Preço de RANITIL em Cambridge/SP: R$ 31,12

RANITIL

EMS S/A

Atualizado em 09/12/2014

Composição de Ranitil

CADA COMPRIMIDO CONTEM: 150 MG E 300 MG DE RANITIDINA (NA FORMA DE CLORIDRATO). EXCIPIENTE/VEICULO Q.S.P. 1 COMPRIMIDO. CADA AMPOLA CONTEM: 50 MG DE RANITIDINA. EXCIPIENTE/VEICULO Q.S.P. 2 ML.

Posologia e Administração de Ranitil

ADULTO: A DOSE USUAL E DE 150 MG DUAS VEZES AO DIA PELA MANHA E A NOITE OU APENAS 1 COMPRIMIDO DE 300 MG ADMINISTRADO A NOITE AO DEITAR. O TEMPO DE ACAO E PROLONGADO DE MODO QUE UMA UNICA DOSE DE 300 MG A NOITE E CAPAZ DE REDUZIR ADEQUADAMENTE A SECRECAO ACIDO GASTRICO1 DURANTE MAIS DE 12 HORAS. NAO E NECESSARIO RELACIONAR A DOSE AS REFEICOES. NA MAIORIA DOS CASOS DE ULCERA DUODENAL2, ULCERA GASTRICA3 BENIGNA E ULCERA4 POS-OPERATORIA, A CICATRIZACAO OCORRE EM QUATRO SEMANAS. OS PACIENTES CUJAS ULCERAS5 NAO CICATRIZAM COMPLETAMENTE NESSE PERIODO, GERALMENTE RESPONDEM SATISFATORIAMENTE APOS TRATAMENTO SUPLEMENTAR DE MAIS QUATRO SEMANAS. CRIANCAS: APESAR DE A RANITIDINA TER SIDO ADMINISTRADA SEM PROBLEMAS A PACIENTES DE 8 A 18 ANOS, EM DOSES DE 150 MG DUAS VEZES AO DIA, A EXPERIENCIA CLINICA AINDA E LIMITADA E NAO AUTORIZA O USO IRRESTRITO EM PACIENTES PEDIATRICOS. INJETAVEL ADULTO: PODE SER ADMINISTRADA ATRAVES DE INJECOES INTRAVENOSAS LENTAS (MAIS DE 1 MINUTO) DE 50 MG, REPETIDAS, SE NECESSARIO, A CADA 6-8 HORAS: POR INFUSOES INTRAVENOSAS, A RAZAO DE 25 MG POR 1 A 2 HORAS, PODENDO CONFORME A NECESSIDADE, SER REPETIDAS A INTERVALOS DE 6-8 HORAS. PARA PREVENCAO DE HEMORRAGIAS6 NO CASO DE ULCERA4 DE ESTRESSE EM PACIENTES GRAVES OU PARA A PROFILAXIA DE SANGRAMENTO EM PACIENTES COM ULCERAS5 PEPTICAS, DEVE-SE PERSISTIR COM A ADMINISTRACAO PARENTERAL ATE QUE SEJA POSSIVEL ALIMENTACAO ORAL, QUANDO ENTAO O TRATAMENTO PODERA CONTINUAR, SE NECESSARIO COM COMPRIMIDOS (150 MG DUAS VEZES AO DIA OU 300 MG A NOITE AO DEITAR); NOS PACIENTES PROPENSOS A DESENVOLVER SINDROME7 DE ASPIRACAO ACIDA, ACONSELHA-SE A ADMINISTRACAO DE UMA AMPOLA DE RANITIL INJETAVEL (50 MG) POR VIA INTRAMUSCULAR, OU INTRAVENOSA LENTA (MAIS DE 1 MINUTO) 45 A 60 MINUTOS ANTES DA INDUCAO ANESTESICA. - SUPERDOSAGEM: DEVIDO A ELEVADA ESPECIFICIDADE DE ACAO DA RANITIDINA, NAO E DE SE PREVER A OCORRENCIA DE PROBLEMAS SIGNIFICATIVOS DIANTE DE EVENTUAL SUPERDOSAGEM COM RANITIL. SE NECESSARIO, PODE SER INSTITUIDA TERAPIA SINTOMATICA8 E DE SUPORTE, ASSIM COMO A REMOCAO DA DROGA POR HEMODIALISE9.

