GENTACORT

ALLERGAN

Atualizado em 08/12/2014

Composição de Gentacort

Colírio1: fosfato dissódico de betametasona 1mg, sulfato de gentamicina (equivalente a 3,0 mg de gentamicina base) 5 mg, veículo q.s.p. 1 ml. Veículo basicamente constituído de citrato de sódio, fosfato de sódio monobásico, fosfato de sódio dibásico, edetato dissódico, polissorbato 80, cloreto de sódio e cloreto de benzalcônio.
Pomada oftálmica: fosfato dissódico de betametasona 1 mg, sulfato de gentamicina (equivalente a 3,0 mg de gentamicina base) 5 mg, excipiente q.s.p. 1 g.
Excipiente basicamente constituído de lanolina, metilparabeno, vaselina sólida, vaselina líquida e cera microcristalina.

Posologia e Administração de Gentacort

colírio1: instilar 1 ou 2 gotas no saco conjuntival, 3 a 4 vezes por dia, ou a critério médico. Pomada oftálmica: aplicar uma pequena quantidade da pomada no saco conjuntival inferior, 3 a 4 vezes por dia, ou a critério médico. A posologia deverá ser ajustada de acordo com a gravidade do caso, a critério do médico assistente. Nas afecções2 graves, a freqüência poderá ser aumentada, se necessário, para até uma aplicação de hora em hora. Em tratamentos prolongados, recomenda-se reduzir gradativamente a dosagem, conforme orientação médica. Para maior comodidade, pode-se utilizar colírio1 durante o dia e a pomada à noite, ao deitar-se.

Precauções de Gentacort

em tratamentos prolongados é aconselhável o controle da pressão intra-ocular e exame biomicroscópico da córnea3 e do cristalino4. O produto pode mascarar infecções5 por germes não sensíveis à gentamicina. Usar com precaução durante a gravidez6 e no período de amamentação7.

Reações Adversas de Gentacort

o uso prolongado pode resultar em opacificação do cristalino4 (catarata8) e aumento da pressão intra-ocular em pacientes sensíveis. Infecções5 secundárias por microorganismos resistentes à gentamicina. Neste caso, ou na ocorrência de irritação ou sensibilidade ao produto, o tratamento deverá ser interrompido e estabelecida a terapia adequada.

Contra-Indicações de Gentacort

hipersensibilidade aos componentes da fórmula. Infecções5 por Herpes simples, vaccínia, varicela9 e outras doenças virais da córnea3 e conjuntiva10. Afecções2 micóticas. Tuberculose11 ocular. Glaucoma12. Doenças com adelgaçamento da córnea3 e esclera13.

Indicações de Gentacort

na fase aguda das afecções2 alérgicas ou inflamatórias do segmento anterior do olho14, contaminadas ou produzidas por germes sensíveis à gentamicina, tais como, blefaroconjuntivite por estafilococos, conjuntivite15 flictenular, conjuntivites16 alérgicas, esclerite17, episclerite e dacriocistite18. Lesões19 penetrantes e não penetrantes envolvendo o segmento anterior do globo ocular20, causadas por corpos estranhos, radiações, outros agentes físico-químicos e no pós-operatório.

Apresentação de Gentacort

colírio1: frasco plástico conta-gotas, hermeticamente fechado e estéril, com 5 ml. Pomada oftálmica: bisnaga contendo 3,5 g.


GENTACORT - Laboratório

ALLERGAN
Av. Dr. Cardoso de Melo, 1855
São Paulo/SP - CEP: 04548-005
Tel: (11) 829-4575
Site: http://www.allergan.com/

