PENTOX

FARMASA

Atualizado em 09/12/2014

PENTOX

Pentoxifilina

- Composições e apresentações

PENTOX comprimidos: Cada comprimido contém 400 mg de pentoxifilina. Embalagem com 20 comprimidos. PENTOX solução injetável: Cada ampola de 5 ml contém 100 mg de pentoxifilina. Embalagem com 5 ampolas.

Indicações de Pentox

Insuficiência1 vascular2 cerebral. Arteriopatias periféricas (claudicação intermitente3, labirintopatias, processos vasculares4 degenerativos5). Oligoastenospermia idiopática6 normogonadotrópica.

Interações Medicamentosas de Pentox

Devido à possibilidade de interação com anti-hipertensivos e antidiabéticos (risco de hipotensão7 e hipoglicemia8), sua posologia deve ser ajustada quando do tratamento concomitante com estes medicamentos.

Reações Adversas de Pentox

Em número limitado de casos, podem ocorrer: náusea9, vômito10, diarréia11, cefaléia12 e tontura13. Raramente o tratamento é interrompido devido a esses efeitos adversos. Quando se utiliza a via intravenosa, esses efeitos podem ser evitados pela redução da velocidade de infusão ou da injeção14. Efeitos colaterais15 raros: Rubor facial, taquicardia16, angina17 de peito18 ou hipotensão7. Em geral, relacionam-se a posologias elevadas, devendo-se, nesses casos, reduzir-se a posologia ou interromper o tratamento. Reações de hipersensibilidade cutânea19 (prurido20, eritema21, urticária22 ou edema angioneurótico23) são bastante raras e geralmente desaparecem com a descontinuação do tratamento. Muito raramente foram relatados casos de hemorragia24 cutânea19 ou mucosa25 com o uso da pentoxifilina isolada ou associada a anticoagulantes26 orais ou inibidores da agregação plaquetária. Entretanto, até o momento, não se pôde comprovar relação de causa/efeito entre o uso do medicamento e a ocorrência de hemorragias27. Trombocitopenia28 foi observada em alguns poucos casos.

Posologia de Pentox

PENTOX comprimidos: a dose inicial é de 1 comprimido (400 mg) 2 a 3 vezes ao dia, administrado após as refeições. Para o tratamento de manutenção é suficiente 1 comprimido ao dia. Os comprimidos não devem ser mastigados ou partidos. Nos casos de oligoastenospermia idiopática6 normogonadotrópica, administrar 1 comprimido 3 vezes ao dia, por um período mínimo de 90 dias ou a critério médico. PENTOX injetável: infusão endovenosa pela manhã e à tarde de 200 mg ou 300 mg de PENTOX em 250 ml ou 500 ml de soro29 fisiológico30, glicosado a 5%, Ringer lactato31 ou outros substitutos de sangue32 convencionais, devendo-se testar a compatibilidade com a solução antes de se iniciar a administração. A infusão deve ser lenta (120 a 180 minutos) podendo-se administrar 2 comprimidos de PENTOX após a última infusão. Quando só for possível 1 infusão diária, recomendam-se 2 comprimidos de PENTOX ao meio-dia e 1 à noite, após a infusão endovenosa. Nos casos graves pode-se utilizar infusão contínua de 24 horas, não devendo a dose ser superior a 1.200 mg de pentoxifilina (0,6 mg/kg/hora). A injeção14 endovenosa lenta (5 minutos), com paciente deitado, pode ser usada quando não for possível a infusão venosa, não devendo ser repetida imediatamente. Com a melhora do quadro clínico pode-se continuar o tratamento com PENTOX comprimidos. Precaução especial na administração a pacientes com insuficiência cardíaca33 ou renal34.

Maiores informações mediante solicitação.


FARMASA  Laboratório Americano de Farmacoterapia S/A.

PENTOX - Laboratório

FARMASA
Rua Nova York, 245 - Brooklin
São Paulo/SP - CEP: 04560-908
Tel: 11 5049 6200
Site: http://www.farmasa.com.br
0800 0114033

