Venalot H

TAKEDA PHARMA LTDA.

Atualizado em 16/08/2019

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

Venalot® H
cumarina
heparina sódica

APRESENTAÇÕES

Creme de 5 mg/ml (cumarina) e 50 UI/ml (heparina sódica).
Frascos de 40 ou 240 ml.

USO TÓPICO1
USO ADULTO

COMPOSIÇÃO‌‌

Cada ml do creme contém 5 mg de cumarina e 50 UI de heparina sódica.
Excipientes: ácido cítrico, ácido sórbico, etilparabeno, butil-hidroxianisol, oleato de isodecila, álcool cetoestearílico, óleo de mamona etoxilado, cetoesterilsulfato de sódio, glicerina, etilpropil4-hidroxibenzoato, óleo de oliva, essência, água purificada.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?

Venalot® H é indicado para melhorar a circulação2 e aliviar os sintomas3 (dor, inchaço4, sensação de pernas cansadas) decorrentes de problemas circulatórios tais como varizes5, úlceras6 das pernas, flebites, tromboflebites7, periflebites, síndromes pósflebíticas e linfangites.
Também é indicado para hematomas8 (manchas roxas) que surgem após distúrbios circulatórios locais, como por exemplo após injeções ou traumas locais.

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

Atuando sobre as veias9 e os vasos linfáticos, Venalot® H melhora a circulação2 periférica, aliviando os sintomas3 e também o inchaço4 decorrente das doenças venosas e linfáticas (varizes5, flebites, tromboflebites7, linfangites, hematomas8, etc).

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Este medicamento não deve ser usado nos casos de alergia10 aos componentes da fórmula e em lesões11 abertas (feridas).

O QUE DEVO SABER ANTES DE UTILIZAR ESTE MEDICAMENTO?

Não aplicar sobre mucosas12 ou próximo a elas para evitar irritação local ou absorção excessiva dos princípios ativos. Em tratamentos de longa duração devem-se monitorar as enzimas hepáticas13.

Gravidez14 e lactação15: Informe ao seu médico a ocorrência de gravidez14 na vigência do tratamento. Informe ao médico se estiver amamentando.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Pacientes idosos: não há restrições ou recomendações especiais com relação ao uso deste produto por pacientes idosos. Até o momento não há relatos de casos de interação medicamentosa com o produto.

Interações medicamentosas: Até o momento não há relatos de casos de interação medicamentosa com o produto.
Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde16.

ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?

O produto deve ser conservado à temperatura ambiente (15ºC a 30ºC).
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.
Venalot® H é um creme homogêneo de cor branca, com odor agradável.
Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Venalot® H destina-se exclusivamente a uso local (tópico1).
Aplicar duas ou três vezes ao dia uma fina camada do creme na região afetada, fazendo leve massagem. Aguardar absorção completa do creme.
Eventualmente, a critério médico, pode ser recomendado um tratamento combinado com Venalot® drágeas17.
Siga corretamente o modo de usar, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimentos do seu médico.

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

A dose esquecida deve ser aplicada tão logo seja lembrada. A seguir, continue com o esquema posológico regular. Não aplique uma dose dupla para compensar a dose esquecida e não exceda a dose recomendada para cada dia.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico ou cirurgião-dentista.

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE CAUSAR?

Os seguintes eventos adversos foram recebidos no período pós-comercialização, e considerados reações adversas pela empresa: coceira no local de aplicação e vermelhidão no local de aplicação. É desconhecida a frequência de tais reações adversas.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também a empresa através do seu serviço de atendimento.

O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?

Até o momento, não há relatos de sintomas3 relacionados a superdosagem. Na eventualidade de ingestão acidental, recomenda-se adotar as medidas habituais de controle das funções vitais.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001 se você precisar de mais orientações.

DIZERES LEGAIS

 

MS – 1.0639.0118

Farm. Resp.: Carla A. Inpossinato CRF-SP nº 38.535

Fórmula original de
Schaper & Brümmer Alemanha

Takeda Pharma Ltda. Rodovia SP 340 S/N, km 133,5
Jaguariúna - SP
CNPJ 60.397.775/0008-40
Indústria Brasileira

 

SAC 0800 7710345


 

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Tópico: Referente a uma área delimitada. De ação limitada à mesma. Diz-se dos medicamentos de uso local, como pomadas, loções, pós, soluções, etc.
2 Circulação: 1. Ato ou efeito de circular. 2. Facilidade de se mover usando as vias de comunicação; giro, curso, trânsito. 3. Movimento do sangue, fluxo de sangue através dos vasos sanguíneos do corpo e do coração.
3 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
4 Inchaço: Inchação, edema.
5 Varizes: Dilatação anormal de uma veia. Podem ser dolorosas ou causar problemas estéticos quando são superficiais como nas pernas. Podem também ser sede de trombose, devido à estase sangüínea.
6 Úlceras: Feridas superficiais em tecido cutâneo ou mucoso que podem ocorrer em diversas partes do organismo. Uma afta é, por exemplo, uma úlcera na boca. A úlcera péptica ocorre no estômago ou no duodeno (mais freqüente). Pessoas que sofrem de estresse são mais susceptíveis a úlcera.
7 Tromboflebites: Processo inflamatório de um segmento de uma veia, geralmente de localização superficial (veia superficial), juntamente com formação de coágulos na zona afetada. Pode surgir posteriormente a uma lesão pequena numa veia (como após uma injeção ou um soro intravenoso) e é particularmente frequente nos toxico-dependentes que se injetam. A tromboflebite pode desenvolver-se como complicação de varizes. Existe uma tumefação e vermelhidão (sinais do processo inflamatório) ao longo do segmento de veia atingido, que é extremamante doloroso à palpação. Ocorrem muitas vezes febre e mal-estar.
8 Hematomas: Acúmulo de sangue em um órgão ou tecido após uma hemorragia.
9 Veias: Vasos sangüíneos que levam o sangue ao coração.
10 Alergia: Reação inflamatória anormal, perante substâncias (alérgenos) que habitualmente não deveriam produzi-la. Entre estas substâncias encontram-se poeiras ambientais, medicamentos, alimentos etc.
11 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
12 Mucosas: Tipo de membranas, umidificadas por secreções glandulares, que recobrem cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
13 Enzimas hepáticas: São duas categorias principais de enzimas hepáticas. A primeira inclui as enzimas transaminasas alaninoaminotransferase (ALT ou TGP) e a aspartato aminotransferase (AST ou TOG). Estas são enzimas indicadoras do dano às células hepáticas. A segunda categoria inclui certas enzimas hepáticas como a fosfatase alcalina (FA) e a gamaglutamiltranspeptidase (GGT) as quais indicam obstrução do sistema biliar, quer seja no fígado ou nos canais maiores da bile que se encontram fora deste órgão.
14 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
15 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
16 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
17 Drágeas: Comprimidos ou pílulas contendo preparado farmacêutico.

Tem alguma dúvida sobre Venalot H?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.