EULEXIN Comprimidos

Mantecorp

Atualizado em 08/12/2014

Composição de Eulexin Comprimidos

cada comprimido contém 250 mg de flutamida.

Posologia e Administração de Eulexin Comprimidos

tanto para o câncer1 avançado de próstata2 quanto para o localizado, a dosagem recomendada como monoterapia ou em combinação com um agonista3 LHRH é de 1 comprimido de 250 mg, 3 vezes ao dia, a cada 8 horas. Quando combinado com um agonista3 LHRH, o tratamento com Eulexin pode ter início 24 horas antes do LHRH-A. No câncer1 localizado de próstata2, a administração de Eulexin deve iniciar-se 8 semanas antes da radioterapia4 e continuar durante a mesma. Superdosagem: a dose de flutamida que provoca fenômenos de intoxicação ainda não está estabelecida, assim como não se conhece, também, a dose letal do medicamento. Uma vez que flutamide é altamente ligado a proteínas5, a diálise6 pode não ser de utilidade para o tratamento de superdosagem. Tal como no tratamento de superdosagem com qualquer droga, a possibilidade de que múltiplos agentes tenham sido ingeridos deve ser levada em consideração. Se não ocorrer êmese7 espontânea, esta deve ser induzida, se o paciente estiver consciente. Cuidados de suporte em geral, inclusive checagem freqüente dos sinais vitais8 e observação minuciosa do paciente são indicados.

Precauções de Eulexin Comprimidos

injúria hepática9: devem ser realizados testes periódicos de função hepática9, pois foram relatadas alterações nas transaminases, icterícia10 colestática, necrose11 hepática9 e encefalopatia12, com o uso da flutamida. O aparecimento de sinais13 sugestivos de dano hepático (prurido14, urina15 escura, anorexia16 persistente, icterícia10, dor no quadrante superior direito, ou sintomas17 gripais inexplicáveis, indica a necessidade de realização dos exames laboratoriais apropriados. Se o paciente apresenta evidências de lesão18 hepática9 ou icterícia10 na ausência de metástases19 hepáticas20 (confirmada por biópsia21), o tratamento deve ser suspenso ou sua posologia diminuída. As alterações hepáticas20 foram usualmente reversíveis após a interrupção da terapia ou com a redução da dose; entretanto, foram relatados casos fatais posteriores à severa injúria hepática9 associada ao uso da flutamida. Sendo o Eulexin administrado concomitantemente com um agonista3 LHRH, deve-se considerar a possibilidade de surgimento de efeitos colaterais22 inerentes a cada droga. O paciente não deve interromper ou alterar a dose sem consultar o seu médico. - Interação medicamentosa: no tratamento concomitante com Warfarin, observou-se aumento no tempo da protrombina23, sendo indicado, neste caso, acompanhamento com exames laboratoriais e reajuste das doses, se necessário.

Reações Adversas de Eulexin Comprimidos

anemia hemolítica24, anemia25 macrocítica, metemoglobulinemia, reações de fotossensibilidade incluindo eritema26, ulcerações27, erupções vesiculares e necrólise epidérmica, além de mudança na cor da urina15 para âmbar ou aparência verde-amarelada, que pode ser atribuída a flutamida e/ou seus metabólitos28. Também foram observadas icterícia10 colestática, encefalopatia12 hepática9 e necrose11 hepática9. As alterações hepáticas20 foram usualmente reversíveis após a interrupção da terapia; entretanto, houve casos fatais posteriores à severa injúria hepática9, associada ao uso de flutamida. Alterações laboratoriais incluem modificações da função hepática9, elevação da uréia29 sérica e, raramente, elevação da creatinina30 sérica.

Contra-Indicações de Eulexin Comprimidos

pacientes que demonstrem reações de hipersensibilidade a flutamida ou a qualquer componente de sua fórmula.

Indicações de Eulexin Comprimidos

antiandrogênio não esteróide para uso oral. Eulexin está indicado como monoterapia (com ou sem orquiectomia31) ou em combinação com um agonista3 LHRH, no tratamento do câncer1 avançado de próstata2 em pacientes não tratados previamente ou naqueles que não responderam ou se tornaram refratários32 à manipulação hormonal. Como componente de esquema terapêutico usado no tratamento do câncer1 de próstata2 localizado em estágio B2 a C2 (T2b-T4), Eulexin comprimidos é também indicado na redução do volume do tumor33, para o aumento do controle do tumor33 e prolongamento do tempo livre da doença.

Apresentação de Eulexin Comprimidos

estojo contendo 20 comprimidos.


