Preço de NovoSeven 240 em Houston/SP:

NovoSeven 240

NOVO NORDISK

Atualizado em 09/12/2014

NovoSeven 240

Eptacog alfa (ativado)
Fator Recombinante de Coagulação1 VIIa
Para injeção2 intravenosa

Forma Farmacêutica de Novoseven

liofilizado3 e diluente para solução injetável. Fator recombinante de coagulação1 VIIa, eptacog alfa (ativado), com 240 KUI/frasco (4,8 mg/frasco) e diluente com 8,5 ml.

Apresentação de Novoseven

A embalagem de NovoSeven contém:
1 frasco de vidro com pó para injeção2;
1 frasco de vidro com diluente (água para injeção2) para reconstituição;
1 agulha estéril para reconstituição (agulha de transferência);
1 seringa4 estéril descartável para reconstituição e administração;
1 dispositivo de infusão estéril;
2 toalhitas embebidas em álcool ("swab") para limpar os tampões de borracha e os frascos.

USO PEDIÁTRICO OU ADULTO

Composição de Novoseven

Ingrediente ativo
Eptacog alfa (ativado) (fator recombinante de coagulação1 VIIa).
Excipientes
Cloreto de sódio, cloreto de cálcio diidratado, glicilglicina, polissorbato 80, manitol, água para injeção2 Ph. Eur.
Potência do ingrediente ativo
O pó para solução injetável contém: 240 KUI/frasco, correspondendo a 4,8 mg/frasco.
O produto reconstituído contém: 30 KUI/ml, correspondendo a 0,6 mg/ml.
1 KUI é igual a 1000 UI (Unidade Internacional).

