OXCORD RETARD 20 mg

BIOSINTETICA

Atualizado em 09/12/2014

OXCORD RETARD

Comprimidos

Nifedipina


Formas Farmacêuticas e Apresentações de Oxcord Retard

Comprimidos: caixas com 20, 30 e 60 comprimidos

Composições de Oxcord Retard

Cada comprimido OXCORD RETARD contém:

Nifedipina .................... 20 mg

Excipiente q.s.p. .................... 1 comprimido


USO ADULTO

Informações ao Paciente de Oxcord Retard

. Este medicamento destina-se ao tratamento da pressão alta.

. Conserve o medicamento em lugar seco e escuro.

. TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

. Informe seu médico se durante o tratamento houver ocorrência de gravidez1.

. Use este medicamento sempre sob prescrição médica.

. NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SUA SAÚDE2.

Informações Técnicas de Oxcord Retard

Modo de Ação de Oxcord Retard

A nifedipina é potente bloqueador do fluxo transmembrana de cálcio dos depósitos extracelulares.
Desta forma, a nifedipina dificulta a contração das miofibrilas3 da musculatura lisa dos vasos, promovendo vasodilatação coronariana, aumentando a oferta de oxigênio à musculatura cardíaca, e vasodilatação sistêmica, diminuindo a resistência vascular4 periférica, o trabalho cardíaco e, portanto, o consumo de oxigênio da fibra cardíaca.

A atividade relaxante da nifedipina sobre a musculatura lisa dos vasos periféricos é responsável pela sua eficácia anti-hipertensiva. Concomitantemente à queda da pressão arterial5, a nifedipina aumenta discretamente a freqüência cardíaca; porém, em grau maior, aumenta o débito cardíaco6.

OXCORD RETARD pode ser associado com diuréticos7. Também pode ser associado com beta-bloqueadores que antagonizam a resposta adrenérgica (aumento da freqüência cardíaca e aumento da atividade plasmática da renina) provocada pela atividade anti-hipertensiva da nifedipina.

A associação de OXCORD RETARD com alfa-metildopa é particularmente útil quando se deseja proteger o parênquima8 renal9 das lesões10 conseqüentes da hipertensão11, pois, se a nifedipina aumenta o débito cardíaco6, a alfa-metildopa aumenta o fluxo plasmático renal9.

OXCORD RETARD também pode ser associado a outros agentes anti-hipertensivos.

Indicações de Oxcord Retard

OXCORD RETARD está indicado no tratamento de todas as formas de hipertensão11: hipertensão11 primária ou essencial (seja qual for o grau de gravidade) e hipertensão11 secundária.

OXCORD RETARD é também indicado no tratamento da insuficiência12 coronariana.

Contra-Indicações de Oxcord Retard

OXCORD RETARD está contra-indicado em casos de hipersensibilidade à nifedipina, no choque13 cardiogênico, durante a gravidez1 e/ou nas emergências hipertensivas.

Interações Medicamentosas de Oxcord Retard

Os efeitos de OXCORD RETARD podem ser potencializados por outras drogas anti-hipertensivas. Quando usado com beta-bloqueadores pode ocorrer forte hipotensão14, além de insuficiência cardíaca15, (o beta-bloqueador deve ser retirado de maneira gradual). O efeito anti-hipertensivo também pode ser intensificado pela administração concomitante de cimetidina.

Reações Adversas de Oxcord Retard

Os efeitos colaterais16 são incomuns e aparecem com maior freqüência no início do tratamento; tendem a desaparecer com a continuação do mesmo tratamento. Podem ser observados: sensação de pressão na cabeça17, cefaléia18, rubor e sensação de calor na face19 (flush), náuseas20 e vertigens21.Deve-se controlar pacientes em diálise22. O paciente deve ter cuidado quando dirigir ou operar máquinas.

Posologia e Modo de Usar de Oxcord Retard

A dose inicial é de 20 mg, deglutidos 2 vezes ao dia, podendo ser aumentada em casos especiais para 2 comprimidos 3 vezes ao dia. O intervalo entre as tomadas é de 12 horas, não devendo ser inferior a 4 horas.

Superdosagem de Oxcord Retard

Recomenda-se a lavagem gástrica23 e administração lenta de gluconato de cálcio.

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.