Precauções de Ranitil

RANITIL E EXCRETADO NO LEITE MATERNO, DEVE SE TOMAR CUIDADO SE ADMINISTRAR A LACTANTES10. A SEGURANCA E EFICACIA EM CRIANCAS AINDA NAO FOI ESTABELECIDA. EM PACIENTES COM CREATININA11 ABAIXO DE 50 ML/MINUTO, O INTERVALO ENTRE AS ADMINISTRACOES DEVE SER DOBRADO. HEMODIALISE9 REDUZ OS NIVEIS SERICOS DE RANITIDINA. DIANTE DA SUSPEITA DE ULCERA GASTRICA3, DEVE SER EXCLUIDA A POSSIBILIDADE DE AFECCOES12 MALIGNAS, UMA VEZ QUE RANITIL PODE MASCARAR SINTOMAS13 ASSOCIADOS A CARCINOMA14 GASTRICO.

Reações Adversas de Ranitil

CEFALEIA15, ERUPCOES CUTANEAS16, TONTURA17, CONSTIPACAO18, DIARREIA19 E NAUSEAS20 TEM SIDO REPORTADAS EM PEQUENO NUMERO DE CASOS. CONTUDO, IGUALMENTE ASSINALADOS EM PACIENTES SOB USO DE PLACEBO21. ESTUDOS CONTROLADOS EM ANIMAIS E HOMENS TEM DEMONSTRADO QUE NAO HA NENHUM TIPO DE ESTIMULACAO DOS HORMONIOS PITUITARIOS POR RANITIL, TAO POUCO FOI OBSERVADA, COM RANITIL, ATIVIDADE ANTIANDROGENICA. EM PACIENTES COM GINECOMASTIA22 OU IMPOTENCIA23 INDUZIDA PELA CIMETIDINA, OBSERVOU-SE A NORMALIZACAO DO QUADRO QUANDO FOI FEITA A SUBSTITUICAO POR RANITIL.

Contra-Indicações de Ranitil

RANITIL ESTA CONTRA-INDICADO A PACIENTES QUE POSSUAM HIPERSENSIBILIDADE AOS COMPONENTES DA FORMULA E NOS TRES PRIMEIROS MESES DE GRAVIDEZ24.

Indicações de Ranitil

RANITIL ESTA INDICADO NA ULCERA DUODENAL2, ULCERA GASTRICA3, ULCERA4 POS-OPERATORIA, ESOFAGITE DE REFLUXO25, SINDROME7 DE ZOLLINGER ELLISON E QUANDO FOR DESEJAVEL A REDUCAO DA ACIDEZ E DA SECRECAO GASTRICA, BEM COMO NA PREVENCAO DAS HEMORRAGIAS6 GASTRICAS E ANTES DA ANESTESIA26 GERAL EM PACIENTES PROPENSOS A ASPIRACAO ACIDA (SINDROME DE MENDELSON27), ESPECIALMENTE PACIENTES OBSTETRICAS EM TRABALHO DE PARTO.

Apresentação de Ranitil

CAIXA COM 10 COMPRIMIDOS DE 300 MG; CAIXA COM 20 COMPRIMIDOS DE 150 MG. SOLUCAO INJETAVEL CAIXA COM 5 AMPOLAS DE 2 ML.