Informação ao Paciente de Novoseven

Ação esperada do medicamento
NovoSeven é um medicamento que age ativando o sistema de coagulação1 sangüínea, no local do sangramento, em pacientes com complicações hemorrágicas5 devido à formação de inibidores contra os fatores de coagulação1 VIII ou IX. 2
Cuidados para armazenamento
Antes da reconstituição: tanto o pó liofilizado3 quanto o diluente são estáveis, quando estocados entre 2ºC e 8ºC, no refrigerador. Não congelar para evitar danos ao frasco de diluente. Não expor o produto à luz solar direta.
Após reconstituição: uma vez reconstituída, a solução de NovoSeven é química e fisicamente estável por 24 horas, desde que mantida no refrigerador, entre 2ºC e 8ºC. Do ponto de vista microbiológico6, a solução reconstituída deve ser usada imediatamente. Caso não seja usada de imediato, as condições de conservação e o prazo de armazenamento ficam sob responsabilidade do usuário, não devendo exceder 24 horas. Não armazenar NovoSeven reconstituído em seringas plásticas.
Prazo de validade
O prazo de validade deste produto é de 36 meses. Nunca use qualquer medicamento com o prazo de validade vencido. O prazo de validade do produto está impresso no rótulo e na embalagem.
Gravidez7 e lactação8
Informe a seu médico a ocorrência de gravidez7 na vigência do tratamento ou após o seu término. Informe ao médico se estiver amamentando. NovoSeven só deverá ser utilizado durante a gravidez7 quando absolutamente necessário. Se você estiver amamentando, seu médico poderá recomendar-lhe que suspenda o tratamento com NovoSeven, ou que pare de amamentar.
Cuidados de administração
Siga a orientação do seu médico, respeitando os horários, as doses e a duração do tratamento. Somente o médico pode alterar a dosagem. A administração do produto deve ser feita em hospital, em caso de sangramento grave ou cirurgia. No caso de episódios de sangramento leve a moderado, o produto poderá ser aplicado em casa, desde que sob a supervisão de um centro ou de um médico especializado no tratamento da hemofilia9. Se você esquecer de tomar uma dose, ou descontinuar o tratamento repentinamente, avise seu médico. Após reconstituição, o medicamento deve ser injetado intravenosamente, durante 2 a 5 minutos (injeção2 bolus10). Não utilizar a solução reconstituída se ela não estiver transparente e incolor. NovoSeven não deve ser misturado com soluções para infusão e nem ser administrado através de gotejamento.
Orientações sobre reconstituição
Usar sempre técnica asséptica (por exemplo, lavar as mãos11 antes do uso, etc).
1. Levar NovoSeven (pó) e água para injeção2 (diluente) até a temperatura ambiente (mas não acima de 37ºC), por exemplo segurando o produto entre as mãos11.
2. Remover as tampas plásticas protetoras dos frascos de pó e de diluente, de modo a expor a porção central do tampão de borracha. Não usar os frascos se as tampas plásticas estiverem soltas ou ausentes.
3. Limpar os tampões de borracha com as toalhitas embebidas em álcool e deixar secar antes do uso.
4. Retirar a agulha de transferência da embalagem. Retirar a seringa4 da embalagem. Remover a cobertura de proteção da agulha de transferência e adaptá-la à seringa4. Remover a parte restante da cobertura da agulha.
5. Puxar o êmbolo12 (até o mesmo volume do frasco de diluente) para introduzir ar dentro da seringa4. 3
6. Inserir a agulha de transferência através do tampão de borracha do frasco de diluente, na altura do centro deste, injetando ar dentro do frasco. Manter o frasco invertido e, então, aspirar o conteúdo total do frasco para dentro da seringa4 (cc=ml).
7. Injetar o diluente da seringa4 para dentro do frasco contendo o pó através do centro do tampão de borracha (o frasco de pó não contém vácuo).
8. Agitar suavemente até que todo o material se dissolva.
Administração
1. Puxar o êmbolo12 até o mesmo volume que vai ser injetado, para admitir ar dentro da seringa4.
2. Inserir a agulha de transferência no frasco contendo NovoSeven reconstituído.
3. Injetar ar no frasco e então aspirar NovoSeven reconstituído para dentro da seringa4.
4. Remover e descartar a agulha de transferência.
5. Retirar o dispositivo de infusão contido na embalagem do produto. Conectar o dispositivo de infusão à seringa4. Remover a cobertura da agulha e administrar intravenosamente, por um período de 2 - 5 minutos.
6. Descartar a seringa4 e o dispositivo de infusão.
Descartar as agulhas usadas de forma segura.
Interrupção do tratamento
Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
Reações adversas
Informe ao seu médico o aparecimento de reações desagradáveis. Reações adversas sérias são raramente observadas com o uso de NovoSeven, mas no caso de acontecer qualquer alteração não usual, o médico deve ser comunicado. Em raras ocasiões, reações do tipo erupção13, coceira, febre14, vômito15, dor de cabeça16, dor ou alterações na pressão sangüínea17 podem ocorrer.
TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.
Contra-indicações e precauções
Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento.
Você não deve utilizar NovoSeven se for alérgico a qualquer componente da formulação, bem como se apresentar hipersensibilidade a proteínas18 de rato, hamster ou boi.
Antes da administração deste produto, informe a seu médico sobre outros medicamentos em uso. Informe também se você tiver acabado de sofrer uma cirurgia; ou sofrer de doença grave; ou sofrer de complicações trombóticas19 ou doença aterosclerótica avançada; ou sofrer de intoxicação sangüínea.
Em caso de sangramento grave, o produto deve ser administrado em hospital.
Em episódios de sangramento de intensidade leve a moderada, o produto pode ser administrado em casa, desde que sob a supervisão de um centro ou de um médico especializado no tratamento da hemofilia9. O tratamento doméstico não pode se prolongar por mais de 24 horas. Se a hemorragia20 não for controlada dentro desse intervalo de tempo, você deverá ser hospitalizado.
NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SAÚDE21.

Informação Técnica de Novoseven

Características de Novoseven

NovoSeven contém fator recombinante de coagulação1 VIIa (FVIIa), obtido por tecnologia de DNA recombinante. O fator recombinante de coagulação1 VIIa presente em NovoSeven é estruturalmente muito similar ao fator VII ativado humano derivado do plasma22. O mecanismo de ação do FVIIa na indução da hemostase inclui uma ativação direta do FX para FXa quando, então, inicia-se a conversão de protrombina23 em trombina24, levando à formação de conexão hemostática pela conversão de fibrinogênio25 em fibrina26. Adicionalmente, FVIIa ativa FIX em FIXa.

Indicações Terapêuticas de Novoseven

Tratamento de grave sangramento;
Prevenção de sangramento excessivo associado com cirurgia;
Tratamento doméstico precoce de sangramentos de intensidade leve a moderada;
em pacientes com hemofilia9 hereditária ou adquirida que possuem inibidores aos fatores de coagulação1 VIII ou IX.

