DEPTRAN

Atualizado em 28/03/2008
OBS: Todos os medicamentos do Laboratório Enila tiveram sua produção suspensa segundo Resolução - RE nº 892, de 29 de maio de 2003 da Anvisa.
 

deptran    

Bromazepan

Comprimidos

- Composição

DEPTRAN 3,0 mg: Cada comprimido contém: Bromazepam 3,0 mg; Excipiente q.s 1 comprimido. DEPTRAN 6,0 mg: Cada comprimido contém: Bromazepam 6,0 mg; Excipiente q.s. 1 comprimido.

- Indicações

Distúrbios emocionais; estado de tensão e ansiedade; humor depressivo ansioso; tensão nervosa; agitação e insônia; nos estados de ansiedade e tensão devidos a doenças orgânicas crônicas.

- Contra-indicações

Miastenia1 grave, glaucoma2 e hipersensibilidade aos benzodiazepínicos.

- Precauções e advertências

DEPTRAN não deve ser administrado durante os períodos de gestação   principalmente nos três primeiros meses   e lactação3, salvo se os benefícios e uso compensarem os possíveis efeitos indesejáveis sobre a mãe e a criança. Assim como outras substâncias psicoativas, os pacientes devem evitar a ingestão de álcool, pois este potencializa os efeitos do DEPTRAN. Como todos os medicamentos desse tipo de ação, pode haver modificação na reação do paciente, como a capacidade de dirigir veículos e operar máquinas, dependendo da posologia, do modo de administração e da suscetibilidade individual. A administração em pacientes portadores de insuficiência renal4 ou hepática5 deverá ser realizada com cautela. Como ocorre com todos os agentes similares, o tratamento não deve ser interrompido bruscamente.

- Efeitos colaterais6

Podem ocorrer ataxia7, disartria8, tonteira, desatenção e hipotonia9. Nos pacientes idosos ou debilitados pode ocorrer sedação10 ou relaxamento muscular.
Esses pacientes necessitam de uma posologia adequada. Quando administrado simultaneamente com drogas de ação central como neurolépticos11, tranquilizantes, antidepressivos, hiprióticos, analgésicos12 e anestésicos, deve-se ter em mente que o efeito sedativo pode ser intensificado.

- Posologia

Adultos: A dose média é de 1,5 a 3,0 mg, três vezes ao dia; em casos graves, em pacientes internados, es doses variam de 6,00 a 12,0 mg, duas a três vezes ao dia.

- Apresentações

DEPTRAN 3,0 mg: Caixa com 20 comprimidos. DEPTRAN 6,0 mg: Caixa com 20 comprimidos.

Laboratório ENILA.
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Miastenia: Perda das forças musculares ocasionada por doenças musculares inflamatórias. Por ex. Miastenia Gravis. A debilidade pode predominar em diferentes grupos musculares segundo o tipo de afecção (debilidade nos músculos extrínsecos do olho, da pelve, ou dos ombros, etc.).
2 Glaucoma: É quando há aumento da pressão intra-ocular e danos ao nervo óptico decorrentes desse aumento de pressão. Esses danos se expressam no exame de fundo de olho e por alterações no campo de visão.
3 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
4 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
5 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
6 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
7 Ataxia: Reflete uma condição de falta de coordenação dos movimentos musculares voluntários podendo afetar a força muscular e o equilíbrio de uma pessoa. É normalmente associada a uma degeneração ou bloqueio de áreas específicas do cérebro e cerebelo. É um sintoma, não uma doença específica ou um diagnóstico.
8 Disartria: Distúrbio neurológico caracterizado pela incapacidade de articular as palavras de maneira correta (dificuldade na produção de fonemas). Entre as suas principais causas estão as lesões nos nervos centrais e as doenças neuromusculares.
9 Hipotonia: 1. Em biologia, é a condição da solução que apresenta menor concentração de solutos do que outra. 2. Em fisiologia, é a redução ou perda do tono muscular ou a redução da tensão em qualquer parte do corpo (por exemplo, no globo ocular, nas artérias, etc.)
10 Sedação: 1. Ato ou efeito de sedar. 2. Aplicação de sedativo visando aliviar sensação física, por exemplo, de dor. 3. Diminuição de irritabilidade, de nervosismo, como efeito de sedativo. 4. Moderação de hiperatividade orgânica.
11 Neurolépticos: Medicamento que exerce ação calmante sobre o sistema nervoso, tranquilizante, psicoléptico.
12 Analgésicos: Grupo de medicamentos usados para aliviar a dor. As drogas analgésicas incluem os antiinflamatórios não-esteróides (AINE), tais como os salicilatos, drogas narcóticas como a morfina e drogas sintéticas com propriedades narcóticas, como o tramadol.

Tem alguma dúvida sobre DEPTRAN?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.