Preço de GENOTROPIN 4 UI, 16 UI em Fairfield/SP:

GENOTROPIN 4 UI, 16 UI

PFIZER

Atualizado em 08/12/2014

Composição de Genotropin

Genotropin 4 UI: cada frasco-ampola contém:somatotrofina recombinante correspondente a somatotrofina humana 4 UI; ácido aminoacético 24 mg, fosfato de sódio dibásico anidro 0,26 mg; fosfato sódico primário anidro 0,26 mg. Cada ampola-solvente contém: água destilada q.s.p. 1 ml. Genotropin 16 UI: cada ampola, após reconstituição, contém: somatotrofina humana recombinante 16 UI, ácido aminoacético 2,0 mg, manitol 41,00 mg, fosfato de sódio dibásico anidro 0,29 mg, fosfato dissódico anidro 0,28 mg, m-cresol 3,00 mg. Água destilada q.s.p. 1,0 ml. Volume final após reconstituição 1,15 ml.

Posologia e Administração de Genotropin

Genotropin 4 UI: a dose é individual e somente deverá ser estabelecida pelo médico assistente. De um modo geral, recomenda-se a dose de 0,50 0,70 UI/kg/semana, ou, aproximadamente, 12 UI/m2/semana. A dose semanal deve ser dividida em 6-7 injeções subcutâneas ou, se possível, 2-3 injeções por via intramuscular. No caso de administração subcutânea1, deve-se variar o local de aplicação para evitar a ocorrência de lipoatrofia2. A solução de Genotropin 4 UI é preparada, adicionando-se 1 ml de água bidestilada ao frasco-ampola. Dissolver o pó através de movimentos giratórios suaves. A solução não deve ser agitada vigorosamente, pois poderá haver desnaturação3 do ingrediente ativo. Genotropin 16 UI: a dose é individual e somente deverá ser estabelecida pelo médico assistente. De um modo geral recomenda-se a dose de 0,50-0,70 UI/kg/semana ou, aproximadamente, 15-20 UI/m2/semana. A dose semanal deve ser dividida em 6-7 injeções subcutâneas. Em síndrome4 de Turner, recomenda-se a dose de 1,0 UI/kg/semana ou 30 UI/m2/semana. Deve-se variar o local de aplicação para evitar a ocorrência de lipoatrofia2. Genotropin 16 UI/ml é para ser utilizado através de um dispositivo especial denominado Kabipen. As instruções de uso estão contidas na embalagem de Kabipen.

Precauções de Genotropin

o tratamento com Genotropin deve ser feito somente por médicos experientes no diagnóstico5 e controle do paciente com deficiência de hormônio6 do crescimento. O uso de somatotrofina pode induzir ao aparecimento de resistência à insulina7 e, por isso, os pacientes devem ser monitorizados quanto à glicemia8. Alguns pacientes podem desenvolver hipotireoidismo9 durante o tratamento com hormônio6 de crescimento. Por conseguinte, deve ser realizada avaliação periódica da função tireoidiana e tratamento de reposição, se for o caso. Nos casos de deficiência de hormônio6 de crescimento decorrente de tratamento de doenças neoplásicas10, recomenda-se especial atenção ao sinal11 de possível recidiva12 de malignidade.

Reações Adversas de Genotropin

durante a terapia com Genotropin foram relatados raros casos de rash13 cutâneo14. Genotropin induziu a formação de anticorpos15 em um pequeno numero de pacientes. A capacidade de ligação destes anticorpos15 tem sido baixa durante o período de tratamento, sem nenhum significado clínico. Reações no local da aplicação de Genotropin são muito infreqüentes. Outras reações raras: dor de cabeça16, dor muscular localizada, fraqueza, hiperglicemia17.

Contra-Indicações de Genotropin

Genotropin não deve ser usado em pacientes com epífise consolidada ou quando houver qualquer evidência de tumor18. Na presença de doença tumoral em atividade, a terapia com Genotropin deve ser descontinuada. Hipersensibilidade aos componentes da fórmula.

