AFRIN OFTÁLMICO

Mantecorp

Atualizado em 03/06/2015

AFRIN* OFTÁLMICO
Cloridrato de Oximetazolina

Formas Farmacêuticas/Apresentação de Afrin Oftálmico

Frasco com 20 ml.
Uso ADULTO e PEDIÁTRICO
APENAS PARA USO OFTÁLMICO
Cada ml de AFRIN Solução Oftálmica contém 0,25 mg (0,025%) de cloridrato de oximetazolina em uma solução aquosa isotônica1 estéril e cristalina de cloreto de sódio, edetato dissódico e ácido bórico, com cloreto de benzalcônio como conservante. O pH é ajustado a 6,4 ± 0,1 com hidróxido de sódio.

Informação ao Paciente de Afrin Oftálmico


AFRIN Oftálmico está indicado para o alívio sintomático2 de hiperemia3 e do edema4 conjuntival em inflamações5 oculares superficiais, como as causadas por conjuntivite6 alérgica aguda e conjuntivite6 não-infecciosa.
A duração da ação é de aproximadamente 6 horas. A duração do tratamento é geralmente de 7 a 10 dias.
O tratamento deverá ser continuado até que os sintomas7 desapareçam. Entretanto, se a irritação persister, o diagnóstico8 deverá ser revisto.
Manter em temperatura entre 2° e 30C em local seco e fresco.
O prazo de validade de AFRIN Oftálmico é de 36 meses e encontra-se gravado na embalagem externa; em caso de vencimento, inutilize o produto.
Informe seu médico a ocorrência de gravidez9 na vigência do tratamento ou após o seu término. Informe  ao médico se está amamentando.
Não permita que a ponta do frasco toque a superfície do olho10 ou qualquer outra superfície. O uso do mesmo frasco por mais de uma pessoa pode propagar infecção11. Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses  e a duração do tratamento.
Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
A seguraça e eficácia de AFRIN Oftálmico em crianças abaixo de 6 anos ainda não foi estabelecida, ficando o seu uso a critério médico.
Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis, como irritação ocular e retração palpebral.
TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DA S CRIANÇAS.
AFRIN Oftálmico está contra-indicado em pacientes com alergias a qualquer um de seus componentes e nos pacientes com glaucoma12 não tratado.
Recomenda-se a remoção de lentes de contato antes da administração do produto.
Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento.
NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SUA SAÚDE13.

Informação Técnica de Afrin Oftálmico

O cloridrato de oximetazolina produz vasoconstricção dos vasos conjuntivais superficiais. A duração de ação é de até 6 horas.

Indicações de Afrin Oftálmico


AFRIN Oftálmico é indicado para o alívio sintomático2 da hiperemia3 e do edema4 conjuntival em inflamações5 oculares superficiais, como as causadas por conjuntivite6 alérgica aguda e conjuntivite6 não infecciosa.

Contra-Indicações de Afrin Oftálmico

O uso de AFRIN Oftálmico está contra-indicado em pacientes com história de hipersensibilidade a qualquer um de seus componentes e em pacientes com glaucoma12 de ângulo estreito não tratado.

Precauções de Afrin Oftálmico


A segurança e a eficácia de AFRIN Oftálmico em crianças abaixo de 6 anos ainda não foi estabelecida.


Uso na gravidez9 e lactação14

A segurança do uso de AFRIN Oftálmico em gestantes ainda não foi estabelecida.
Não se sabe se este fármaco15 é excretado no leite materno.

Reações Adversas de Afrin Oftálmico

Foram relatadas irritação ocular e retração palpebral com o uso de AFRIN Oftálmico. Hipertensão16, arritmia17 cardíaca e hiperglicemia18 podem ocorrer após a absorção sistêmica de grandes quantidades de fármacos desta classe.
POSOLOGIA

Adultos e crianças acima de 6 anos de idade: instilar uma ou duas gotas no saco conjuntival três a quatro vezes ao dia.
Geralmente, a duração do tratamento é de 7 a 10 dias. O tratamento deverá ser continuado até o desaparecimento dos sintomas7; entretanto, se a irritação persistir, o diagnóstico8 deverá ser revisto.

