Preço de Trimedal 500 em Woodbridge/SP: R$ 4,01

Trimedal 500

GLAXOSMITHKLINE BRASIL LTDA

Atualizado em 13/08/2019

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

Trimedal®
Parecetamol + Maleato de dimetindeno + Cloridrato de fenilefrina + Rutosídeos + Ácido ascórbico
Comprimidos

APRESENTAÇÃO

Comprimido revestido
Embalagens com 4, 8, 10 ou 24 comprimidos revestidos

USO ORAL
USO ADULTO (ACIMA DE 18 ANOS)

Composição

Cada comprimido revestido de Trimedal® contém:

Paracetamol 500 mg
Maleato de dimetindeno 0,5 mg
Cloridrato de fenilefrina 2 mg
Rutosídeos 15 mg
Ácido ascórbico 40 mg
excipiente q.s.p. 1 comprimido

Excipientes: celulose microcristalina, amidoglicolato de sódio, amido, álcool polivinílico, dióxido de titânio, estearato de magnésio, talco, macrogol, povidona, etilcelulose, dióxido de silício, corante azul e óxido de ferro preto.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?

Trimedal® é indicado para o alívio dos sintomas1 de gripes e resfriados comuns, como dor, febre2, espirros, coriza3 e congestão nasal.

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

A associação dos componentes de Trimedal® é capaz de aliviar os principais sintomas1 das gripes e resfriados: o paracetamol, agindo contra a dor e febre2; o dimetindeno, combatendo os sintomas1 alérgicos (espirros, coriza3, lacrimejamento); a fenilefrina, reduzindo a congestão do nariz4 e dos olhos5; os rutosídeos, fortalecendo a parede dos vasos sanguíneos6 das vias respiratórias; e o ácido ascórbico (vitamina7 C), com seu efeito antioxidante e necessidades aumentadas durante infecções8 respiratórias.

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Não tome Trimedal® se você for portador de hipertensão arterial9, angina10 grave ou arritmias11 sérias (converse sempre com seu médico para tirar qualquer dúvida), se já tiver sofrido infarto do miocárdio12 ou ainda se for alérgico a qualquer um dos componentes ou excipientes de Trimedal® (veja acima).

Atenção: este medicamento contém corantes que podem, eventualmente, causar reações alérgicas.
NÃO USE OUTRO PRODUTO QUE CONTENHA PARACETAMOL.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.
Este medicamento é contra-indicado para menores de 18 anos de idade.

O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Trimedal® deve ser administrado com extremo cuidado em pacientes idosos, com hipertireoidismo13, hipertensão arterial9, problemas no ritmo de batimentos do coração14 (bradicardia15, bloqueios cardíacos), problemas das coronárias ou problemas graves dos rins16 ou do fígado17.
NÃO USE OUTRO PRODUTO QUE CONTENHA PARACETAMOL.

Gravidez18 e amamentação19
Não utilize Trimedal® se você estiver grávida ou amamentando. Informe ao seu médico a descoberta de gravidez18 durante o tratamento ou após o seu término. Informe ao seu médico se você estiver amamentando.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Interações medicamentosas
Não use outros produtos que contenham paracetamol ou que também tenham ação no sistema nervoso20, como simpatomiméticos, inibidores da MAO21, antidepressivos tricíclicos, metildopa e guanetidina.
Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para sua saúde22.

ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?

O produto deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15ºC e 30ºC) e protegido da luz e umidade.
Aspectos físicos e organolépticos: comprimidos revestidos, redondos, biconvexo e de cor azul.
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.
Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Em média, 1 comprimido de 8 em 8 horas, ou segundo outra orientação médica.
Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Se uma dose de Trimedal® for esquecida, aguarde até o horário da próxima dose para tomá-la. Não tome medicamentos fora do horário orientado por seu médico e jamais tome doses dobradas em caso de esquecimento da dose anterior.
Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?

Trimedal® geralmente é bem tolerado. Entretanto, pacientes com maior sensibilidade podem apresentar sintomas1 como palidez, aceleração do ritmo do coração14, palpitações23 (batedeira), dor no peito24, dor de cabeça25, fraqueza, tonturas26, tremores, ansiedade, inquietação e insônia. Além disso, também pode ser observada sonolência como reação adversa, devido à presença de um anti-histamínico, derivado das aquilaminas, em sua formulação. Informe ao seu médico o aparecimento de reações desagradáveis.
Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?

No caso de doses acima das recomendadas, podem ocorrer aumento da pressão arterial27, dor de cabeça25, palpitações23 (batedeira), alterações da sensibilidade no corpo, vômitos28 e, em casos mais graves, convulsões.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

DIZERES LEGAIS

 

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.

