GARAMICINA Creme Dermatológico

Mantecorp

Atualizado em 08/12/2014

          GARAMICINA*
SULFATO DE GENTAMICINA
Creme Dermatológico

         

Forma Farmacêutica/Apresentação da Garamicina Creme Dermatológico

USO ADULTO E PEDIÁTRICO

Cada grama1 de GARAMICINA creme dermatológico contém sulfato de gentamicina, equivalente a 1,0 mg (0,1%) de gentamicina, em base não-gordurosa, inodora, incolor e lavável. Componentes inativos: clorocresol, éter cetílico polioxietileno, álcool cetoestearílico, óleo mineral, vaselina branca, fosfato de sódio monobásico diidratado, água purificada.

Bisnaga com 30 gramas.

Informação ao Paciente da Garamicina Creme Dermatológico


GARAMICINA é um antibiótico de amplo espectro, com alta eficácia no tratamento tópico2 das infecções3 primária e secundária da pele4 causadas por bactérias.

Conservar o produto em temperatura entre 2°C e 25°C, protegido da luz.

O prazo de validade de GARAMICINA creme é de 36 meses e encontra-se gravado em sua embalagem externa. Em caso de vencimento, inutilize o produto.

Informe seu médico a ocorrência de gravidez5 durante o tratamento ou após seu término. Informar ao médico se está amamentando.

Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

Informar ao médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento.

GARAMICINA creme é administrada exclusivamente para tratamento de afecções6 dermatológicas; não sendo indicada para uso ótico/oftálmico.

GARAMICINA creme tem sido usado com êxito em crianças de idade superior a 1 ano.

NÃO USE REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO, PODE SER PERIGOSO PARA A SAÚDE7.

Informação Técnica da Garamicina Creme Dermatológico

GARAMICINA (sulfato de gentamicina) é um antibiótico aminoglicosídeo de amplo espectro que proporciona tratamento tópico2 altamente eficaz em infecções3 primária e secundária da pele4, contra bactérias Gram-negativas: Pseudomonas aeruginosa, Aerobacter aerogenes, Escherichia coli, Proteus vulgaris e Klebsiella pneumoniae; e algumas Gram-positivas: Streptococcus, dos grupos alfa-hemolítico e beta-hemolítico, Staphylococcus aureus (coagulase-positivo, coagulase-negativo e certas cepas8 produtoras de penicilinase).

Indicações da Garamicina Creme Dermatológico

GARAMICINA creme é indicado no tratamento tópico2 de infecções3 cutâneas9 primárias e secundárias, causadas por bactérias sensíveis à gentamicina.

Infecções3 cutâneas9 primárias: impetigo10 contagioso, foliculite superficial, ectima, furunculose, sicose da barba e pioderma gangrenoso11.

Infecções3 cutâneas9 secundárias: dermatite12 eczematóide infecciosa, acne13 pustulosa, psoríase14 pustulosa, dermatite12 seborréica infectada, dermatite12 de contato infectada (incluindo veneno de hera), escoriações15 infectadas e superinfecções16 bacterianas em infecções3 fúngicas17 e virais.

GARAMICINA creme é indicado também no tratamento de cistos cutâneos infectados e certos abscessos18 cutâneos, quando precedidos de incisão19 e drenagem20, para promover contato adequado entre o antibiótico e a bactéria21 infectante. Têm-se obtido bons resultados no tratamento de escaras22 de decúbito23 e outras úlceras24 cutâneas9 infectadas, queimaduras superficiais infectadas, paroníquia25, picadas e mordeduras infectadas, incisões26 e feridas de pequenas cirurgias.

Os pacientes sensíveis à neomicina podem ser tratados com gentamicina, embora se recomende a observação regular destes pacientes, quando tratados com qualquer antibiótico de uso tópico2.

GARAMICINA creme é indicado para lesões27 úmidas de infecções3 primárias e lesões27 com infecções3 secundárias, como as de acne13 pustulosa ou dermatite12 seborréica infectada.

GARAMICINA creme ajuda a conservar a umidade e é especialmente usado em infecções3 da pele4 eczematosas ou psoríase14.

GARAMICINA creme tem sido usado com êxito em crianças de idade superior a 1 ano, assim como em adultos.

Contra-Indicações da Garamicina Creme Dermatológico

GARAMICINA creme está contra-indicado em pacientes com hipersensibilidade a qualquer um dos componentes de sua fórmula.

Precauções e Advertências da Garamicina Creme Dermatológico

O uso tópico2 prolongado de antibióticos pode favorecer o crescimento de microorganismos resistentes, como os fungos. Neste caso, ou em caso de irritação ou hipersensibilidade a qualquer componente do produto ou de desenvolvimento de superinfecção28, interromper o tratamento e instituir terapia adequada.
GARAMICINA creme não é indicado para uso oftálmico.

