FUROSEMIDE COMPOSTO

MEDLEY

Atualizado em 08/12/2014

FUROSEMIDE COMPOSTO
Furosemida
Cloreto de potássio


- FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO:

Comprimidos: embalagem com  20  comprimidos.

USO ADULTO E  PEDIÁTRICO

COMPOSIÇÃO:

Cada comprimido contém:
Furosemida    ....................40,0 mg
Cloreto de potássio    ....................50,0 mg

Informações ao Paciente de Furosemide Composto

Conservar o medicamento em local fresco, ao abrigo da luz e umidade.Não use o medicamento se o seu prazo de validade estiver vencido, o que pode ser verificado na embalagem externa do produto.
A dosagem a ser utilizada deve ser sempre orientada pelo médico.
Qualquer modificação da dose utilizada ou interrupção do tratamento deve ser feita sob orientação médica.
Informar ao médico o aparecimento de reações desagradáveis tais como reações alérgicas.
Informar ao médico a ocorrência de gravidez1 na vigência do tratamento ou após o seu término.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DE SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE2.

Informações Técnicas de Furosemide Composto

A furosemida é um diurético3 e salurético de ação rápida e intensa, favorecendo a eliminação do sódio e cloretos, resultando a inibição da reabsorção de eletrólitos4 no ramo ascendente da alça de Henle5.
Outros locais de transporte de sódio também podem ser envolvidos. A resposta diurética não é alterada por mudanças no equilíbrio ácido-básico e a excreção do bicarbonato é inalterada.
Os sais de potássio são muito eficazes para a mobilização de líquidos edematosos. Muitos diuréticos6 aumentam a excreção do potássio, podendo surgir graus variáveis de depleção7 desse íon8. Nessas condições, a administração dos sais desse elemento tem como objetivo corrigir essas possíveis depleções.

Indicações de Furosemide Composto

Edemas9 de diversas origens e hipertensão arterial10.

Contra-Indicações de Furosemide Composto

Insuficiência renal11 com anúria12, coma13 hepático, distúrbios graves do equilíbrio eletrolítico.
Pacientes com história de sensibilização a alguns dos componentes da fórmula.
Está contra-indicado nos três primeiros meses de gravidez1.

Precauções:   de Furosemide Composto

A furosemida inibe a atividade dos anticoagulantes14 orais, devendo os doentes em uso destes medicamentos efetuar provas de coagulação15 periódicas. A toxicidade16 digitálica pode ser precipitada em pacientes recebendo furosemida bem como pode precipitar o aparecimento de arritmias17 em pacientes portadores de isquemia18 cardíaca. Apresenta efeito aditivo com medicação inibidora da MAO19.
A furosemida em função de diminuir as respostas das artérias20 às aminas pressoras, deve ser descontinuada com uma semana de antecedência em doentes que irão submeter-se a uma cirurgia. Recomenda-se controlar os níveis de sódio e potássio em portadores de insuficiência hepática21 e naqueles em que é necessária a administração de doses elevadas durante o espaço de tempo mais prolongado. Recomenda-se prudência na administração de diuréticos6 em pacientes que possam apresentar uma retenção urinária aguda22.

Posologia de Furosemide Composto

Deve ser regulada para evitar perda de líquido ou de eletrólitos4 mais rápido ou mais substancial do que indicada ou necessária. Recomenda-se a menor dose necessária para produzir uma perda de peso gradual (cerca de ½ a 1 kg por dia).
Adultos: 1 comprimido por dia, imediatamente após o desdejum. Se necessário, aumentar a dose diária por parcelas de ½ a 1 comprimido. A dose diária eficaz fica entre 2 a 3 comprimidos.
Crianças: ½ comprimido após o desjejum. Segundo as necessidades, por parcelas de ½ comprimido até se conseguir diurese23 efetiva.
A dose de manutenção será determinada pelo médico, de acordo com a resposta clínica observada.

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.

