Micolamina Creme 1%

IGEFARMA

Atualizado em 09/12/2014

Micolamina Creme 1%
Ciclopirox olamina 10mg/g
LOÇÃO E CREME 1%
Uso adulto e pediátrico
Uso externo

Apresentações da Micolamina Creme

Loção: Embalagem contendo frasco de 15mL.Embalagem contendo frasco de 30mL.
Creme: Embalagem contendo bisnaga de 20g.

Composição da Micolamina Creme

Cada mL de MICOLAMINA® loção contém:
Ciclopirox olamina.................10mg
Excipiente loção....q.s.p............1mL
(propilenoglicol, álcool isopropílico, álcool extra-neutro, metilparabeno e água purificada).
Cada grama1 de MICOLAMINA® creme contém:
Ciclopirox olamina.........10mg Excipiente ....q.s.p.............1g
(polietilenoglicol 400, laureth 7, isoparafina, poliacrilamida, álcool extra-neutro, oleato de decila, ciclometicone, álcool benzílico, água purificada).

Informações ao Paciente da Micolamina Creme

Ação esperada do medicamento MICOLAMINA® é antifúngico de amplo espectro utilizado no tratamento das micoses da pele2, como candidíase3 cutânea4, tinhas da pele2 e Pityriasis versicolor.
Cuidados de armazenamento
Conservar em temperatura ambiente (entre 15° e 30° C). Proteger da luz, do calor e da umidade até o término do tratamento. MICOLAMINA® deve ser fechado imediatamente após seu uso.
Prazo de validade
O prazo de validade está gravado na embalagem externa do produto.
Não use medicamento com prazo de validade vencido sob o risco de não obter os efeitos desejados.
Gravidez5 e lactação6
" Informe seu médico a ocorrência de gravidez5 na vigência do tratamento ou após o seu término" .
" Informar ao médico se está amamentando" .
Durante a gravidez5 e lactação6 o uso de ciclopirox olamina deve ser sob orientação médica.
Cuidados de administração
" Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento" .
Para a aplicação correta de MICOLAMINA®, leia atentamente o item POSOLOGIA, contido na parte final desta bula.
Interrupção do tratamento
" Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico" .
O sucesso terapêutico de MICOLAMINA® consiste em seguir o tratamento conforme preconizado pelo médico.
Reações adversas
" Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis"
Ocasionalmente, podem ocorrer, no local da aplicação, prurido7, sensação de queimação e rubor.
" TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS" .
Uso concomitante com outras substâncias
Verifique com o seu médico antes de usar qualquer outro produto tópico8 sobre a mesma área da pele2 que está sendo tratada com o ciclopirox.
Contraindicações e Precauções
" Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento" .
MICOLAMINA não deve ser utilizado por via intravaginal, oral, nos olhos9 ou aplicados sobre a pele2 com ferimentos abertos.
MICOLAMINA® é de uso exclusivamente externo. Evite contato com os olhos9, boca10 e mucosas11. Lave as mãos12 após aplicação. Se houver contato acidental do medicamento com os olhos9, lave-os abundantemente com água.
Deve-se evitar o uso de roupas sintéticas, usar preferencialmente, as de algodão. É também recomendável usar calçados abertos, nos casos de micose13 nos pés. MICOLAMINA® deve ser utilizado por no máximo, 4 semanas. Se durante este período, não houver o desaparecimento dos sintomas14 da doença, o médico deverá ser informado.
" NÃO USE MEDICAMENTO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO, PODE SER PERIGOSO PARA A SAÚDE15" .