Contra-Indicações de Novoseven

Reconhecida hipersensibilidade à proteína de ratos, hamsters ou boi pode ser uma contra-indicação ao uso de NovoSeven. Precauções e advertências
Em condições patológicas nas quais o fator tissular27 possa estar expresso mais amplamente do que o considerado normal, por exemplo, em condições como doença aterosclerótica, doença grave, ou septicemia28, pode haver um risco potencial de desenvolvimento de eventos trombóticos29 ou indução de coagulação1 intravascular30 disseminada em associação com o tratamento com NovoSeven.
Pacientes em tais condições, sob tratamento com NovoSeven, devem permanecer sob estrita observação quanto a sinais31 e sintomas32 da ativação inadequada do sistema de coagulação1 ou trombose33.
Como o fator recombinante de coagulação1 VIIa presente em NovoSeven contém traços de IgG de camundongo, de IgG bovina e outras proteínas18 residuais de cultura, existe a possibilidade remota de que o paciente tratado com esse produto possa desenvolver hipersensibilidade a essas proteínas18.
Em caso de sangramento grave, o produto deve ser administrado em hospitais, preferencialmente especializados no tratamento de pacientes hemofílicos com inibidores dos fatores de coagulação1 VIII ou IX, ou se não for possível, em estreita colaboração com um médico especializado no tratamento da hemofilia9.
Em caso de episódios de sangramento leve a moderado, o produto pode ser administrado em casa, contudo, somente sob estreita supervisão de um centro de tratamento de hemofilia9 ao qual o paciente esteja ligado.
A duração do tratamento doméstico não deve exceder 24 horas. Se o sangramento não for controlado, a hospitalização será obrigatória.
Gravidez7 e lactação8
Estudos de reprodução34 em animais revelaram que a administração intravenosa de NovoSeven a ratos machos e fêmeas, em doses de até 150 KUI (3,0 mg)/kg de peso corpóreo/dia, não afetou a capacidade reprodutiva, a fertilidade, ou a ninhada. Não se sabe se NovoSeven pode 5
causar dano fetal quando administrado a uma mulher grávida, ou se pode afetar sua capacidade reprodutiva. Portanto, NovoSeven só deve ser administrado durante a gravidez7 quando claramente indicado.
Não se sabe se a droga é excretada no leite materno. A administração de NovoSeven durante a lactação8 deve ser feita com cautela.

Interações Medicamentosas de Novoseven

Antes de administrar este medicamento, o médico deve ser informado com relação a qualquer medicamento que o paciente esteja usando.
O risco de uma potencial interação entre NovoSeven e concentrados de fator de coagulação1 é desconhecido. O uso simultâneo de concentrados complexos de protrombina23, ativados ou não, deve ser evitado.
Tem sido relatado que o uso de agentes antifibrinolíticos35 provoca a redução da pressão sangüínea17 durante cirurgias em pacientes hemofílicos, especialmente em regiões ricas em atividade fibrinolítica, como por exemplo, na cavidade oral36. Experiências preliminares indicam que o uso concomitante de terapêutica37 antifibrinolítica em cirurgias de pequeno e grande porte é clinicamente seguro.

Reações Adversas de Novoseven

Reações adversas sérias são raramente observadas com o uso de NovoSeven, mas no caso de acontecer qualquer alteração não usual, o médico deve ser comunicado. Durante estudos clínicos com pacientes portadores de hemofilia9 A e B, envolvendo 1.939 tratamentos, a freqüência de eventos adversos graves relacionados com a droga foi de 1% e a a freqüência de eventos adversos não graves relacionados com a droga foi de 8%. Quando analisados por sistema corpóreo, a maioria dos eventos adversos relacionados com a droga ocorreu com uma freqüência ? 1%, com exceção de: sistema de coagulação1, sangramento e plaquetas38 (3%); sistema musculoesquelético e pele39 (2%); corpo como um todo (2%).
As reações adversas relacionadas com a droga mais freqüentemente observadas foram: dor, febre14, dor de cabeça16, vômito15, alterações da pressão sangüínea17 e reações de hipersensibilidade da pele39.
Alterações da coagulação1 incluindo diminuição da contagem de plaquetas38, diminuição do fibrinogênio25 e presença de produtos de degradação de fibrina26 (FDP) e Dímero-D, bem como eventos trombóticos29 incluindo infarto do miocárdio40 têm sido relatados.