GARAMICINA creme não é eficaz em lesões27 cutâneas9 produzidas por fungos ou vírus29.

Uso durante a gravidez5 e a lactação30
Devem-se tomar precauções ao se administrar GARAMICINA creme para mães lactantes31, por não se saber se os componentes do produto são excretados no leite humano.

A segurança do uso de GARAMICINA creme em mulheres grávidas não está totalmente estabelecida, não devendo, assim, ser utilizado em grandes quantidades ou por períodos prolongados de tempo.

Reações Adversas da Garamicina Creme Dermatológico

O tratamento com gentamicina tem ocasionado, eventualmente, irritação transitória (eritema32 e prurido33), que geralmente não requer interrupção do tratamento.

Posologia da Garamicina Creme Dermatológico

Uso dermatológicoUma fina camada de GARAMICINA creme deve ser aplicada de modo a cobrir toda a área afetada, 3 a 4 vezes por dia, até a obtenção de resultados favoráveis. A área tratada pode ser coberta com gaze, se desejado.

No impetigo10 contagioso, as crostas devem ser removidas antes da aplicação de GARAMICINA creme, para a obtenção de maior contato entre o antibiótico e a infecção34.

Deve-se evitar maior contaminação da pele4 infectada. Escaras22 de decúbito23 infectadas respondem bem ao tratamento com GARAMICINA creme sob tamponamento gelatinoso. O uso concomitante de corticosteróide tópico2 no tecido35 em torno da úlcera36 ajuda a controlar o processo inflamatório.

Superdosagem da Garamicina Creme Dermatológico

Não se espera que uma única superdose de gentamicina produza sintomas37.

O uso prolongado e excessivo de gentamicina pode produzir, nas lesões27, proliferação de fungos ou bactérias não-suscetíveis.

Tratamento   Quando ocorrer proliferação de fungos ou bactérias não-suscetíveis, deverá ser administrado tratamento antimicótico ou antibiótico apropriado.

GARAMICINA Creme Dermatológico - Laboratório

Mantecorp
Caixa Postal: 18388 - CEP: 04699-970 - São Paulo - SP
Tel: 08000-117788
Email: atendimento@mantecorp.com
Site: http://www.mantecorp.com