Indicações de Genotropin

nanismo ou deficiência no crescimento conseqüente à secreção diminuída ou ausente, do hormônio6 de crescimento.

Apresentação de Genotropin

4 UI: caixa com 1 frasco-ampola de 4UI + solvente. 16 UI: cartucho com 1 ampola de 2 compartimentos (1x1 ml).


GENOTROPIN 4 UI, 16 UI - Laboratório

PFIZER
Av. Presidente Tancredo de Almeida Neves, 1555
Guarulhos/SP - CEP: 07112-070
Tel: 0800-16-7575
Site: http://www.pfizer.com.br
CNPJ n° 46.070.868/0001-69

Ver outros medicamentos do laboratório "PFIZER"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Subcutânea: Feita ou situada sob a pele; hipodérmica.
2 Lipoatrofia: Perda de tecido gorduroso abaixo da pele resultando em afundamentos localizados. Pode ser causada por injeções repetidas de insulina em um mesmo local.
3 Desnaturação: 1. Perda daquilo que é da natureza, que é característico ou próprio de algo; descaracterização, desfiguração, adulteração, desnaturalização. 2. Em bioquímica, é a perda da estrutura tridimensional de uma macromolécula em razão da exposição a agentes como o calor e a acidez. 3. Na genética, é a separação das duas cadeias de nucleotídeos componentes da molécula de ADN.
4 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
5 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
6 Hormônio: Substância química produzida por uma parte do corpo e liberada no sangue para desencadear ou regular funções particulares do organismo. Por exemplo, a insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas que diz a outras células quando usar a glicose para energia. Hormônios sintéticos, usados como medicamentos, podem ser semelhantes ou diferentes daqueles produzidos pelo organismo.
7 Resistência à insulina: Inabilidade do corpo para responder e usar a insulina produzida. A resistência à insulina pode estar relacionada à obesidade, hipertensão e altos níveis de colesterol no sangue.
8 Glicemia: Valor de concentração da glicose do sangue. Seus valores normais oscilam entre 70 e 110 miligramas por decilitro de sangue (mg/dl).
9 Hipotireoidismo: Distúrbio caracterizado por uma diminuição da atividade ou concentração dos hormônios tireoidianos. Manifesta-se por engrossamento da voz, aumento de peso, diminuição da atividade, depressão.
10 Neoplásicas: Que apresentam neoplasias, ou seja, que apresentam processo patológico que resulta no desenvolvimento de neoplasma ou tumor. Um neoplasma é uma neoformação de crescimento anormal, incontrolado e progressivo de tecido, mediante proliferação celular.
11 Sinal: 1. É uma alteração percebida ou medida por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida. 2. Som ou gesto que indica algo, indício. 3. Dinheiro que se dá para garantir um contrato.
12 Recidiva: 1. Em medicina, é o reaparecimento de uma doença ou de um sintoma, após período de cura mais ou menos longo; recorrência. 2. Em direito penal, significa recaída na mesma falta, no mesmo crime; reincidência.
13 Rash: Coloração avermelhada da pele como conseqüência de uma reação alérgica ou infecção.
14 Cutâneo: Que diz respeito à pele, à cútis.
15 Anticorpos: Proteínas produzidas pelo organismo para se proteger de substâncias estranhas como bactérias ou vírus. As pessoas que têm diabetes tipo 1 produzem anticorpos que destroem as células beta produtoras de insulina do próprio organismo.
16 Cabeça:
17 Hiperglicemia: Excesso de glicose no sangue. Hiperglicemia de jejum é o nível de glicose acima dos níveis considerados normais após jejum de 8 horas. Hiperglicemia pós-prandial acima de níveis considerados normais após 1 ou 2 horas após alimentação.
18 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.

Tem alguma dúvida sobre GENOTROPIN 4 UI, 16 UI?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.