Preço de VASCLIN em Fairfield/SP: R$ 69,86

VASCLIN

LIBBS

Atualizado em 09/12/2014

VASCLIN

Composições e Apresentações de Vasclin

USO ADULTO

Cada cápsula de VASCLIN 100/60 contém:Ácido acetilsalicílico....................100 mg
Mononitrato de isossorbida....................60 mg
Excipientes: (lactose1, ftalato de hidroxipropilmetilcelulose e sacarose)...q.s.p..... 1 cápsula
Cartucho contendo frasco plástico com 30 cápsulas.
Cada cápsula de VASCLIN 100/40 contém:
Ácido acetilsalicílico ....................100 mg
Mononitrato de isossorbida .................... 40 mg
Excipientes: (lactose1, ftalato de hidroxipropilmetilcelulose e sacarose)...q.s.p..... 1 cápsula
Cartucho contendo frasco plástico com 30 cápsulas.

Informações ao Paciente de Vasclin

O VASCLIN (ácido acetilsalicílico e mononitrato de isossorbida) é utilizado para a
profilaxia e o tratamento da angina2 de peito3 e da isquemia4 miocárdica possuindo ação
antiagregante plaquetária.
Este medicamento deve ser conservado em local com temperatura abaixo de 25°C,
protegido da luz e umidade.
O prazo de validade do medicamento é de 24 meses e encontra-se impresso no cartucho
e embalagem interna. Não utilize o produto após o prazo de validade, sob o risco de não
produzir os efeitos esperados.
Informe seu médico a ocorrência de gravidez5 na vigência do tratamento ou após seu término.
Informar ao médico se está amamentando.
Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração
do tratamento.
Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis, podem ocorrer
ocasionalmente: hipotensão6, cefaléia7 e vasodilatação cutânea8 com eritema9, sintomas10
que tendem a desaparecerem no decorrer do tratamento.
TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS
CRIANÇAS
Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início
ou durante o tratamento.
NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SAÚDE11.

Informações Técnicas de Vasclin

O mononitrato de isossorbida é um metabólito12 ativo do dinitrato de isossorbida que age relaxando a musculatura lisa dos vasos sangüíneos13. A droga exerce um efeito vasodilatador nas veias14 periféricas e nas arteríolas15 diminuindo a pré-carga e a pós-carga cardíaca.Como conseqüência, há uma redução da pressão diastólica16 com diminuição do ventrículo e do esforço de suas paredes, reduzindo a demanda de oxigênio. Ocorre também a diminui
ção da resistência vascular17 pulmonar. O mononitrato de isossorbida é absorvido pelo trato gastrintestinal e não sofre efeito de primeira passagem. A droga é metabolizada no
fígado18 para metabólitos19 inativos e a meia-vida de eliminação é de 5 horas.
O ácido acetilsalicílico exerce sua ação antitrombótica inibindo a enzima20 ciclooxigenase
nas plaquetas21; desse modo é evitada a formação do agente agregante tromboxane A2.
O ácido acetilsalicílico pode também inibir reversivelmente a formação de prostaciclína (prostaglandina22 I2) nos vasos sangüíneos13. Esta droga é bem absorvida no trato gastrintestinal e sua meia-vida de eliminação varia de 2 a 12 horas, dependendo da dose. O ácido acetilsalicílico é excretado principalmente por via renal23.
VASCLIN (ácido acetilsalicílico e mononitrato de isossorbida) apresenta-se na forma de cápsulas com microgrânulos gastroresistentes de ácido acetilsalicílico e microgrânulos
de dissolução cronogramada de mononitrato de isossorbida. Esta formulação permite a adoção de um esquema posológico de dose única diária.

Indicações de Vasclin

Profilaxia e tratamento da angina2 de peito3 e da isquemia4 miocárdica com ação
antiagregante e plaquetária.
Como auxiliar terapêutico, a critério médico: durante a fase aguda do infarto24 do
miocárdio25, da angina2 instável e no tratamento da insuficiência cardíaca26, principalmente
de origem isquêmica coronária.

