FACYL M

MEDLEY

Atualizado em 08/12/2014

FACYLâ M
Tinidazol
Nitrato de miconazol

Forma Farmacêutica e Apresentação de Facyl M

Creme vaginal: cartucho com bisnaga de 80 g acompanhada de aplicador.

USO ADULTO

Composição de Facyl M


Cada 5 g (correspondente a uma aplicação) do creme vaginal contém:
Tinidazol    150 mg
Nitrato de miconazol    100 mg
 Veículo (metilparabeno, propilparabeno, trietanolamina, vaselina sólida, base autoemulsionante, propilenoglicol e água deionizada)     q.s.p    5 g

Informações ao Paciente de Facyl M

 ·    Ação esperada do medicamento: Facyl M contém tinidazol e nitrato de miconazol em sua fórmula, que são substâncias usadas no tratamento tópico1 da tricomoníase e candidíase2 vaginal, isoladas ou mistas.·    Cuidados de armazenamento: Facyl M creme vaginal deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15 e 30 ºC) e ao abrigo da luz.
·    Prazo de validade: Não use o medicamento se o seu prazo de validade estiver vencido, o que pode ser verificado na embalagem externa do produto.
·    Gravidez3 e amamentação4: Facyl M não deverá ser utilizado durante a gravidez3 e em mulheres em fase de amamentação4, uma vez que o tinidazol atravessa a barreira placentária e está presente no leite materno. Embora não existam evidências de que o medicamento seja prejudicial durante o último estágio da gravidez3, antes de utilizá-lo o médico deverá avaliar os benefícios do tratamento contra os possíveis riscos para a mãe e o feto5. Se o medicamento for administrado durante o período de lactação6, um método alternativo para alimentação da criança deverá ser instituído. "Informe o seu médico a ocorrência de gravidez3 durante o tratamento ou após o seu término, e se estiver amamentando."
·    Cuidados de administração: "Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento."
·    Interrupção do tratamento: "Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico."
·    Reações adversas: Em casos de reações de hipersensibilidade ou irritação local, suspenda o uso do medicamento e comunique imediatamente o seu médico. "Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis."

"TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS."

 ·    Uso com outras substâncias: Bebidas alcoólicas ou outros preparados contendo álcool não devem ser ingeridos durante e até 3 dias após o tratamento com Facyl M.
 ·    Precauções: Nos casos de tricomoníase, para uma cura clínica eficaz e prevenção de uma reinfecção, é aconselhável tratar simultaneamente a mulher e o homem, sendo os resultados ainda mais satisfatórios quando da utilização de posologia combinada, por via oral e por via tópica. "Informe o seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento."
 
"NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SUA SAÚDE7."

Informações Técnicas de Facyl M

Características de Facyl M

O tinidazol, quimicamente 1 - [2 - (etil sulfonil) etil] - 2 - metil - 5 nitroimidazol, é uma substância protozoicida que tem demonstrado ser muito eficaz, tanto por via oral como em aplicações locais, no tratamento das infecções8 provocadas por Trichomonas vaginalis. É o mais ativo dos derivados nitroimidazólicos, apresentando uma atividade cerca de 4 a 16 vezes mais potente que a do metronidazol.O miconazol, quimicamente nitrato de 1 - [2, 4 dicloro - b - (2, 4 - diclorobenziloxi) fenetil] imidazol é uma substância fungicida de largo espectro, possuindo também ação contra algumas bactérias; a atividade antifúngica do miconazol é ampla não só em micoses superficiais, mas também, em micoses sistêmicas ou profundas, agindo contra dermatófitos9, saprófitos e leveduras. No tratamento da candidíase2 vulvovaginal, os pruridos muitas vezes, são aliviados após uma única aplicação.
Facyl M associa tinidazol e miconazol para o tratamento de vulvovaginites e leucorréias que estão freqüentemente associadas nas infecções8 por Trichomonas vaginalis e por fungos, principalmente Candida albicans, sendo também eficaz na balanopostite10 moniliásica.

Indicações de Facyl M


Como complemento do tratamento sistêmico11 (oral) da tricomonose genital da mulher.
Tratamento das vulvovaginites micóticas, particularmente das monilíases (candidíases) vaginais, isoladas ou associadas à tricomonose.
No homem, o creme é usado no tratamento da balanopostite10 moniliásica.

Contra-Indicações de Facyl M

·    Pacientes com história prévia de hipersensibilidade ao tinidazol e/ou nitrato de miconazol.·    Durante a gravidez3, só deve ser usado quando o médico julgar o tratamento essencial ao bem estar da paciente.
·    Lactantes12 durante o período neonatal.

Precauções de Facyl M

Gravidez3 e amamentação4: Embora não existam evidências de que o medicamento seja prejudicial durante o último estágio da gravidez3, é aconselhável que antes da utilização de Facyl M, seja feita uma avaliação dos benefícios do tratamento contra os possíveis riscos para a mãe e o feto5.
Se Facyl M for administrado durante o período de amamentação4, um método alternativo para alimentação da criança deverá ser instituído.
Álcool: Bebidas alcoólicas ou outros preparados contendo álcool não devem ser ingeridos durante e até 3 dias após o tratamento com Facyl M.
Caso ocorram reações de hipersensibilidade ou irritação local, o tratamento deverá ser suspenso e o médico deverá ser comunicado.
Nos casos de tricomoníase, para uma cura clínica eficaz e prevenção de uma reinfecção, é aconselhável tratar simultaneamente a mulher e o homem.