Informações Técnicas da Micolamina Creme

Características da Micolamina Creme

O ciclopirox olamina é um agente antifúngico de amplo espectro, eficaz sobre agentes patógenos causadores de micoses cutâneas16 superficiais.
O mecanismo de ação do ciclopirox olamina consiste na inibição do transporte de substâncias essenciais, como aminoácidos, para o interior das células17 fúngicas18. Interfere na biosíntese de proteínas19, RNA e DNA destes microorganismos. É fungicida para Epidermophytum, Microsporum e Tricophyton spp e também atividade contra Candida albicans e Malassezia furfur. Apresenta efeito antibacteriano contra ampla variedade de bactérias Gram-positivas e negativas.

Indicações da Micolamina Creme

MICOLAMINA® é indicado para tratamento tópico8 das tinhas em geral (Tinea pedias, Tinea cruris, Tinea corporis) e candidíase3 cutânea4 pela facilidade da aplicação. Recomenda-se a loção para o tratamento de Pityriasis versicolor ou micoses em áreas extensas. A apresentação em creme é mais indicada para áreas de dobras, face20 e regiões com pele2 delicada, além da dermatite seborreica21.

Contraindicações da Micolamina Creme

MICOLAMINA® não deve ser aplicado na região ocular, em feridas abertas, em via intravaginal e oral, e nos casos de hipersensibilidade ao ciclopirox olamina.

Precauções e Advertências da Micolamina Creme

Gravidez5 e Lactação6: não foram relatadas evidências de efeitos teratogênicos22 com o uso do ciclopirox olamina em estudos realizados com animais. O medicamento poderá ser administrado durante a gestação, sob acompanhamento médico, quando os benefícios para a mãe justificarem o potencial de risco para o feto23. A administração deve ser cautelosa e sob orientação médica, se utilizado durante a lactação6. Não é aconselhável o uso de roupas sintéticas, devendo-se usar, preferencialmente, as de algodão. É recomendável usar calçados abertos, quando o paciente apresenta dermatomicose24 nos pés.

Interações Medicamentosas da Micolamina Creme

Não são conhecidos relatos de interações medicamentosas com o uso tópico8 de ciclopirox olamina.

Reações Adversas da Micolamina Creme

Em casos excepcionais pode ocorrer sensibilização cutânea4 (prurido7, vermelhidão e descamação25).

Posologia da Micolamina Creme

Uso adulto:Aplicar MICOLAMINA® duas vezes ao dia sobre a região afetada ou a critério médico.
Uso pediátrico:
Crianças a partir de 10 anos: seguir orientações do uso adulto. MICOLAMINA® deve ser aplicada sobre a região cutânea4 afetada, até o desaparecimento dos sintomas14. Se não houver desaparecimento do quadro clínico após 4 semanas de tratamento, a medicação deverá ser suspensa e o diagnóstico26 da doença deverá ser reavaliado.
A aplicação de MICOLAMINA® deve ser feita com quantidade suficiente para ser distribuída pela superfície afetada com movimentos suaves e circulares, em pele2 limpa e seca.

Superdosagem da Micolamina Creme

Não são conhecidos casos de intoxicação por ciclopirox olamina.

Pacientes Idosos da Micolamina Creme

Não foram estabelecidas advertências e recomendações especiais sobre o uso adequado desse medicamento em pacientes idosos.
VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
Farmacêutica Responsável:
Dra. Rosa Maria Scavarelli
CRF - SP 6.015
MS 1.0191.0268
IGEFARMA LABORATÓRIOS S.A.
Marginal Direita da Via Anchieta, km 13,5
São Bernardo do Campo - SP
CEP: 09696-005
CNPJ 61.517.397/0001-88
Indústria Brasileira

Micolamina Creme 1% - Laboratório

IGEFARMA
Av. Marginal Direita Via Anchieta Km 13,5 - Bairro: Rudge Ramos
São Bernardo Do Campo/SP - CEP: 09883-000
Site: http://www.grupoigefarma.com.br/

