TANAKAN e TANAKAN-F

ABBOTT

Atualizado em 09/12/2014

TANAKAN

Extrato Seco de Ginkgo biloba (EGb 761)
Comprimido revestido - Embalagem com 30 comprimidos.

USO ADULTO

Composição de Tanakan e Tanakan-F

Cada comprimido revestido contém:
Extrato Seco de Ginkgo biloba (EGb 761)................. 80 mg

INFORMAÇÃO AO PACIENTE:
Conservar o produto em local fresco, ao abrigo da luz e umidade.
Prazo de validade do produto é 24 meses, a contar da data de fabricação.

NÃO USE O MEDICAMENTO COM PRAZO DE VALIDADE VENCIDO.

Siga corretamente o modo de usar; não desaparecendo os sintomas1, procure orientação médica.
Tanakan F, assim como qualquer medicamento só deve ser usado durante o primeiro trimestre da gravidez2 sob orientação e cuidados médicos.
A ocorrência de gestação durante o uso do medicamento deve ser imediatamente comunicada ao médico.
O uso do produto durante a amamentação3 deve ser feito somente sob orientação e cuidados médicos.
No caso de surgirem reações desagradáveis, tais como: vertigens4, náuseas5 e desconforto gástrico, o médico deve ser imediatamente comunicado.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

Tanakan F pode ser usado em associação com outros produtos sem determinar reações adversas.


INFORMAÇÕES TÉCNICAS:

Este produto contém como princípio ativo o Extrato de Ginkgo biloba (EGb 761), quimicamente um extrato bruto obtido mediante uma primeira operação extrativa pela acetona, objeto de vinte tratamentos consecutivos utilizando diversos solventes e reagentes destinados a purificá-los pela eliminação das substâncias inativas indesejáveis, a fim de obter um extrato concentrado em princípios ativos. Este extrato concentrado é composto por substâncias terpínicas, de pro-antocianidinas e de glicosídeos flavonídicos e caracteriza-se por possuir um conjunto de propriedades farmacológicas, traduzindo-se especificamente por:

 um aumento da irrigação tissular6, graças a sua atividade:
sobre a circulação7 arterial:
Aumento da perfusão periférica e cerebral verificada por reografia, radiocirculografia, hiperemia8 provocada e outras provas funcionais modernas.
sobre a circulação7 capilar9:
Normalização da permeabilidade10 capilar9 e reforço da resistência capilar9 nos edemas11 cíclicos idiopáticos.
sobre a circulação7 venosa:
Análise das curvas de reoencefalografia.

uma ativação do metabolismo12 energético da célula13 que se manifesta no homem sofrendo de insuficiência14 cerebral crônica, por um aumento do consumo de glicose15 pelo cérebro16 e por uma quase normalização do consumo de oxigênio.

uma diminuição do risco trombótico17 microcirculatório verificado pela diminuição nítida da agregação das plaquetas18 humanas incubadas em presença de Tanakan F.

Estas propriedades definem o campo de ação de Tanakan F: os estados de estase19 e de sofrimento tissular6 periféricos, cerebrais e otoneurológicos.

Indicações de Tanakan e Tanakan-F


Insuficiência14 cérebro16-vascular20 e suas manifestações funcionais: vertigens4, cefaléias21, perda de memória, diminuição das faculdades intelectuais, transtornos da motricidade, perturbações afetivas e do caráter.
A ação terapêutica22 de Tanakan F foi avaliada a nível cerebral por radiocirculografia e reoencefalografia, entre outros métodos, tendo-se verificado:
 melhora da circulação7 sangüínea cerebral, comprovada através da radiocirculografia.
 reativação da circulação7 cerebral, tanto no jovem como em pessoas idosas.
 diminuição do tempo do trânsito cerebral.