Ver outros medicamentos do laboratório "ALLERGAN"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Colírio: Preparação farmacológica líquida na qual se encontram dissolvidas diferentes drogas que atuam na conjuntiva ocular.
2 Afecções: Quaisquer alterações patológicas do corpo. Em psicologia, estado de morbidez, de anormalidade psíquica.
3 Córnea: Membrana fibrosa e transparente presa à esclera, constituindo a parte anterior do olho.
4 Cristalino: 1. Lente gelatinosa, elástica e convergente que focaliza a luz que entra no olho, formando imagens na retina. A distância focal do cristalino é modificada pelo movimento dos músculos ciliares, permitindo ajustar a visão para objetos próximos ou distantes. Isso se chama de acomodação do olho à distância do objeto. 2. Diz-se do grupo de cristais cujos eixos cristalográficos são iguais nas suas relações angulares gerais constantes 3. Diz-se de rocha constituída quase que totalmente por cristais ou fragmentos de cristais 4. Diz-se do que permite que passem os raios de luz e em consequência que se veja através dele; transparente. 5. Límpido, claro como o cristal.
5 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
6 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
7 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
8 Catarata: Opacificação das lentes dos olhos (opacificação do cristalino).
9 Varicela: Doença viral freqüente na infância e caracterizada pela presença de febre e comprometimento do estado geral juntamente com a aparição característica de lesões que têm vários estágios. Primeiro são pequenas manchas avermelhadas, a seguir formam-se pequenas bolhas que finalmente rompem-se deixando uma crosta. É contagiosa, mas normalmente não traz maiores conseqüências à criança. As bolhas e suas crostas, se não sofrerem infecção secundária, não deixam cicatriz.
10 Conjuntiva: Membrana mucosa que reveste a superfície posterior das pálpebras e a superfície pericorneal anterior do globo ocular.
11 Tuberculose: Doença infecciosa crônica produzida pelo bacilo de Koch (Mycobacterium tuberculosis). Produz doença pulmonar, podendo disseminar-se para qualquer outro órgão. Os sintomas de tuberculose pulmonar consistem em febre, tosse, expectoração, hemoptise, acompanhada de perda de peso e queda do estado geral. Em países em desenvolvimento (como o Brasil) aconselha-se a vacinação com uma cepa atenuada desta bactéria (vacina BCG).
12 Glaucoma: É quando há aumento da pressão intra-ocular e danos ao nervo óptico decorrentes desse aumento de pressão. Esses danos se expressam no exame de fundo de olho e por alterações no campo de visão.
13 Esclera: Túnica fibrosa, branca e opaca, mais externa do globo ocular, revestindo-o inteiramente com exceção do segmento revestido anteriormente pela córnea. É essencialmente avascular, porém contém aberturas para a passagem de vasos sanguíneos, linfáticos e nervos. Recebe os tendões de inserção dos músculos extraoculares e no nível da junção esclerocorneal contém o seio venoso da esclera. Sinônimos: Esclerótica
14 Segmento Anterior do Olho: O terço frontal do globo ocular que inclui as estruturas entre a superfície frontal da córnea e a frente do CORPO VÍTREO.
15 Conjuntivite: Inflamação da conjuntiva ocular. Pode ser produzida por alergias, infecções virais, bacterianas, etc. Produz vermelhidão ocular, aumento da secreção e ardor.
16 Conjuntivites: Inflamações da conjuntiva ocular. Podem ser produzidas por alergias, infecções virais, bacterianas, etc. Produzem vermelhidão ocular, aumento da secreção e ardor.
17 Esclerite: Inflamação da esclera, parte branca do olho. Na esclerite há dor importante ao movimento dos olhos, vermelhidão intensa e às vezes pode haver piora da visão.
18 Dacriocistite: Inflamação do saco lacrimal.
19 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
20 Globo ocular: O globo ocular recebe este nome por ter a forma de um globo, que por sua vez fica acondicionado dentro de uma cavidade óssea e protegido pelas pálpebras. Ele possui em seu exterior seis músculos, que são responsáveis pelos movimentos oculares, e por três camadas concêntricas aderidas entre si com a função de visão, nutrição e proteção. A camada externa (protetora) é constituída pela córnea e a esclera. A camada média (vascular) é formada pela íris, a coroide e o corpo ciliar. A camada interna (nervosa) é constituída pela retina.

Tem alguma dúvida sobre GENTACORT?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.