MUCOFLUX

MERCK

Atualizado em 09/12/2014

Mucoflux®

Carbocisteína

Formas Farmacêuticas e Apresentações de Mucoflux

Xarope pediátricoFrasco contendo 100ml.
Uso oral - pediátrico.

Xarope adulto
Frasco contendo 100ml.
Uso oral - adulto.
                                                                                                     

Composição de Mucoflux

Xarope pediátrico

Cada 5ml do xarope contém:
Carbocisteína ....................100mg
e excipientes (aroma de cereja, carbonato de sódio anidro, corante caramelo, edetato dissódico, metilparabeno, propilparabeno, sacarina1 sódica e sorbitol2)

Xarope adulto
Cada 5ml do xarope contém:
Carbocisteína ....................250mg
e excipientes (aroma de banana, aroma de baunilha, carbonato de sódio anidro, corante caramelo, edetato dissódico, metilparabeno, propilparabeno, sacarina1 sódica e sorbitol2)

Indicações de Mucoflux

Como mucolítico e fluidificante das secreções, para tratamento coadjuvante3 de afecções4 agudas e crônicas do trato respiratório, nas quais a secreção viscosa e/ou abundante de muco seja fator agravante.

Contra-Indicações de Mucoflux

Úlceras5 pépticas, hipersensibilidade à carbocisteína ou a qualquer um dos excipientes.

Precauções de Mucoflux

Por ser mínimo o conteúdo de carboidratos (10mg por 5ml), o produto pode ser utilizado por pacientes diabéticos ou submetidos a dietas com restrição de hidratos de carbono.Por não estar estabelecida a segurança de uso da carbocisteína durante a gravidez6 e a lactação7, o produto só deve ser usado nestas condições se os benefícios esperados ultrapassarem substancialmente os riscos potenciais.
Não foram ainda estabelecidas a eficácia e a segurança de uso do produto em crianças com menos de 1 ano.

Interações Medicamentosas de Mucoflux

Não associar com antitussígenos e substâncias atropínicas.

Reações Adversas de Mucoflux

Existem relatos ocasionais de náuseas8, diarréia9, desconforto gástrico, particularmente com o uso de doses elevadas.Também foram relatados sangramento gastrintestinal, erupções cutâneas10, tonteiras, insônia, cefaléia11, palpitações12 e hipoglicemia13 leve.

Posologia e Modo de Usar de Mucoflux

Crianças com menos de 5 anos de idade - 5mg do xarope pediátrico por kg de peso corporal, três vezes ao dia.
Crianças entre 5 e 12 anos - 1 a 2 colheres das de chá (5ml) do xarope pediátrico, três vezes ao dia.
Crianças com mais de 12 anos e adultos - 1 a 2 colheres das de chá (5ml) do xarope adulto, três vezes ao dia.

Pacientes idosos
Não existem advertências ou recomendações especiais sobre o uso do produto por pacientes com mais de 65 anos.

Conduta na Superdosagem e Nas Reações Adversas de Mucoflux

Em caso de reações adversas deve-se reduzir a dose diária ou interromper o tratamento e, se necessário, utilizar medicação sintomática14.
Em caso de superdosagem os sintomas15 mais prováveis são gastralgia16, náusea17, vômito18 e diarréia9. Deve-se proceder à lavagem gástrica19 e, se necessário, utilizar medicação sintomática14 e fazer reposição hidreletrolítica.

MUCOFLUX - Laboratório

MERCK
Estrada dos Bandeirantes, 1099
Rio de Janeiro/RJ - CEP: 22170-571
Tel: 55 (021) 445-1661
Fax: 55 (021) 444-2124
Site: http://www.merck.com.br/

Ver outros medicamentos do laboratório "MERCK"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Sacarina: Adoçante sem calorias e sem valor nutricional.
2 Sorbitol: Adoçante com quatro calorias por grama. Substância produzida pelo organismo em pessoas com diabetes e que pode causar danos aos olhos e nervos.
3 Coadjuvante: Que ou o que coadjuva, auxilia ou concorre para um objetivo comum.
4 Afecções: Quaisquer alterações patológicas do corpo. Em psicologia, estado de morbidez, de anormalidade psíquica.
5 Úlceras: Feridas superficiais em tecido cutâneo ou mucoso que podem ocorrer em diversas partes do organismo. Uma afta é, por exemplo, uma úlcera na boca. A úlcera péptica ocorre no estômago ou no duodeno (mais freqüente). Pessoas que sofrem de estresse são mais susceptíveis a úlcera.
6 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
7 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
8 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
9 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
10 Cutâneas: Que dizem respeito à pele, à cútis.
11 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
12 Palpitações: Designa a sensação de consciência do batimento do coração, que habitualmente não se sente. As palpitações são detectadas usualmente após um exercício violento, em situações de tensão ou depois de um grande susto, quando o coração bate com mais força e/ou mais rapidez que o normal.
13 Hipoglicemia: Condição que ocorre quando há uma queda excessiva nos níveis de glicose, freqüentemente abaixo de 70 mg/dL, com aparecimento rápido de sintomas. Os sinais de hipoglicemia são: fome, fadiga, tremores, tontura, taquicardia, sudorese, palidez, pele fria e úmida, visão turva e confusão mental. Se não for tratada, pode levar ao coma. É tratada com o consumo de alimentos ricos em carboidratos como pastilhas ou sucos com glicose. Pode também ser tratada com uma injeção de glucagon caso a pessoa esteja inconsciente ou incapaz de engolir. Também chamada de reação à insulina.
14 Sintomática: 1. Relativo a ou que constitui sintoma. 2. Que é efeito de alguma doença. 3. Por extensão de sentido, é o que indica um particular estado de coisas, de espírito; revelador, significativo.
15 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
16 Gastralgia: Dor no estômago; cólica gástrica, gastrodinia.
17 Náusea: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
18 Vômito: É a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Pode ser classificado como: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
19 Lavagem gástrica: É a introdução, através de sonda nasogástrica, de líquido na cavidade gástrica, seguida de sua remoção.
Artigos relacionados

Tem alguma dúvida sobre MUCOFLUX?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.