EULEXIN Comprimidos - Laboratório

Mantecorp
Caixa Postal: 18388 - CEP: 04699-970 - São Paulo - SP
Tel: 08000-117788
Email: atendimento@mantecorp.com
Site: http://www.mantecorp.com

Ver outros medicamentos do laboratório "Mantecorp"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
2 Próstata: Glândula que (nos machos) circunda o colo da BEXIGA e da URETRA. Secreta uma substância que liquefaz o sêmem coagulado. Está situada na cavidade pélvica (atrás da parte inferior da SÍNFISE PÚBICA, acima da camada profunda do ligamento triangular) e está assentada sobre o RETO.
3 Agonista: 1. Em farmacologia, agonista refere-se às ações ou aos estímulos provocados por uma resposta, referente ao aumento (ativação) ou diminuição (inibição) da atividade celular. Sendo uma droga receptiva. 2. Lutador. Na Grécia antiga, pessoa que se dedicava à ginástica para fortalecer o físico ou como preparação para o serviço militar.
4 Radioterapia: Método que utiliza diversos tipos de radiação ionizante para tratamento de doenças oncológicas.
5 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
6 Diálise: Quando os rins estão muito doentes, eles deixam de realizar suas funções, o que pode levar a risco de vida. Nesta situação, é preciso substituir as funções dos rins de alguma maneira, o que pode ser feito realizando-se um transplante renal, ou através da diálise. A diálise é um tipo de tratamento que visa repor as funções dos rins, retirando as substâncias tóxicas e o excesso de água e sais minerais do organismo, estabelecendo assim uma nova situação de equilíbrio. Existem dois tipos de diálise: a hemodiálise e a diálise peritoneal.
7 Êmese: É a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Sinônimo de vômito. Pode ser classificada como: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
8 Sinais vitais: Conjunto de variáveis fisiológicas que são pressão arterial, freqüência cardíaca, freqüência respiratória e temperatura corporal.
9 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
10 Icterícia: Coloração amarelada da pele e mucosas devido a uma acumulação de bilirrubina no organismo. Existem dois tipos de icterícia que têm etiologias e sintomas distintos: icterícia por acumulação de bilirrubina conjugada ou direta e icterícia por acumulação de bilirrubina não conjugada ou indireta.
11 Necrose: Conjunto de processos irreversíveis através dos quais se produz a degeneração celular seguida de morte da célula.
12 Encefalopatia: Qualquer patologia do encéfalo. O encéfalo é um conjunto que engloba o tronco cerebral, o cerebelo e o cérebro.
13 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
14 Prurido: 1.    Na dermatologia, o prurido significa uma sensação incômoda na pele ou nas mucosas que leva a coçar, devido à liberação pelo organismo de substâncias químicas, como a histamina, que irritam algum nervo periférico. 2.    Comichão, coceira. 3.    No sentido figurado, prurido é um estado de hesitação ou dor na consciência; escrúpulo, preocupação, pudor. Também pode significar um forte desejo, impaciência, inquietação.
15 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
16 Anorexia: Perda do apetite ou do desejo de ingerir alimentos.
17 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
18 Lesão: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
19 Metástases: Formação de tecido tumoral, localizada em um lugar distante do sítio de origem. Por exemplo, pode se formar uma metástase no cérebro originário de um câncer no pulmão. Sua gravidade depende da localização e da resposta ao tratamento instaurado.
20 Hepáticas: Relativas a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
21 Biópsia: 1. Retirada de material celular ou de um fragmento de tecido de um ser vivo para determinação de um diagnóstico. 2. Exame histológico e histoquímico. 3. Por metonímia, é o próprio material retirado para exame.
22 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
23 Protrombina: Proteína plasmática inativa, é a precursora da trombina e essencial para a coagulação sanguínea.
24 Anemia hemolítica: Doença hereditária que faz com que os glóbulos vermelhos do sangue se desintegrem no interior dos veios sangüíneos (hemólise intravascular) ou em outro lugar do organismo (hemólise extravascular). Pode ter várias causas e ser congênita ou adquirida. O tratamento depende da causa.
25 Anemia: Condição na qual o número de células vermelhas do sangue está abaixo do considerado normal para a idade, resultando em menor oxigenação para as células do organismo.
26 Eritema: Vermelhidão da pele, difusa ou salpicada, que desaparece à pressão.
27 Ulcerações: 1. Processo patológico de formação de uma úlcera. 2. A úlcera ou um grupo de úlceras.
28 Metabólitos: Qualquer composto intermediário das reações enzimáticas do metabolismo.
29 Ureia: 1. Resíduo tóxico produzido pelo organismo, resulta da quebra de proteínas pelo fígado. É normalmente removida do organismo pelos rins e excretada na urina. 2. Substância azotada. Composto orgânico cristalino, incolor, de fórmula CO(NH2)2 (ou CH4N2O), com um ponto de fusão de 132,7 °C.
30 Creatinina: Produto residual das proteínas da dieta e dos músculos do corpo. É excretada do organismo pelos rins. Uma vez que as doenças renais progridem, o nível de creatinina aumenta no sangue.
31 Orquiectomia: Remoção cirúrgica do testículo.
32 Refratários: 1. Que resiste à ação física ou química. 2. Que resiste às leis ou a princípios de autoridade. 3. No sentido figurado, que não se ressente de ataques ou ações exteriores; insensível, indiferente, resistente. 4. Imune a certas doenças.
33 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.
Artigos relacionados

Tem alguma dúvida sobre EULEXIN Comprimidos?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.