Além disso, Tanakan F possui:

Efeitos reológicos
 protege contra as tromboses23
 inibe o crescimento dos trombos24 plaquetários

Efeitos sobre o metabolismo12 cerebral
 melhora o consumo de glicose15 e aumenta a taxa de ATP25
 melhora a eletrogênese cortical

Tanakan F é indicado ainda para transtornos vasculares26 periféricos: arteriopatias dos membros inferiores e suas complicações tróficas, transtornos vasomotores distais27 e comprometimento da microcirculação (enfermidade de Raynaud, acroparestesia, acroeritrocianose, fragilidade capilar9).
Tanakan F diminui a velocidade do esfriamento cutâneo28 - medida por termometria e termografia. Nos edemas11 idiopáticos ortostáticos, Tanakan F obteve resultadosmuito favoráveis, tanto no aspecto clínico como no biológico.
Nos pacientes com transtornos vasculares26 periféricos, Tanakan F demonstra, mais do que uma melhora funcional subjetiva, uma eficácia comprovada objetivamente.
Tanakan F normaliza as alterações da permeabilidade10 capilar9 e, pela prova dos cristais líquidos, põe-se em evidência a melhora da circulação7 das extremidades inferiores.

Indicações Complementares de Tanakan e Tanakan-F

Distúrbios neurossensoriais, de causa vascular20 na otorrinolaringologia e na oftalmologia.

Contra-Indicações de Tanakan e Tanakan-F

Hipersensibilidade aos componentes da fórmula.

Precauções de Tanakan e Tanakan-F

A segurança e eficácia da formulação em crianças ainda não foram estabelecidas; entretanto, caso seja necessário, o medicamento pode ser administrado somente sob avaliação clínica criteriosa.Embora estudos em animais por via oral nas doses de 80 e 160 mg/kg não tenham evidenciado qualquer efeito sobre a reprodução29, quer se tratasse de natimortalidade ou de malformação30, Tanakan F só deve ser administrado às gestantes se efetivamente necessário, devendo ser evitado durante o primeiro trimestre da gravidez2.
A excreção da droga pelo leite materno é desconhecida; assim, é recomendável controle clínico quando Tanakan F for administrado durante o período de amamentação3.
Administração, de preferência, antes das principais refeições.
Nos doentes que apresentam hipertensão arterial31, Tanakan F é apenas um adjuvante e nunca, em caso algum, um substituto de terapêutica22 com drogas anti-hipertensivas.

Alterações Medicamentosas de Tanakan e Tanakan-F

Tanakan F pode ser usado em associação com várias drogas, sem nenhum problema, em particular com agentes antianginosos, uricosúricos, hipoglicemiantes orais32 e agentes anticoagulantes33. Os efeitos diretos destas drogas não foram alterados nem potencializados pela administração simultânea de Ginkgo biloba.

Reações Adversas de Tanakan e Tanakan-F

Leves distúrbios gastrintestinais, dores de cabeça34 e reações cutâneas35 foram raramente observadas quando da administração de Tanakan F.

Posologia de Tanakan e Tanakan-F

  Comprimido revestido (80 mg):
Em média, 1 comprimido 2 vezes ao dia, de preferência antes das principais refeições.


TANAKAN e TANAKAN-F - Laboratório

ABBOTT
Rua Nova York, 245 - Brooklin
São Paulo/SP - CEP: 04560-108
Tel: 11-5536-7000
Fax: 011-5531-7205
Site: http://www.abbottbrasil.com.br/

