflamatória anormal, perante substâncias (alérgenos) que habitualmente não deveriam produzi-la. Entre estas substâncias encontram-se poeiras ambientais, medicamentos, alimentos etc.
14 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
15 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
16 Olhos:
17 Mãos: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
18 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
19 Anticoagulantes: Substâncias ou medicamentos que evitam a coagulação, especialmente do sangue.
20 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
21 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
22 Lesão: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
23 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
24 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
25 Inchaço: Inchação, edema.
26 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
27 Dermatófitos: Qualquer fungo microscópico que parasita a pele, as unhas ou os pelos.
28 Fungo: Microorganismo muito simples de distribuição universal que pode colonizar uma superfície corporal e, em certas ocasiões, produzir doenças no ser humano. Como exemplos de fungos temos a Candida albicans, que pode produzir infecções superficiais e profundas, os fungos do grupo dos dermatófitos que causam lesões de pele e unhas, o Aspergillus flavus, que coloniza em alimentos como o amendoim e secreta uma toxina cancerígena, entre outros.
29 Necrose: Conjunto de processos irreversíveis através dos quais se produz a degeneração celular seguida de morte da célula.
30 Célula: Unidade funcional básica de todo tecido, capaz de se duplicar (porém algumas células muito especializadas, como os neurônios, não conseguem se duplicar), trocar substâncias com o meio externo à célula, etc. Possui subestruturas (organelas) distintas como núcleo, parede celular, membrana celular, mitocôndrias, etc. que são as responsáveis pela sobrevivência da mesma.
31 Fúngica: Relativa à ou produzida por fungo.
32 Prurido: 1.    Na dermatologia, o prurido significa uma sensação incômoda na pele ou nas mucosas que leva a coçar, devido à liberação pelo organismo de substâncias químicas, como a histamina, que irritam algum nervo periférico. 2.    Comichão, coceira. 3.    No sentido figurado, prurido é um estado de hesitação ou dor na consciência; escrúpulo, preocupação, pudor. Também pode significar um forte desejo, impaciência, inquietação.
33 Sintomática: 1. Relativo a ou que constitui sintoma. 2. Que é efeito de alguma doença. 3. Por extensão de sentido, é o que indica um particular estado de coisas, de espírito; revelador, significativo.
34 Metabólitos: Qualquer composto intermediário das reações enzimáticas do metabolismo.
35 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
36 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
37 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
38 Estudo duplo-cego: Denominamos um estudo clínico “duplo cego” quando tanto voluntários quanto pesquisadores desconhecem a qual grupo de tratamento do estudo os voluntários foram designados. Denominamos um estudo clínico de “simples cego” quando apenas os voluntários desconhecem o grupo ao qual pertencem no estudo.
39 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
40 Ungueais: Relativo ou pertencente à unha, garra ou casco, ou que a eles se assemelha.
41 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
42 Circulação: 1. Ato ou efeito de circular. 2. Facilidade de se mover usando as vias de comunicação; giro, curso, trânsito. 3. Movimento do sangue, fluxo de sangue através dos vasos sanguíneos do corpo e do coração.
43 Teratogênico: Agente teratogênico ou teratógeno é tudo aquilo capaz de produzir dano ao embrião ou feto durante a gravidez. Estes danos podem se refletir como perda da gestação, malformações ou alterações funcionais ou ainda distúrbios neurocomportamentais, como retardo mental.
44 Anticoagulante: Substância ou medicamento que evita a coagulação, especialmente do sangue.
45 Hipoglicemiantes: Medicamentos que contribuem para manter a glicose sangüínea dentro dos limites normais, sendo capazes de diminuir níveis de glicose previamente elevados.
46 Pele e Tecido Subcutâneo: Revestimento externo do corpo composto por PELE, seus acessórios (CABELO, UNHAS, GLÂNDULAS SEBÁCEAS e GLÂNDULAS SUDORÍPARAS) e seus ductos.
47 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
48 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
49 Sistema imunológico: Sistema de defesa do organismo contra infecções e outros ataques de micro-organismos que enfraquecem o nosso corpo.
50 Reações anafiláticas: É um tipo de reação alérgica sistêmica aguda. Esta reação ocorre quando a pessoa foi sensibilizada (ou seja, quando o sistema imune foi condicionado a reconhecer uma substância como uma ameaça ao organismo). Na segunda exposição ou nas exposições subseqüentes, ocorre uma reação alérgica. Essa reação é repentina, grave e abrange o corpo todo. O sistema imune libera anticorpos. Os tecidos liberam histamina e outras substâncias. Esse mecanismo causa contrações musculares, constrição das vias respiratórias, dificuldade respiratória, dor abdominal, cãimbras, vômitos e diarréia. A histamina leva à dilatação dos vasos sangüíneos (que abaixa a pressão sangüínea) e o vazamento de líquidos da corrente sangüínea para os tecidos (que reduzem o volume de sangue) o que provoca o choque. Ocorrem com freqüência a urticária e o angioedema - este angioedema pode resultar na obstrução das vias respiratórias. Uma anafilaxia prolongada pode causar arritmia cardíaca.
51 Edema angioneurótico: Ataques recidivantes de edema transitório que aparecem subitamente em áreas da pele, membranas mucosas e ocasionalmente nas vísceras, geralmente associadas com dermatografismo, urticária, eritema e púrpura.
52 Urticária: Reação alérgica manifestada na pele como elevações pruriginosas, acompanhadas de vermelhidão da mesma. Pode afetar uma parte ou a totalidade da pele. Em geral é autolimitada e cede em pouco tempo, podendo apresentar períodos de melhora e piora ao longo de vários dias.
53 Eritema: Vermelhidão da pele, difusa ou salpicada, que desaparece à pressão.

Tem alguma dúvida sobre Daktarin Loção?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.