Ver outros medicamentos do laboratório "IGEFARMA"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Grama: 1. Designação comum a diversas ervas da família das gramíneas que formam forrações espontâneas ou que são cultivadas para criar gramados em jardins e parques ou como forrageiras, em pastagens; relva. 2. Unidade de medida de massa no sistema c.g.s., equivalente a 0,001 kg . Símbolo: g.
2 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
3 Candidíase: É o nome da infecção produzida pela Candida albicans, um fungo que produz doença em mucosas, na pele ou em órgãos profundos (candidíase sistêmica).As infecções profundas podem ser mais freqüentes em pessoas com deficiência no sistema imunológico (pacientes com câncer, SIDA, etc.).
4 Cutânea: Que diz respeito à pele, à cútis.
5 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
6 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
7 Prurido: 1.    Na dermatologia, o prurido significa uma sensação incômoda na pele ou nas mucosas que leva a coçar, devido à liberação pelo organismo de substâncias químicas, como a histamina, que irritam algum nervo periférico. 2.    Comichão, coceira. 3.    No sentido figurado, prurido é um estado de hesitação ou dor na consciência; escrúpulo, preocupação, pudor. Também pode significar um forte desejo, impaciência, inquietação.
8 Tópico: Referente a uma área delimitada. De ação limitada à mesma. Diz-se dos medicamentos de uso local, como pomadas, loções, pós, soluções, etc.
9 Olhos:
10 Boca: Cavidade oral ovalada (localizada no ápice do trato digestivo) composta de duas partes
11 Mucosas: Tipo de membranas, umidificadas por secreções glandulares, que recobrem cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
12 Mãos: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
13 Micose: Infecção produzida por fungos. Pode ser superficial, quando afeta apenas pele, mucosas e seus anexos, ou profunda, quando acomete órgãos profundos como pulmões, intestinos, etc.
14 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
15 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
16 Cutâneas: Que dizem respeito à pele, à cútis.
17 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
18 Fúngicas: Relativas à ou produzidas por fungo.
19 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
20 Face: Parte anterior da cabeça que inclui a pele, os músculos e as estruturas da fronte, olhos, nariz, boca, bochechas e mandíbula.
21 Dermatite seborreica: Caracterizada por descamação da pele e do couro cabeludo. A forma que acomete couro cabeludo é a mais comum e conhecida popularmente por caspa. É uma doença inflamatória, não contagiosa, possui caráter crônico e recorrente. O fungo Pityrosporum ovale pode ser considerado um possível causador da dermatite seborreica. As manifestações clínicas mais comuns são descamação, vermelhidão e aspereza local. As escamas podem ser secas ou gordurosas, finas ou espessas, geralmente acinzentadas ou amareladas, quase sempre aderentes, podendo ser acompanhadas ou não de coceira.
22 Teratogênicos: Agente teratogênico ou teratógeno é tudo aquilo capaz de produzir dano ao embrião ou feto durante a gravidez. Estes danos podem se refletir como perda da gestação, malformações ou alterações funcionais ou ainda distúrbios neurocomportamentais, como retardo mental.
23 Feto: Filhote por nascer de um mamífero vivíparo no período pós-embrionário, depois que as principais estruturas foram delineadas. Em humanos, do filhote por nascer vai do final da oitava semana após a CONCEPÇÃO até o NASCIMENTO, diferente do EMBRIÃO DE MAMÍFERO prematuro.
24 Dermatomicose: Doença de pele com dermatite localizada, infectocontagiosa, de caráter crônico, causada pela invasão da pele e pelos por fungos, conhecidos como dermatófitos. Ela é caracterizada por descamação e perda de pelos. Também conhecida por “tinha“, dermatofitose ou tricofitose.
25 Descamação: 1. Ato ou efeito de descamar(-se); escamação. 2. Na dermatologia, fala-se da eliminação normal ou patológica da camada córnea da pele ou das mucosas. 3. Formação de cascas ou escamas, devido ao intemperismo, sobre uma rocha; esfoliação térmica.
26 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.

Tem alguma dúvida sobre Micolamina Creme 1%?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.