ZIRVIT

ATIVUS

Atualizado em 09/12/2014

    Zirvit  Betacaroteno + Associados         

Forma Farmacêutica e Apresentação   de Zirvit

Comprimidos revestidos: Caixa com 30 comprimidos revestidos.  USO ADULTO  COMPOSIÇÃO  Comprimidos revestidos - cada comprimido revestido contém:  Betacaroteno (Pró - Vitamina1 A) 5000 UI  Ácido Ascórbico (Vitamina1 C) 500 mg  Alfa - Tocoferol (Vitamina1 E) 200 UI  Magnésio (Aminoácido Quelato) 25 mg  Zinco (Aminoácido Quelato) 30 mg  Cromo (Aminoácido Quelato) 50 mcg  Selênio (Complexo) 25 mcg  Manganês (Aminoácido Quelato) 5 mg  Cobre (Aminoácido Quelato) 0,25 mg  Excipiente: Lactose2, Estearato de Magnésio, Gluconato Amido Sódico, Talco, Polissorbato, Acetona, Álcool Isopropílico, Polietilenoglicol, Dióxido de Titânio, Corante, Copolímero Ácido Metacrílico, Simeticona, Trietilcitrato e Água Destilada.  

- INFORMAÇÕES AO PACIENTE  ZIRVIT contém um grupo de vitaminas com efeito antioxidante. Sua ação se faz retirando radicais livres do sangue3, pois a presença dos mesmos promove o envelhecimento e a morte das células4.  

- CUIDADOS NA CONSERVAÇÃO:
O medicamento deve ser conservado ao abrigo do calor excessivo, da umidade, da luz e em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C).  Prazo de validade: 24 meses após a data de fabricação  Verifique o prazo de validade no cartucho.  Não utilize medicamentos com o prazo de validade vencido.  Conduta na gravidez5 e lactação6: Embora os componentes de ZIRVIT sejam todos substâncias necessárias ao organismo, as concentrações das mesmas estão acima daquelas recomendadas como suplemento vitamínico para que o produto tenha ação antioxidante. Desta forma, a prescrição de ZIRVIT tanto na gestação, como na lactação6, deve estar estritamente condicionada à situações clínicas específicas caracterizadas pelo médico assistente. Informe ao seu médico a ocorrência de gravidez5 na vigência do tratamento ou após seu término. Informar ao médico se está amamentando.  Cuidados na Administração e Precauções na Interrupção: ZIRVIT deve ser administrado próximo às principais refeições (almoço e jantar). A ingestão de ZIRVIT seguido por períodos superiores a 1 hora com o estômago7 vazio pode provocar dores epigástricas e sensação de desconforto abdominal. Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre o horário, as doses e a duração do tratamento.  Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico.  

Reações Adversas de Zirvit

Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis, tais como: desconforto abdominal, náuseas8 e vômitos9.  TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.  

