TIAPRIDAL

Sanofi Aventis Farmacêutica Ltda

Atualizado em 09/12/2014

Composição de Tiapridal

TIAPRIDA.

Posologia e Administração de Tiapridal

FORMA CRONICA: 1-2 OU MAIS COMPRIMIDOS POR DIA. FORMA AGUDA: 3-4 COMPRIMIDOS POR DIA COM REDUCAO PROGRESSIVA DA POSOLOGIA APOS O RESULTADO TERAPEUTICO EVIDENTE. ESTES ESQUEMAS POSOLOGICOS PODEM SER MODIFICADOS A CRITERIO MEDICO.

Precauções de Tiapridal

EM CASO DE HIPERTERMIA, E IMPERATIVO PROCEDER A SUSPENSAO DO TRATAMENTO COM TIAPRIDAL, UMA VEZ QUE ESTE SINTOMA1 PODE SER UM DOS ELEMENTOS DA SINDROME2 MALIGNA (CARACTERIZADA POR PALIDEZ, HIPERTERMIA E DISTURBIOS VEGETATIVOS), DESCRITA COM O USO DE NEUROLEPTICOS3. ESTA PRECAUCAO DEVE SER OBSERVADA SOBRETUDO NOS CASOS ONDE O PRODUTO E EMPREGADO EM DOSES ALTAS. O EFEITO SEDATIVO DOS NEUROLEPTICOS3 PODE ALTERAR A VIGILANCIA E TORNAR PERIGOSA A CONDUCAO DE VEICULOS E A OPERACAO DE MAQUINAS. FAZ-SE NECESSARIO ACOMPANHAMENTO RIGOROSO QUANDO DO USO EM PACIENTES EPILEPTICOS EM VISTA DA POSSIBILIDADE DE ABAIXAMENTO DO LIMIAR EPILEPTOGENICO. E NECESSARIO PRUDENCIA NOS SEGUINTES CASOS: EM PRESENCA DE DISTURBIOS CARDIOVASCULARES GRAVES, DEVIDO A MODIFICACOES HEMODINAMICAS, EM PARTICULAR A HIPOTENSAO4; EM PRESENCA DE INSUFICIENCIA RENAL5, FACE6 AO RISCO DE SUPERDOSAGEM; NO PARKINSONISMO, ONDE O TIAPRIDAL NAO ESTA INDICADO, A NAO SER PARA CORRIGIR CERTOS PROBLEMAS ORIUNDOS DA DOPATERAPIA SOB UMA POSOLOGIA ESPECIFICA; NA GRAVIDEZ7; AINDA QUE OS ESTUDOS DE TERATOGENESE8 NAO TENHAM INDICADO QUALQUER TOXICIDADE9 FETAL, RECOMENDA-SE EVITAR O USO DO PRODUTO DURANTE O PRIMEIRO TRIMESTRE DA GESTACAO. O ALEITAMENTO E DESACONSELHAVEL DURANTE O TRATAMENTO. - INTERACOES MEDICAMENTOSAS: AINDA QUE EXPERIMENTALMENTE AS INTERACOES ENTRE ALCOOL E A TIAPRIDA NAO SEJAM SIGNIFICATIVAS, E DESACONSELHAVEL A INGESTAO DE BEBIDAS ALCOOLICAS DURANTE O CURSO DO TRATAMENTO. PODE OCORRER POTENCIALIZACAO DE HIPOTENSORES, DE ANTI-HIPERTENSIVOS E DE DEPRESSORES DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL10, TAIS COMO: HIPNOTICOS, TRANQUILIZANTES, ANESTESICOS, ANALGESICOS11, ETC.

Reações Adversas de Tiapridal

NEUROLOGICAS: SEDACAO12 OU SONOLENCIA; DISCINESIAS PRECOCES (TORCICOLO13 ESPASMODICO, CRISES OCULO-GIRATORIAS, TRISMO), QUE CEDEM COM A ADMINISTRACAO DE UM ANTIPARKINSONIANO ANTICOLINERGICO; SINDROME2 EXTRAPIRAMIDAL, QUE CEDE PARCIALMENTE COM UM ANTIPARKINSONIANO ANTICOLINERGICO; DISCINESIAS TARDIAS, QUE PODEM SER OBSERVADAS COM TODOS OS NEUROLEPTICOS3 DURANTE TRATAMENTOS PROLONGADOS. NESTES CASOS, OS ANTIPARKINSONIANOS ANTICOLINERGICOS SAO DESPROVIDOS DE ACAO OU PODEM PROVOCAR UM AGRAVAMENTO DO QUADRO. VEGETATIVAS: HIPOTENSAO4 ORTOSTATICA. ENDOCRINAS E METABOLICAS: IMPOTENCIA14, FRIGIDEZ, AMENORREIA15, GALACTORREIA16, GINECOMASTIA17, HIPERPROLACTINEMIA E GANHO PONDERAL18.