Contra-Indicações de Vasclin

Insuficiência27 cérebro28-vascular17 severa, hemorragia29 cerebral, ferimentos na cabeça30, hipovolemia31, hipotensão6, anemia32 profunda, infarto24 agudo33 do miocárdio25 com baixa pressão de enchimento do ventrículo esquerdo, doenças hemorrágicas34, úlcera péptica35 e alergia36 a algum componente da fórmula.

Precauções de Vasclin

Deve-se utilizar com cautela em pacientes com insuÞ ciência renal23 ou hepática37, glaucoma38, no hipotireoidismo39 e em pacientes desnutridos.
O álcool pode intensificar o efeito vasodilatador dos nitratos.
Uso durante a gravidez5: Não existem estudos adequados e bem controlados com
VASCLIN (ácido acetilsalicílico e mononitrato de isossorbida) em mulheres grávidas.
Como não foi estabelecido sua utilização com segurança, VASCLIN (ácido acetilsalicílico e isossorbida) não deve ser utilizado durante a gravidez5, a não ser que os benefícios esperados para a paciente sejam maiores que os potenciais riscos para o feto40, à critério médico.
Uso durante a lactação41: Não se estudou a excreção dos componentes do VASCLIN
(ácido acetilsalicílico e mononitrato de isossorbida) no leite materno. Tendo em vista que algumas drogas são excretadas através desta via, o médico deverá decidir entre
interromper a amamentação42 ou suspender o tratamento com VASCLIN (ácido acetilsalicílico e mononitrato de isossorbida) considerando a relevância do medicamento
para a mãe e o risco potencial para a criança.

Interações Medicamentosas de Vasclin

Podem ocorrer interações com anti-hipertensivos, anticoagulantes43, valproato sódico,fenitoína, hipoglicemiantes orais44, metoclopramida, sulfonamidas, metotrexato, corticoester
óides, AINES, diuréticos45, probenecida e sildenafil.

Reações Adversas de Vasclin

Podem ocorrer ocasionalmente: hipotensão6, cefaléia7 e vasodilatação cutânea8 com eritema9,
sintomas10 que tendem a desaparecer no decorrer do tratamento.

Posologia de Vasclin

Tomar uma cápsula pela manhã ou a critério médico.

Superdosagem de Vasclin

Em caso de superdosagem sugere-se a rápida remoção do material ingerido por meio
de lavagem gástrica46. Na ocorrência de metemoglobinemia, administrar 1 a 2 mg/Kg
de azul de metileno a 1% por via intravenosa. Caso necessário, administrar oxigênio,
acelerar a excreção e monitorar o balanço hídro-eletrolítico, a temperatura e a atividade
respiratória.

Pacientes Idosos de Vasclin

O VASCLIN (ácido acetilsalicílico e mononitrato de isossorbida) poderá ser usado em pacientes acima de 65 anos de idade, desde que observadas às contra-indicações,
precauções, interações medicamentosas e reações adversas deste medicamento.

ESTE PRODUTO É UM NOVO MEDICAMENTO E EMBORA AS PESQUISAS
TENHAM INDICADO EFICÁCIA E SEGURANÇA, QUANDO CORRETAMENTE
INDICADO, PODEM OCORRER REAÇÕES ADVERSAS IMPREVIS
ÍVEIS, AINDA NÃO DESCRITAS OU CONHECIDAS. EM CASO DE
SUSPEITA DE REAÇÃO ADVERSA, O MÉDICO RESPONSÁVEL DEVE SER
NOTIFICADO.
VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
Data de fabricação, lote e validade: VIDE CARTUCHO
Reg. MS Nº 1.0033.0091
Farmacêutico Responsável:
Dr. Lupércio Calefe - CRF - SP nº 6933.