Contra-Indicações de Zirvit

ZIRVIT está contra-indicado em pacientes com antecedentes de alergia10 a qualquer constituinte de sua formulação. Informe ao seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início ou durante o tratamento.  NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DE SEU MÉDICO PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE11.  INFORMAÇÕES TÉCNICAS  Ação antioxidante geral: Existem inúmeras patologias relacionadas à presença de radicais livres no organismo. Estas doenças podem ser contidas na sua evolução ou mesmo evitadas nos indivíduos predipostos através da utilização de substâncias antioxidantes de forma rotineira e contínua. Estes radicais livres são formados durante o metabolismo12 normal e patológico, e apresentam de incomum uma alta reatividade química de tal forma a se ligarem em estruturas celulares nobres, como as membranas e outras organelas. Alteram assim a anatomia e a fisiologia13 celular, desencadeando inúmeras patologias que podem ser tanto funcionais (Processos Inflamatórios, Distúrbios Imunológicos, Distúrbios Isquêmicos e Distúrbios Neurológicos) como orgânicos (Hipertensão14, Neoplasias15, Doenças de Alzheimer16, Infartos, Catarata17 e AVC). Os conceitos modernos de prevenção e de terapêutica18 de apoio dessas doenças exigem a utilização dos varredores de radicais livres em doses elevadas e por períodos prolongados.  Balanço Radicais Livres / Substâncias Antioxidantes: Todos os componentes de ZIRVIT são encontrados na alimentação em concentrações relativamente suficientes para cobrir as necessidades mínimas diárias. Estas quantidades mínimas talvez tenham sido suficientes para neutralizar os radicais livres formados no homem de um século atrás. Hoje as condições de vida metropolitana, o consumismo, o stress, a poluição, os padrões alimentares e o fumo, tornam o balanço de antioxidantes naturais e radicais livres totalmente desfavorável exigindo-se a administração de antioxidantes sob a forma de medicamento.  Ações Antioxidantes Específicas: Os componentes de ZIRVIT foram associados no produto através de critérios extremamente científicos e lógicos para que se alcançassem os objetivos de proteger os meios lipossolúveis e os hidrossolúveis dos efeitos lesivos dos radicais livres através da ação direta de seus componentes . Ele fornece ainda oligoelementos importantes para auxiliar os mecanismos naturais de eliminação dos radicais livres. Assim, cada um dos seus componentes apresenta uma ação isolada e a soma desses efeitos isolados vai determinar uma potencialização do produto como um todo. Os comprimidos de ZIRVIT são revestidos através de um moderno processo farmacotécnico (film-coating) que permite programar a sua desintegração e dissolução no duodeno19. Tal procedimento, proporciona uma absorção máxima de seus princípios ativos e elimina praticamente o risco de intolerância gástrica.Todos os oligoelementos, componentes de ZIRVIT, estão sob a forma de aminoácidos quelatos, que apresentam maior estabilidade química, não sofrem influências do pH do meio e utilizam sistemas naturais de absorção de aminoácidos. Estas características farmacológicas dos minerais-quelatos proporcionam uma melhor absorção e permitem uma melhor biodisponibilidade dos mesmos para exercerem suas atividades antioxidantes.  Betacaroteno (Pró - Vitamina1 A): É um componente de características hidrofóbicas com importante papel na eliminação de radicais livres. Encontra-se ampla literatura, mostrando que, baixa ingestão de vitamina1 A se correlaciona com alta incidência20 de câncer21 de pulmão22 e do trato gastro intestinal.  Alfa - Tocoferol (Vitamina1 E): Importante antioxidante lipossolúvel responsável pela proteção das membranas celulares, impedindo a peroxidação lipídica.  Ácido Ascórbico (Vitamina1 C): Em altas concentrações é a principal substância hidrossolúvel com ação antioxidante. A facilidade com que o ácido ascórbico se distribui para os diversos tecidos, devido a sua solubilidade plasmática, torna-o um agente imprescindível em um produto com indicações antioxidantes. Além de auxiliar a vitamina1 E na ação antioxidante tem uma importante função de prolongar a vida útil da mesma no organismo, pois atua na regeneração de suas funções.  Magnésio: As principais justificativas para a presença do magnésio em um medicamento com ação antioxidante, apesar de não haver descrição de seus efeitos neutralizadores de radicais livres, dizem respeito a sua ampla distribuição nos líquidos intracelulares, sua participação em diversos sistemas enzimáticos e a correlação entre Demência23 Senil do tipo Alzheimer16 com a deficiência deste íon24.  Zinco: Impede a formação excessiva de radicais livres no organismo prevenindo o envelhecimento celular e o aparecimento de clones de células4 neoplásicas25. É considerado fator preventivo26 do Diabetes27, pois dentre as inúmeras enzimas que participam como cofator, uma delas, está diretamente envolvida na produção de insulina28.  Cromo: Um dos objetivos da ação antioxidante é a prevenção de depósitos ateroescleróticos e o Cromo é um importante redutor dos níveis de LDL29-colesterol30 e de triglicérides31, que são gorduras prejudiciais ao organismo. Alguns trabalhos demonstram sua eficácia em aumentar o HDL32-colesterol30, efeito este benéfico para o paciente no sentido preventivo26 de depósitos ateromatosos. Estas ações vão se somar aquelas antioxidantes dos outros componentes na prevenção de doenças de natureza isquêmica.  Selênio: A forma complexada, permite a sua penetração nas células4 mucosas33 do duodeno19 sem sofrer ionização na luz intestinal. Uma vez alcançada a circulação34, se distribui por todos os líquidos orgânicos e, vai atuar como cofator da enzima35 antioxidante glutationa-peroxidase. Também exerce funções relacionadas a ação antioxidante da Vitamina1 E. É um importante ativador da resposta imunohumoral, aumentando os níveis de anticorpos36 e a atividade fagocítica dos leucócitos37 e macrófagos38.  Manganês: A ação antioxidante do manganês é única, mas se reveste da maior importância pois integra uma das principais enzimas antioxidantes, a superóxido- dismutase mitocondrial.  Cobre: Embora concentrações elevadas de cobre possam até ter ação oxidante, em concentrações adequadas, sua ação antioxidante é extremamente importante para o organismo por ser cofator de enzimas naturais que promovem neutralização dos radicais livres. Destas enzimas, as mais importantes são a citocromo-oxidase, a superóxido-dismutase e os sistemas de oxidases.  