 

MS 1.0107.0334
Farm. Resp.:
Edinilson da Silva Oliveira
CRF/RJ: 18.875

Fabricado por:
Anovis Industrial Farmacêutica Ltda
Taboão da Serra – SP

Registrado por:
GlaxoSmithKline Brasil Ltda.Estrada dos Bandeirantes, 8464
Rio de Janeiro – RJ – Brasil.
CNPJ: 33.247.743/0001-10
INDÚSTRIA BRASILEIRA

 

SAC 0800 021 1529

 

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
2 Febre: É a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitos como valores de referência indicativos de febre: temperatura axilar ou oral acima de 37,5°C e temperatura retal acima de 38°C. A febre é uma reação do corpo contra patógenos.
3 Coriza: Inflamação da mucosa das fossas nasais; rinite, defluxo.
4 Nariz: Estrutura especializada que funciona como um órgão do sentido do olfato e que também pertence ao sistema respiratório; o termo inclui tanto o nariz externo como a cavidade nasal.
5 Olhos:
6 Vasos Sanguíneos: Qualquer vaso tubular que transporta o sangue (artérias, arteríolas, capilares, vênulas e veias).
7 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
8 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
9 Hipertensão arterial: Aumento dos valores de pressão arterial acima dos valores considerados normais, que no adulto são de 140 milímetros de mercúrio de pressão sistólica e 85 milímetros de pressão diastólica.
10 Angina: Inflamação dos elementos linfáticos da garganta (amígdalas, úvula). Também é um termo utilizado para se referir à sensação opressiva que decorre da isquemia (falta de oxigênio) do músculo cardíaco (angina do peito).
11 Arritmias: Arritmia cardíaca é o nome dado a diversas perturbações que alteram a frequência ou o ritmo dos batimentos cardíacos.
12 Infarto do miocárdio: Interrupção do suprimento sangüíneo para o coração por estreitamento dos vasos ou bloqueio do fluxo. Também conhecido por ataque cardíaco.
13 Hipertireoidismo: Doença caracterizada por um aumento anormal da atividade dos hormônios tireoidianos. Pode ser produzido pela administração externa de hormônios tireoidianos (hipertireoidismo iatrogênico) ou pelo aumento de uma produção destes nas glândulas tireóideas. Seus sintomas, entre outros, são taquicardia, tremores finos, perda de peso, hiperatividade, exoftalmia.
14 Coração: Órgão muscular, oco, que mantém a circulação sangüínea.
15 Bradicardia: Diminuição da freqüência cardíaca a menos de 60 batimentos por minuto. Pode estar associada a distúrbios da condução cardíaca, ao efeito de alguns medicamentos ou a causas fisiológicas (bradicardia do desportista).
16 Rins: Órgãos em forma de feijão que filtram o sangue e formam a urina. Os rins são localizados na região posterior do abdômen, um de cada lado da coluna vertebral.
17 Fígado: Órgão que transforma alimento em energia, remove álcool e toxinas do sangue e fabrica bile. A bile, produzida pelo fígado, é importante na digestão, especialmente das gorduras. Após secretada pelas células hepáticas ela é recolhida por canalículos progressivamente maiores que a levam para dois canais que se juntam na saída do fígado e a conduzem intermitentemente até o duodeno, que é a primeira porção do intestino delgado. Com esse canal biliar comum, chamado ducto hepático, comunica-se a vesícula biliar através de um canal sinuoso, chamado ducto cístico. Quando recebe esse canal de drenagem da vesícula biliar, o canal hepático comum muda de nome para colédoco. Este, ao entrar na parede do duodeno, tem um músculo circular, designado esfíncter de Oddi, que controla o seu esvaziamento para o intestino.
18 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
19 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
20 Sistema nervoso: O sistema nervoso é dividido em sistema nervoso central (SNC) e o sistema nervoso periférico (SNP). O SNC é formado pelo encéfalo e pela medula espinhal e a porção periférica está constituída pelos nervos cranianos e espinhais, pelos gânglios e pelas terminações nervosas.
21 Mão: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
22 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
23 Palpitações: Designa a sensação de consciência do batimento do coração, que habitualmente não se sente. As palpitações são detectadas usualmente após um exercício violento, em situações de tensão ou depois de um grande susto, quando o coração bate com mais força e/ou mais rapidez que o normal.
24 Peito: Parte superior do tronco entre o PESCOÇO e o ABDOME; contém os principais órgãos dos sistemas circulatório e respiratório. (Tradução livre do original
25 Cabeça:
26 Tonturas: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
27 Pressão arterial: A relação que define a pressão arterial é o produto do fluxo sanguíneo pela resistência. Considerando-se a circulação como um todo, o fluxo total é denominado débito cardíaco, enquanto a resistência é denominada de resistência vascular periférica total.
28 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.

Tem alguma dúvida sobre Trimedal 500?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.