RANITIL - Laboratório

EMS S/A
Rod. Jornalista F. A. Proença, km 08. Bairro Chácara Assay.
Hortolândia/SP - CEP: 13186-901
Site: http://www.ems.com.br

Ver outros medicamentos do laboratório "EMS S/A"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Ácido Gástrico: Ácido clorídrico presente no SUCO GÁSTRICO.
2 Úlcera duodenal: Lesão na mucosa do duodeno – parte inicial do intestino delgado.
3 Úlcera gástrica: Lesão na mucosa do estômago. Pode ser provocada por excesso de ácido clorídrico produzido pelo próprio estômago ou por medicamentos como antiinflamatórios ou aspirina. É uma doença infecciosa, causada pela bactéria Helicobacter pylori em quase 100 % dos casos.
4 Úlcera: Ferida superficial em tecido cutâneo ou mucoso que pode ocorrer em diversas partes do organismo. Uma afta é, por exemplo, uma úlcera na boca. A úlcera péptica ocorre no estômago ou no duodeno (mais freqüente). Pessoas que sofrem de estresse são mais susceptíveis a úlcera.
5 Úlceras: Feridas superficiais em tecido cutâneo ou mucoso que podem ocorrer em diversas partes do organismo. Uma afta é, por exemplo, uma úlcera na boca. A úlcera péptica ocorre no estômago ou no duodeno (mais freqüente). Pessoas que sofrem de estresse são mais susceptíveis a úlcera.
6 Hemorragias: Saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
7 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
8 Sintomática: 1. Relativo a ou que constitui sintoma. 2. Que é efeito de alguma doença. 3. Por extensão de sentido, é o que indica um particular estado de coisas, de espírito; revelador, significativo.
9 Hemodiálise: Tipo de diálise que vai promover a retirada das substâncias tóxicas, água e sais minerais do organismo através da passagem do sangue por um filtro. A hemodiálise, em geral, é realizada 3 vezes por semana, em sessões com duração média de 3 a 4 horas, com o auxílio de uma máquina, dentro de clínicas especializadas neste tratamento. Para que o sangue passe pela máquina, é necessária a colocação de um catéter ou a confecção de uma fístula, que é um procedimento realizado mais comumente nas veias do braço, para permitir que estas fiquem mais calibrosas e, desta forma, forneçam o fluxo de sangue adequado para ser filtrado.
10 Lactantes: Que produzem leite; que aleitam.
11 Creatinina: Produto residual das proteínas da dieta e dos músculos do corpo. É excretada do organismo pelos rins. Uma vez que as doenças renais progridem, o nível de creatinina aumenta no sangue.
12 Afecções: Quaisquer alterações patológicas do corpo. Em psicologia, estado de morbidez, de anormalidade psíquica.
13 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
14 Carcinoma: Tumor maligno ou câncer, derivado do tecido epitelial.
15 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
16 Cutâneas: Que dizem respeito à pele, à cútis.
17 Tontura: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
18 Constipação: Retardo ou dificuldade nas defecações, suficiente para causar desconforto significativo para a pessoa. Pode significar que as fezes são duras, difíceis de serem expelidas ou infreqüentes (evacuações inferiores a três vezes por semana), ou ainda a sensação de esvaziamento retal incompleto, após as defecações.
19 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
20 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
21 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
22 Ginecomastia: Aumento anormal de uma ou ambas as glândulas mamárias no homem. Associa-se a diferentes enfermidades como cirrose, tumores testiculares, etc. Em certas ocasiões ocorrem de forma idiopática.
23 Impotência: Incapacidade para ter ou manter a ereção para atividades sexuais. Também chamada de disfunção erétil.
24 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
25 Esofagite de refluxo: É uma inflamação na mucosa do esôfago (camada que reveste o esôfago) causada pelo refluxo (retorno) do conteúdo gástrico ao esôfago. Se não tratada pode causar danos, desde o estreitamento (estenose) do esôfago - o que irá causar dificuldades na deglutição dos alimentos - até o câncer. Portadores de hérnia do hiato (projeção do estômago para o tórax), obesos, sedentários, fumantes, etilistas, pessoas tensas ou ansiosas têm maior predisposição à esofagite de refluxo.
26 Anestesia: Diminuição parcial ou total da sensibilidade dolorosa. Pode ser induzida por diferentes medicamentos ou ser parte de uma doença neurológica.
27 Síndrome de Mendelson: Síndrome da aspiração ácida, pneumonite por broncoaspiração ou Síndrome de Mendelson é uma pneumonite química. Refere-se à lesão pulmonar aguda causada por aspiração de substâncias tóxicas às vias aéreas inferiores.

Tem alguma dúvida sobre RANITIL?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.