- INDICAÇÕES:  
ZIRVIT
deve ser utilizado como medicação preventiva e como coadjuvante39 terapêutico no tratamento de doenças originadas ou agravadas pela presença de radicais livres no organismo. Desta forma ZIRVIT pode atuar de forma auxiliar e/ou preventiva nos seguintes quadros fisiopatológicos:  - Prevenção do envelhecimento celular  - Doenças cardiovasculares40 e isquêmicas.  - Doenças de natureza reumática.  - Catarata17  - Deficiências imunológicas.  - Pós procedimentos terapêuticos oncológicos (quimioterapia41, radioterapia42 e cirurgia).  - Redução dos radicais livres em indivíduos expostos a altas concentrações dos mesmos (tabagismo, alcoolismo e poluentes ambientais.)  

- REAÇÕES ADVERSAS:
ZIRVIT
é bem tolerado, mas sua administração, de forma inadequada pode provocar mal-estar epigástrico e/ou dores abdominais.  

- POSOLOGIA:  
Uso profilático: 1 comprimido/dia, meia a uma hora antes do almoço ou do jantar.  Coadjuvante39 terapêutico em patologias relacionadas aos radicais livres: 2 comprimidos/dia; 1 comprimido de meia a uma hora antes do almoço e 1 comprimido meia a uma hora antes do jantar.  Recomenda-se a administração dos comprimidos de ZIRVIT meia a uma hora antes das refeições para se evitar desconforto ou dores abdominais devido a altas concentrações de vitaminas antioxidantes e pela presença dos sais aminoácidos quelatos. A terapêutica18 antioxidante com ZIRVIT deve ser contínua e prolongada. Só o médico pode definir a dose e o tempo de administração de acordo com as peculiaridades do paciente e a (s) patologia43(s) que apresenta.  

- SUPERDOSAGEM:
A ingestão de doses elevadas de ZIRVIT podem provocar efeitos irritantes no tubo digestivo pela presença dos oligoelementos. É conveniente promover o esvaziamento gástrico nestes casos.  Advertências e Recomendações para Paciente44 com Idade Superior a 65 Anos: ZIRVIT é bem tolerado em qualquer faixa etária. Apesar de estar constituído por muitos oligoelementos, a forma quelato reduz enormemente os sintomas45 de desconforto abdominal, exceto nos pacientes predispostos a úlceras46 e gastrites47 ou portadores destas patologias. Dores epigástricas episódicas com o uso de ZIRVIT são facilmente controladas com o uso da medicação de meia a uma hora antes das refeições.