Posologia de Novoseven

Após reconstituição, o medicamento deve ser injetado intravenosamente durante 2-5 minutos (injeção2 bolus10). O médico definirá a dosagem e duração do tratamento. A omissão de dose ou a repentina suspensão do tratamento devem ser avaliadas pelo médico.

Faixa de dosagem
Recomenda-se uma dose inicial de 4,5 KUI (90 µg) por kg de peso corpóreo, em injeção2 em bolus10, por via intravenosa.
A faixa de dose varia de 3 a 6 KUI (60 - 120 µg) por kg de peso corpóreo por injeção2 em dose única, após a dose inicial, dependendo do tipo e gravidade da hemorragia20 ou cirurgia a ser realizada. 6
Intervalo de dose
Inicialmente 2 - 3 horas até se obter a hemostasia41 e até que a melhora clínica seja observada.
Sendo necessária a continuidade da terapia, o intervalo de dose pode ser aumentado sucessivamente para cada 4, 6, 8 ou 12 horas, durante o período de tratamento que o médico julgar necessário.
Episódios de sangramento de intensidade leve a moderada
O tratamento doméstico precoce com uma dose de 4,5 KUI (90 µg) por kg de peso corpóreo tem se mostrado eficaz para tratar sangramentos mucocutâneos, musculares ou das articulações42, leves ou moderados. Em geral são necessárias uma a três doses administradas a intervalos de 3 horas para se obter a hemostasia41 e uma dose adicional para se manter a hemostasia41. A duração do tratamento doméstico não deve exceder 24 horas.
Sangramentos graves
Recomenda-se uma dose inicial de 4,5 KUI (90 µg) por kg de peso corpóreo, a ser administrada a caminho do hospital. As doses subseqüentes variam de acordo com o tipo e gravidade da hemorragia20. A freqüência de administração deve ser, inicialmente, a cada duas horas, até que a melhora clínica seja observada. Com a continuidade do tratamento, o intervalo de dose pode ser aumentado para a cada 3 horas, por um ou dois dias. Em seguida, o intervalo de dose pode ser aumentado sucessivamente para a cada 4, 6, 8 ou 12 horas, durante o período de tempo que o médico julgar necessário. Um sangramento de intensidade grave pode ser tratado durante 2 a 3 semanas, podendo se estender quando clinicamente necessário.
Cirurgias
Recomenda-se uma dose inicial de 4,5 KUI (90 µg) por kg de peso corpóreo, a ser administrada imediatamente antes do procedimento cirúrgico. A dose deve ser repetida após 2 horas e, em seguida, a intervalos de 2 a 3 horas, durante as primeiras 24 - 48 horas, dependendo da cirurgia realizada e do quadro clínico do paciente. Em cirurgias de grande porte, as doses devem ser mantidas a intervalos de 2 a 4 horas, durante 6 a 7 dias. O intervalo de dosagem pode ser aumentado para 6 - 8 horas, por mais 2 semanas. Pacientes submetidos a cirurgias de grande porte podem ser tratados por até 2 a 3 semanas, até a melhora clínica.
A experiência com NovoSeven em pacientes com inibidores ao Fator IX ou com anticorpos43 adquiridos contra o Fator VIII refere-se apenas a cirurgias de pequeno porte.

Superdose de Novoseven

Não foram registradas complicações trombóticas19 decorrentes de superdose em humanos, mesmo após a administração acidental de 40 KUI (800 µg)/kg de peso. Em caso de superdose, o médico deve ser imediatamente informado.
ESTE PRODUTO É UM NOVO MEDICAMENTO E EMBORA AS PESQUISAS REALIZADAS TENHAM INDICADO EFICÁCIA E SEGURANÇA QUANDO CORRETAMENTE INDICADO, PODEM OCORRER REAÇÕES ADVERSAS IMPREVISÍVEIS AINDA NÃO DESCRITAS OU CONHECIDAS. EM CASO DE SUSPEITA DE REAÇÃO ADVERSA, O MÉDICO RESPONSÁVEL DEVE SER NOTIFICADO.

