INFECTRIN F

Boehringer Ingelheim

Atualizado em 08/12/2014

Composição de Infectrin F

cada comprimido contém: trimetoprima 160 mg;sulfametoxazol 800 mg.

Posologia e Administração de Infectrin F

adultos e crianças com mais de 12 anos, dose-padrão: 1 comprimido a cada 12 horas. Para o tratamento da gonorréia1, administrar 4 comprimidos no primeiro dia e 4 comprimidos no segundo dia. Dose máxima (infecções2 graves): 11/2 comprimido a cada 12 horas; dose mínima (tratamentos prolongados de mais de 15 dias): 1/2 comprimido a cada 12 horas. Nas infecções2 agudas Infectrin F deve ser administrado pelo menos durante um período de 5 dias, ou até 48 horas após o desaparecimento dos sintomas3. Superdosagem: em casos recentes de superdosagem, efetuar lavagem gástrica4 e indução de vômito5. Para acelerar a eliminação, aumentar a ingestão de líquidos ou promover diurese6 forçada, com alcalinização da urina7. Na ocorrência de reações de hipersensibilidade, pode ser necessário o emprego de corticóides.

Precauções de Infectrin F

em casos de insuficiência renal8, a posologia deve ser reduzida ou espaçada, para evitar acúmulo do medicamento, sendo aconselhável a determinação de sua concentração plasmática. Nos tratamentos prolongados aconselha-se controle do hemograma. - Interações medicamentosas: Infectrin F pode prolongar o tempo de protrombina9 em pacientes que recebam o anticoagulante10 warfarina. Em diabéticos tratados com antidiabéticos orais11 pode ocorrer um aumento do efeito hipoglicemiante12 dessas drogas. Sulfonamidas podem aumentar a toxicidade13 de metotrexato.

Reações Adversas de Infectrin F

na posologia recomendada, o produto é bem tolerado. Raramente podem ocorrer náuseas14, vômitos15 e erupções cutâneas16. Com administração prolongada e posologia excessiva foram observadas alterações hematológicas em alguns casos isolados. Essas alterações desaparecem após a interrupção do tratamento.

Contra-Indicações de Infectrin F

casos de afecções17 graves do parênquima18 hepático, discrasias sangüíneas19 e insuficiência renal8 grave, quando não se pode determinar regularmente a concentração plasmática do medicamento. Hipersensibilidade a sulfas e trimetoprima; gravidez20 e lactação21. Recomenda-se não administrar o produto a prematuros e recém-nascidos durante as cinco primeiras semanas de vida.

Indicações de Infectrin F

tratamento das infecções2 causadas por germes sensíveis à associação sulfametoxazol e trimetoprima.

Apresentação de Infectrin F

embalagem com 10 comprimidos.


INFECTRIN F - Laboratório

Boehringer Ingelheim
Av. Maria Coelho Aguiar,215-Bl. F - 3ºand
São Paulo/SP - CEP: 05804-970
Tel: 55 (011) 3741-2181
Fax: 55 (011) 3741-1648
Site: http://www.boehringer-ingelheim.com/

Ver outros medicamentos do laboratório "Boehringer Ingelheim"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Gonorreia: Infecção bacteriana que compromete o trato genital, produzida por uma bactéria chamada Neisseria gonorrhoeae. Produz uma secreção branca amarelada que sai pela uretra juntamente com ardor ao urinar. É uma causa de infertilidade masculina.Em mulheres, a infecção pode não ser aparente. Se passar despercebida, pode se tornar crônica e ascender, atingindo os anexos uterinos (trompas, útero, ovários) e causar Doença Inflamatória Pélvica e mesmo infertilidade feminina.
2 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
3 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
4 Lavagem gástrica: É a introdução, através de sonda nasogástrica, de líquido na cavidade gástrica, seguida de sua remoção.
5 Vômito: É a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Pode ser classificado como: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
6 Diurese: Diurese é excreção de urina, fenômeno que se dá nos rins. É impróprio usar esse termo na acepção de urina, micção, freqüência miccional ou volume urinário. Um paciente com retenção urinária aguda pode, inicialmente, ter diurese normal.
7 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
8 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
9 Protrombina: Proteína plasmática inativa, é a precursora da trombina e essencial para a coagulação sanguínea.
10 Anticoagulante: Substância ou medicamento que evita a coagulação, especialmente do sangue.
11 Antidiabéticos orais: Quaisquer medicamentos que, administrados por via oral, contribuem para manter a glicose sangüínea dentro dos limites normais. Eles podem ser um hipoglicemiante, se forem capazes de diminuir níveis de glicose previamente elevados, ou um anti-hiperglicemiante, se agirem impedindo a elevação da glicemia após uma refeição.
12 Hipoglicemiante: Medicamento que contribui para manter a glicose sangüínea dentro dos limites normais, sendo capaz de diminuir níveis de glicose previamente elevados.
13 Toxicidade: Capacidade de uma substância produzir efeitos prejudiciais ao organismo vivo.
14 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
15 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
16 Cutâneas: Que dizem respeito à pele, à cútis.
17 Afecções: Quaisquer alterações patológicas do corpo. Em psicologia, estado de morbidez, de anormalidade psíquica.
18 Parênquima: 1. Célula específica de uma glândula ou de um órgão, contida no tecido conjuntivo. 2. Na anatomia botânica, é o tecido vegetal fundamental, que constitui a maior parte da massa dos vegetais, formado por células poliédricas, quase isodiamétricas e com paredes não lignificadas, a partir das quais os outros tecidos se desenvolvem. 3. Na anatomia zoológica, é a substância celular mole que preenche o espaço entre os órgãos.
19 Discrasias sangüíneas: Qualquer alteração envolvendo os elementos celulares do sangue, glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas.
20 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
21 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.

Tem alguma dúvida sobre INFECTRIN F?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.