Ver outros medicamentos do laboratório "FARMASA"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Insuficiência: Incapacidade de um órgão ou sistema para realizar adequadamente suas funções.Manifesta-se de diferentes formas segundo o órgão comprometido. Exemplos: insuficiência renal, hepática, cardíaca, respiratória.
2 Vascular: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
3 Claudicação intermitente: Dor que aparece e desaparece nos músculos da perna. Esta dor resulta de uma falta de suprimento sanguíneo nas pernas e geralmente acontece quando a pessoa está caminhando ou se exercitando.
4 Vasculares: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
5 Degenerativos: Relativos a ou que provocam degeneração.
6 Idiopática: 1. Relativo a idiopatia; que se forma ou se manifesta espontaneamente ou a partir de causas obscuras ou desconhecidas; não associado a outra doença. 2. Peculiar a um indivíduo.
7 Hipotensão: Pressão sanguínea baixa ou queda repentina na pressão sanguínea. A hipotensão pode ocorrer quando uma pessoa muda rapidamente de uma posição sentada ou deitada para a posição de pé, causando vertigem ou desmaio.
8 Hipoglicemia: Condição que ocorre quando há uma queda excessiva nos níveis de glicose, freqüentemente abaixo de 70 mg/dL, com aparecimento rápido de sintomas. Os sinais de hipoglicemia são: fome, fadiga, tremores, tontura, taquicardia, sudorese, palidez, pele fria e úmida, visão turva e confusão mental. Se não for tratada, pode levar ao coma. É tratada com o consumo de alimentos ricos em carboidratos como pastilhas ou sucos com glicose. Pode também ser tratada com uma injeção de glucagon caso a pessoa esteja inconsciente ou incapaz de engolir. Também chamada de reação à insulina.
9 Náusea: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
10 Vômito: É a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Pode ser classificado como: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
11 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
12 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
13 Tontura: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
14 Injeção: Infiltração de medicação ou nutrientes líquidos no corpo através de uma agulha e seringa.
15 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
16 Taquicardia: Aumento da frequência cardíaca. Pode ser devido a causas fisiológicas (durante o exercício físico ou gravidez) ou por diversas doenças como sepse, hipertireoidismo e anemia. Pode ser assintomática ou provocar palpitações.
17 Angina: Inflamação dos elementos linfáticos da garganta (amígdalas, úvula). Também é um termo utilizado para se referir à sensação opressiva que decorre da isquemia (falta de oxigênio) do músculo cardíaco (angina do peito).
18 Peito: Parte superior do tronco entre o PESCOÇO e o ABDOME; contém os principais órgãos dos sistemas circulatório e respiratório. (Tradução livre do original
19 Cutânea: Que diz respeito à pele, à cútis.
20 Prurido: 1.    Na dermatologia, o prurido significa uma sensação incômoda na pele ou nas mucosas que leva a coçar, devido à liberação pelo organismo de substâncias químicas, como a histamina, que irritam algum nervo periférico. 2.    Comichão, coceira. 3.    No sentido figurado, prurido é um estado de hesitação ou dor na consciência; escrúpulo, preocupação, pudor. Também pode significar um forte desejo, impaciência, inquietação.
21 Eritema: Vermelhidão da pele, difusa ou salpicada, que desaparece à pressão.
22 Urticária: Reação alérgica manifestada na pele como elevações pruriginosas, acompanhadas de vermelhidão da mesma. Pode afetar uma parte ou a totalidade da pele. Em geral é autolimitada e cede em pouco tempo, podendo apresentar períodos de melhora e piora ao longo de vários dias.
23 Edema angioneurótico: Ataques recidivantes de edema transitório que aparecem subitamente em áreas da pele, membranas mucosas e ocasionalmente nas vísceras, geralmente associadas com dermatografismo, urticária, eritema e púrpura.
24 Hemorragia: Saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
25 Mucosa: Tipo de membrana, umidificada por secreções glandulares, que recobre cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
26 Anticoagulantes: Substâncias ou medicamentos que evitam a coagulação, especialmente do sangue.
27 Hemorragias: Saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
28 Trombocitopenia: É a redução do número de plaquetas no sangue. Contrário de trombocitose. Quando a quantidade de plaquetas no sangue é inferior a 150.000/mm³, diz-se que o indivíduo apresenta trombocitopenia (ou plaquetopenia). As pessoas com trombocitopenia apresentam tendência de sofrer hemorragias.
29 Soro: Chama-se assim qualquer líquido de características cristalinas e incolor.
30 Fisiológico: Relativo à fisiologia. A fisiologia é estudo das funções e do funcionamento normal dos seres vivos, especialmente dos processos físico-químicos que ocorrem nas células, tecidos, órgãos e sistemas dos seres vivos sadios.
31 Lactato: Sal ou éster do ácido láctico ou ânion dele derivado.
32 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
33 Insuficiência Cardíaca: É uma condição na qual a quantidade de sangue bombeada pelo coração a cada minuto (débito cardíaco) é insuficiente para suprir as demandas normais de oxigênio e de nutrientes do organismo. Refere-se à diminuição da capacidade do coração suportar a carga de trabalho.
34 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.

Tem alguma dúvida sobre PENTOX?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.