Reg. MS: 1.1766.0012 7
Farm. Resp.: Márcia R. Alexandre - CRF-PR 10880
Distribuído por:
Novo Nordisk Farmacêutica do Brasil Ltda
Rua Prof. Francisco Ribeiro, 683 - CEP: 83707-660
Araucária - PR
C.N.P.J.: 82.277.955/0001-55
DISK NOVO NORDISK 0800 144488
Fabricado por:
Novo Nordisk A/S
DK-2880 Bagsvaerd, Dinamarca
Venda sob prescrição médica.
Para data de expiração44, fabricação e número de lote: vide embalagem e rótulo.
NovoSeven   é marca registrada de propriedade de Novo Nordisk A/S.

NovoSeven 240 - Laboratório

NOVO NORDISK
Av. Francisco Matarazzo, 1500. 13º andar. Ed. New York. Bairro Água Branca.
São Paulo/SP - CEP: 05001-100
Tel: (11) 3868.9100
Fax: (11) 3868.9111
Site: http://www.novonordisk.com.br
SAC-SIC (Serviço de Atendimento ao Cliente e Serviço de Informações Científicas): 0800 14 44 88

Novo Nordisk Farmacêutica do Brasil Ltda.
Endereço: Av. Francisco Matarazzo, 1500 - 13º andar - Ed. New York
Bairro Água Branca
São Paulo - SP
CEP: 05001-100
Tel: (11) 3868.9100 Fax: (11) 3868.9111
Website: www.novonordisk.com.br

Novo Nordisk Produção Farmacêutica do Brasil Ltda.
Endereço: Av. C 1413 - Distrito Industrial
Montes Claros - Minas Gerais
CEP: 39.404-004
Tel: (38) 3229.6200
Fax: (38) 3229.625

Matriz
Endereço: Novo Nordisk A/S, Novo Allé,
2880 Bagsvaerd, Dinamarca
Telefone: +45 4444.8888
Fax: +45 4449.0555
Telex: 37173
Website: www.novonordisk.com