VASCLIN - Laboratório

LIBBS
Rua Raul Pompéia, 1103
São Paulo/SP - CEP: 05025-011
Tel: (11 3)676-0655
Fax: (11 )864-6150
Email: libbs@libbs.com.br
Site: http://www.libbs.com.br/
08000-135044

Ver outros medicamentos do laboratório "LIBBS"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Lactose: Tipo de glicídio que possui ligação glicosídica. É o açúcar encontrado no leite e seus derivados. A lactose é formada por dois carboidratos menores, chamados monossacarídeos, a glicose e a galactose, sendo, portanto, um dissacarídeo.
2 Angina: Inflamação dos elementos linfáticos da garganta (amígdalas, úvula). Também é um termo utilizado para se referir à sensação opressiva que decorre da isquemia (falta de oxigênio) do músculo cardíaco (angina do peito).
3 Peito: Parte superior do tronco entre o PESCOÇO e o ABDOME; contém os principais órgãos dos sistemas circulatório e respiratório. (Tradução livre do original
4 Isquemia: Insuficiência absoluta ou relativa de aporte sanguíneo a um ou vários tecidos. Suas manifestações dependem do tecido comprometido, sendo a mais frequente a isquemia cardíaca, capaz de produzir infartos, isquemia cerebral, produtora de acidentes vasculares cerebrais, etc.
5 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
6 Hipotensão: Pressão sanguínea baixa ou queda repentina na pressão sanguínea. A hipotensão pode ocorrer quando uma pessoa muda rapidamente de uma posição sentada ou deitada para a posição de pé, causando vertigem ou desmaio.
7 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
8 Cutânea: Que diz respeito à pele, à cútis.
9 Eritema: Vermelhidão da pele, difusa ou salpicada, que desaparece à pressão.
10 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
11 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
12 Metabólito: Qualquer composto intermediário das reações enzimáticas do metabolismo.
13 Vasos sangüíneos: Órgãos em forma de tubos que se ramificam por todo o organismo. Existem três tipos principais de vasos sangüíneos que são as artérias, veias e capilares.
14 Veias: Vasos sangüíneos que levam o sangue ao coração.
15 Arteríolas: As menores ramificações das artérias. Estão localizadas entre as artérias musculares e os capilares.
16 Pressão Diastólica: É a pressão mais baixa detectada no sistema arterial sistêmico, observada durante a fase de diástole do ciclo cardíaco. É também denominada de pressão mínima.
17 Vascular: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
18 Fígado: Órgão que transforma alimento em energia, remove álcool e toxinas do sangue e fabrica bile. A bile, produzida pelo fígado, é importante na digestão, especialmente das gorduras. Após secretada pelas células hepáticas ela é recolhida por canalículos progressivamente maiores que a levam para dois canais que se juntam na saída do fígado e a conduzem intermitentemente até o duodeno, que é a primeira porção do intestino delgado. Com esse canal biliar comum, chamado ducto hepático, comunica-se a vesícula biliar através de um canal sinuoso, chamado ducto cístico. Quando recebe esse canal de drenagem da vesícula biliar, o canal hepático comum muda de nome para colédoco. Este, ao entrar na parede do duodeno, tem um músculo circular, designado esfíncter de Oddi, que controla o seu esvaziamento para o intestino.
19 Metabólitos: Qualquer composto intermediário das reações enzimáticas do metabolismo.
20 Enzima: Proteína produzida pelo organismo que gera uma reação química. Por exemplo, as enzimas produzidas pelo intestino que ajudam no processo digestivo.
21 Plaquetas: Elemento do sangue (não é uma célula porque não apresenta núcleo) produzido na medula óssea, cuja principal função é participar da coagulação do sangue através da formação de conglomerados que tamponam o escape do sangue por uma lesão em um vaso sangüíneo.
22 Prostaglandina: É qualquer uma das várias moléculas estruturalmente relacionadas, lipossolúveis, derivadas do ácido araquidônico. Ela tem função reguladora de diversas vias metabólicas.
23 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
24 Infarto: Morte de um tecido por irrigação sangüínea insuficiente. O exemplo mais conhecido é o infarto do miocárdio, no qual se produz a obstrução das artérias coronárias com conseqüente lesão irreversível do músculo cardíaco.