Ver outros medicamentos do laboratório "ABBOTT"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
2 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
3 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
4 Vertigens: O termo vem do latim “vertere” e quer dizer rodar. A definição clássica de vertigem é alucinação do movimento. O indivíduo vê os objetos do ambiente rodarem ao seu redor ou seu corpo rodar em relação ao ambiente.
5 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
6 Tissular: Relativo a tecido orgânico.
7 Circulação: 1. Ato ou efeito de circular. 2. Facilidade de se mover usando as vias de comunicação; giro, curso, trânsito. 3. Movimento do sangue, fluxo de sangue através dos vasos sanguíneos do corpo e do coração.
8 Hiperemia: Congestão sanguínea em qualquer órgão ou parte do corpo.
9 Capilar: 1. Na medicina, diz-se de ou tubo endotelial muito fino que liga a circulação arterial à venosa. Qualquer vaso. 2. Na física, diz-se de ou tubo, em geral de vidro, cujo diâmetro interno é diminuto. 3. Relativo a cabelo, fino como fio de cabelo.
10 Permeabilidade: Qualidade dos corpos que deixam passar através de seus poros outros corpos (fluidos, líquidos, gases, etc.).
11 Edemas: 1. Inchaço causado pelo excesso de fluidos no organismo. 2. Acúmulo anormal de líquido nos tecidos do organismo, especialmente no tecido conjuntivo.
12 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
13 Célula: Unidade funcional básica de todo tecido, capaz de se duplicar (porém algumas células muito especializadas, como os neurônios, não conseguem se duplicar), trocar substâncias com o meio externo à célula, etc. Possui subestruturas (organelas) distintas como núcleo, parede celular, membrana celular, mitocôndrias, etc. que são as responsáveis pela sobrevivência da mesma.
14 Insuficiência: Incapacidade de um órgão ou sistema para realizar adequadamente suas funções.Manifesta-se de diferentes formas segundo o órgão comprometido. Exemplos: insuficiência renal, hepática, cardíaca, respiratória.
15 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
16 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
17 Trombótico: Relativo à trombose, ou seja, à formação ou desenvolvimento de um trombo (coágulo).
18 Plaquetas: Elemento do sangue (não é uma célula porque não apresenta núcleo) produzido na medula óssea, cuja principal função é participar da coagulação do sangue através da formação de conglomerados que tamponam o escape do sangue por uma lesão em um vaso sangüíneo.
19 Estase: 1. Estagnação do sangue ou da linfa. 2. Incapacidade de agir; estado de impotência.
20 Vascular: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
21 Cefaléias: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaléia ou dor de cabeça tensional, cefaléia cervicogênica, cefaléia em pontada, cefaléia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaléias ou dores de cabeça. A cefaléia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
22 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
23 Tromboses: Formações de trombos no interior de um vaso sanguíneo. Podem ser venosas ou arteriais e produzem diferentes sintomas segundo os territórios afetados. A trombose de uma artéria coronariana pode produzir um infarto do miocárdio.
24 Trombos: Coágulo aderido à parede interna de uma veia ou artéria. Pode ocasionar a diminuição parcial ou total da luz do mesmo com sintomas de isquemia.
25 ATP: Adenosina Trifosfato (ATP) é nucleotídeo responsável pelo armazenamento de energia. Ela é composta pela adenina (base azotada), uma ribose (açúcar com cinco carbonos) e três grupos de fosfato conectados em cadeia. A energia é armazenada nas ligações entre os fosfatos. O ATP armazena energia proveniente da respiração celular e da fotossíntese, para consumo imediato, não podendo ser estocada. A energia pode ser utilizada em diversos processos biológicos, tais como o transporte ativo de moléculas, síntese e secreção de substâncias, locomoção e divisão celular, dentre outros.
26 Vasculares: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
27 Distais: 1. Que se localiza longe do centro, do ponto de origem ou do ponto de união. 2. Espacialmente distante; remoto. 3. Em anatomia geral, é o mais afastado do tronco (diz-se de membro) ou do ponto de origem (diz-se de vasos ou nervos). Ou também o que é voltado para a direção oposta à cabeça. 4. Em odontologia, é o mais distante do ponto médio do arco dental.
28 Cutâneo: Que diz respeito à pele, à cútis.
29 Reprodução: 1. Função pela qual se perpetua a espécie dos seres vivos. 2. Ato ou efeito de reproduzir (-se). 3. Imitação de quadro, fotografia, gravura, etc.
30 Malformação: 1. Defeito na forma ou na formação; anomalia, aberração, deformação. 2. Em patologia, é vício de conformação de uma parte do corpo, de origem congênita ou hereditária, geralmente curável por cirurgia. Ela é diferente da deformação (que é adquirida) e da monstruosidade (que é incurável).
31 Hipertensão arterial: Aumento dos valores de pressão arterial acima dos valores considerados normais, que no adulto são de 140 milímetros de mercúrio de pressão sistólica e 85 milímetros de pressão diastólica.
32 Hipoglicemiantes orais: Medicamentos usados por via oral em pessoas com diabetes tipo 2 para manter os níves de glicose próximos ao normal. As classes de hipoglicemiantes são: inibidores da alfaglicosidase, biguanidas, derivados da fenilalanina, meglitinides, sulfoniluréias e thiazolidinediones.
33 Anticoagulantes: Substâncias ou medicamentos que evitam a coagulação, especialmente do sangue.
34 Cabeça:
35 Cutâneas: Que dizem respeito à pele, à cútis.

Tem alguma dúvida sobre TANAKAN e TANAKAN-F?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.