Preço de FENILEFRINA 10% em Cambridge/SP:

FENILEFRINA 10%

ALLERGAN

Atualizado em 08/12/2014

Composição da Fenilefrina

cloridrato de fenilefrina 100 mg, veículoq.s.p. 1 ml. Veículo basicamente constituído de citrato de sódio diidratado, metabissulfito de sódio, edetato dissódico e cloreto de benzalcônio.

Posologia e Administração da Fenilefrina

instilar no saco conjuntival, de acordo com o critério médico.

Precauções da Fenilefrina

deve ser utilizado com cautela em pacientes com arteriosclerose1 avançada ou hipertensão2 severa. Não se recomenda o uso em pacientes com glaucoma3, exceto quando uma dilatação temporária da pupila deve ser utilizada para libertar aderências, ou quando se deve empregar a constrição4 dos vasos intrínsecos para baixar a tensão intra-ocular. Estas vantagens compensam temporariamente o risco da dilatação da pupila.

Reações Adversas da Fenilefrina

batimentos cardíacos rápidos, irregulares e palpitações5, aumento da pressão arterial6, aumento da sudorese7, cefaléia8 frontal, sensibilidade dos olhos9 à luz e lacrimejamento.

Contra-Indicações da Fenilefrina

hipersensibilidade aos componentes da fórmula. Glaucoma3 de ângulo estreito. Hipertensão2, diabetes mellitus10 e alterações arterioscleróticas avançadas. - Interações medicamentosas: o uso concomitante ou até 21 dias após administração de inibidores da MAO11 requer ajuste da dose e supervisão médica cuidadosa, uma vez que os efeitos adrenérgicos12 podem ser intensificados. O efeito dos agentes adrenérgicos12 sobre a pressão arterial6 pode ser potencializado pelos agentes antidepressivos tricíclicos. Em pacientes sob tratamento com guanitidina ou agentes bloqueadores adrenérgicos12 sistêmicos13, pode ocorrer reversão rápida do efeito midriático.

Indicações da Fenilefrina

como midriático. Para dilatação da pupila em uveítes14 (sinéquias posteriores), cirurgias, refração (midríase15 sem cicloplegia), oftalmoscopia (direta ou indireta) e procedimentos diagnósticos.

Apresentação da Fenilefrina

frasco plástico conta-gotas, hermeticamente fechado e estéril, com 5 ml.


FENILEFRINA 10% - Laboratório

ALLERGAN
Av. Dr. Cardoso de Melo, 1855
São Paulo/SP - CEP: 04548-005
Tel: (11) 829-4575
Site: http://www.allergan.com/

Ver outros medicamentos do laboratório "ALLERGAN"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Arteriosclerose: Doença degenerativa da artéria devido à destruição das fibras musculares lisas e das fibras elásticas que a constituem, levando a um endurecimento da parede arterial, geralmente produzido por hipertensão arterial de longa duração ou pelo envelhecimento.
2 Hipertensão: Condição presente quando o sangue flui através dos vasos com força maior que a normal. Também chamada de pressão alta. Hipertensão pode causar esforço cardíaco, dano aos vasos sangüíneos e aumento do risco de um ataque cardíaco, derrame ou acidente vascular cerebral, além de problemas renais e morte.
3 Glaucoma: É quando há aumento da pressão intra-ocular e danos ao nervo óptico decorrentes desse aumento de pressão. Esses danos se expressam no exame de fundo de olho e por alterações no campo de visão.
4 Constrição: 1. Ação ou efeito de constringir, mesmo que constrangimento (ato ou efeito de reduzir). 2. Pressão circular que faz diminuir o diâmetro de um objeto; estreitamento. 3. Em medicina, é o estreitamento patológico de qualquer canal ou esfíncter; estenose.
5 Palpitações: Designa a sensação de consciência do batimento do coração, que habitualmente não se sente. As palpitações são detectadas usualmente após um exercício violento, em situações de tensão ou depois de um grande susto, quando o coração bate com mais força e/ou mais rapidez que o normal.
6 Pressão arterial: A relação que define a pressão arterial é o produto do fluxo sanguíneo pela resistência. Considerando-se a circulação como um todo, o fluxo total é denominado débito cardíaco, enquanto a resistência é denominada de resistência vascular periférica total.
7 Sudorese: Suor excessivo
8 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
9 Olhos:
10 Diabetes mellitus: Distúrbio metabólico originado da incapacidade das células de incorporar glicose. De forma secundária, podem estar afetados o metabolismo de gorduras e proteínas.Este distúrbio é produzido por um déficit absoluto ou relativo de insulina. Suas principais características são aumento da glicose sangüínea (glicemia), poliúria, polidipsia (aumento da ingestão de líquidos) e polifagia (aumento da fome).
11 Mão: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
12 Adrenérgicos: Que agem sobre certos receptores específicos do sistema simpático, como o faz a adrenalina.
13 Sistêmicos: 1. Relativo a sistema ou a sistemática. 2. Relativo à visão conspectiva, estrutural de um sistema; que se refere ou segue um sistema em seu conjunto. 3. Disposto de modo ordenado, metódico, coerente. 4. Em medicina, é o que envolve o organismo como um todo ou em grande parte.
14 Uveítes: São inflamações intraoculares que comprometem total ou parcialmente a íris, o corpo ciliar e a coroide (o conjunto dos três forma a úvea), com envolvimento frequente do vítreo, retina e vasos sanguíneos.
15 Midríase: Dilatação da pupila. Ela pode ser fisiológica, patológica ou terapêutica.

Tem alguma dúvida sobre FENILEFRINA 10%?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.