OXCORD RETARD 20 mg - Laboratório

BIOSINTETICA
Rua Periquito, 236 - Vl. Uberabinha
São Paulo/SP - CEP: 04514-050
Tel: 55 (011) 5561-2614
Fax: 55 (011)5561-2072
Site: http://www.biosintetica.com.br/

Ver outros medicamentos do laboratório "BIOSINTETICA"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
2 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
3 Miofibrilas: Feixes altamente organizados de actina (ACTINAS), MIOSINAS e outras proteínas encontradas no citoplasma de células musculares (esqueléticas e cardíacas), que se contraem devido a um mecanismo de filamentos deslizantes.
4 Vascular: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
5 Pressão arterial: A relação que define a pressão arterial é o produto do fluxo sanguíneo pela resistência. Considerando-se a circulação como um todo, o fluxo total é denominado débito cardíaco, enquanto a resistência é denominada de resistência vascular periférica total.
6 Débito cardíaco: Quantidade de sangue bombeada pelo coração para a aorta a cada minuto.
7 Diuréticos: Grupo de fármacos que atuam no rim, aumentando o volume e o grau de diluição da urina. Eles depletam os níveis de água e cloreto de sódio sangüíneos. São usados no tratamento da hipertensão arterial, insuficiência renal, insuficiência cardiaca ou cirrose do fígado. Há dois tipos de diuréticos, os que atuam diretamente nos túbulos renais, modificando a sua atividade secretora e absorvente; e aqueles que modificam o conteúdo do filtrado glomerular, dificultando indiretamente a reabsorção da água e sal.
8 Parênquima: 1. Célula específica de uma glândula ou de um órgão, contida no tecido conjuntivo. 2. Na anatomia botânica, é o tecido vegetal fundamental, que constitui a maior parte da massa dos vegetais, formado por células poliédricas, quase isodiamétricas e com paredes não lignificadas, a partir das quais os outros tecidos se desenvolvem. 3. Na anatomia zoológica, é a substância celular mole que preenche o espaço entre os órgãos.
9 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
10 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
11 Hipertensão: Condição presente quando o sangue flui através dos vasos com força maior que a normal. Também chamada de pressão alta. Hipertensão pode causar esforço cardíaco, dano aos vasos sangüíneos e aumento do risco de um ataque cardíaco, derrame ou acidente vascular cerebral, além de problemas renais e morte.
12 Insuficiência: Incapacidade de um órgão ou sistema para realizar adequadamente suas funções.Manifesta-se de diferentes formas segundo o órgão comprometido. Exemplos: insuficiência renal, hepática, cardíaca, respiratória.
13 Choque: 1. Estado de insuficiência circulatória a nível celular, produzido por hemorragias graves, sepse, reações alérgicas graves, etc. Pode ocasionar lesão celular irreversível se a hipóxia persistir por tempo suficiente. 2. Encontro violento, com impacto ou abalo brusco, entre dois corpos. Colisão ou concussão. 3. Perturbação brusca no equilíbrio mental ou emocional. Abalo psíquico devido a uma causa externa.
14 Hipotensão: Pressão sanguínea baixa ou queda repentina na pressão sanguínea. A hipotensão pode ocorrer quando uma pessoa muda rapidamente de uma posição sentada ou deitada para a posição de pé, causando vertigem ou desmaio.
15 Insuficiência Cardíaca: É uma condição na qual a quantidade de sangue bombeada pelo coração a cada minuto (débito cardíaco) é insuficiente para suprir as demandas normais de oxigênio e de nutrientes do organismo. Refere-se à diminuição da capacidade do coração suportar a carga de trabalho.
16 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
17 Cabeça:
18 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
19 Face: Parte anterior da cabeça que inclui a pele, os músculos e as estruturas da fronte, olhos, nariz, boca, bochechas e mandíbula.
20 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
21 Vertigens: O termo vem do latim “vertere” e quer dizer rodar. A definição clássica de vertigem é alucinação do movimento. O indivíduo vê os objetos do ambiente rodarem ao seu redor ou seu corpo rodar em relação ao ambiente.
22 Diálise: Quando os rins estão muito doentes, eles deixam de realizar suas funções, o que pode levar a risco de vida. Nesta situação, é preciso substituir as funções dos rins de alguma maneira, o que pode ser feito realizando-se um transplante renal, ou através da diálise. A diálise é um tipo de tratamento que visa repor as funções dos rins, retirando as substâncias tóxicas e o excesso de água e sais minerais do organismo, estabelecendo assim uma nova situação de equilíbrio. Existem dois tipos de diálise: a hemodiálise e a diálise peritoneal.
23 Lavagem gástrica: É a introdução, através de sonda nasogástrica, de líquido na cavidade gástrica, seguida de sua remoção.
Artigos relacionados

Tem alguma dúvida sobre OXCORD RETARD 20 mg?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.