25 Miocárdio: Tecido muscular do CORAÇÃO. Composto de células musculares estriadas e involuntárias (MIÓCITOS CARDÍACOS) conectadas, que formam a bomba contrátil geradora do fluxo sangüíneo. Sinônimos: Músculo Cardíaco; Músculo do Coração
26 Insuficiência Cardíaca: É uma condição na qual a quantidade de sangue bombeada pelo coração a cada minuto (débito cardíaco) é insuficiente para suprir as demandas normais de oxigênio e de nutrientes do organismo. Refere-se à diminuição da capacidade do coração suportar a carga de trabalho.
27 Insuficiência: Incapacidade de um órgão ou sistema para realizar adequadamente suas funções.Manifesta-se de diferentes formas segundo o órgão comprometido. Exemplos: insuficiência renal, hepática, cardíaca, respiratória.
28 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
29 Hemorragia: Saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
30 Cabeça:
31 Hipovolemia: Diminuição do volume de sangue secundário a hemorragias, desidratação ou seqüestro de sangue para um terceiro espaço (p. ex. peritônio).
32 Anemia: Condição na qual o número de células vermelhas do sangue está abaixo do considerado normal para a idade, resultando em menor oxigenação para as células do organismo.
33 Agudo: Descreve algo que acontece repentinamente e por curto período de tempo. O oposto de crônico.
34 Hemorrágicas: Relativo à hemorragia, ou seja, ao escoamento de sangue para fora dos vasos sanguíneos.
35 Úlcera péptica: Lesão na mucosa do esôfago, estômago ou duodeno. Também chamada de úlcera gástrica ou duodenal. Pode ser provocada por excesso de ácido clorídrico produzido pelo próprio estômago ou por medicamentos como antiinflamatórios ou aspirina. É uma doença infecciosa, causada pela bactéria Helicobacter pylori em quase 100% dos casos. Os principais sintomas são: dor, má digestão, enjôo, queimação (azia), sensação de estômago vazio.
36 Alergia: Reação inflamatória anormal, perante substâncias (alérgenos) que habitualmente não deveriam produzi-la. Entre estas substâncias encontram-se poeiras ambientais, medicamentos, alimentos etc.
37 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
38 Glaucoma: É quando há aumento da pressão intra-ocular e danos ao nervo óptico decorrentes desse aumento de pressão. Esses danos se expressam no exame de fundo de olho e por alterações no campo de visão.
39 Hipotireoidismo: Distúrbio caracterizado por uma diminuição da atividade ou concentração dos hormônios tireoidianos. Manifesta-se por engrossamento da voz, aumento de peso, diminuição da atividade, depressão.
40 Feto: Filhote por nascer de um mamífero vivíparo no período pós-embrionário, depois que as principais estruturas foram delineadas. Em humanos, do filhote por nascer vai do final da oitava semana após a CONCEPÇÃO até o NASCIMENTO, diferente do EMBRIÃO DE MAMÍFERO prematuro.
41 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
42 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
43 Anticoagulantes: Substâncias ou medicamentos que evitam a coagulação, especialmente do sangue.
44 Hipoglicemiantes orais: Medicamentos usados por via oral em pessoas com diabetes tipo 2 para manter os níves de glicose próximos ao normal. As classes de hipoglicemiantes são: inibidores da alfaglicosidase, biguanidas, derivados da fenilalanina, meglitinides, sulfoniluréias e thiazolidinediones.
45 Diuréticos: Grupo de fármacos que atuam no rim, aumentando o volume e o grau de diluição da urina. Eles depletam os níveis de água e cloreto de sódio sangüíneos. São usados no tratamento da hipertensão arterial, insuficiência renal, insuficiência cardiaca ou cirrose do fígado. Há dois tipos de diuréticos, os que atuam diretamente nos túbulos renais, modificando a sua atividade secretora e absorvente; e aqueles que modificam o conteúdo do filtrado glomerular, dificultando indiretamente a reabsorção da água e sal.
46 Lavagem gástrica: É a introdução, através de sonda nasogástrica, de líquido na cavidade gástrica, seguida de sua remoção.

Tem alguma dúvida sobre VASCLIN?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.