Superdosagem de Afrin Oftálmico

A superdosagem com AFRIN Oftálmico pode resultar em irritação ocular, secura e midríase19 com um possível aumento da pressão intraocular20 em indivíduos suscetíveis. Não existem dados disponíveis que forneçam a dose específica com a qual os sintomas7 e sinais21 acima possam ocorrer. Em caso de ingestão acidental, procure assistência médica.


NÃO PERMITA QUE A PONTA DO FRASCO TOQUE A SUPERFÍCIE DO OLHO10 OU QUALQUER OUTRA SUPERFÍCIE. O USO DO MESMO FRASCO POR MAIS DE UMA PESSOA PODE PROPAGAR INFECÇÃO11.

AFRIN OFTÁLMICO - Laboratório

Mantecorp
Caixa Postal: 18388 - CEP: 04699-970 - São Paulo - SP
Tel: 08000-117788
Email: atendimento@mantecorp.com
Site: http://www.mantecorp.com

Ver outros medicamentos do laboratório "Mantecorp"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Isotônica: Relativo à ou pertencente à ação muscular que ocorre com uma contração normal. Em química, significa a igualdade de pressão entre duas soluções.
2 Sintomático: 1. Relativo a ou que constitui sintoma. 2. Que é efeito de alguma doença. 3. Por extensão de sentido, é o que indica um particular estado de coisas, de espírito; revelador, significativo.
3 Hiperemia: Congestão sanguínea em qualquer órgão ou parte do corpo.
4 Edema: 1. Inchaço causado pelo excesso de fluidos no organismo. 2. Acúmulo anormal de líquido nos tecidos do organismo, especialmente no tecido conjuntivo.
5 Inflamações: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc. Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
6 Conjuntivite: Inflamação da conjuntiva ocular. Pode ser produzida por alergias, infecções virais, bacterianas, etc. Produz vermelhidão ocular, aumento da secreção e ardor.
7 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
8 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
9 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
10 Olho: s. m. (fr. oeil; ing. eye). Órgão da visão, constituído pelo globo ocular (V. este termo) e pelos diversos meios que este encerra. Está situado na órbita e ligado ao cérebro pelo nervo óptico. V. ocular, oftalm-. Sinônimos: Olhos
11 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
12 Glaucoma: É quando há aumento da pressão intra-ocular e danos ao nervo óptico decorrentes desse aumento de pressão. Esses danos se expressam no exame de fundo de olho e por alterações no campo de visão.
13 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
14 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
15 Fármaco: Qualquer produto ou preparado farmacêutico; medicamento.
16 Hipertensão: Condição presente quando o sangue flui através dos vasos com força maior que a normal. Também chamada de pressão alta. Hipertensão pode causar esforço cardíaco, dano aos vasos sangüíneos e aumento do risco de um ataque cardíaco, derrame ou acidente vascular cerebral, além de problemas renais e morte.
17 Arritmia: Arritmia cardíaca é o nome dado a diversas perturbações que alteram a frequência ou o ritmo dos batimentos cardíacos.
18 Hiperglicemia: Excesso de glicose no sangue. Hiperglicemia de jejum é o nível de glicose acima dos níveis considerados normais após jejum de 8 horas. Hiperglicemia pós-prandial acima de níveis considerados normais após 1 ou 2 horas após alimentação.
19 Midríase: Dilatação da pupila. Ela pode ser fisiológica, patológica ou terapêutica.
20 Pressão intraocular: É a medida da pressão dos olhos. É a pressão do líquido dentro do olho.
21 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.

Tem alguma dúvida sobre AFRIN OFTÁLMICO?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.