PROPINE

ALLERGAN

Atualizado em 09/12/2014

Composição de Propine

cada ml contém: 1,0 mg de cloridrato dedipivefrina, cloreto de benzalcônio como preservativo e veículo q.s.p.

Posologia e Administração de Propine

1 gota1 em cada olho2, a cada 12 horas. Na terapia inicial, terapia concomitante ou terapia de substituição, a posologia recomendada é 1 gota1, em cada olho2, no saco conjuntival, a cada 12 horas. No caso de substituição de epinefrina por Propine, descontinuar a epinefrina e usar Propine na posologia recomendada. No caso de substituição de outros antiglaucomatosos, que não a epinefrina, continuar durante 24 horas com a medicação anterior, adicionando Propine na posologia recomendada. No dia seguinte, descontinuar a medicação anterior e continuar somente com Propine. No caso de terapia concomitante, observar a posologia do outro antiglaucomatoso e usar Propine na posologia recomendada. - Superdosagem: para excesso de produto instilado no olho2: lavar o olho2 com água ou soro3 fisiológico4. Para ingestão oral do produto: induzir vômitos5.

Precauções de Propine

não foram observadas reações comumente ligadas à epinefrina: edema macular6, depósitos adrenocrômicos na conjuntiva7 ou córnea8. Embora os efeitos sobre a reprodução9 e teratogênese10 não tenham sido observados, o uso deve ser evitado durante a gravidez11, a não ser que indispensavelmente necessário. Os efeitos colaterais12 são menores que de outros antiglaucomatosos: hiperemia13 conjuntival, hipertrofia14 folicular, blefaroconjuntivites, ardência, dor, lacrimejamento, dor de cabeça15, fotofobia16. Cuidado nos pacientes hipertensos e na administração prolongada.

Reações Adversas de Propine

foram relatados, após a administração ocular da epinefrina, efeitos cardiovasculares como ocorrências da taquicardia17, arritmias18 e hipertensão19.

Contra-Indicações de Propine

paciente com hipersensibilidade ao produto. Não usar em pacientes com glaucoma20 de ângulo fechado. - Interações medicamentosas: o uso concomitante com anestésicos hidrocarbonados por inalação, os antidepressivos tricíclicos e os glicosídios digitálicos aumentam a absorção da epinefrina oftalmológica.

Indicações de Propine

terapêutica21 inicial, para o controle da pressão intra-ocular, em pacientes com glaucoma20 de ângulo aberto e hipertensão19 ocular. Os pacientes que não respondem adequadamente a outra terapia antiglaucomatosa poderão obter respostas satisfatórias se adicionarem ou mudarem para Propine.

Apresentação de Propine

frascos plásticos conta-gotas contendo 10 ml de solução estéril.


PROPINE - Laboratório

ALLERGAN
Av. Dr. Cardoso de Melo, 1855
São Paulo/SP - CEP: 04548-005
Tel: (11) 829-4575
Site: http://www.allergan.com/

Ver outros medicamentos do laboratório "ALLERGAN"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Gota: 1. Distúrbio metabólico produzido pelo aumento na concentração de ácido úrico no sangue. Manifesta-se pela formação de cálculos renais, inflamação articular e depósito de cristais de ácido úrico no tecido celular subcutâneo. A inflamação articular é muito dolorosa e ataca em crises. 2. Pingo de qualquer líquido.
2 Olho: s. m. (fr. oeil; ing. eye). Órgão da visão, constituído pelo globo ocular (V. este termo) e pelos diversos meios que este encerra. Está situado na órbita e ligado ao cérebro pelo nervo óptico. V. ocular, oftalm-. Sinônimos: Olhos
3 Soro: Chama-se assim qualquer líquido de características cristalinas e incolor.
4 Fisiológico: Relativo à fisiologia. A fisiologia é estudo das funções e do funcionamento normal dos seres vivos, especialmente dos processos físico-químicos que ocorrem nas células, tecidos, órgãos e sistemas dos seres vivos sadios.
5 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
6 Edema macular: Inchaço na mácula.
7 Conjuntiva: Membrana mucosa que reveste a superfície posterior das pálpebras e a superfície pericorneal anterior do globo ocular.
8 Córnea: Membrana fibrosa e transparente presa à esclera, constituindo a parte anterior do olho.
9 Reprodução: 1. Função pela qual se perpetua a espécie dos seres vivos. 2. Ato ou efeito de reproduzir (-se). 3. Imitação de quadro, fotografia, gravura, etc.
10 Teratogênese: Formação e desenvolvimento no útero de anomalias que levam a malformações; teratogenia.
11 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
12 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
13 Hiperemia: Congestão sanguínea em qualquer órgão ou parte do corpo.
14 Hipertrofia: 1. Desenvolvimento ou crescimento excessivo de um órgão ou de parte dele devido a um aumento do tamanho de suas células constituintes. 2. Desenvolvimento ou crescimento excessivo, em tamanho ou em complexidade (de alguma coisa). 3. Em medicina, é aumento do tamanho (mas não da quantidade) de células que compõem um tecido. Pode ser acompanhada pelo aumento do tamanho do órgão do qual faz parte.
15 Cabeça:
16 Fotofobia: Dor ocular ou cefaléia produzida perante estímulos visuais. É um sintoma freqüente na meningite, hemorragia subaracnóidea, enxaqueca, etc.
17 Taquicardia: Aumento da frequência cardíaca. Pode ser devido a causas fisiológicas (durante o exercício físico ou gravidez) ou por diversas doenças como sepse, hipertireoidismo e anemia. Pode ser assintomática ou provocar palpitações.
18 Arritmias: Arritmia cardíaca é o nome dado a diversas perturbações que alteram a frequência ou o ritmo dos batimentos cardíacos.
19 Hipertensão: Condição presente quando o sangue flui através dos vasos com força maior que a normal. Também chamada de pressão alta. Hipertensão pode causar esforço cardíaco, dano aos vasos sangüíneos e aumento do risco de um ataque cardíaco, derrame ou acidente vascular cerebral, além de problemas renais e morte.
20 Glaucoma: É quando há aumento da pressão intra-ocular e danos ao nervo óptico decorrentes desse aumento de pressão. Esses danos se expressam no exame de fundo de olho e por alterações no campo de visão.
21 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.

Tem alguma dúvida sobre PROPINE?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.