Ver outros medicamentos do laboratório "NOVO NORDISK"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Coagulação: Ato ou efeito de coagular(-se), passando do estado líquido ao sólido.
2 Injeção: Infiltração de medicação ou nutrientes líquidos no corpo através de uma agulha e seringa.
3 Liofilizado: Submetido à liofilização, que é a desidratação de substâncias realizada em baixas temperaturas, usada especialmente na conservação de alimentos, em medicamentos, etc.
4 Seringa: Dispositivo usado para injetar medicações ou outros líquidos nos tecidos do corpo. A seringa de insulina é formada por um tubo plástico com um êmbolo e uma agulha pequena na ponta.
5 Hemorrágicas: Relativo à hemorragia, ou seja, ao escoamento de sangue para fora dos vasos sanguíneos.
6 Microbiológico: Referente à microbiologia, ou seja, à especialidade biomédica que estuda os microrganismos patogênicos, responsáveis pelas doenças infecciosas, englobando a bacteriologia (bactérias), virologia (vírus) e micologia (fungos).
7 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
8 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
9 Hemofilia: Doença transmitida de forma hereditária na qual existe uma menor produção de fatores de coagulação. Como conseqüência são produzidos sangramentos por traumatismos mínimos, sobretudo em articulações (hemartrose). Sua gravidade depende da concentração de fatores de coagulação no sangue.
10 Bolus: Uma quantidade extra de insulina usada para reduzir um aumento inesperado da glicemia, freqüentemente relacionada a uma refeição rápida.
11 Mãos: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
12 Êmbolo: 1. Cilindro ou disco que se move em vaivém no interior de seringas, bombas, etc. 2. Na engenharia mecânica, é um cilindro metálico deslizante que recebe um movimento de vaivém no interior de um cilindro de motor de combustão interna. 3. Em artes gráficas, é uma haste de ferro com um cilindro, articulada para comprimir e lançar o chumbo ao molde. 4. Em patologia, é um coágulo ou outro tampão trazido pela corrente sanguínea a partir de um vaso distante, que obstrui a circulação ao ser forçado contra um vaso menor. 5. Na anatomia zoológica, nas aranhas, é um prolongamento delgado no ápice do aparelho copulador masculino.
13 Erupção: 1. Ato, processo ou efeito de irromper. 2. Aumento rápido do brilho de uma estrela ou de pequena região da atmosfera solar. 3. Aparecimento de lesões de natureza inflamatória ou infecciosa, geralmente múltiplas, na pele e mucosas, provocadas por vírus, bactérias, intoxicações, etc. 4. Emissão de materiais magmáticos por um vulcão (lava, cinzas etc.).
14 Febre: É a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitos como valores de referência indicativos de febre: temperatura axilar ou oral acima de 37,5°C e temperatura retal acima de 38°C. A febre é uma reação do corpo contra patógenos.
15 Vômito: É a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Pode ser classificado como: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
16 Cabeça:
17 Pressão sangüínea: Força exercida pelo sangue arterial por unidade de área da parede arterial. É expressa como uma razão (Exemplo: 120/80, lê-se 120 por 80). O primeiro número é a pressão sistólica ou pressão máxima. E o segundo número é a presão diastólica ou mínima.
18 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
19 Trombóticas: Relativo à trombose, ou seja, à formação ou desenvolvimento de um trombo (coágulo).
20 Hemorragia: Saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
21 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
22 Plasma: Parte que resta do SANGUE, depois que as CÉLULAS SANGÜÍNEAS são removidas por CENTRIFUGAÇÃO (sem COAGULAÇÃO SANGÜÍNEA prévia).
23 Protrombina: Proteína plasmática inativa, é a precursora da trombina e essencial para a coagulação sanguínea.
24 Trombina: Enzima presente no plasma. Ela catalisa a conversão do fibrinogênio em fibrina, participando do processo de coagulação sanguínea.
25 Fibrinogênio: Proteína plasmática precursora da fibrina (que dá origem à fibrina) e que participa da coagulação sanguínea.
26 Fibrina: Proteína formada no plasma a partir da ação da trombina sobre o fibrinogênio. Ela é o principal componente dos coágulos sanguíneos.
27 Tissular: Relativo a tecido orgânico.
28 Septicemia: Septicemia ou sepse é uma infecção generalizada grave que ocorre devido à presença de micro-organismos patogênicos e suas toxinas na corrente sanguínea. Geralmente ela ocorre a partir de outra infecção já existente.
29 Trombóticos: Relativo à trombose, ou seja, à formação ou desenvolvimento de um trombo (coágulo).
30 Intravascular: Relativo ao interior dos vasos sanguíneos e linfáticos, ou que ali se situa ou ocorre.
31 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
32 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
33 Trombose: Formação de trombos no interior de um vaso sanguíneo. Pode ser venosa ou arterial e produz diferentes sintomas segundo os territórios afetados. A trombose de uma artéria coronariana pode produzir um infarto do miocárdio.
34 Reprodução: 1. Função pela qual se perpetua a espécie dos seres vivos. 2. Ato ou efeito de reproduzir (-se). 3. Imitação de quadro, fotografia, gravura, etc.
35 Antifibrinolíticos: Medicamentos utilizados como inibidores da fibrinólise para reduzir os sangramentos.
36 Cavidade Oral: Cavidade oral ovalada (localizada no ápice do trato digestivo) composta de duas partes
37 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
38 Plaquetas: Elemento do sangue (não é uma célula porque não apresenta núcleo) produzido na medula óssea, cuja principal função é participar da coagulação do sangue através da formação de conglomerados que tamponam o escape do sangue por uma lesão em um vaso sangüíneo.
39 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
40 Infarto do miocárdio: Interrupção do suprimento sangüíneo para o coração por estreitamento dos vasos ou bloqueio do fluxo. Também conhecido por ataque cardíaco.
41 Hemostasia: Ação ou efeito de estancar uma hemorragia; mesmo que hemóstase.
42 Articulações:
43 Anticorpos: Proteínas produzidas pelo organismo para se proteger de substâncias estranhas como bactérias ou vírus. As pessoas que têm diabetes tipo 1 produzem anticorpos que destroem as células beta produtoras de insulina do próprio organismo.
44 Expiração: 1. Ato ou efeito de expirar. 2. Expulsão, pelas vias respiratórias, do ar dos pulmões. 3. Fim ou termo de prazo estipulado ou convencionado.
Artigos relacionados

Tem alguma dúvida sobre NovoSeven 240?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.