Contra-Indicações de Tiapridal

NO ESTAGIO ATUAL DE CONHECIMENTO E PRUDENTE NAO PRECREVER A TIAPRIDA EM PACIENTES COM SUSPEITA DE FEOCROMOCITOMA19 SEM CONTROLE MEDICO RIGOROSO.

Indicações de Tiapridal

NO TRATAMENTO DE SINTOMAS20 PSICOAFETIVOS E FISICOS DA SENESCENCIA, TAIS COMO: ANSIEDADE, AGITACAO, IRRITABILIDADE DO CARATER, AGRESSIVIDADE. ALGIAS INTENSAS E REBELDES, SENSIVEIS AOS NEUROLEPTICOS3. MOVIMENTOS ANORMAIS DO TIPO COREICO.

Apresentação de Tiapridal

CAIXA COM 20 COMPRIMIDOS SULCADOS DE 100 MG DE TIAPRIDA.

TIAPRIDAL - Laboratório

Sanofi Aventis Farmacêutica Ltda
Rua Conde Domingos Papais, 413
Suzano/SP - CEP: 08613-010
Site: http://www.sanofi-aventis.com.br
C.N.P.J. 02.685.377/0008-23 - Indústria Brasileira

Ou

Sanofi Aventis Farmacêutica Ltda
Av Brasil, 22.155- Rio de Janeiro - RJ
CNPJ 02.685.377/0019-86 - Indústria Brasileira
Atendimento ao Consumidor 0800-703-0014
www.sanofi-aventis.com.br

Ver outros medicamentos do laboratório "Sanofi Aventis Farmacêutica Ltda"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Sintoma: Qualquer alteração da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. O sintoma é a queixa relatada pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
2 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
3 Neurolépticos: Medicamento que exerce ação calmante sobre o sistema nervoso, tranquilizante, psicoléptico.
4 Hipotensão: Pressão sanguínea baixa ou queda repentina na pressão sanguínea. A hipotensão pode ocorrer quando uma pessoa muda rapidamente de uma posição sentada ou deitada para a posição de pé, causando vertigem ou desmaio.
5 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
6 Face: Parte anterior da cabeça que inclui a pele, os músculos e as estruturas da fronte, olhos, nariz, boca, bochechas e mandíbula.
7 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
8 Teratogênese: Formação e desenvolvimento no útero de anomalias que levam a malformações; teratogenia.
9 Toxicidade: Capacidade de uma substância produzir efeitos prejudiciais ao organismo vivo.
10 Sistema Nervoso Central: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.
11 Analgésicos: Grupo de medicamentos usados para aliviar a dor. As drogas analgésicas incluem os antiinflamatórios não-esteróides (AINE), tais como os salicilatos, drogas narcóticas como a morfina e drogas sintéticas com propriedades narcóticas, como o tramadol.
12 Sedação: 1. Ato ou efeito de sedar. 2. Aplicação de sedativo visando aliviar sensação física, por exemplo, de dor. 3. Diminuição de irritabilidade, de nervosismo, como efeito de sedativo. 4. Moderação de hiperatividade orgânica.
13 Torcicolo: Distúrbio freqüente produzido por uma luxação nas vértebras da coluna cervical, ou a espasmos dos músculos do pescoço que produzem rigidez e rotação lateral do mesmo.
14 Impotência: Incapacidade para ter ou manter a ereção para atividades sexuais. Também chamada de disfunção erétil.
15 Amenorréia: É a ausência de menstruação pelo período equivalente a 3 ciclos menstruais ou 6 meses (o que ocorrer primeiro). Para períodos inferiores, utiliza-se o termo atraso menstrual.
16 Galactorréia: Secreção mamária anormal de leite fora do período de amamentação. Pode ser produzida por distúrbios hormonais ou pela ação de medicamentos.
17 Ginecomastia: Aumento anormal de uma ou ambas as glândulas mamárias no homem. Associa-se a diferentes enfermidades como cirrose, tumores testiculares, etc. Em certas ocasiões ocorrem de forma idiopática.
18 Ponderal: Relativo a peso, equilíbrio. Exemplos: Perda ponderal = perda de peso, emagrecimento. Ganho ponderal = ganho de peso.
19 Feocromocitoma: São tumores originários das células cromafins do eixo simpático-adrenomedular, caracterizados pela autonomia na produção de catecolaminas, mais freqüentemente adrenalina e/ou noradrenalina. A hipertensão arterial é a manifestação clínica mais comum, acometendo mais de 90% dos pacientes, geralmente resistente ao tratamento anti-hipertensivo convencional, mas podendo responder a bloqueadores alfa-adrenérgicos, bloqueadores dos canais de cálcio e nitroprussiato de sódio. A tríade clássica do feocromocitoma, associado à hipertensão arterial, é composta por cefaléia, sudorese intensa e palpitações.
20 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.

Tem alguma dúvida sobre TIAPRIDAL?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.