ZIRVIT - Laboratório

ATIVUS
Rua Fonte Mécia, 2050 - São Pedro
Valinhos/SP - CEP: 13270-000
Tel: (19) 3849 8600
Site: http://www.ativus.com.br/

Ver outros medicamentos do laboratório "ATIVUS"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
2 Lactose: Tipo de glicídio que possui ligação glicosídica. É o açúcar encontrado no leite e seus derivados. A lactose é formada por dois carboidratos menores, chamados monossacarídeos, a glicose e a galactose, sendo, portanto, um dissacarídeo.
3 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
4 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
5 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
6 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
7 Estômago: Órgão da digestão, localizado no quadrante superior esquerdo do abdome, entre o final do ESÔFAGO e o início do DUODENO.
8 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
9 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
10 Alergia: Reação inflamatória anormal, perante substâncias (alérgenos) que habitualmente não deveriam produzi-la. Entre estas substâncias encontram-se poeiras ambientais, medicamentos, alimentos etc.
11 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
12 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
13 Fisiologia: Estudo das funções e do funcionamento normal dos seres vivos, especialmente dos processos físico-químicos que ocorrem nas células, tecidos, órgãos e sistemas dos seres vivos sadios.
14 Hipertensão: Condição presente quando o sangue flui através dos vasos com força maior que a normal. Também chamada de pressão alta. Hipertensão pode causar esforço cardíaco, dano aos vasos sangüíneos e aumento do risco de um ataque cardíaco, derrame ou acidente vascular cerebral, além de problemas renais e morte.
15 Neoplasias: Termo que denomina um conjunto de doenças caracterizadas pelo crescimento anormal e em certas situações pela invasão de órgãos à distância (metástases). As neoplasias mais frequentes são as de mama, cólon, pele e pulmões.
16 Alzheimer: Doença degenerativa crônica que produz uma deterioração insidiosa e progressiva das funções intelectuais superiores. É uma das causas mais freqüentes de demência. Geralmente começa a partir dos 50 anos de idade e tem incidência similar entre homens e mulheres.
17 Catarata: Opacificação das lentes dos olhos (opacificação do cristalino).
18 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
19 Duodeno: Parte inicial do intestino delgado que se estende do piloro até o jejuno.
20 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
21 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
22 Pulmão: Cada um dos órgãos pareados que ocupam a cavidade torácica que tem como função a oxigenação do sangue.
23 Demência: Deterioração irreversível e crônica das funções intelectuais de uma pessoa.
24 Íon: Átomo ou grupo atômico eletricamente carregado.
25 Neoplásicas: Que apresentam neoplasias, ou seja, que apresentam processo patológico que resulta no desenvolvimento de neoplasma ou tumor. Um neoplasma é uma neoformação de crescimento anormal, incontrolado e progressivo de tecido, mediante proliferação celular.
26 Preventivo: 1. Aquilo que previne ou que é executado por medida de segurança; profilático. 2. Na medicina, é qualquer exame ou grupo de exames que têm por objetivo descobrir precocemente lesão suscetível de evolução ameaçadora da vida, como as lesões malignas. 3. Em ginecologia, é o exame ou conjunto de exames que visa surpreender a presença de lesão potencialmente maligna, ou maligna em estágio inicial, especialmente do colo do útero.
27 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
28 Insulina: Hormônio que ajuda o organismo a usar glicose como energia. As células-beta do pâncreas produzem insulina. Quando o organismo não pode produzir insulna em quantidade suficiente, ela é usada por injeções ou bomba de insulina.
29 LDL: Lipoproteína de baixa densidade, encarregada de transportar colesterol através do sangue. Devido à sua tendência em depositar o colesterol nas paredes arteriais e a produzir aterosclerose, tem sido denominada “mau colesterol“.
30 Colesterol: Tipo de gordura produzida pelo fígado e encontrada no sangue, músculos, fígado e outros tecidos. O colesterol é usado pelo corpo para a produção de hormônios esteróides (testosterona, estrógeno, cortisol e progesterona). O excesso de colesterol pode causar depósito de gordura nos vasos sangüíneos. Seus componentes são: HDL-Colesterol: tem efeito protetor para as artérias, é considerado o bom colesterol. LDL-Colesterol: relacionado às doenças cardiovasculares, é o mau colesterol. VLDL-Colesterol: representa os triglicérides (um quinto destes).