FUROSEMIDE COMPOSTO - Laboratório

MEDLEY
Rua Macedo Costa, 55
Campinas/SP - CEP: 13080-180
Tel: (19 )744-8324
Fax: (019) 744-8227
Site: http://www.medley.com.br/

Ver outros medicamentos do laboratório "MEDLEY"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
2 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
3 Diurético: Grupo de fármacos que atuam no rim, aumentando o volume e o grau de diluição da urina. Eles depletam os níveis de água e cloreto de sódio sangüíneos. São usados no tratamento da hipertensão arterial, insuficiência renal, insuficiência cardiaca ou cirrose do fígado. Há dois tipos de diuréticos, os que atuam diretamente nos túbulos renais, modificando a sua atividade secretora e absorvente; e aqueles que modificam o conteúdo do filtrado glomerular, dificultando indiretamente a reabsorção da água e sal.
4 Eletrólitos: Em eletricidade, é um condutor elétrico de natureza líquida ou sólida, no qual cargas são transportadas por meio de íons. Em química, é uma substância que dissolvida em água se torna condutora de corrente elétrica.
5 Alça de Henle: Porção do tubo renal (em forma de U), na MEDULA RENAL, constituída por uma alça descendente e uma ascendente. Situada entre o TÚBULO RENAL PROXIMAL e o TÚBULOS RENAL DISTAL.
6 Diuréticos: Grupo de fármacos que atuam no rim, aumentando o volume e o grau de diluição da urina. Eles depletam os níveis de água e cloreto de sódio sangüíneos. São usados no tratamento da hipertensão arterial, insuficiência renal, insuficiência cardiaca ou cirrose do fígado. Há dois tipos de diuréticos, os que atuam diretamente nos túbulos renais, modificando a sua atividade secretora e absorvente; e aqueles que modificam o conteúdo do filtrado glomerular, dificultando indiretamente a reabsorção da água e sal.
7 Depleção: 1. Em patologia, significa perda de elementos fundamentais do organismo, especialmente água, sangue e eletrólitos (sobretudo sódio e potássio). 2. Em medicina, é o ato ou processo de extração de um fluido (por exxemplo, sangue) 3. Estado ou condição de esgotamento provocado por excessiva perda de sangue. 4. Na eletrônica, em um material semicondutor, medição da densidade de portadores de carga abaixo do seu nível e do nível de dopagem em uma temperatura específica.
8 Íon: Átomo ou grupo atômico eletricamente carregado.
9 Edemas: 1. Inchaço causado pelo excesso de fluidos no organismo. 2. Acúmulo anormal de líquido nos tecidos do organismo, especialmente no tecido conjuntivo.
10 Hipertensão arterial: Aumento dos valores de pressão arterial acima dos valores considerados normais, que no adulto são de 140 milímetros de mercúrio de pressão sistólica e 85 milímetros de pressão diastólica.
11 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
12 Anúria: Clinicamente, a anúria é o débito urinário menor de 400 ml/24 horas.
13 Coma: 1. Alteração do estado normal de consciência caracterizado pela falta de abertura ocular e diminuição ou ausência de resposta a estímulos externos. Pode ser reversível ou evoluir para a morte. 2. Presente do subjuntivo ou imperativo do verbo “comer.“
14 Anticoagulantes: Substâncias ou medicamentos que evitam a coagulação, especialmente do sangue.
15 Coagulação: Ato ou efeito de coagular(-se), passando do estado líquido ao sólido.
16 Toxicidade: Capacidade de uma substância produzir efeitos prejudiciais ao organismo vivo.
17 Arritmias: Arritmia cardíaca é o nome dado a diversas perturbações que alteram a frequência ou o ritmo dos batimentos cardíacos.
18 Isquemia: Insuficiência absoluta ou relativa de aporte sanguíneo a um ou vários tecidos. Suas manifestações dependem do tecido comprometido, sendo a mais frequente a isquemia cardíaca, capaz de produzir infartos, isquemia cerebral, produtora de acidentes vasculares cerebrais, etc.
19 Mão: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
20 Artérias: Os vasos que transportam sangue para fora do coração.
21 Insuficiência hepática: Deterioração grave da função hepática. Pode ser decorrente de hepatite viral, cirrose e hepatopatia alcoólica (lesão hepática devido ao consumo de álcool) ou medicamentosa (causada por medicamentos como, por exemplo, o acetaminofeno). Para que uma insuficiência hepática ocorra, deve haver uma lesão de grande porção do fígado.
22 Retenção urinária aguda: É a súbita inabilidade de urinar, que produz dor e desconforto. Pode ser causada por obstrução do sistema urinário, por estresse ou por problemas neurológicos.
23 Diurese: Diurese é excreção de urina, fenômeno que se dá nos rins. É impróprio usar esse termo na acepção de urina, micção, freqüência miccional ou volume urinário. Um paciente com retenção urinária aguda pode, inicialmente, ter diurese normal.
Artigos relacionados

Tem alguma dúvida sobre FUROSEMIDE COMPOSTO?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.