Interações Medicamentosas de Facyl M

A ingestão de bebidas alcoólicas durante o tratamento com Facyl M pode provocar cólicas13 abdominais, náuseas14, vômitos15, cefaléia16, rubor e taquicardia17.

Reações Adversas de Facyl M


Em pacientes sensíveis, podem ocorrer reações de hipersensibilidade e irritação local.

Posologia de Facyl M

Facyl M - creme vaginal:
Aplicar profundamente na vagina18 o conteúdo do aplicador (aproximadamente 5 g do creme), uma vez ao dia, antes de deitar, durante 14 dias.

MODO DE USAR:

1. Retire a tampa da bisnaga.
2. Utilize o fundo da tampa para perfurar o lacre da bisnaga.
3. Encaixe o aplicador na bisnaga previamente aberta.
4. Para encher o aplicador, aperte suavemente a bisnaga até que o êmbolo19 chegue ao topo.
5. Retire o aplicador da bisnaga.
6    O aplicador já contendo o creme deve ser introduzido cuidadosamente na vagina18, de preferência deitada, com as pernas elevadas. A aplicação deve ser a mais profunda possível.
7    Limpar o aplicador, retirando completamente o êmbolo19, forçando para que ele se desencaixe da trava que o prende. Lavar as peças com água e sabão, enxugar e montar.

No homem, nos casos de balanopostite10, aplicar o creme sobre a glande e sulco balano-prepucial, 2 vezes ao dia, até desaparecimento dos sintomas20 ou até o término do tratamento da companheira.

Pacientes Idosas de Facyl M


Estudos apropriados relacionando idade e efeitos dos compostos azólicos e nitroimidazólicos de uso vaginal, ainda não foram realizados em pacientes idosas. Porém nenhum problema específico foi documentado nestas pacientes, até a presente data.


VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.

FACYL M - Laboratório

MEDLEY
Rua Macedo Costa, 55
Campinas/SP - CEP: 13080-180
Tel: (19 )744-8324
Fax: (019) 744-8227
Site: http://www.medley.com.br/

Ver outros medicamentos do laboratório "MEDLEY"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Tópico: Referente a uma área delimitada. De ação limitada à mesma. Diz-se dos medicamentos de uso local, como pomadas, loções, pós, soluções, etc.
2 Candidíase: É o nome da infecção produzida pela Candida albicans, um fungo que produz doença em mucosas, na pele ou em órgãos profundos (candidíase sistêmica).As infecções profundas podem ser mais freqüentes em pessoas com deficiência no sistema imunológico (pacientes com câncer, SIDA, etc.).
3 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
4 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
5 Feto: Filhote por nascer de um mamífero vivíparo no período pós-embrionário, depois que as principais estruturas foram delineadas. Em humanos, do filhote por nascer vai do final da oitava semana após a CONCEPÇÃO até o NASCIMENTO, diferente do EMBRIÃO DE MAMÍFERO prematuro.
6 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
7 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
8 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
9 Dermatófitos: Qualquer fungo microscópico que parasita a pele, as unhas ou os pelos.
10 Balanopostite: Inflamação da glande e do prepúcio. Produz dor e secreção de pus. Pode ser de origem traumática ou infecciosa.
11 Sistêmico: 1. Relativo a sistema ou a sistemática. 2. Relativo à visão conspectiva, estrutural de um sistema; que se refere ou segue um sistema em seu conjunto. 3. Disposto de modo ordenado, metódico, coerente. 4. Em medicina, é o que envolve o organismo como um todo ou em grande parte.
12 Lactantes: Que produzem leite; que aleitam.
13 Cólicas: Dor aguda, produzida pela dilatação ou contração de uma víscera oca (intestino, vesícula biliar, ureter, etc.). Pode ser de início súbito, com exacerbações e períodos de melhora parcial ou total, nos quais o paciente pode estar sentindo-se bem ou apresentar dor leve.
14 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
15 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
16 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
17 Taquicardia: Aumento da frequência cardíaca. Pode ser devido a causas fisiológicas (durante o exercício físico ou gravidez) ou por diversas doenças como sepse, hipertireoidismo e anemia. Pode ser assintomática ou provocar palpitações.
18 Vagina: Canal genital, na mulher, que se estende do ÚTERO à VULVA. (Tradução livre do original
19 Êmbolo: 1. Cilindro ou disco que se move em vaivém no interior de seringas, bombas, etc. 2. Na engenharia mecânica, é um cilindro metálico deslizante que recebe um movimento de vaivém no interior de um cilindro de motor de combustão interna. 3. Em artes gráficas, é uma haste de ferro com um cilindro, articulada para comprimir e lançar o chumbo ao molde. 4. Em patologia, é um coágulo ou outro tampão trazido pela corrente sanguínea a partir de um vaso distante, que obstrui a circulação ao ser forçado contra um vaso menor. 5. Na anatomia zoológica, nas aranhas, é um prolongamento delgado no ápice do aparelho copulador masculino.
20 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.

Tem alguma dúvida sobre FACYL M?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.