31 Triglicérides: A principal maneira de armazenar os lipídeos no tecido adiposo é sob a forma de triglicérides. São também os tipos de lipídeos mais abundantes na alimentação. Podem ser definidos como compostos formados pela união de três ácidos graxos com glicerol. Os triglicérides sólidos em temperatura ambiente são conhecidos como gorduras, enquanto os líquidos são os óleos. As gorduras geralmente possuem uma alta proporção de ácidos graxos saturados de cadeia longa, já os óleos normalmente contêm mais ácidos graxos insaturados de cadeia curta.
32 HDL: Abreviatura utilizada para denominar um tipo de proteína encarregada de transportar o colesterol sanguíneo, que se relaciona com menor risco cardiovascular. Também é conhecido como “Bom Colesterol”. Seus valores normais são de 35-50mg/dl.
33 Mucosas: Tipo de membranas, umidificadas por secreções glandulares, que recobrem cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
34 Circulação: 1. Ato ou efeito de circular. 2. Facilidade de se mover usando as vias de comunicação; giro, curso, trânsito. 3. Movimento do sangue, fluxo de sangue através dos vasos sanguíneos do corpo e do coração.
35 Enzima: Proteína produzida pelo organismo que gera uma reação química. Por exemplo, as enzimas produzidas pelo intestino que ajudam no processo digestivo.
36 Anticorpos: Proteínas produzidas pelo organismo para se proteger de substâncias estranhas como bactérias ou vírus. As pessoas que têm diabetes tipo 1 produzem anticorpos que destroem as células beta produtoras de insulina do próprio organismo.
37 Leucócitos: Células sangüíneas brancas. Compreendem tanto os leucócitos granulócitos (BASÓFILOS, EOSINÓFILOS e NEUTRÓFILOS) como os não granulócitos (LINFÓCITOS e MONÓCITOS). Sinônimos: Células Brancas do Sangue; Corpúsculos Sanguíneos Brancos; Corpúsculos Brancos Sanguíneos; Corpúsculos Brancos do Sangue; Células Sanguíneas Brancas
38 Macrófagos: É uma célula grande, derivada do monócito do sangue. Ela tem a função de englobar e destruir, por fagocitose, corpos estranhos e volumosos.
39 Coadjuvante: Que ou o que coadjuva, auxilia ou concorre para um objetivo comum.
40 Doenças cardiovasculares: Doença do coração e vasos sangüíneos (artérias, veias e capilares).
41 Quimioterapia: Método que utiliza compostos químicos, chamados quimioterápicos, no tratamento de doenças causadas por agentes biológicos. Quando aplicada ao câncer, a quimioterapia é chamada de quimioterapia antineoplásica ou quimioterapia antiblástica.
42 Radioterapia: Método que utiliza diversos tipos de radiação ionizante para tratamento de doenças oncológicas.
43 Patologia: 1. Especialidade médica que estuda as doenças e as alterações que estas provocam no organismo. 2. Qualquer desvio anatômico e/ou fisiológico, em relação à normalidade, que constitua uma doença ou caracterize determinada doença. 3. Por extensão de sentido, é o desvio em relação ao que é próprio ou adequado ou em relação ao que é considerado como o estado normal de uma coisa inanimada ou imaterial.
44 Para paciente: Você pode utilizar este texto livremente com seus pacientes, inclusive alterando-o, de acordo com a sua prática e experiência. Conheça todos os materiais Para Paciente disponíveis para auxiliar, educar e esclarecer seus pacientes, colaborando para a melhoria da relação médico-paciente, reunidos no canal Para Pacientes . As informações contidas neste texto são baseadas em uma compilação feita pela equipe médica da Centralx. Você deve checar e confirmar as informações e divulgá-las para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos médicos.
45 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
46 Úlceras: Feridas superficiais em tecido cutâneo ou mucoso que podem ocorrer em diversas partes do organismo. Uma afta é, por exemplo, uma úlcera na boca. A úlcera péptica ocorre no estômago ou no duodeno (mais freqüente). Pessoas que sofrem de estresse são mais susceptíveis a úlcera.
47 Gastrites: Inflamação aguda ou crônica da mucosa do estômago. Manifesta-se por dor na região superior do abdome, acidez, ardor, náuseas, vômitos, etc. Pode ser produzida por infecções, consumo de medicamentos (aspirina), estresse, etc.
Artigos relacionados

Tem alguma dúvida sobre ZIRVIT?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.