Ver outros medicamentos do laboratório "Mantecorp"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Grama: 1. Designação comum a diversas ervas da família das gramíneas que formam forrações espontâneas ou que são cultivadas para criar gramados em jardins e parques ou como forrageiras, em pastagens; relva. 2. Unidade de medida de massa no sistema c.g.s., equivalente a 0,001 kg . Símbolo: g.
2 Tópico: Referente a uma área delimitada. De ação limitada à mesma. Diz-se dos medicamentos de uso local, como pomadas, loções, pós, soluções, etc.
3 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
4 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
5 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
6 Afecções: Quaisquer alterações patológicas do corpo. Em psicologia, estado de morbidez, de anormalidade psíquica.
7 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
8 Cepas: Cepa ou estirpe é um termo da biologia e da genética que se refere a um grupo de descendentes com um ancestral comum que compartilham semelhanças morfológicas e/ou fisiológicas.
9 Cutâneas: Que dizem respeito à pele, à cútis.
10 Impetigo: Infecção da pele e mucosas, produzida por uma bactéria chamada Estreptococo, e caracterizada pela presença de lesões avermelhadas, com formação posterior de bolhas que contém pus e que, ao romper-se, deixam uma crosta cor de mel. Pode ser transmitida por contato entre as pessoas, como em creches.
11 Pioderma gangrenoso: Doença neutrofílica rara, recorrente e destrutiva. Acomete mais frequentemente a faixa etária de 25 a 55 anos. As lesões geralmente se iniciam como pústulas, nódulos ou bolhas hemorrágicas que evoluem para úlceras de bordas salientes, solapadas localizadas nos membros inferiores e no tronco. A genitália pode estar envolvida. Atualmente são descritas quatro formas clínicas principais: ulcerativa, pustulosa, bolhosa e vegetante.
12 Dermatite: Inflamação das camadas superficiais da pele, que pode apresentar-se de formas variadas (dermatite seborreica, dermatite de contato...) e é produzida pela agressão direta de microorganismos, substância tóxica ou por uma resposta imunológica inadequada (alergias, doenças auto-imunes).
13 Acne: Doença de predisposição genética cujas manifestações dependem da presença dos hormônios sexuais. As lesões começam a surgir na puberdade, atingindo a maioria dos jovens de ambos os sexos. Os cravos e espinhas ocorrem devido ao aumento da secreção sebácea associada ao estreitamento e obstrução da abertura do folículo pilosebáceo, dando origem aos comedões abertos (cravos pretos) e fechados (cravos brancos). Estas condições favorecem a proliferação de microorganismos que provocam a inflamação característica das espinhas, sendo o Propionibacterium acnes o agente infeccioso mais comumente envolvido.
14 Psoríase: Doença imunológica caracterizada por lesões avermelhadas com descamação aumentada da pele dos cotovelos, joelhos, couro cabeludo e costas juntamente com alterações das unhas (unhas em dedal). Evolui através do tempo com melhoras e pioras, podendo afetar também diferentes articulações.
15 Escoriações: Ato ou efeito de escoriar-se; esfolar-se, ferir-se.
16 Superinfecções: Geralmente ocorrem quando os antibióticos alteram o equilíbrio do organismo, permitindo o crescimento de agentes oportunistas, como os enterococos. As superinfecções podem ser muito difícil de tratar, porque é necessário optar por antibióticos eficazes contra todos os agentes que podem causá-las.
17 Fúngicas: Relativas à ou produzidas por fungo.
18 Abscessos: Acumulação de pus em uma cavidade formada acidentalmente nos tecidos orgânicos, ou mesmo em órgão cavitário, em consequência de inflamação seguida de infecção.
19 Incisão: 1. Corte ou golpe com instrumento cortante; talho. 2. Em cirurgia, intervenção cirúrgica em um tecido efetuada com instrumento cortante (bisturi ou bisturi elétrico); incisura.
20 Drenagem: Saída ou retirada de material líquido (sangue, pus, soro), de forma espontânea ou através de um tubo colocado no interior da cavidade afetada (dreno).
21 Bactéria: Organismo unicelular, capaz de auto-reproduzir-se. Existem diferentes tipos de bactérias, classificadas segundo suas características de crescimento (aeróbicas ou anaeróbicas, etc.), sua capacidade de absorver corantes especiais (Gram positivas, Gram negativas), segundo sua forma (bacilos, cocos, espiroquetas, etc.). Algumas produzem infecções no ser humano, que podem ser bastante graves.
22 Escaras: Formação de um novo tecido durante o processo de cicatrização de um ferimento.
23 Decúbito: 1. Atitude do corpo em repouso em um plano horizontal. 2. Na história da medicina, é o momento em que o paciente é levado a deitar-se devido à doença.
24 Úlceras: Feridas superficiais em tecido cutâneo ou mucoso que podem ocorrer em diversas partes do organismo. Uma afta é, por exemplo, uma úlcera na boca. A úlcera péptica ocorre no estômago ou no duodeno (mais freqüente). Pessoas que sofrem de estresse são mais susceptíveis a úlcera.
25 Paroníquia: Unheiro. O contorno ungueal fica inflamado, dolorido, inchado e avermelhado e, por consequência, altera a formação da unha, que cresce ondulada. É uma micose.
26 Incisões: 1. Corte ou golpe com instrumento cortante; talho. 2. Em cirurgia, intervenção cirúrgica em um tecido efetuada com instrumento cortante (bisturi ou bisturi elétrico); incisura.
27 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
28 Superinfecção: Geralmente ocorre quando os antibióticos alteram o equilíbrio do organismo, permitindo o crescimento de agentes oportunistas, como os enterococos. A superinfecção pode ser muito difícil de tratar, porque é necessário optar por antibióticos eficazes contra todos os agentes que podem causá-la.
29 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
30 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
31 Lactantes: Que produzem leite; que aleitam.
32 Eritema: Vermelhidão da pele, difusa ou salpicada, que desaparece à pressão.
33 Prurido: 1.    Na dermatologia, o prurido significa uma sensação incômoda na pele ou nas mucosas que leva a coçar, devido à liberação pelo organismo de substâncias químicas, como a histamina, que irritam algum nervo periférico. 2.    Comichão, coceira. 3.    No sentido figurado, prurido é um estado de hesitação ou dor na consciência; escrúpulo, preocupação, pudor. Também pode significar um forte desejo, impaciência, inquietação.
34 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
35 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
36 Úlcera: Ferida superficial em tecido cutâneo ou mucoso que pode ocorrer em diversas partes do organismo. Uma afta é, por exemplo, uma úlcera na boca. A úlcera péptica ocorre no estômago ou no duodeno (mais freqüente). Pessoas que sofrem de estresse são mais susceptíveis a úlcera.
37 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.

Tem alguma dúvida sobre GARAMICINA Creme Dermatológico?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.