Hipoglós

P&G

Atualizado em 14/08/2019

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

Hipoglós®
retinol + colecalciferol + óxido de zinco + óleo de fígado1 de bacalhau
Pomada

APRESENTAÇÕES

Pomada dermatológica
Tubos plásticos contendo 35g, 45g, 70g, 90g, 105g e 135g

USO TÓPICO2
USO PEDIÁTRICO

COMPOSIÇÃO

Cada grama3 de Hipoglós® contém:

retinol 5.000 UI
colecalciferol 900 U
óxido de zinco 150 mg
óleo de fígado1 de bacalhau 86,6 mg
excipiente q.s.p. 1 g

Excipientes: vitamina4 E, óleo de amendoim, lanolina, talco, óleo mineral, petrolato branco, PEG-30 dipolihidroxiestearato, polietileno, butil-hidroxianisol, essência de lavanda, metilparabeno, edetato dissódico, vanilina, propilparabeno e água purificada.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?

Hipoglós® é indicado para proteger a delicada pele5 do bebê das assaduras, principalmente relacionadas ao uso de fraldas. Sua formulação única, com vitaminas A (retinol) e D (colecalciferol) incorporadas a agentes emolientes e hidratantes, forma uma camada protetora contra substâncias presentes nas fezes e urina6 que causam assaduras.

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

Hipoglós® forma uma barreira de proteção na pele5, o que evita o contato com a urina6 e fezes.

Hipoglós® tem na sua fórmula o óxido de zinco que age neutralizando os fatores de irritação da pele5 e facilitando a reparação e cicatrização. O óxido de zinco evita a modificação da acidez normal da pele5 local e, com a vitamina4 A e D em base de óleo forma uma barreira de proteção da pele5 contra a urina6, fezes e transpiração7. Hipoglós® ajuda proteger a pele5 por meio da redução da fricção e da formação de uma camada protetora (principalmente entre a pele5 e as roupas ou fraldas).

O óleo de fígado1 de bacalhau auxilia a ação dos emolientes e ajuda na manutenção da hidratação da pele5.

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Hipoglós® é contraindicado para crianças alérgicas ao óxido de zinco, vitamina4 A ou D, óleo de fígado1 de bacalhau ou a qualquer ingrediente do produto.

O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

A melhor forma de tratamento e prevenção de assaduras é a troca frequente da fralda, o que evita o contato prolongado com a urina6 e as fezes.

Hipoglós® não trata infecções8 provocadas por bactérias ou fungos.

Para não irritar a pele5 do bebê, devido à fricção mecânica durante as trocas de fraldas e limpeza do períneo9, a retirada total de Hipoglós® a cada troca de fralda não é obrigatória.

Em casos raros, o óxido de zinco pode causar irritação da pele5 com o uso continuado do produto. Evite o contato do produto com os olhos10.

Uso concomitante com outros medicamentos

Nenhuma interação específica com Hipoglós® é conhecida até o momento.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?

Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC). Evitar calor excessivo (superior a 40ºC).
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem. Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características físicas

Hipoglós® consiste de uma pomada branca a amarelada com odor característico.
Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

O uso diário de Hipoglós® a cada troca de fralda diminui a ocorrência de assaduras em crianças. Antes de trocar a fralda, lave bem suas mãos11.

Limpe cuidadosamente a pele5 do bebê, aplique uma quantidade generosa de Hipoglós® e massageie suavemente para espalhar a pomada, formando uma camada protetora em toda a área coberta pela fralda, para evitar o contato da urina6 e fezes com a pele5, principalmente à noite.

Lave as mãos11 imediatamente após a aplicação da pomada.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas12, procure orientação de seu médico ou cirurgião- dentista.

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Se você esqueceu-se de usar o Hipoglós® na última troca de fralda, use assim que se lembrar e continue a usá-lo normalmente a cada troca de fralda.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?

Quando Hipoglós® é utilizado como indicado o aparecimento de eventos adversos é raro. Em caso de reação adversa interrompa o uso imediatamente e informe seu médico. Houve relatos da seguinte reação adversa:

Classificação por sistema ou órgão

Reação rara
(ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento)

Distúrbio de pele5 e tecidos subcutâneos

Irritação na pele5

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?

Em caso de superdose ou ingestão acidental, procure auxílio médico imediatamente.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

DIZERES LEGAIS


Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas12 procure orientação médica.
 

M.S.: 1.2142.0010
Farm. Resp.: Gustavo Kooji Miyada – CRF SP: 73.419

Fabricado por:
Procter & Gamble do Brasil S.A
Rua Francisco Pereira Dutra, 2405 – Estiva- Louveira – SP
CNPJ: 59.476.770/0022-82.
Indústria Brasileira

Registrado por:
Procter & Gamble do Brasil S.A
Avenida Guaruba, 740 – Distrito Industrial – Manaus – AM
CNPJ: 59.476.770/0001-58

Marcas Registradas por The Procter & Gamble Co.


SAC 0800 701 5515

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Fígado: Órgão que transforma alimento em energia, remove álcool e toxinas do sangue e fabrica bile. A bile, produzida pelo fígado, é importante na digestão, especialmente das gorduras. Após secretada pelas células hepáticas ela é recolhida por canalículos progressivamente maiores que a levam para dois canais que se juntam na saída do fígado e a conduzem intermitentemente até o duodeno, que é a primeira porção do intestino delgado. Com esse canal biliar comum, chamado ducto hepático, comunica-se a vesícula biliar através de um canal sinuoso, chamado ducto cístico. Quando recebe esse canal de drenagem da vesícula biliar, o canal hepático comum muda de nome para colédoco. Este, ao entrar na parede do duodeno, tem um músculo circular, designado esfíncter de Oddi, que controla o seu esvaziamento para o intestino.
2 Tópico: Referente a uma área delimitada. De ação limitada à mesma. Diz-se dos medicamentos de uso local, como pomadas, loções, pós, soluções, etc.
3 Grama: 1. Designação comum a diversas ervas da família das gramíneas que formam forrações espontâneas ou que são cultivadas para criar gramados em jardins e parques ou como forrageiras, em pastagens; relva. 2. Unidade de medida de massa no sistema c.g.s., equivalente a 0,001 kg . Símbolo: g.
4 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
5 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
6 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
7 Transpiração: 1. Ato ou efeito de transpirar. 2. Em fisiologia, é a eliminação do suor pelas glândulas sudoríparas da pele; sudação. Ou o fluido segregado pelas glândulas sudoríparas; suor. 3. Em botânica, é a perda de água por evaporação que ocorre na superfície de uma planta, principalmente através dos estômatos, mas também pelas lenticelas e, diretamente, pelas células epidérmicas.
8 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
9 Períneo: Região que constitui a base do púbis, onde estão situados os órgãos genitais e o ânus.
10 Olhos:
11 Mãos: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
12 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.

Tem alguma dúvida sobre Hipoglós?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.